Quarta-feira, 13 de Fevereiro de 2013

QUAL A UTILIDADE OBJECTIVA DE UM “CENTRO INTERPRETATIVO TAUROMÁQUICO”, AINDA POR CIMA CONSTRUÍDO COM DINHEIROS PÚBLICOS?

  

UM ATENTADO À ADMINISTRAÇÃO DE DINHEIROS PÚBLICOS QUE O GOVERNO PORTUGUÊS DEVIA PÔR FIM

 

 

 

 

Li e pasmei!

 

Não estou num país com governantes no seu juízo perfeito.

 

O que serão os autarcas de Monforte? Uns alienados que não sabem o que andam cá a fazer?

 

A psicopatia de que sofrem será assim tão grave?

 

 

Este é o Presidente da Câmara Municipal de Monforte, Miguel Rasquinho, que devia DEMITIR-SE IMEDIATAMENTE, além de já ter o seu nome na lista negra, do «Livro Negro da Tauromaquia», para que os vindouros saibam quem foram os tauricidas, quando a tourada estiver enterrada debaixo de uma lixeira.

 

O Sr. Rasquinho não tem competência para estar à frente dos destinos de um município.

 

Esbanjar assim dinheiros públicos era obrigatório ser CRIME.

 

Mas neste país, os dinheiros públicos ou vão para bolsos particulares ou para promover TORTURA de seres vivos.

 

Tenha VERGONHA, Sr. Rasquinho!

 

Seja mais ÚTIL: emigre para o Planeta Marte.

 

E o GOVERNO PORTUGUÊS, sendo CÚMPLICE deste acto imoral devia DEMITIR-SE TAMBÉM.

 

Os Portugueses estão entregues a ALIENADOS!

 

O que vão ler a seguir é de pasmar!

 

«A Câmara de Monforte vai construir um Centro Interpretativo Tauromáquico 100% financiado pelos contribuintes (60% União Europeia + 40% Câmara Municipal).

 

Além deste investimento prioritário a Câmara de Monforte também subsidia o Grupo de Forcados com verbas generosas...

 

Divulguem esta informação. É importante que os contribuintes portugueses conheçam esta realidade.

 

Subsídios da C. M. de Monforte 2012:

 

Centro de Dia Nossa Senhora dos Milagres – 3.465,00€;

 

Centro Social Paroquial de Santo Aleixo – 3.465,00€;

 

Centro Social de Santo António de Vaiamonte – 3.465,00€;

 

Santa Casa da Misericórdia de Monforte – 3.465,00€;

 

Grupo de Forcados Amadores de Monforte – 7.030,00€;

 

Fontes: Rádio Portalegre, CMM».

 

https://www.facebook.com/#!/photo.php?fbid=539981986032612&set=a.472890756075069.108951.143034799060668&type=1&theater

 

***

 ISTO É OU NÃO É ANORMAL?

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:13

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 16 de Outubro de 2012

PORTUGAL EM DIRECTO NA ANTENA1: 32 MUNICÍPIOS PORTUGUESES DECLARARAM A TAUROMAQUIA PATRIMÓNIO CULTURAL, IMATERIAL DA HUMANIDADE

 

 

É este o Património Cultural, Imaterial da Humanidade que querem propor à UNESCO?

Esta pretensão é, sem dúvida, a ANEDOTA DO ANO...

 

 

Portugal em Directo

A questão não é consensual: 32 municípios portugueses declararam a tauromaquia património cultural, imaterial da humanidade, já a pensar numa candidatura à UNESCO.

 

Para ouvir esta ANEDOTA, na qual, com o maior despudor, participou o Presidente da Câmara de Coruche, Dionísio Mendes, que também faz parte da ANMP (Associação Nacional de Municípios Portugueses), e Miguel Rasquinho de Monforte, clicar aqui:

 

http://www.rtp.pt/play/p470/e95874/portugal-em-direto

 

Como se a UNESCO alguma vez fosse considerar a VIOLÊNCIA, a CRUELDADE e a TORTURA de SERES VIVOS como Património de alguma coisa!

 

Só se fosse PATRIMÓNIO DA ESTUPIDEZ.

 

É que é preciso ser-se muito estúpido para pensar que a tourada e as suas derivações, onde se sacrificam Touros e Cavalos ao mais alto nível de crueldade, possa ser PATRIMÓNIO DA HUMANIDADE.

 

De que Humanidade? Não da nossa, com toda a certeza.

 

O que ouvimos, neste programa, foi simplesmente «Ignorância, Estupidez, Insensibilidade, Sadismo, Entrega a este Vício, Ganância, Tribalismo, Complexo de Superioridade e Prepotência absoluta sobre animais não humanos, tudo numa mixórdia blindada sem a mínima referência e compaixão pelo horrível sofrimento do touro e, também, do cavalo. Tanta alarvice. Fonte de ansiedade e de vergonha para o país» como bem adjectivou um cidadão lúcido, e que sabe do “ofício”.

 

Já agora a sondagem apresentada por Dionísio Mendes, de que 11% dos portugueses não gosta de tourada é absolutamente FALSA.

 

Se dissesse que 11% é a favor das touradas e os restantes 89% CONTRA, repunha a verdade dos factos. Porque de facto, basta olhar para estas duas amostragens, para esclarecermos a questão.

 

 

 

 

 

 

 

Além disso, num total de 308 municípios portugueses, incluindo as regiões autónomas, apenas uma minoria, 10%, é taurina.

 

E o que dizer da intervenção de Miguel Rasquinho, presidente da Câmara Municipal de Monforte, que está tida como a capital da tauromaquia, ou seja, a capital da IMBECILIDADE?

 

Rasquinho, que faz jus ao nome que usa, disse que «se ouve desde pequeno o que é um “bom ferro cravado”...

 

Esqueceu-se de dizer que é um “bom ferro” cravado no corpo de um ser senciente, que sente a dor tal como nós. O que este Rasquinho disse é absolutamente asqueroso e demonstra uma falta de sensibilidade monstra.

 

E de que turismo fala Rasquinho? Do turismo de garrafão e açafate?

 

Do turismo CULTO não é com certeza.

 

TENHAM VERGONHA NESSAS CARAS!

 

PRETENDER QUE A TORTURA SEJA PATRIMÓNIO DA HUMANIDADE É O MESMO QUE DESEJAR ELEVAR UM PEDÓFILO A SANTINHO DE ALTAR.

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 17:50

link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Abril 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
16
17
18
20
23
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

QUAL A UTILIDADE OBJECTIV...

PORTUGAL EM DIRECTO NA AN...

Arquivos

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt