Quarta-feira, 30 de Outubro de 2019

«Não Queremos Migalhas, Queremos a Abolição das Touradas!»

 

«O programa do governo contempla aumentar a idade mínima para assistir a touradas. Para já não se sabe se a idade será 16 anos ou como recomenda a ONU 18 anos.

 

Por mais que tentemos ver algo positivo nesta medida não conseguimos e sabem porquê? Porque a actual lei proíbe os menores de três anos de idade de assistir a touradas, e no entanto, as autoridades não a fazem cumprir. A título de exemplo eis a filha do tauricida Rui Fernandes na praça de touros de Alcochete.»

 

Bebés em touradas.jpg

 

«Se a lei vigente é sistematicamente violada pelos aficionados com a conivência das autoridades e dos delegados da IGAC que garantias temos que a nova também não será? Nenhumas a não ser que se ponham polícias a fiscalizar a GNR das vilórias que fecha os olhos à entrada de menores, e nem mesmo assim teríamos qualquer garantia porque também existem polícias aficionados.

 

Pois é mais uma lei para enfeitar o Diário da República porque na prática ninguém a vai fazer cumprir como acontece com imensas leis neste país.

 

Senhores governantes encaixem de uma vez por todas nessas cabecinhas ocas que a solução para o problema dos menores em touradas não passa por mais uma lei, a solução é a ABOLIÇÃO e é isso que a maioria dos portugueses querem!

 

Prótouro

Pelos touros em liberdade»

 

in Blogue

Prótouro
Pelos touros em liberdade

https://protouro.wordpress.com/2019/10/29/nao-queremos-migalhas-queremos-a-abolicao-das-touradas/

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:21

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 4 de Abril de 2017

TAURICIDA ESPANHOL FICA GRAVEMENTE FERIDO EM LAS VENTAS

 

A Lei do Retorno a funcionar em pleno.

Quando não é na arena, é fora dela.

Mas como esta "gente" é muito estúpida, não aprende nada com estes avisos bem inteligíveis.

 

ng8427507 CORNADA.jpg

 

O novilheiro Daniel Garcia Navarrete, de 23 anos, teve o que merecia quando, no passado domingo, cobardemente, tentava matar um indefeso e senciente novilho, na arena de Las Ventas, em Madrid (capital de um país da Europa do Sul, que, tal como Portugal, esbanja dinheiros públicos nesta selvajaria).

 

As notícias dizem que o novilho atacou o novilheiro. Quanta ignorância!

 

O novilho não atacou ninguém. Foi atacado. O novilho apenas se DEFENDEU do ataque COBARDE do seu carrasco. E com toda a legitimidade.

 

A notícia diz também esta coisa espantosa: «A violência do ataque ficou registada em vídeo, em imagens fortes que podem ferir a susceptibilidade dos leitores».

 

Qual violência? De que ataque?

 

A única violência que fere a susceptibilidade dos leitores é o ataque do cobarde tauricida ao novilho. O resto não nos interessa. O cobarde novilheiro estava na arena por sua livre e espontânea vontade. O valente novilho, não. O valente novilho foi para aquela arena, à força de muita crueldade. E ainda querem que olhemos para o cobarde carrasco como a principal vítima?

 

Só se fôssemos muito estúpidos!

 

O tauricida foi operado de emergência na enfermaria da arena. Tinha uma clavícula partida, um fémur furado e algumas perfurações na região cervical que atingiram o céu-da-boca. Coisa pouca, para quem gosta de torturar e matar por prazer.

 

Já no início do mês de Março, Juan José Padilla, o tal que ficou deformado por um Touro, que se defendeu valentemente das investidas cobardes deste tauricida, foi internado com ferimentos graves, desferidos por um outro Touro que, em legítima defesa, o atingiu, durante uma sessão selvática na Feria Fallas, em Valência.

 

Ultimamente, os Touros, legitimamente, têm feito bastantes estragos aos seus carrascos, mas estes continuam a atacar cobardemente  os indefesos animais, com uma enraizada cegueira mental, legitimada por um governo também cego mental, que além de promover a violência gratuita contra animais indefesos, patrocina o estropiamento dos seus carrascos, que depois são tratados à custa do erário público. Em Espanha, tal como em Portugal.

 

Se a estupidez matasse, a Península Ibérica seria um imenso cemitério.

 

Isabel A. Ferreira

 

Fonte:

http://www.jn.pt/mundo/interior/duas-cornadas-de-novilho-deixam-jovem-em-estado-grave-5766933.html?utm_source=jn.pt&utm_medium=recomendadas&utm_campaign=beforeArticle

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 11:28

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 12 de Agosto de 2016

CARTA EXPRESSAMENTE DIRIGIDA AOS QUE FAZEM A APOLOGIA DAS TOURADAS

 

(Quer tenham “canudos” universitários ou sejam incultos, encruados ou  simplesmente pré-humanos)

 

As palavras são da minha amiga Maria João Gaspar Oliveira, que as dirigiu à CMTV, na esperança de demover esta estação televisiva de transmitir a crueldade descrita nesta carta (caso a notícia do Farpas Blogue não seja falsa).

 

Faço minhas estas palavras, e dirijo-as aos que irracionalmente fazem a apologia das touradas.

 

Leiam a carta, porque depois de a lerem, se forem o “ser humano” que apregoam ser, mudarão de ideias, porque só um bloco de cimento armado não muda de ideias.

 

TORTURA.jpg

Este pescoço podia ser o teu, tauricida, e se fosse o teu, sofrerias exactamente os mesmos horrores que este desditoso animal, senciente e indefeso, sofre, quando lhe rasgam as carnes…

 

 

«Exmos. Senhores:

 

Mal posso acreditar que a CMTV venha a transmitir touradas, pois ainda estou convicta de que os vossos valores são incompatíveis com a barbárie e o lobby tauromáquico.

 

Em pleno século XXI, este "espectáculo" medieval é inconcebível e extremamente cruel. Os touros têm um sistema nervoso complexo. Há terminais nervosos nas zonas onde lhes cravam ferros pontiagudos, de 8 centímetros de comprimento, com arpões de 4 cm aguçados nas pontas. Os músculos que sustentam a cabeça são propositadamente rasgados, para o animal a baixar, tornando, assim, as investidas mais inofensivas... Os urros de dor que o touro solta quando, já num caixote exíguo, lhe arrancam as farpas, são bem elucidativos. Como se tudo isto fosse pouco, o animal, por vezes, chega a ficar com dores atrozes, febre e convulsões, durante um, dois ou mais dias, à espera de ser abatido!

 

Há também a considerar o sofrimento dos cavalos (morrem cerca de 200, por ano...), os quais, além de ficarem, de vez em quando, esventrados nas arenas, são feridos pelas esporas, os puxões das rédeas afectam-lhes a cervical, o freio atravessado sobre a língua provoca-lhes ferimentos nos lábios, gengivas, palato, os pré-molares quebram-se, e os ossos nasais deslocam-se.

 

Como pode o ser humano dito civilizado, divertir-se com tão cruel sofrimento? Só a compaixão pode construir um mundo mais justo e fraterno.

 

Peço também ao grupo Cofina que não esqueça as crianças, cujos pais não se apercebem desta "pedagogia" da tortura que as torna frias e insensíveis, privando-as do direito de crescer de forma saudável a nível físico, psíquico e afectivo, precisamente quando a sua personalidade está em formação.

 

A Corrida Vidas/Correio da Manhã fomenta também este flagelo e beneficia a indústria tauromáquica. É urgente que a CMTV tenha a coragem de denunciar a barbárie e não de a fomentar, colocando-se, assim, ao lado dos mais frágeis (como já o faz em relação às pessoas mais desfavorecidas e injustiçadas...), tendo também em conta quem luta contra a tortura, e que sofre brutalmente com a sua própria impotência, perante a barbárie.

 

Pedindo, encarecidamente, a V. Exas., que esse canal não transmita tal "espectáculo", agradeço o favor de me informarem se esta notícia tem algum fundamento, ou se se trata, apenas, de um boato do blogue tauromáquico "Farpas".

 

Convicta de que não solto um grito no deserto, mas sim um apelo bem ouvido e compreendido, subscrevo-me com estima e consideração.»

 

 

Maria João L. Gaspar de Oliveira – COIMBRA

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:09

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 17 de Julho de 2016

QUANDO A IGNORÂNCIA PERSONIFICADA NA FIGURA DE UM TAURICIDA USA DA PALAVRA…

 

«... Especialista em neurofisiologia… desculpem, em meteorologia do touro de lide, o matador aposentado (Jaime Ostos) argumentou que durante a lide "o nervo torna-se como um raio e não é igual a quando está flácido e a dor chega mais rápido ao cérebro».

 

(Este será) o próximo Prémio Nobel, mas terá um rigoroso adversário no Professor Illera, que considera precisamente o oposto. Vamos ver se se põem de acordo. (Jaime Ostos) é um morto-vivo.

(José Enrique Zaldivar Laguia)

 

JAIME OSTOS.jpg

Jaime Ostos: «O touro não sofre porque a dor tarda em chegar ao cérebro»

 

Fonte da imagem:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10208559757022752&set=a.1051496819012.9614.1573519644&type=3&theater

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:38

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 30 de Maio de 2016

O TAURICIDA JUAN JOSÉ PADILLA FOI NOVAMENTE COLHIDO POR UM TOURO EM MADRID

 

Cinco anos depois do torturador de Touros, Juan José Padilla, ter perdido um olho e ter ficado tão deformado por fora, como é deformado por dentro, quando foi corneado por um Touro que tentou defender-se da cobarde investida deste tauricida, torna a ser colhido e lançado pelo ar e espezinhado durante uma tourada, na arena de tortura de Las Ventas, em Madrid.

 

Mas ainda não foi desta…

 

Porém, a implacável Lei do Retorno é infalível. Mais dia, menos dia, este torturador também será torturado até à morte, do mesmo modo que torturou e matou magníficos seres sencientes, com um ódio indescritível...

 

E VIVA O TOURO QUE ASSIM SE DEFENDE!

 

cogida-torero-juan-jose-padilla-las-ventas-madrid

 

Mais fotos desta colhida neste link:

http://www.schnauzi.com/brutal-cogida-a-juan-jose-padilla-en-madrid/#comment-198298

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:14

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 7 de Setembro de 2015

MUITO BREVEMENTE EM QUALQUER ARENA PERTO DE SI…

 

A única criatura que se extinguirá com a abolição das touradas é o tauricida…

Coitadinho!

 

11813297_463427820505705_4792933320341699749_n[1].

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:00

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 25 de Fevereiro de 2015

“EL JUANITO” UM FORTE CANDIDATO A ESTROPIADO OU À MORTE PRECOCE

 

João Silva, mais conhecido por “El Juanito”, é um miúdo a quem roubaram a infância. A quem arrancaram a inocência do ser criança.

 Aos quatro anos foi lançado ao mundo da selvajaria tauromáquica e transformado num tauricida, vulgo torturador e matador de touros para diversão, com o aval do governo português e da CPCJ.

 

João Silva ainda é menor de idade.

E só podia ser de Monforte.

 

PDSMOURAO127.JPG

Fonte da imagem

http://farpasblogue.blogspot.pt/2015/02/a-colhida-de-el-juanito-em-mourao.html

Uma colhida sem consequências graves, em Mourão, um destes dias. Já não é a primeira. No ano passado, no dia 30 de Março, “El Juanito” foi colhido na praça de touros de Villanueva del Fresno (Badajoz). Um dia, as coisas poderão correr mal.

E de quem é a culpa?

 

Dos progenitores, que o lançaram  a este mundo de violência e crueldade, aos quatro anos de idade?

 

De uma lei bastarda, que permite esta violência e crueldade?

 

Do governo português, que apoia esta violência e crueldade?

 

Da igreja católica, que abençoa esta violência e crueldade?

 

Da comissão de protecção de crianças e jovens que nada faz para travar esta violência e crueldade contra menores?

 

Segundo foi noticiado, a colhida de "El Juanito" (o ainda menor de idade, dito diestro de Monforte), no acto macabro que, no dia 1 de Fevereiro de 2015, abriu oficialmente a temporada nacional da selvajaria tauromáquica, em Mourão, foram «momentos dramáticos»…

 

Sim… momentos de grande drama que o governo português proporciona, sem o mínimo respeito pela vida humana e não humana, e pelo bem-estar dos seres humanos e não humanos.

 

Se um dia “El Juanito” sai de uma colhida estropiado ou morto, quem aplaudirá?

 

Naturalmente os que promovem estes degradantes “espectáculos” de violência e crueldade que não dignificam o ser humano, nem a cultura de um povo.

 

As vítimas desta falta de humanidade são os touros, em primeiro lugar, pois são barbaramente torturados para entreter pacóvios; depois, as pessoas sensíveis que são vergastadas psicologicamente com esta degradação moral, cultural e social, que lhes esmaga a alma; e por último, os que se lançam (ou, neste caso, são lançados) a uma arena para torturar seres vivos, e de lá saem feridos, estropiados ou mortos.

 

Digam-me: isto será da racionalidade?

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 10:01

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 8 de Fevereiro de 2015

DEFENDER A TORTURA E MORTE DE UM SER INOCENTE SOB A APARÊNCIA DE ARTE, CULTURA E TRADIÇÃO É INOMINÁVEL…

 

Llegar a defender la tortura y la muerte de un inocente ser bajo la fachada artística, cultura y tradicional, no tiene nombre...

 

TAURICIDA.jpg

 

SER TAURICIDA É O MAIS BAIXO A QUE PODE CHEGAR UM SER “HUMANO”

publicado por Isabel A. Ferreira às 17:19

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 23 de Junho de 2014

AUTARCAS DA PÓVOA DE VARZIM E CAÇADORES DA ESTELA CONVIDAM O POVO INCULTO PARA UMA SESSÃO DE TORTURA DE BOVINOS

 

Uma manifestação de nível inferior, organizada por indivíduos inumanos, onde a crueldade se junta à mediocridade.

Porquê?

Porque onde há interesses económicos e sanguinários, não há lugar para a Dignidade, para a Honra e para a Humanidade.

 

E eles dizem que “vão aos toiros” … Pois vão… porque não são Portugueses.

 

 

A Câmara Municipal da Póvoa de Varzim (o edifício que se vê na imagem) fica situada na Praça do Almada, ou seja, na “sala de visitas” da cidade.

 

Pois é precisamente nesta “sala” e diante da Casa Maior (como era denominado o edifício) que os autarcas poveiros permitiram colocar o “convitepara a carnificina que vai ter lugar na arena da morte (uma estrutura urbana que, só por si, diz do atraso civilizacional da cidade) no próximo dia 11 de Julho, um dia para boicotar o turismo nesta localidade tauricida.

 

Ora juntaram-se três forças do mal: os matadores do Clube de Caça da Estela, os tauricidas do costume e os autarcas poveiros, para oferecerem a uns poucos sádicos, momentos de verdadeira barbárie, acentuada pela cobardia dos intervenientes, principalmente dos forcados que, cobardemente atacarão os touros já moribundos.

 

Nunca é demais dizer o que é uma tourada, porque este tipo de indivíduos, não consegue compreender logo à primeira, o significado deste costume bárbaro, que não tem nada a ver com Portugal (pois foi importado de Espanha, no tempo dos Filipes):

 

«A Tauromaquia é a terrível e venal arte de torturar e matar animais em público, segundo determinadas regras. Traumatiza as crianças e adultos sensíveis. A tourada agrava o estado dos neuróticos atraídos por estes espectáculos. Desnaturaliza a relação entre o homem e o animal, afronta a moral, a educação, a ciência e a cultura» UNESCO, 1980.

 

Pois é esta terrível e venal arte de torturar animais em público, que os autarcas poveiros têm para oferecer aos broncos que se dispuserem a aceitar este convite macabro.

 

Um detalhezinho importante, para as pessoas que residem na Póvoa de Varzim e não se identifiquem com esta aberração e quiserem boicotar quem a apoia: na Rua da Junqueira (o corredor comercial que desemboca na Praça do Almada) o único estabelecimento que aderiu a esta iniciativa parva foi a Sapataria Tony.

 

***

Sobre a tauromaquia, já se sabe: tortura-se um bovino, previamente enfraquecido, para os cobardes torcionários poderem “mostrar” a sua visível invirilidade, fingindo que são muito “machos”.


E a caça? O que será a caça?

 

 

O caçador é acima de tudo um COBARDE, além de possuir uma mentalidade primitiva, da Idade da Pedra.

 

«Ainda bem que os animais de outras espécies não têm o costume bárbaro de caçar.

 

Ainda não vemos cabeças humanas penduradas nas tocas dos animais. Ainda não vemos peles humanas a ser vendidas nas florestas onde habitam os animais.

 

Continuamos a ser a vergonha das espécies, que mata por diversão, ganância, inveja e ódio

 

Fonte

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=434073046660718&set=a.288849604516397.64455.100001740791934&type=1&theater

 

***

Pois no próximo dia 11 de Julho, na  cidade tauricida da Póvoa de Varzim, vão juntar-se os cobardes, que torturam e matam seres indefesos, apoiados por leis irracionais e anti-naturais e por autarcas que poderiam elevar a cidade ao nível da de Vila do Conde, que é uma cidade europeia (isto para não ir mais longe) transformando a arena da tortura num “Palácio de Cristal”, para eventos cultos e civilizados.

 

Propostas não faltam.

 

***

 

COMENTÁRIO DE UM MÉDICO VETERINÁRIO

 

 

Facto nojento da “luta” claramente desigual entre o animal e o "homem", um torcionário, espectáculo cruel, sangrento, repugnante, de que algumas pessoas se orgulham na sociedade, com a aprovação, cumplicidade das instituições públicas e líderes pré-históricos, mas importantes, por terem poder. Até quando??? São campeões de tortura e assassinato hipócrita, mascarado de "bem de interesse cultural. (Dr. Vasco Reis – Médico Veterinário).

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 17:52

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 20 de Junho de 2014

NÃO É PRECISO SER JURISTA PARA ANALISAR A INSENSATA SENTENÇA QUE BENEFICIOU O MONTADOR ACUSADO DE ABALROAR MANIFESTANTES ANTITOURADAS

 

Basta ser-se lúcido.

 

Eis uma análise perfeita a esta injustiça (mais uma) que envergonha os Poderes Judicial e Policial

 

 

(Origem da foto: http://www.tugaleaks.com/marcelo-mendes.html)

 

Carlos Ricardo, deixou um comentário ao post JUSTIÇA À PORTUGUESA: MONTADOR ACUSADO DE ABALROAR MANIFESTANTES ANTITOURADA NÃO VAI A JULGAMENTO às 02:44, 2014-06-20.

 

 Comentário:

 

«Na altura deste incidente, enviei um e-mail á "Animal" (04 Setº 2012) e que abaixo transcrevo e que gostava que analisassem. Chamo também a atenção para uma entrevista que o Tauricida M. Mendes deu na TV (neste momento não me lembro em que canal, mas que o disse, disse) e que transcrevo no ponto 7.

 

Não sei se esta declaração do M. M. (Marcelo Mendes) na entrevista foi tida em conta pelo juiz ou apenas aceitou a 2ª versão de que não conseguiu dominar o cavalo (extraordinariamente desmontada por Vasco Reis).

 

Desconheço o teor das queixas feitas pela "Animal" e outras pessoas, mas espero que conste o que alertei na altura (a seguir):

 

"Visionado o vídeo com atenção, verifiquei que a acção da polícia foi MUITO NEGATIVA e não foi acautelado nem cumprido por esta, a missão de que estava incumbida (manutenção da ordem pública). Se não vejamos:

 

1. A posição dos elementos policiais numa situação destas, SÓ podia ser, colocarem-se entre os manifestantes (MANIF.) e os taurinos; Caso tenham recebido ordens diferentes, é absolutamente contra uma estratégia PREVENTIVA.

 

2. Ora, se estivessem nos seus correctos postos, a polícia estaria virada para os manif, ou para os taurinos (estar metade virada para os manif. e a outra metade para os taurinos, não me parece que fosse o caso, mas também vou analisar essa possibilidade)

 

3. SE ESTIVESSEM VIRADOS PARA OS MANIF. não veriam a 1ª investida do M. M., mas CERTAMENTE VERIAM os manif. atirar pedras ao cavalo (como estupidamente acusa o M. M. na entrevista na TV). E, se tal vissem, ninguém me convence que não actuariam de imediato, quiçá, batendo ou pelo menos prendendo quem atirou pedras!!! Se viram (impossível, porque isso não aconteceu) e nada fizeram, então não acautelaram a ordem pública nem cumpriram eficazmente a missão para que foram destacados. E a prova da sua ineficácia, desleixo e NÃO PROTECÇÃO DOS CIDADÃOS PACÍFICOS foi que permitiram uma 2ª investida. E, tratando-se de uma tentativa de agressão, utilizando uma arma (o cavalo) superior á dos "adversários" (a lei proíbe isso) O M. M. DEVERIA TER SIDO IMEDIATAMENTE DETIDO, POR FLAGRANTE DELITO.

 

4. SE ESTIVESSEM VIRADOS PARA OS TAURINOS, poderiam não ver "as pedras" mas VERIAM CERTAMENTE A INVESTIDA DO M. M. ! E, neste caso, também não actuaram como profissionais de prevenção e defesa da integridade física dos cidadãos. E que a polícia não venha dizer que foi tudo muito rápido e que não foram a tempo de impedir que o M. M. investisse. Se NÃO FORAM A TEMPO É PORQUE ESTAVAM MAL POSICIONADOS e então terá que se culpar QUEM LHES DEU ORDENS!!

 

5. SE ESTIVESSEM METADE VIRADOS PARA UNS E METADE VIRADOS PARA OUTROS, então, com mais forte razão, verificavam os actos de ambas as partes!!

 

6. O tempo que a polícia levou a actuar e quando o fez DESEMBAINHOU OS BASTÕES e FOI DIREITA AOS MANIF. e SÓ DEPOIS FORAM "FALAR" com o bandido, MOSTRA BEM COM QUE ORDENS FORAM ALI COLOCADOS!!

 

7. Sobre as acusações do M. M. na TV, quando diz que o cavalo se assustou com as pedras e recuou para cima dos Manif., isso é simplesmente anedótico... Dizer que, na 2ª investida, foi para capturar um manif. que o ofendeu, isto é tentar fazer justiça pelas próprias mãos pondo em risco a vida das outras pessoas !! Ter em atenção que o M. M. diz que perseguiu o manif. para o entregar á polícia "QUE NA ALTURA NÃO ESTAVA ALI" !!!! Então onde estava?"

 

Se perante todos estes factos o juiz decidiu como decidiu, só pode ser má fé ou incompetência desse juiz.!!!»

***

Dispenso acrescentar alguma coisa a esta análise.

Está aqui tudo.

Um excelente trabalho de jurista, sem o ser, Carlos Ricardo.
***

 

ESCLARECIMENTO:

A Carla Ferreira enviou-me este esclarecimento:

«Só para esclarecer, a propósito do que escreveu no blog: a Polícia estava posicionada ao lado, mas um pouco afastada. Onde estavam, conseguiam ter alcance visual para ambos os lados. Se só agiram depois da 2.ª investida, não foi porque não tivessem visto nada. E mesmo quando agiram, demoraram até criarem uma barreira de segurança».

Obrigada, Carla Ferreira.

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 11:41

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

«Não Queremos Migalhas, Q...

TAURICIDA ESPANHOL FICA G...

CARTA EXPRESSAMENTE DIRIG...

QUANDO A IGNORÂNCIA PERSO...

O TAURICIDA JUAN JOSÉ PAD...

MUITO BREVEMENTE EM QUALQ...

“EL JUANITO” UM FORTE CAN...

DEFENDER A TORTURA E MORT...

AUTARCAS DA PÓVOA DE VARZ...

NÃO É PRECISO SER JURISTA...

Arquivos

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt