Sexta-feira, 2 de Setembro de 2016

A ORIGEM CIENTÍFICA DA "AFICIÓN"

 

Hoje brindo-vos com este espectacular texto, da autoria da minha amiga Teresa Botelho, publicado no seu Blogue «Retalhos de Outono», onde ela apresenta uma síntese bastante realista do que é o mundinho tauromáquico.

 

Parabéns, Teresa. Disse tudo o que há a dizer, de um modo que, com toda a certeza, todos entenderão logo à primeira. (I.A.F.)

 

ORIGEM.jpg

 

 

Texto de TERESA BOTELHO

 

Embora a Igreja Católica não tenha achado graça nenhuma à teoria da Evolução das Espécies de Charles Darwin que matava de vez o Adão, a Eva, a maçã e a diabólica cobra, a verdade é que teve que calar a boca e fazer vista grossa às evidências científicas!

 

E as evidências mostram que o cérebro e a inteligência nele contida, não é apenas atributo da posição bípede do Homo Sapiens africano que depois migrou para a Europa e Ásia, mas também dos Primatas que o antecederam.

 

Ora como hoje decidi enveredar pela Antropologia, fui escavar em certas regiões deste país, onde encontrei surpresas extraordinárias e as explicações exactas para as minhas questões, mas para não ferir susceptibilidades e porque os achados arqueológicos nem sempre foram todos homogéneos, não me alongarei em grandes pormenores geográficos.

 

Em certas regiões do nosso país, encontrei crânios diferentes dos já descobertos em escavações europeias e que possivelmente terão também ligação com outros que se virão a encontrar em Espanha e em certas regiões de França. São espécies novas de hominídeos, cujo tamanho do cérebro não evoluiu tanto como o vulgar Homo europeu.

 

A essa importante descoberta de um Neandertal - b), decidi chamar Homo Sanguinarium e por coincidência, conheci mesmo alguns dos seus descendentes que embora já conseguindo algumas verbalizações do tipo grunhido e cobrir as partes íntimas com roupas, apresentam uma caixa craniana de resumido volume e são apelidados de "Grunhos".

 

Muitos deles têm ventres avantajados e exalam um estranho odor a queijo ressequido e alho!

 

Irritam-se facilmente, chegando mesmo a vias de facto, sobretudo em casa, onde se sentem mais fortes, mas fora dela, só se alteram acompanhados pelos da sua espécie.

 

No Verão, ficam sequiosos e por vezes cambaleantes, sobretudo quando vão em magote interagir com bovinos atados com cordas, nas ruas das suas aldeias.

 

Os mais urbanos, levam a família toda a uns recintos redondos, onde outros da mesma espécie, espetam ferros em touros vivos.

 

Entre os "espetadores" de ferros, há uns que vestem colans e casacos brilhantes com lantejoulas e fazem grandes bailados em frente dos animais, antes de os ferirem.

 

Os touros têm as hastes cortadas nas pontas, mas às vezes rompem os colans aos dançarinos e mostram que a fruta que está por baixo, não é grande coisa e lá se perdem na areia os enchumaços de algodão super absorvente que maravilhavam as fêmeas dos Homos "embolados" da assistência...

 

Há também uns outros, mais espertos que espetam os ferros no bicho de cima de outro bicho. Chamam-lhes cavaleiros, mas esses não correm tantos riscos, porque a montada apara quase sempre os piores golpes.

 

São mais abastados que os demais, porque vão arrebanhando dinheiros públicos e só ali vão para os justificar e exibir a sua fraca figura.

 

Depois vêm os dos barretes abraçar o touro, talvez com vontade de lhe pedirem desculpa, mas sem sorte, porque o bicho já está nas últimas e nem os vê, apesar de algumas vezes voarem mesmo sem terem nascido com asas.

 

Mas é no final que entram os mais corajosos e que se chamam "Limpa Bonicos" que com as suas enormes pás, reúnem toda a merda reminiscente no solo e que será depois distribuída aos espectadores em saquinhos coloridos como recordação.

 

Todos eles, no entanto, revelam caixas cranianas ínfimas, comparadas com as dos touros e cavalos que sacrificam.

 

UI.png

 

Esta espécie de Homo Sanguinarium, apesar de se encontrar em extinção, reúne ainda bastantes da sua espécie, conseguindo mesmo alguns deles, chegar a cargos no governo.

 

Há ainda outros que como não sabiam fazer mais nada, tornaram-se religiosos e até bispos, o que não é de espantar porque esses costumam ter vários vícios, além de gostarem de ver sangue...

 

E por aqui me fico, embora muito mais houvesse para dizer, mas que guardarei para o Nobel da Ciência!

 

Fonte do texto:  Blogue «Retalhos de Outono»

http://retalhosdeoutono.blogspot.pt/2016/08/aficion_80.html

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 11:43

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 25 de Julho de 2015

ENQUANTO O MUNDO EVOLUI, PORTUGAL RETROCEDE E CONDECORA TORTURADORES DE ANIMAIS

 

Mais um avanço vindo de Espanha. Mais um exemplo vindo de Espanha, com o qual Portugal tem a aprender! Município espanhol reconhece cães e gatos com os mesmos direitos dos humanos

 

ESPANHA.jpg

Um município na Espanha acaba de tomar uma decisão histórica, que representa uma grande vitória para os animais.

 

Na pequena cidade de Trigueros del Valle, região de Castela e Leão, o conselho municipal votou unanimemente em favor de definir cães e gatos como “residentes não-humanos”, o que equivale a conferir a essas espécies direitos similares àqueles dos seres humanos que vivem no município. As informações são do site The Independent.

 

“Cães e gatos vivem entre nós há mais de mil anos. O prefeito precisa representar não só os residentes humanos, também deve auxiliar os outros,” afirma Pedro Pérez Espinosa, actual prefeito da cidade de cerca de 330 habitantes e membro do Partido Socialista Operário Espanhol.

 

Entidades defensoras de animais comemoraram a decisão, que confere mais protecção a gatos e cães. “Hoje, somos mais próximos, como espécies, e somos mais humanos, graças à sensibilidade e inteligência demonstradas pelas pessoas de Trigueros del Valle. Esse foi um óptimo dia para cidadãos humanos e não-humanos também,” segundo a organização Rescate 1.

 

Os novos direitos concedidos a essas espécies também alegraram os opositores das touradas, pois a medida inclui um dispositivo que proíbe “qualquer acção que cause a mutilação ou morte de um residente não-humano.”

 

Muitos municípios e regiões espanhóis já proibiram as touradas e, para activistas, a nova legislação de Trigueros del Valle também tem a proibição como objectivo.

 

Regiões como a Catalunha já baniram a prática, desafiando o governo federal de Madrid, que, lastimavelmente, estaria considerando incluir as touradas no património nacional espanhol. Essa medida ofereceria isenções fiscais aos organizadores de touradas e, essencialmente, permitiria que as proibições regionais à prática sejam ignoradas.

 

Esse não é o único caso em que não-humanos passam a ser titulares de direitos similares aos dos seres humanos. Nos Estados Unidos, há um forte movimento de luta pelo reconhecimento dos direitos de chimpanzés. Em Maio, uma corte norte-americana decidiu que quatro chimpanzés prisioneiros em um laboratório de uma universidade não poderiam ser tratados como propriedade, concedendo personalidade jurídica aos primatas. Foi a primeira vez que direitos individuais foram reconhecidos em favor de sujeitos não-humanos nos Estados Unidos, o que indica que há uma tendência positiva nas cortes do país.

 

Nota da redacção: A ANDA luta para que um dia, todos os animais tenham seus direitos reconhecidos, em todas as cidades de todos os países do mundo.

 

Fonte: ANDA

Fonte:

https://blogcontraatauromaquia.wordpress.com/2015/07/25/mais-um-avanco-vindo-de-espanha-mais-um-exemplo-vindo-de-espanha-com-o-qual-portugal-tem-a-aprender-municipio-espanhol-reconhece-caes-e-gatos-com-os-mesmos-direitos-dos-humanos/comment-page-1/#comment-370 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:55

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 4 de Maio de 2015

EMPRESA PRODUTORA DE EQUIPAMENTOS PARA TESTES EM PRIMATAS ESTÁ EM EXPANSÃO?

 

Absolutamente chocante!

Até onde chega a irracionalidade do animal-homem-predador!

 

Primate-Products-Jeff-Rowell3-1024x992 TORTURA.jpg

Jeff Rowell, presidente da Primate Products, mostra um dos equipamentos de tortura que produz para uso em laboratórios que fazem estes em primatas. Foto: Andrew West / New-Press

 

A sua postura é profissional, e a sua voz é suave. Quem o vê não imagina que Jeff Rowell ganha a vida desenvolvendo instrumentos de tortura para primatas. As informações são do Their Turn.

 

Entre as suas cruéis produções estão equipamentos para contenção (limitadores de movimentos) e sistemas de “polo e colar”. De acordo com a Primate Products, os limitadores oferecem “livre acessibilidade”, e os polos e colares, que são usados para manipular os primatas, ajudam os macacos a “aprenderem rapidamente a sua função e tornarem-se trabalhadores dispostos, reduzindo a necessidade de usar a força física com o animal ou utilizar contenção anestésica”.

 

A Primate Products é uma das muitas empresas envolvidas no escândalo MonkeyGate do condado de Hendry, na Flórida que, apesar dos protestos dos moradores locais, pretende tornar-se o ponto concentrador das empresas de reprodução de macacos, que vendem esses animais para serem cobaias em laboratórios.

 

Primate-Products-Monkeys-1024x731 MACACOS.jpg Macacos confinados na Primate Products para reprodução e venda. Foto: Andrew West/New-Press

 

Em Março, um repórter da Wink News informou a Charles Chapman, autoridade do condado, que a Primate Products estava a conduzir “experiências e testes” nas suas instalações para reprodução de macacos, a despeito das leis de zoneamento que proíbem tais actividades. Em resposta, Chapman enviou uma carta ao Panther Tracks, empresa controladora da Primate Products, informando-a que estaria a realizar uma investigação e a pedir uma explicação.

 

No dia 15 de Abril, Jeff Rowell emitiu uma resposta ao condado alegando que as atividades da Primate Products eram de facto permitidas sob a lei de zoneamento agrícola. O condado ainda não tratou publicamente da resposta da empresa.

 

Na sua carta, Rowell faz duas outras falsas declarações, ambas não relacionadas a violações de zoneamento. Primeiramente, ele afirma que os macacos da Primate Products foram reproduzidos em cativeiro, embora documentos do Serviço de Vida Selvagem dos EUA comprovem que a companhia “importou” 630 macacos que foram retirados da natureza. Posteriormente, numa adenda à carta original, Rowell admite que “alguns” dos primatas haviam sido capturados no seu habitat selvagem.

 

Em segundo lugar, ele afirma que a empresa obedece aos “três princípios orientadores da ética e do uso humano de animais em pesquisas científicas” - substituição, redução e aperfeiçoamento. O sucesso da Primate Products, que vende equipamentos para laboratórios de pesquisas em primatas, depende do aumento do número de animais usados em experiências.

 

De facto, a Primate Products passa por uma grande expansão nesse momento. Apesar de nem a companhia nem o condado divulgarem informações sobre quantos macacos a mais serão mantidos nas novas instalações, especialistas que analisaram o projecto estimam que o número estará entre 5.000 e 14.000 animais.

 

Na sua carta ao condado, Rowell também não foi capaz de responder a alegações de um denunciante anónimo que acusou a companhia de designar operações de abortos a técnicos em veterinária, ao invés de médicos veterinários. Segundo a Associação de Medicina Veterinária Americana (AVMA), “técnicos veterinários não podem diagnosticar, prescrever, realizar cirurgias ou envolver-se em qualquer actividade proibida por uma lei estadual de prática veterinária”.

Fonte:

http://www.anda.jor.br/04/05/2015/empresa-produtora-equipamentos-testes-primatas-expansao

(Este texto foi transcrito para Língua Portuguesa)

***

Isto é absolutamente monstruoso.

 

Não haverá no mundo nenhum organismo, instituição, tribunal, governo, gente responsável, racional e com competência que possa pôr fim a estas monstruosidades e punir severamente estes  monstros irracionais?

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:25

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

A ORIGEM CIENTÍFICA DA "A...

ENQUANTO O MUNDO EVOLUI, ...

EMPRESA PRODUTORA DE EQUI...

Arquivos

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt