Segunda-feira, 7 de Novembro de 2022

«Bicadas do meu aparo: “Brasil dos brasileiros”», por Artur Soares

 

«Fascismo, comunismo e nazismo, são ideologias que foram enterradas há muito tempo. Mas, o mundo tem que ter cuidados permanentes, porque esses ismos de que escrevo, têm novas versões: Putinismo, Trumpismo e, agora, Bolsonarismo(Artur Soares)

 

Brasil.png

 

A opressão é um dos males que existe em qualquer canto do mundo. A liberdade não é um bem que existe em todo o mundo.

 

Sabemos desde o início da humanidade que a opressão reina e é fácil concluir que a opressão jamais acabará enquanto existir o homem. Mais: a opressão é uma acção humana que sempre tenderá a organizar-se e a aperfeiçoar-se continuamente.

 

Este intróito para se poder reflectir, que o agora presidente eleito do Brasil, Lula da Silva nestas eleições presidenciais de 2022, foi, desde há quatro anos para cá vítima de opressão política pelo presidente Bolsonaro. Este político, sem o mínimo de quantidade de estadista, sem o mínimo de cultura em democracia pluralista, sempre actuou na opressão a Lula da Silva, sempre o denegriu politicamente e socialmente, chegando aos pontos de o cognominar de “ladrão e de bandido”, mensagem que conseguiu passar a todos os bolsonaristas.

 

A mensagem de “ladrão e de bandido” não pode ter passado junto dos democratas e daqueles que tiveram conhecimento de que Lula da Silva foi inocentado dos crimes que lhe moveram. Os que acreditam e afirmam de pés-juntos que Lula da Silva é ladrão, não são nem mais nem menos do que os bolsonaristas desmiolados e de certas seitas fanáticas religiosas – que se dizem cristãos, como IURDES e EVANGELISTAS, porque anticatólicos - de quem Bolsonaro se serve para ter o poder.

 

Ora Bolsonaro, afirmo-o acima, nem é estadista nem democrata. Recorde-se que quando ganhou as presidenciais, foi-lhe dado, democraticamente o poder e nada nem ninguém levantou ondas ou protestos dos seus resultados obtidos. Mas como este esvaziado político queria preparar um segundo mandato, há que denegrir, há que mandar prender o então derrotado, há que lhe chamar ladrão da nação brasileira, esquecendo-se duma coisa na vida de qualquer homem: “a verdade é lenta, mas sempre se põe acima do lixo”.

 

Bolsonaro derrotado, sonhador, perigoso, abadalhocado não vai terminar bem. Segundo as informações de todos os órgãos da Comunicação Social, tem à sua espera algumas dezenas de processos em Tribunal pelos quais terá de responder, que foram iniciados durante o seu mandato.

 

Bolsonaro é um homem só. As Forças Armadas brasileiras não o atendem; o Supremo Tribunal idem aspas; as instituições brasileiras deixaram de o conhecer e um filho de Bolsonaro terá de provar onde arranjou o dinheiro para comprar mais de cinquenta apartamentos, durante o mandato do pai, conforme foi notícia há mais de um ano.

 

Acredito que o povo brasileiro não é fascista nem comunista. O povo do Brasil, gosta da liberdade, da verdade, da democracia e de viver em paz. Sendo assim, pode-se dizer que entre eleitores que votaram Bolsonaro, serão uns milhares de bolsonaristas manobrados, e não 49 milhões como os resultados oficiais informaram.

 

Bolsonaro, antidemocraticamente, silenciou-se após os resultados negativos conhecidos. Apareceu 48 horas depois a dar um recado completamente descabelado, sem sumo e até recado com lixo. Não foi capaz de aceitar a vitória do seu adversário político; não foi capaz de incluir Lula da Silva no seu recado ao país; não foi capaz de dar os parabéns ao seu adversário; colocou-se “em espera”, para ver como os bolsonaristas reagiam nas praças e nas estradas do país; incentivou as “manifestações pacíficas” e esqueceu que as manifestações em política, nunca-nunca, são pacíficas.

 

Bolsonaro não aceita a democracia pluralista e abomina as liberdades da sociedade. Bolsonaro esqueceu que a democracia funcionou em pleno, para a sua tomada de posse nas eleições que anteriormente ganhou. Bolsonaro irá apoiar todo o género de manifestações até Lula tomar posse, bem como irá apoiar qualquer golpe ou boicote ao novo Governo brasileiro. Bolsonaro é homem perigoso!

 

A opressão contra o novo presidente do Brasil, como acima nos referimos, jamais terminará e creio bem que Bolsonaro a organizará e aperfeiçoará, com bandoleiros devidamente profissionais. Se assim for, só o Brasil perde. Perdendo, é prova provada que Bolsonaro não se importa com o bem do Brasil, mas apenas com o seu próprio bem. Bolsonaro, se fosse um estadista e um democrata pleno, isto é, com cultura de democracia e de liberdade, fazia oposição séria, apontava defeitos nos devidos espaços e nunca nas ruas, apresentava alternativas credíveis para ganhar as futuras eleições presidenciais a quem se lhe apresentasse no terreno.

 

Fascismo, comunismo e nazismo, são ideologias que foram enterradas há muito tempo. Mas, o mundo tem que ter cuidados permanentes, porque esses ismos de que escrevo, têm novas versões: Putinismo, Trumpismo e, agora, Bolsonarismo

 

(O autor não segue o acordo ortográfico de 1990)

 

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:13

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Fevereiro 2023

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

Posts recentes

«Bicadas do meu aparo: “B...

Arquivos

Fevereiro 2023

Janeiro 2023

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Junho 2022

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. 1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome. 2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas". 3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt