Segunda-feira, 1 de Abril de 2019

REJEITADO O VOTO DE CONGRATULAÇÃO DO PAN PELO FIM DA PRÁTICA BÁRBARA ESPANHOLA DO “TORO DE LA VEGA”

 

Fiquei completamente PERPLEXA! Porque o torneio do “Toro de la Vega” era uma prática absolutamente crudelíssima, indigna da mais vil de todas as criaturas, quanto mais de seres que são designados como seres humanos.

 

«Era um voto simples: de congratulação ao Estado Espanhol pelo fim da tortura de animais no torneio do Toro de la Vega. Mas o CDS-PP e o PCP votaram contra e o PS e PSD abstiveram-se. Resultado: REJEITADO. (Considera o PAN).

 

Que grandes trogloditas, para recusarem este voto! (Considero eu).

 

55441152_2129051317181344_3339251942093225984_n.jp

 

«Poderemos presumir, então, que estes partidos continuam a validar a violência?

 

Nesta celebração, os touros eram perseguidos até às margens do Rio Douro, recebendo golpes violentos de lanças pontiagudas até à sua morte em público, provocada pelos ferimentos infligidos durante longas horas!

 

Em Maio de 2016, a Junta de Castela e Leão tinha aprovado um Decreto de Lei no qual se proibia a celebração do Toro de la Vega nestes termos, não permitindo nem os golpes desferidos com as lanças nem a morte dos animais neste ou noutros eventos semelhantes, documento validado pelo Tribunal Superior de Justiça desta Comunidade Autónoma. Respondendo a um recurso interposto pela Cidade de Tordesilhas contra a decisão, o Supremo Tribunal espanhol validou finalmente o Decreto de Lei em questão, apresentando a seguinte fundamentação: "a tradição não é um argumento para justificar a persistência de certos ritos que a actual sensibilidade social pode rejeitar. (...) Não é necessário citar aqui tradições de tempos passados cuja admissão agora é impensável".

 

Esta resolução e a sua fundamentação vêm não só confirmar o posicionamento dominante de cidadãos e Organizações Não Governamentais que, seguindo o princípio da evolução civilizacional em curso, reivindicam que a tradição não pode mais justificar práticas de violência.

 

Mas o Parlamento deve continuar a achar que a Península Ibérica está bem assim. Não entendemos. Até quanto?

 

Consulta do voto completo aqui: http://bit.ly/2HNhldI

 

Fonte:

https://www.facebook.com/PANaveiro/photos/a.873331856086636/2129051310514678/?type=3&theater

***

Não, não entendemos. Ninguém, no seu juízo perfeito, entende.

 

E sim, podemos concluir que o CDS/PP, o PCP, o PS e o PSD continuam a validar a violência. Em nome de quê, é algo que ultrapassa a racionalidade humana.

 

Meus amigos, votar nestes partidos é votar na BRUTALIDADE.

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:09

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 26 de Março de 2019

ADEUS AO TORO DE LA VEGA EM TORDESILHAS

Na passada semana, tive de me deslocar a Castilla y León (Espanha) a trabalho, e de passagem por Tordesilhas, resolvi visitar a localidade, para confirmar (ou não) a ideia horrorosa que eu tinha daquele lugar, onde Touros são (eram) torturados barbaramente.

 

A realidade ultrapassou as minhas mais péssimas expectativas.

 

Ao percorrer aquelas ruas por onde os desventurados Touros são (eram) massacrados, fui ter a uma praça antiga e logo deparei com o cartaz que se vê na imagem, que me impressionou pela negativa, porque o direito dos trogloditas acaba quando começa o direito dos outros seres.

 

Tordesilhas, aliás, como todas as localidades em que estas práticas primitivas se mantêm, é uma terra suja, com um património antigo (talvez do tempo do Tratado de Tordesilhas, ali assinado, e que dividiu o mundo entre Portugal e Espanha) completamente ao abandono, e em nada do que vi havia beleza.

 

Tordesilhas.png

 

Qual não foi o meu espanto, quando, chegada a Portugal, no meu e-mail tenho uma mensagem da AnimaNaturalis, uma organização internacional de Direitos dos Animais sem fins lucrativos, cuja missão é estabelecer, promover e proteger os direitos de todos os animais na Espanha e na América Latina, e com a qual colaboro, a dar-me a boa notícia de que o Supremo Tribunal rejeitou o último recurso do Município de Tordesilhas para que se continuasse a torturar os Touros.

 

«Adeus ao Toro de la Vega».

 

O acórdão do Supremo Tribunal de Justiça confirmou a legalidade do decreto da Junta de Castilla y León que, em 2016, proibiu a tortura e morte de Touros, em público, com lanças. Algo extremamente cruel e bárbaro.

 

TORO DE VEGA.jpg

Acabaram-se todos os recursos, para que esta barbaridade possa regressar às ruas de Tordesilhas.

 

Acabou-se o Toro de la Vega. Pode ser que agora Tordesilhas possa civilizar-se e tornar-se num belo minicípio.

 

Acabou-se a monstruosidade e a estupidez que se vê neste vídeo:

 

 

Fonte:

https://www.animanaturalis.org/n/45127/adios-al-toro-de-la-vega?utm_source=Boletin_informativo_marzo&utm_medium=email&utm_campaign=boletin_marzo&utm_content=toro_vegas

 

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:51

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 13 de Setembro de 2016

«TORDESILHAS CONTINUA A SER A CAPITAL DO ÓDIO CONTRA OS ANIMAIS»

 

HOJE EM TORDESILHAS TROCOU-SE O “TORO DE LA VEGA” PELO “TORO DE LA PEÑA

 

Para festejar Nossa Senhora da Penha…

 

A crueldade é como uma segunda pele. Quem nasce com ela, morrerá com ela, a menos que seja despelado em vida.

Em Tordesilhas, infelizmente, os que nasceram perversos, ainda não foram despelados...

 

TORO DE LA PEÑA.jpg

Pelado – o Touro (na imagem) que esta manhã, em Tordesilhas, foi perseguido pelas ruas, durante hora e meia, por uma multidão de doidos, ficou exausto e foi abatido por um dardo sedante e permanece encerrado numa gaiola, até que seja conduzido ao matadouro.

Por uma iniciativa da CapitalAnimal e o Hogar Pro Vengan foi proposto ao alcaide de Tordesilhas que em vez de se matar o touro, que este seja enviado para um santuário.

Assinem a petição, por favor:

https://www.change.org/p/sanchezcastejon-expulsa-del-psoe-al-alcalde-de-tordesillas-por-no-suprimir-el-toro-de-la-vega/u/17844362?tk=841KvLaC_kN3QiPHXbOQjwdu3-G8E-c2qN8CzFnJeAQ&utm_source=petition_update&utm_medium=email

 

AIDA.jpgMensagem de Aïda Gascón Bosch Directora en España | AnimaNaturalis Internacional www.AnimaNaturalis.org

 

«Tordesilhas converteu-se numa dessas palavras carregadas de violência, agressão e crueldade. Ao escutá-la, vemos os rostos alienados de aficionados transportando longas lanças e ideias curtas.

 

Encontramos o olhar dos Touros Rompesuelas, Volante e Afligido.

 

Temos estado do lado da compaixão contra a ignorância, do amor contra as “tradições” mais desprezíveis.

 

Temos lutado juntos nesta batalha de Tordesilhas.

 

Desde os que enchemos autocarros, para mostrar que somos milhares, aos que povoam as redes sociais, aos que pressionam os políticos e aqueles que põem em causa a sua integridade física.

 

Ganhamos esta batalha. Já não se perfuram os Touros com lanças… mas somos testemunhas do que hoje sofreu o Touro Pelado.

 

Damo-nos conta de que a violência ainda não terminou.

 

Tordesilhas continua a ser a capital do ódio contra os animais.

 

Ganhámos a batalha de Tordesilhas, mas a luta pelo bem-estar animal não está terminada.

 

Ainda temos centenas de largadas de touros, touros embolados, Medinacelli, encierros (confinamentos), San Isidro, corridas de touros, Pamplona, bezerradas, todos ao mar, amarrados, e um extenso etc.

 

A AnimaNaturalis festeja cada êxito, mas antes que os copos repousem na mesa, já estamos a pensar no passo seguinte… na batalha seguinte.

 

Ajuda-nos a ganhar mais batalhas. Sê parte da nossa luta contra tantos abusos. Assina a nossa campanha contra as corridas de touros em Pamplona, para pôr fim aos correbous (os touros de fogo), para abolir a tauromaquia nas Ilhas Baleares, para continuar o nosso trabalho dia e noite, para que possamos mudar o mundo para os animais.

 

Caminhemos unidos até à vitória seguinte!»

 

Aïda Gascón Bosch Directora en España | AnimaNaturalis Internacional www.AnimaNaturalis.org

 

 

ASSINATURA.png

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:00

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 30 de Junho de 2016

VITÓRIA! BANIDO O “TORO DE LA VEGA” EM TORDESILHAS

 

Orgulho-me de ter contribuído para o fim da tortura de Touros perfurados com lanças até à morte, nas ruas de Tordesilhas, uma prática extremamente bárbara e cruel agora abolida da face da Terra.

 

Mais uma grandiosa vitória… em Espanha…

 

TORO DE LA VEGA.jpg

 

O Partido Animalista PACMA trabalhou durante 11 anos pelo fim do “Toro de la Vega”, com o apoio da sociedade espanhola e de muitos outros animalistas estrangeiros, nos quais me incluo.

 

Graças a milhares de pessoas que apoiaram a campanha do PACMA, hoje podemos dizer que o “Toro de la Vega” faz parte de um passado tenebroso, que atirava Tordesilhas para um tempo mais antigo do que o pré-histórico.

 

O Partido pelos Direitos Animais (PACMA) comemorou esta vitória dois dias depois de ter alcançado o seu maior número de votos na história das eleições gerais de Espanha (285 mil).

 

«Não vamos retroceder agora. A Espanha precisa de continuar a lutar para fazer parte da Europa verdadeiramente civilizada, onde os animais não humanos não são torturados e mortos para divertimento», afirmou Luis Víctor Moreno, vice-presidente do PACMA.

 

Os defensores desta prática brutal justificavam-na por se realizar “há mais de 500 anos”, utilizando o argumento da tradição para ocultar a crueldade destas práticas.

 

O Toro de la Vega tinha início com um Touro a correr assustado pelas ruas da cidade, sendo perseguido por trogloditas. Assim que o animal saía da cidade, os trogloditas, munidos de lanças compridas, atacavam e perfuravam o animal até a morte.

 

E tinham a ousadia de chamar a isto “divertimento cultural”.

 

 O PACMA, que tem contribuído para o fim de muitas destas atrocidades em Espanha, continuará a sua luta até acabar com todas as outras práticas pré-históricas de tortura animal, incluindo as abomináveis touradas.

 

E eu estarei ao lado do PACMA.

 

Pudéssemos nós, em Portugal, darmos passos tão significativos como este, em direcção à abolição destas práticas antiquadas, que só dizem da demência de quem as pratica, aplaude, promove e legisla.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:22

link do post | Comentar | Ver comentários (9) | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 18 de Setembro de 2015

TORDESILHAS UM LUGAR ONDE HABITAM MONSTROS

 

ESTA É A ESPANHA MEDIEVAL ENVOLTA EM TREVAS

 

Tordesilhas – o "Toro de la Vega" é a realidade cruenta do povoado de uma Espanha medieval subjugada à violência taurina

E esta escabrosa crueldade está declarada como sendo de “interesse público” pelo Ministério da Indústria espanhol!

Quanta ignomínia!

 

 

ROMPESUELAS.jpg

Belo Touro, a tua cruel morte não terá sido em vão.

Continuaremos a lutar para que se extingam estas trevas que não deixam ver a luz da racionalidade humana.

 

 

****

O “GATO DE LA VEGA”

 

12032159_10154282923784358_5881786498438409391_n G

 Esta é a foto do “Gato de la Vega”, que deve ser difundida para que o mundo saiba da crueldade do "povo" de Tordesilhas

 

Mas Tordesilhas não é apenas o “Toro de la Vega”, um ritual bárbaro, onde, durante horas, monstros trespassam um Touro com enormes lanças até à morte.

 

Para os habitantes de Tordesilhas que gozam com o sofrimento dos animais, existe a versão infantil do “Toro de la Vega”: o "Gato de la Vega", assim, tal qual, realizado à semelhança do Touro, com a diferença de que este é protagonizado por crianças, que têm a função de perfurar o gato até que este morra.

 

Graças a uma investigação animalista, sabe-se que enquanto se despedaça um Touro, os adultos incitam crianças a torturar um gato, uma vez que não podem participar na insanidade dos monstros maiores.

 

Não há palavras para definir um "povo" assim…

 

E toda esta desumanidade e demência ocorrem em Tordesilhas, um lugar onde vivem aberrações da natureza em forma de gente, que envergonham toda a Humanidade e especialmente a medieval e triste Espanha…

 

Fonte

 http://www.3djuegos.com/comunidad-foros/tema/39364729/0/ojito-el-gato-de-la-vega/

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:57

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 12 de Setembro de 2014

ESPEREMOS QUE EM BRUXELAS O PARLAMENTO LEVE EM CONTA O QUE EM PORTUGAL OS DEPUTADOS PORTUGUESES DESPREZAM

 

Foram entregues no Parlamento Europeu as assinaturas de 70.000 pessoas que pugnam pelos Direitos dos Animais Não Humanos, apoiando a campanha “Rompe una Lanza» pelo fim do “Toro de la Vega”, uma das mais cruéis e inconcebíveis modalidades tauromáquicas de Espanha

 

 

 

 

«O Partido Animalista PACMA apresentou ontem no Parlamento Europeu a sua campanha contra o “Toro de la Vega”, juntamente com o eurodeputado Stefan Eck, do Partido do Meio Ambiente e Bem-Estar Animal alemão, e a eurodeputada holandesa Anja Hazekamp, do Partido Pelos Animais, os quais mostraram a sua total rejeição por esta celebração macabra.

 

No passado mês de Junho, a Comissão das Petições do Parlamento Europeu aceitou formalmente uma denúncia do PACMA, que foi enviada à Comissão Europeia para uma investigação preliminar.

 

Queremos agradecer a cada uma das 70.000 pessoas que assinaram a petição de apoio à campanha “Rompe una Lanza”.

 

Ontem entregámos as assinaturas à Presidente da Comissão das Petições do Parlamento Europeu, Cecilia Wikström, que tomou nota da grande rejeição social que o “Toro de la Vega” gera, e à qual pedimos que ponha fim a este costume bárbaro.

 

O PACMA está consciente de que a grande maioria da sociedade espanhola rejeita o maltrato animal implícito nesta polémica prática, que não nos representa como cidadãos europeus nem faz parte das nossas tradições, motivos suficientes para que o Parlamento Europeu ponha fim a esta barbaridade.

 

O Partido Animalista recorda que o Tratado de Lisboa, no seu artigo 13, reconhece os animais como seres sencientes, e exige aos Estados membros da União Europeia que implementem políticas que favoreçam o bem-estar animal

 

Fonte:

http://www.pacma.es/n/17472

 

 

***

Pois… o Tratado de Lisboa… cujo artigo 13 a maioria dos desiluminados deputados portugueses teimam em ignorar…

 

Porquê?...

 

Todos nós sabemos porquê.

 

SHAME ON YOU!

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:43

link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 25 de Julho de 2014

ABOLIÇÃO DO “TORO DE LA VEGA” JÁ!

 

UMA DAS MAIS CRUÉIS VARIANTES DA TAUROMAQUIA, PRATICADA EM TORDESILHAS, A CIDADE MALDITA

 

Assinem a petição, por favor, para as 300 mil assinaturas falta pouco:

https://secure.avaaz.org/es/petition/Abolicion_del_Toro_de_la_Vega/?dFnGmab

 

 

 

Por que é importante assinar esta petição?

 

Senhor Presidente, uma sociedade civilizada é aquela que avança atendendo à consciência ética dos cidadãos

 

Os cidadãos espanhóis e a maioria dos países estão a manifestar-se contra o acto selvagem que todos os anos se pratica em Tordesilhas, sob o nome de “Torneo del Toro de la Vega”, e todos sabemos que o regulamento do que chamam “torneio” não evita a mais brutal barbárie sobre o touro, como é exemplo a longa e dramática agonia do touro “Afligido”, em 2011, aguilhoado repetidas vezes com uma lança comprida, e a edição do torneio de 2012, declarada nula por não cumprir as suas próprias normas, o que não evitou a tortura e morte, fora do recinto, do touro “Volante”.

 

O comportamento atroz praticado sobre um animal, por diversão, não pode ser justificado, nem como tradição, nem como interesse turístico. O mundo inteiro está escandalizado com esta macabra “festa” espanhola.

 

Como cidadãos consternados, perante a crueldade que ano após ano se repete durante o Torneio do “Toro de la Vega”, exortamos a que exerça a sua liderança, a nível autónomo, para impulsionar a abolição definitiva desta “celebração” e a sua substituição por outras alternativas de acordo com os valores e da ética que predominam na nossa sociedade.

 

Este ano, queremos crer que em resposta a todas as assinaturas recolhidas nesta campanha iniciada a 24 de Junho de 2012 e dos protestos massivos de cidadãos de todo o mundo, o Senhor Presidente vá utilizar o seu poder, num acto que o dignifique, extirpando, pela raiz, esta barbárie.

 

Este ano, o senhor presidente e nós vamos chegar a tempo de dar um passo em direcção à Ética, à Moral e à verdadeira Cultura contemporânea, abolindo práticas cruéis pertencentes ao passado, como é o “Toro de la Vega”, substituindo tal evento por outras alternativas de acordo com uma sociedade civilizada e moderna.

 

O MUNDO ESTÁ DE OLHOS POSTOS EM TORDESILHAS!

 

Atentamente, uma cidadã espanhola,

 

Pepi Vegas

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:27

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 13 de Setembro de 2013

REQUERIMOS LA ABOLICIÓN DEL «TORO DE LA VEGA» Y DEL «TORO JUBILO» - DOS DE LOS MÁS CRUELES RITUALES SALVAJES DE UNA ESPAÑA QUE SE DICE MODERNA

 

Solicitase  a todos los defensores de los animales que envíen el mensaje sugerida para el link (abajo) del Europarlamento español, exigiendo la ABOLICIÓN del TORO DE LA VEGA y del TORO JUBILO

 

http://www.europarl.es/view/es/quicklinks/contact.html

 

 

Toro de la Vega

 

 

Toro Jubilo

 

Mensaje:

Estimados Señores,

Esta carta pretende ser una petición de un gran número de seres humanos de diversas nacionalidades, que actualmente nos sentimos sin ninguna arma más que la de comunicación para luchar contra dos actos que cada año se producen en España y de los cuales la humanidad culta y civilizada siéntese avergonzada.

 

Dichos actos no son otros que el del Toro de la Vega que anualmente se celebra en Tordesillas, Valladolid, y el Toro Jubilo que ocurre anualmente en Medinaceli, una provincia de Soria, ambos en Espanã.

De acuerdo con la ética y la racionalidad humana, los aludidos rituales taurinos no son un patrimonio “cultural” que deba ser salvaguardado, ya que, aunque hayan sido unas prácticas muy arraigadas en otros tiempos primitivos en España, en la actualidad la mayor parte de la población española y mundial rechaza el mantenimiento de tales “espectáculos” por considerarlos crueles costumbres moralmente inadmisibles, más propias de salvajes que de pueblos civilizados, pues suponen el más absoluto desprecio a la vida de un animal inocente y indefenso que es acorralado, torturado lentamente y vilmente ejecutado ante un público insensibilizado y envilecido, incapaz de ver la cruel y trágica realidad enmascarada en un “espectáculo” ilusoriamente alegre, vistoso y colorista.


No se trata, pues, de un bien “cultural”, ya que la cultura engrandece al ser humano, lo eleva, le aporta, si cabe, más valores a su condición, y como la misma UNESCO señaló en su Declaración de México 1982 “ (…) la cultura da al hombre la capacidad de reflexionar sobre sí mismo. Es ella la que hace de nosotros seres específicamente humanos, racionales, críticos y éticamente comprometidos. (…)

De acuerdo con esta declaración, a la tauromaquia no podría atribuirse valor cultural alguno, porque no nos enriquece en ningún sentido, no hace de nosotros seres más “humanos” y “racionales”, ni por supuesto “éticamente comprometidos”. Al contrario, la tauromaquia envilece al hombre, lo degenera, hace que aflore en las personas su parte más sórdida e inhumana al despreciar sin compasión a ese animal merecedor de respeto y protección por el simple hecho de ser un ser vivo igual que nosotros.

Por ello, les rogamos tengan en cuenta nuestra petición y hagan lo posible para erradicar de forma inmediata tales festejos y evitar así que el año que viene otros animales vuelvan a ser torturados y ejecutados con tal crueldad en Tordesillas y Medinaceli .

 

Nosotros por nuestra parte vamos a hacer todo lo posible hasta que esto se haga porque no podemos permitir seguir sintiéndonos identificados como seres humanos y bajo una celebración que tiene como protagonista la muerte.

PD: Además en nuestra humilde labor por conseguir dicho objetivo, nos permitirán recordarles algunos de los puntos más destacables de la declaración de los derechos animales aprobada por la Organización de las Naciones Unidas para la Educación la Ciencia y la Cultura (UNESCO), y posteriormente por la Organización de las Naciones Unidas (ONU):

Artículo 1.

Todos los animales nacen iguales ante la vida y tienen los mismos derechos a la existencia.

Artículo 3.

a) Ningún animal será sometido a malos tratos ni actos crueles.

b) Si es necesaria la muerte de un animal, ésta debe ser instantánea, indolor y no generadora de angustia.

Artículo 10.

a) Ningún animal debe ser explotado para esparcimiento del hombre.

b) Las exhibiciones de animales y los espectáculos que se sirvan de animales son incompatibles con la dignidad del animal.

Artículo 11.

Todo acto que implique la muerte de un animal sin necesidad es un biocidio, es decir, un crimen contra la vida.

Artículo 14.

a) Los organismos de protección y salvaguarda de los animales deben ser representados a nivel gubernamental.

b) Los derechos del animal deben ser defendidos por la ley, como lo son los derechos del hombre.  

Gracias por su atención y esperamos noticias suyas.

Atentamente,

(Nombre)
Isabel A. Ferreira

(País)

Portugal

 

(E-mail)

isabelferreira@net.sapo.pt

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 10:29

link do post | Comentar | Ver comentários (3) | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 12 de Setembro de 2013

EL TORO DE LA VEGA ES LA VERGÜENZA DE ESPAÑA Y DE LA HUMANIDAD

 

Esta es la idea sobre el valor que tienen en Tordesillas. Un energúmeno mofándose de un toro tumbado y agonizando. Así se expresan en esta web partidaria del torneo del Toro de la Vega. Que cada cual saque sus propias conclusiones.

 
 

 

La imagen de un cobarde

 

***

Es fácil ser un valeroso lancero de Tordesillas. Acosando, torturando y asesinando a una joven criatura.

 La imagen es de un tentadero de acoso. Práctica habitual en las ganaderías españolas.   

 

 

Tres bestias  irracionales torturando a un pequeño ser más racional que sus carrascos.

 

***

Os dejamos el elenco de catedráticos que han firmado el apoyo al toro de la vega. También podéis ver el manifiesto que han firmado defendiendo la tortura y muerte del más débil.

Este sábado 14/09 tienes la oportunidad de dejar claro a esta gente que la barbarie no merece ningún respeto.

MIGUEL ÁNGEL QUINTANA PAZ (Universidad Europea Miguel de Cervantes – España);

JAVIER HERNANZ PILAR (Universidad de Valladolid España);

JESÚS GONZÁLEZ REQUENA (Universidad Complutense de Madrid- España);

LUÍS CAPUCHA (Instituto Universitário de Lisboa - ISCTE-IUL- Portugal);

JULIO. CESAR GOVES NARVÁEZ (Universidad Nacional de Colombia- Bogotá- Colombia);

GABRIEL ARTURO CASTRO Universidad del Tolima, Ibagué – Colombia);

AMAYA ORTIZ DE ZÁRATE (Universidad Complutense de Madrid-España);

LORENZO J. TORRES HORTELANO (Universidad Rey Juan Carlos-España);

TECLA GONZÁLEZ HORTIGÜELA (Universidad de Valladolid-España);

BASILIO CASANOVA VARELA (Universidad Complutense de Madrid- España);

LUIS MARTIN ARIAS (Universidad de Valladolid-España)

 

 

 Manifiesto universitario pro Toro Vega – Una demonstración de una grande ignorancia, escasez de inteligencia y un carácter débil, inmoralidades que estos universitarios heredaran de sus primitivos antepasados, y la universidad no hace milagros.

 

http://bousalcarrer.com/?p=3338

 

***

Ahí están los valientes de Tordesillas. Ocultando la desgracia. Tapando lo pútrido de sus almas.

 Mientras su víctima agoniza la esconden, pues no contentos con cercenar su vida, le arrancan los testículos como trofeo, mientras el animal agoniza.

 Estos son los valores altos y virtuosos de Tordesillas y el festejo del Toro de la Vega.

                       

 

Fonte:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=715278805152859&set=a.481009175246491.124320.477602222253853&type=1&theater

 

***

Por todo esto, el mundo civilizado tiene el DEBER de EXIGIR la PROHIBICIÓN del Toro de La Vega

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:57

link do post | Comentar | Ver comentários (3) | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 11 de Setembro de 2013

NO, AL TORO DE LA VEGA (TORDESILLAS)

 

Este torneo es cruel, primitivo y ejecutado por ogros qué no han salido de la Edad Media.

 
 
 

 

 

  

El Torneo del Toro de la Vega se celebra todos los años en la localidad de Tordesillas (Valladolid), una tierra de ogros.

 

Este torneo declarado de Interés Turístico Regional (una aberración gubernamental), viene celebrándose desde hace siglos y es considerado como uno de los rituales taurinos más antiguos y únicos de España, un ritual de gentío primitivo que non han salido de las covachas.

 

La primera referencia escrita a los festejos taurinos en la Vega aparece hacia el año 1534 en el libro de la Cofradía del Santísimo Sacramento de Santiago Apóstol de Tordesillas, una prueba de que la iglesia española también es primitiva y cruel, como siempre fue.

 

Este torneo es el horror de España y debe ser extinguido pronto.

 

Muera Tordesillas y su torneo de La Vega

 

Este es el grito de todo el mundo civilizado.

 

***

 

 CUATRO OGROS QUE NO SABEN LO QUE DICEN

 

NECESITAN DE INTERNAMIENTO PSIQUIÁTRICO

 

Ver aquí:

 

http://bousalcarrer.com/?p=3338

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:28

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Setembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
14
16
17
18
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

REJEITADO O VOTO DE CONGR...

ADEUS AO TORO DE LA VEGA ...

«TORDESILHAS CONTINUA A S...

VITÓRIA! BANIDO O “TORO D...

TORDESILHAS UM LUGAR ONDE...

ESPEREMOS QUE EM BRUXELAS...

ABOLIÇÃO DO “TORO DE LA V...

REQUERIMOS LA ABOLICIÓN D...

EL TORO DE LA VEGA ES LA ...

NO, AL TORO DE LA VEGA (T...

Arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

DIREITOS

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

ACORDO ORTOGRÁFICO

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

COMENTÁRIOS

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

CONTACTO

isabelferreira@net.sapo.pt