Segunda-feira, 26 de Setembro de 2016

A TOURADA DOS JOTINHAS DO CDS/PP NEM AS MOSCAS ESPREITARAM – APENAS UNS POUCOS CAVERNÍCOLAS MARCARAM PRESENÇA

 

Como é possível sacrificar belos bovinos para satisfazer o desejo macabro e sádico de tão poucos!

 

O CDS/PP afundou-se.

 

E aos jotinhas, deixamos um conselho: numa próxima, se quiserem divertir-se, vão marrar-se uns aos outros, para um descampado, longe da multidão, para que ninguém veja a triste figura de jovens que já nasceram velhos e são uns tristes e uns inúteis, que não sabem divertir-se civilizadamente, como todos os jovens mentalmente saudáveis.

 

TOURADA JC.jpg

 Defender “tradições” sanguinárias é coisa de fauna frouxa …

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 11:41

link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 20 de Junho de 2016

SELVAJARIA TAUROMÁQUICA EM PLENA DECADÊNCIA

 

A abolição da barbárie tauromáquica acontecerá, não por via da Assembleia da República, onde o lobby tauromafioso está instalado, para vergonha da Nação.

 

A abolição da tortura de Touros e Cavalos acontecerá nas arenas, esvaziadas de sádicos, onde nem as moscas ousam entrar, para não se conspurcarem.

 

COBARDIA.jpg

Apenas uma minoria, já muito mínima, sempre os mesmos tauricidas e sádicos se dispõem a ir até ao “campo pequeno”, o antro lisboeta da selvajaria tauromáquica, para assistir à prática cruel e cobarde de tortura de Touros e Cavalos, como podemos constatar nesta imagem recentíssima.

Origem da imagem:

https://protouro.wordpress.com/2016/06/19/os-aficionados-entraram-em-depressao/

 

Claro, já não é chique entrar numa arena para assistir a tal asselvajamento.

 

Apenas “genteperversa, sem carácter, inculta e selvática, precisamente por ser perversa, sem carácter, inculta e selvática, não se dando conta da deselegância da atitude, lá vai aquecer um assento aqui, outro ali, nas arenas, onde esta selvajaria ainda é praticada por e para trogloditas.

 

Desde que a presente temporada da tortura teve início, as arenas portuguesas têm estado (não mais às moscas, como era hábito dizer-se) mas à poalha imunda que atulha os recintos, agora vazios.

 

E não, não é por causa da crise (que crise? se os verdadeiros espectáculos atraem milhares de pessoas, seja qual for o preço das entradas?), nem do tempo (da chuva, do vento ou do frio)…

 

O tempo é outro. O tempo é de evolução. Quem entra numa arena, hoje, fica estigmatizado, como o lixo da sociedade.

 

Os carrascos (vulgo toureiros e forcados) que nunca, em tempo algum foram heróis, mas passavam por isso, hoje sabemos que são uns colossais cobardes que, para mostrarem uma virilidade inexistente, atacam seres sencientes completamente indefesos.

 

Que mérito terá ir a uma arena ver um bando de cobardes a torturar um animal? Absolutamente nenhum.

 

O desinteresse por este tipo de prática cruel está a crescer.

 

E quem o diz não somos nós.

 

O Miguel Alvarenga, autor do “Farpas Blogue” refere: «Não é a crise nem muito menos a falta de dinheiro que está a deixar as praças de toiros vazias… é, apenas e só, a falta de interesse e a falta de ídolos que está a deixar as pessoas em casa. Não se esqueçam disso, não tapem o sol com uma peneira com falsas justificações…»

Falta de ídolos? Mas que ídolos?

 

Andou-se quatro centenas de anos (mais precisamente 436 anos, pois foi em 1580, mais dia, menos dia, quando Filipe II de Espanha, I de Portugal, introduziu no nosso país este costume bárbaro espanhol) a achar que na selvajaria tauromáquica havia ídolos e heróis, quando não passavam dos mais autênticos, dos mais verdadeiros, dos mais legítimos cobardes.

 

Não surpreende que uma mentira repetida durante quatrocentos e tal anos se tenha tornado na verdade dos incultos, dos involuídos.

 

Mas agora o tempo é de informação, de formação, de evolução.

 

Chega de mentiras.

 

A selvajaria tauromáquica já não tem mais lugar nos tempos modernos.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:05

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 19 de Março de 2014

A RTP CONTINUARÁ A TRANSMITIR TOURADAS EM 2014 MAIS DO QUE EM 2013? PARA QUEM?

 

As moscas, além de não gostarem de touradas, não vêem televisão…

 

 

Li algures que a RTP transmitirá mais corridas de touros em 2014 do que transmitiu em 2013, sendo já a primeira no próximo dia 2 de Maio, em directo da arena de Estremoz, uma terrinha onde a evolução ainda não bateu à porta.

 

Mas ainda há mais.

 

Dizem que estão agendadas corridas nas arenas da Póvoa de Varzim, (TV/Norte), de Angra do Heroísmo (Ilha Terceira, Açores), da Monumental de Albufeira (terrinhas onde se alapou a pobreza mental) e do campo pequeno, (aquele antrozinho de betinhos, marialvas e tias) onde (dizem) que este ano se comemorará o 50º aniversário da vergonhosa chamada “Corrida TV”…

 

Mas nós não acreditamos nisto.

 

Sabem porquê?

 

Porque a RTP é uma estação televisiva, de serviço de utilidade pública, e portanto, sendo de utilidade pública, não pode andar a esbanjar o dinheiro dos portugueses com programas que, além de não terem qualquer utilidade (nem pública nem privada), viola leis e regras bem definidas, no que diz respeito à violência transmitida a cores e em directo.

 

Apesar de vivermos num país sem autoridade e sem justiça, poderia ao menos haver um responsável ou outro, com um cérebro a funcionar em pleno, na RTP.

 

E é isso que esperamos que exista na estação televisiva de serviço púlico.

 

Ou não existirá?

 

Há uns poucos dias, a RTP transmitiu a Gala Prémios Lumen, com um espectáculo de grande qualidade, visto por 603 mil espectadores, bem contadinhos, onde se destacou a premiada Rita Blanco, que fez questão de lembrar ao presidente da estação, senhor Alberto da Ponte, a questão da protecção dos animais.

 

Não sei se o senhor Alberto da Ponte estava atento, mas aquela curta intervenção da Rita Blanco fez toda a diferença, naquele espectáculo. Foi como uma pedrada no charco.

 

Ou não seria?

 

Pensámos que a palavra de uma premiada e grande actriz, como é a Rita Blanco, pudesse ser levada a sério pelos cérebros iluminados, que julgamos existir na RTP.

 

Depois desta Gala e desta intervenção, não pretenderá o senhor Alberto da Ponte descer o nível da programação da RTP e transmitir uma carnificina, para uma minoria de portugueses incultos. Certo?

 

Já não serão os 603 mil espectadores, bem contadinhos. Nem pouco mais ou menos.

 

Contudo, se continuar a ser subserviente ao lobby da incultura, da carnificina, da ignorância, não tenha dúvida de que as audiências irão baixar manifestamente, até porque, este ano as campanhas que aí vêm contra quem arriscar apoiar e promover a tauromaquia serão implacáveis. 

 

Tourada é algo que não condiz com os Prémios Lumen.

 

Por falar nisso, não vimos lá ninguém da tauromaquia a ser distinguido…

 

Haveria algum motivo para esta tão grave lacuna?  

 

Se a tauromaquia faz parte da “cultura” portuguesa… como dizem, e se se premiou os melhores dessa cultura… por que um torcionário, desses, que são bons, mesmo muito bons a torturar bovinos, não recebeu um Prémio Lumen?


Francamente, senhor Alberto da Ponte, não queira descer ao nível dos curros.
***

(Pós publicação)

 
(Acabaram de me dizer que isto (das transmissões) é um bluff dos tauricidas. Se é... esperemos que seja, para bem da RTP e dos Portugueses e de um  Portugal Culto)

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:37

link do post | Comentar | Ver comentários (10) | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 17 de Janeiro de 2014

A TOURADA MORREU… OS TORCIONÁRIOS AINDA NÃO SE APERCEBERAM DISSO?

 

As arenas irão estar VAZIAS em 2014… É que nem as moscas lá colocarão os pés, por solidariedade para com os desventurados Touros e Cavalos…

 

É que até as moscas sabem o que é SOLIDARIEDADE, mas os CARRASCOS, os homens predadores, os tauricidas, os biocidas, os torcionários e seus apoiantes, não sabem, e nem sequer têm consciência e lucidez para verem que TOUREAR é um verbo que já só se conjuga no tempo passado.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 10:27

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 21 de Outubro de 2013

UMA IMAGEM QUE FALA DA MORTE DA TAUROMAQUIA

«Vejam esta imagem inédita da praça de touros de Albufeira - Algarve - durante o Verão de 2013.

 

As touradas cativam turistas?»

 

Nem turistas, nem sequer as moscas.

 

Lamenta-se o sacrifício dos animais, para NINGUÉM…

 
 
 
publicado por Isabel A. Ferreira às 14:47

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 11 de Setembro de 2013

QUE MARAVILHA! UMA ARENA QUASE VAZIA DE GENTE… OS AFICIONADOS, NESTE DERRADEIRO TEMPO DA TAUROMAQUIA, SÃO AS CADEIRAS…

 

As moscas nem lá põem os pés. E quem lá vemos sentados são os que, se não forem, APANHAM UMA SOVA.

 

 

«Acabou agora no coração da afición MOITA, na praça Daniel Nascimento, e a moldura humana foi a que se pode ver...

 

Conclusões? Cada um tira as suas...»

 

Fonte:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=632932286738078&set=o.228974020492136&type=1&theater
 

publicado por Isabel A. Ferreira às 11:57

link do post | Comentar | Ver comentários (8) | Adicionar aos favoritos
Domingo, 4 de Agosto de 2013

A CARNIFICINA TAUROMÁQUICA (E NÃO SÓ) CONTINUA A CONSPURCAR A CIDADE DA PÓVOA DE VARZIM

 
DESTA VEZ COM O AVAL DOS COMERCIANTES POVEIROS (IMAGINE-SE!)
 
 
 
 

No passado dia 3 de Agosto, foi uma. Pouca gente, como o costume. Até a tourada da RTP não encheu como enchia outrora.

 

Agora, seis TERRORÍFICOS BRONCOS irão torturar seis magníficos BOVINOS para DIVERTIR os COMERCIANTES POVEIROS que, como já têm poucos clientes, querem ficar com menos ainda. Nem sequer pensaram no BOICOTE de que vão ser vítimas.


Nunca mais estes comerciantes poderão dizer que ESTÃO LIMPOS!

 

Como foram cair na conversa de carniceiros, não sabemos.

 

Mas o facto é que na Póvoa de Varzim, irá acontecer TORTURA pela primeira vez para os comerciantes locais.

 

Fado e touradas À LUZ DAS VELAS? Que coisa mais PIROSA!

 

 

Além de que misturar FADO com TORTURA é um SACRILÉGIO. É de quem não RESPEITA O FADO, e não sabe que o fado é PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL DA HUMANIDADE, que não combina, de modo algum com a bronquice da TORTURA.


Mas não só de tortura de bovinos para divertir SÁDICOS, vive a Póvoa de

Varzim, nesta época onde os doidos andam à solta.

 

De um lado a tortura de Touros e Cavalos.

 

Do outro a tortura de animais ESCRAVIZADOS do circo macabro de Victor Hugo Cardinali.

 

Outro HORROR.

 

  

Vejam: Camelos num circo? E a expressão do “artista” o que sugere?… Isso mesmo, o que estão a pensar. Curável num manicómio.

 

E entre estes dois eventos que transformam a cidade num antro medieval, a Feira do Livro é esmagada como um pequeno insecto.

 

E o carniceiro-mor do Concelho, ainda se atreve a dizer em público que a cidade da Póvoa de Varzim está ao nível das cidades mais evoluídas da Europa, quando o povo é agredido por estes cartazes, passo sim, passo não.  

 

Isto é ou não é um sinal de absoluta DECADÊNCIA INTELECTUAL, MORAL E SOCIAL?

 

A continuar assim, nem as MOSCAS quererão pousar numa terra que cheira a mofo, a suor, a urina, a bosta, a ranço, a álcool…

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:29

link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Abril 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
16
17
18
20
23
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

A TOURADA DOS JOTINHAS DO...

SELVAJARIA TAUROMÁQUICA E...

A RTP CONTINUARÁ A TRANSM...

A TOURADA MORREU… OS TORC...

UMA IMAGEM QUE FALA DA MO...

QUE MARAVILHA! UMA ARENA ...

A CARNIFICINA TAUROMÁQUIC...

Arquivos

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt