Quarta-feira, 20 de Março de 2019

NA SECÇÃO DE “CULTURA”, DO CORREIO DA MANHÃ LÊ-SE: «TOUREIRO ENRIQUE PONCE COM LESÕES MUITO GRAVES APÓS COLHIDA DE TOURO»

 

Então isto não faz parte da CULTURA e da ARTE tauromáquicas?

Esperar o quê? Quem vai para uma arena atacar ferozmente, cruelmente, um animal sensível e dotado de instinto de sobrevivência e defesa, está sujeito a estas artes de dá e leva.

 

O protagonista deste acto altamente cultural e artístico é um MATADOR DE TOUROS, uma profissão das mais cultas, existentes à face da Terra, quiçá do Universo, e que tem como objectivo divertir os sádicos, que tanto aplaudem os ataques dos matadores como as acometidas dos Touros, em legítima defesa, porque quanto mais sangue, melhor, para os vampiros tauromáquicos.

 

Enrique Poce.jpg

Momento em que o matador é colhido pelo matado (a ser)...

 

A notícia refere que se confirma o cenário mais duro para o matador espanhol Enrique Ponce, de 47 anos, colhido pelo touro 'Declamador', de 532 kg, na corrida das Fallas de Valencia, na passada segunda-feira.

 

O Touro, muito legitimamente, ao defender-se do seu carrasco, deixou-lhe duas roturas de ligamentos no joelho, a tíbia e uma costela fracturadas e duas perfurações no glúteo. O matador estava ainda a recuperar de uma lesão no joelho esquerdo, que ficou completamente torcido na queda, após ter sido projectado pelo Touro. O seu apoderado e também sogro, Victoriano Valência, disse que o «Enrique tem a perna destroçada e está destroçado também».

 

Está a perna, está o matador e está também o Touro, que foi abatido, depois de barbaramente torturado, não esquecer.

 

Mas isto faz parte da cultura e arte tauromáquicas. Ou não faz? É disto que os sádicos gostam. Gostam de ver o matador torturar o Touro até à morte, e gostam de ver o Touro defender-se e deixar a sua marca nos seus torturadores. Tudo muito cultural e artístico.

 

Para quê tanta estranheza à volta disto?

 

O Touro é torturado barbaramente, e qualquer animal, incluindo o homem, quando se vê atacado por feras, instintivamente faz tudo para se defender. Umas vezes consegue. Outras, não. Este “Declamador” conseguiu. E uma vez que estava condenado a uma morte inglória, ainda teve forças para deixar a sua marca no carrasco.

 

Mas agora vem o mais insólito: diz a notícia que, ontem, Dia do Pai, este MATADOR DE TOUROS deveria receber do rei de Espanha o Prémio de Cultura (isto não é engano) para celebrar o dia do pai na companhia dos seus filhos e da família. Mas, coitado, foi obrigado a viajar para Madrid, onde deverá ser sujeito a uma intervenção cirúrgica, que o fará perder a maior parte da temporada tauromáquica. É menos uns Touros que tortura e mata.

 

Será que o rei de Espanha já se lembrou de conceder o Prémio de Cultura a Arturo Pérez-Reverte, ou a Carlos Ruiz Zafón, ou a Javier Cercas, ou a Almudena Grandes, grandes escritores espanhóis da actualidade? Ou a Literatura não será Cultura para o rei de Espanha? Se me quisessem dar a mim tal coisa, recusá-la-ia.

 

A falta que faz o Senso Comum!

 

Quando se dá o Prémio de Cultura a um matador de touros, não ficará tudo dito sobre a incultura de um povo?

 

(Nós cá também temos disto)

 

Isabel A. Ferreira

 

Fonte da imagem e da notícia:

https://www.cmjornal.pt/cultura/detalhe/toureiro-enrique-ponce-com-lesoes-muito-graves-apos-colhida-de-touro?fbclid=IwAR1cMiquST9-bqHnWWe_04PcZKpSLkx0IXWDSfeFuiDc8Ozv1SbvaIRPhQE

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:19

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 17 de Setembro de 2016

AO QUE CHEGA A DEFORMAÇÃO MENTAL DE UM AFICIONADO

 

André Viard, ex-matador de Touros francês, foi a Tordesilhas, e em directo para o programa “Espejo Público” da Antena 3, disse esta coisa que só um alienado mental diria:

 

Não falemos de sofrimento porque a palavra sofrimento tem uma dimensão psicológica e física que o touro não alcança.

O touro padece de dor no dia seguinte, se quiser”.

 

ANDRÉ VIARD.jpg

Fonte da imagem:

https://protouro.wordpress.com/2016/09/17/aficionado-frances-insulta-espanhois/

 

Ora nem mais.

O Touro, só no dia seguinte, e apenas SE QUISER é que vai padecer de dor… porque se NÃO QUISER , não padece... Então não é?

 

E depois não querem que se diga alto que estes indivíduos, além de terem uma mente deformada, sofrem da Síndrome de Ignorância Profunda.

 

(***) André Viard já foi matador de touros e jornalista. Como militante activo da defesa de touradas em todas as suas formas, criou o Observatoire national des cultures taurines - observatório nacional das culturas tauromáquicas (veja-se ao que chegou a insanidade dos aficionados: criar um observatório de “culturas” selváticas) cujo objectivo é defender a selvajaria tauromáquica, numa França que se apregoa europeia e evoluída. Também é pintor e escritor, formado em Direito, e é considerado o "matador intelectual ".

 

Hannibal Lecter, o psicopata, brilhantemente interpretado por Anthony Hopkins, no filme “ O Silêncio dos Inocentes” também era intelectual, e qualquer semelhança com personagens da vida real, NÃO FOI MERA COINCIDÊNCIA.

 

Eis a prova provada de que ter um canudo ou ser artista ou escritor (coisa com que os aficionados gostam muito de encher a boca, citando Pablo Neruda, Picasso, Ernest Hemingway, entre outros) não implica ter bom carácter, ou ser mentalmente saudável.

 

Os maiores bandidos, assassinos, ditadores, pedófilos e nazistas da História da Humanidade eram todos muito intelectuais

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:34

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 25 de Junho de 2016

TORTURADOR E MATADOR DE TOUROS HOMENAGEADO NA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

 

David Ribeiro Telles, um dos que sempre viveram à custa dos dinheiros públicos, criando Touros para os torturar e matar e, deste modo troglodita, divertir os sádicos que rastejam por aí… morreu.

 

PARLAMENTO.jpg

Origem da imagem:

https://protouro.wordpress.com/2016/06/25/com-esta-mafia-parlamentar-nao-vamos-a-lado-nenhum/

 

Vai daí os aficionados deputados da Nação que integram o CDS/PP e PSD, sem pudor algum, como é habitual, propuseram um minuto de silêncio para “homenagear” um indivíduo que, em vida, se dedicou à morte cruel de seres sencientes.

 

E isto, para os deputados daqueles dois partidos, é o supra-sumo da dignidade humana e do contributo positivo que o “homenageado” deu para a sociedade, merecendo, no seio de um órgão do Governo, que devia pugnar pela decência, um minuto de silêncio, deitando por terra todos os outros minutos de silêncio que já ali foram guardados para homenagear seres humanos que viveram a vida dedicando-se a nobres causas.

 

E também, como é habitual, porque em matéria de selvajaria tauromáquica o parlamento Português está bem servido, os deputados que ali estão para defender a barbárie, e não os verdadeiros interesses de Portugal e dos Portugueses, associaram-se à glorificação de um algoz, exceptuando os deputados do Bloco de Esquerda, do PAN e apenas três deputados do Partido Socialista: Pedro Bacelar de Vasconcelos, Inês Lamego e António Cardoso. O que significa que a esmagadora maioria dos socialistas verga-se à ignomínia.

 

Mas é bom que os deputados da Nação, os governantes, os políticos e todos os que contribuem para denegrir a essência humana, saibam que a Vida encarregar-se-á de fazer a devida triagem: uns, serão perpetuados em pedestais; mas os outros irão directos para o Caixote de Lixo da História. Aliás, já lá estão.

 

Que tipo de governantes são estes?

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 12:19

link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 19 de Maio de 2015

O matador de touros Jiménez Fortes colheu o que plantou

 

O Touro, que Jiménez Fortes cobardemente torturou, e que legitimamente se defendeu ao cornear o matador, que ficou gravemente ferido, teve menos sorte: depois de barbaramente torturado, foi brutalmente matado.

 

Jiménez Forte.jpeg

 Foto de reforma.com

 

Ao primeiro Touro, que este matador barbaramente torturou e matou, cortou-lhe a orelha.

 

Pretendia brilhar na arena.

 

Mas o feitiço virou-se contra o feiticeiro.

 

O sexto Touro não esteve para brincadeiras e colheu-o em cheio.

 

Gravemente, dizem.

 

Quem semeia ventos, colhe tempestades.

 

Nem todos os Touros aceitam ser torturados gratuitamente.

 

Este, que colheu o matador Fortes, antes de morrer cumpriu uma missão.

 

Esperemos que o matador Fortes tenha aprendido esta lição: se com ferros matas, com ferros poderás morrer.

 

A Lei do Retorno é infalível e implacável. Não me canso de repetir, por ser uma verdade, que todos, por conveniência, renegam.

 

Mas esta lei é como as bruxas, para os espanhóis: «yo no creo en las brujas, pero que las hay, hay», ou seja, eu não acredito em bruxas, mas que elas existem, existem…

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:49

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 21 de Maio de 2014

«PARA SE SINGRAR NA “FESTA BRAVA” É PRECISO DESENVOLVER UM AMOR DOENTIO PELO TOURO»

 

É Mário Coelho, um matador de Touros quem o diz.

 

Pois é sabido que os ”amores doentios” fazem parte de patologias mentais.

 

Quando dizemos que a tauromaquia é uma Psicopatia ou Sociopatia queremos dizer exactamente isto: é um transtorno de personalidade descrito no DSM-IV-TR (manual de diagnóstico e estatística das perturbações mentais), caracterizado pelo comportamento impulsivo do indivíduo afectado, desprezo por normas sociais, e indiferença aos direitos e sentimentos dos outros. Na Classificação Internacional de Doenças, este transtorno é chamado de Transtorno de Personalidade Dissocial.

 

Que os tauricidas são psicopatas, ninguém mais duvida.

 

 

Mário Coelho, matador de Touros, “profissão” que actualmente corresponde ao carrasco medieval

 

(Origem da foto: http://farpasblogue.blogspot.pt/2012/12/c-dias-os-meus-instantaneos-ineditos.html)

 

As características dos psicopatas ou sociopatas englobam, principalmente, o desprezo pelas obrigações sociais, leis e a falta de consideração com os sentimentos dos outros. Eles possuem um egocentrismo exageradamente patológico, emoções superficiais, teatrais e falsas, pobre ou nenhum controle da impulsividade, baixa tolerância para frustração e derrotas, baixo limiar para descarga de agressão física, irresponsabilidade, falta de empatia com outros seres humanos e animais, ausência de sentimentos de remorso e de culpa em relação ao seu comportamento.

 

Ora os aficionados costumam reunir-se (sempre os mesmos e poucos, cerca de 50 indivíduos) em tertúlias tauromáquicas, para se consolarem uns aos outros, nestes tempos de decadência tauromáquica.

 

Desta vez, foi em Loja Nova, pequena localidade no concelho de Vila Franca de Xira, onde o matador de Touros, Mário Coelho pôs a nu a referida sociopatia tauromáquica, começando por dizer que «falta romantismo aos toureiros da actualidade e que estes devem desenvolver um amor doentio pela tauromaquia e uma paixão pelo touro, o animal que lhes dá tudo, até dinheiro».

 

Para termos uma ideia do que era (era, já não é) a vida de um matador de bovinos, atentemos no que admitiu Mário Coelho, que disse ter passado pelos melhores ambientes e hotéis do mundo, mas onde se sentiu mais feliz foi quando era proprietário de uma quinta na Loja Nova. “Passei aqui momentos que ainda hoje me recordo, foram os mais felizes da minha vida”, revelou.

 

Pois, foi feliz e rico à custa de muito sangue derramado, nas arenas do mundo, onde matava, sem dó nem piedade, bovinos indefesos, com a cobardia própria dos psicopatas.

 

Disse que também foi na sua quinta que ajudou a moldar a psicopatia em várias crianças que depois se tornaram torturadores além-fronteiras como Rui Bento, Pedrito de Portugal, Oscar San Romam ou Bernardo Valência. E isto porque aprendeu tudo sozinho na sua época e por isso sempre quis ajudar os jovens a um dia poderem tornar-se torcionários como deve ser.

 

Enfim… nesta tertuliazinha, disse-se o que todos já sabemos deste mundinho ignóbil, onde se desenvolvem distúrbios mentais graves, que são exorcizados nas carnes dos desventurados e indefesos bovinos.

 

Por isso, é urgente abolir esta pobreza moral e social que não dignifica a saúde mental do nosso já tão empobrecido País.

 

Fonte

http://semanal.omirante.pt/index_access.asp?idEdicao=651&id=100425&idSeccao=11447&Action=noticia

 

***

Comentário do Dr. Vasco Reis (Médico Veterinário) a este propósito:

 

«Este é o senhor sabichão que me afirmou num debate televisivo em que estávamos com o Professor Paulo Borges, que “os touros são animais hipertensos, por isso a sangria das bandarilhas salva-lhes a vida”. Acrescentou que sangra os juvenis nas tentas, para que não morram, quando são testados (=estafados). Trata-se, portanto, de mais uma modalidade de abuso/tortura dos infelizes bovinos.  

***

TOURADA É TORTURA, É SOFRIMENTO, É MORTE.

 

NÃO FREQUENTEM, NÃO FINANCIEM, NÃO CONTRIBUAM, E BOICOTEM AS MARCAS QUE A PATROCINAM

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:17

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 3 de Abril de 2014

PORTUGAL TEM MAIS UM MATADOR DE TOUROS, E DIZEM ISTO COMO SE MATAR TOUROS, POR PRAZER, NÃO FOSSE UMA COBARDICE E UMA BRUTALIDADE DESMEDIDAS!

 

Eis a expressão diabólica (todos os matadores de bovinos mansos - alterados pela tortura a que são submetidos desde a nascença - a têm) de um português que foi para o México e dá pelo nome de Paco Velasquez.

 

E os que não têm qualquer noção de Humanidade, congratulam-se com esta cobardia e fazem votos para que este seja o primeiro passo de uma carreira longa e de sucesso, como se a tauromaquia tivesse futuro!

 

Grande pobreza moral e alienação por aqui vai…

 

 
publicado por Isabel A. Ferreira às 10:17

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2014

À ATENÇÃO DAS AUTORIDADES PORTUGUESAS - A ESCOLA PÚBLICA DE ALTER DO CHÃO CONTINUA A SUA ACTIVIDADE TAUROMÁQUICA INCENTIVANDO MENORES À VIOLÊNCIA E À TORTURA CONTRA SERES VIVOS

 

O que estará a fazer a CNPCJR para evitar que mais crianças sejam seduzidas para algo que vai comprometer a saúde mental delas?

 

Esta notícia é da ATCT (associação de tradições e cultura tauromáquica).

Como é que isto ainda é possível?

 

ATCT OFERECE LUGAR DURANTE O SEU “III CURSO DE AFICIONADOS PRÁTICOS”, A UM ALUNO/A DO CLUBE TAURINO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALTER DO CHÃO:

 

Com o intuito de apoiar o toureio apeado em Portugal, fomentar afición, mas premiando, simultaneamente, o excelente trabalho realizado pelo Professor Marco Gomes, e pelo Clube Taurino do Agrupamento de Escolas de Alter do Chão, decidiu a Associação de Tradições e Cultura Tauromáquica disponibilizar um lugar, gratuito, para que um aluno/a do referido Clube possa frequentar o “III Curso de Aficionados Práticos” da nossa Associação, a realizar nos dias 12, 13 e 14 de Abril.

 

Da mesma forma, assumiu a ATCT, que o “IV Curso de Aficionados Práticos”, ainda este ano, mas em data a revelar, será levado a cabo precisamente em Alter do Chão, numa versão totalmente gratuita, para que todos os alunos das escolas pertencentes ao Agrupamento, que assim o desejem, possam ter o seu primeiro contacto com a Tauromaquia, pela mão de alguns dos nossos mais reconhecidos maestros.

 

Ao professor Sérgio Santos, e ao matador de toiros Sérgio Santos “Parrita”, que desde a primeira hora disponibilizaram toda a sua ajuda, deixamos, desde já, o nosso agradecimento

 

***  

Pode perguntar-se o que é que um matador de touros, daqueles que torturam e matam por divertimento, tem para dizer a crianças menores de idade?

 

Estamos diante de algo a que é urgente pôr fim.

 

Ou não serviram de nada as recentes recomendações da ONU e principalmente o que está consignado no artigo 1 da Convenção sobre os Direitos da Criança, ratificada por Portugal em 1990, e que diz que “nos termos da presente convenção criança é todo o ser humano menor de 18 anos?

 

Que se saiba, os seres humanos que frequentam o Agrupamento de Escolas de Alter do Chão são todos menores de 18 anos, portanto crianças…   

 

(O bolt no texto da ATCT é da minha responsabilidade)

 

Fonte:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=706049529415687&set=a.447905611896748.97839.447888525231790&type=1&theater

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 19:11

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 31 de Janeiro de 2013

O ANO DE 2013 SERÁ O ANO DO AZAR PARA OS TAURICIDAS

 

INÍCIO DA TEMPORADA TAUROMÁQUICA EM MOURÃO JÁ ESTÁ A CORRER MAL E ASSIM CONTINUARÁ ATÉ AO FINAL DO ANO

 

 

 

Eis um covarde muito medroso

 

É já amanhã, em Mourão, que (dizem) vai começar a temporada da TORTURA de Touros e Cavalos.

 

Mas eles não acreditam que tudo vai correr mal este ano.

 

E já começou.

 

Primeiro sinal:

 

Temos a informação de que já há quatro desistências de actuação em Mourão.

 

E um tal de Morenito, que ia substituir um dos três primeiros desistentes, já não tomará parte nesta “festa” de sádicos.

 

Bem, prevê-se chuva, muita chuva para amanhã. Mas se não for a chuva, será outra qualquer coisa que fará desta primeira tentativa de “nadar contra a corrente” um ENORME FRACASSO.

 

Fonte :

https://www.facebook.com/#!/photo.php?fbid=529393123760922&set=a.215152191851685.58389.215151238518447&type=1&theater

 

 ***

 

COMO SE ISTO NÃO BASTASSE, ESTA É A MÃO DO MATADOR DE TOUROS QUE IA A MOURÃO, E JÁ NÃO VAI…

 

 

Este ferimento, provocado por uma descuidada utilização de um estoque, ocorreu no sábado passado, durante um treino, enquanto o matador iniciava a matança de mais um dos muitos bovinos que já matou até à data.

 

Quem com ferros mata, com ferros morre.

 

E é preciso não esquecer de que Deus suporta os maus, mas não eternamente, como alvitra Miguel de Cervantes. 

 

Segundo sinal:

 

O ferido, Antonio Ferrera, preparava-se para actuar, amanhã, em Mourão, e já não actuará, por causa deste “impedimento”.

 

De que precisam mais, para se convencerem de que o ano de 2013 será o ANO DO AZAR para os tauricidas?

 

O ano da Abolição das Touradas.

 

Não acreditam?

 

O problema é apenas vosso.

 

(http://www.abc.es/cultura/toros/20130126/abci-antonio-ferrera-herido-estoque-201301262202.html)

 

 

(Este texto, que fará parte d’ «O Livro Negro da Tauromaquia em Portugal», o qual perpetuará todos os que participaram, apoiaram, subsidiaram e foram cúmplices desta demência, até ao final de 2013, ano/limite para que tenham oportunidade de reverter a atitude tauricida, foi enviado a José Manuel Santinha Lopes)

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:18

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Outubro 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
15
16
19
20
22
23
27
28
29
30
31

Posts recentes

NA SECÇÃO DE “CULTURA”, D...

AO QUE CHEGA A DEFORMAÇÃO...

TORTURADOR E MATADOR DE T...

O matador de touros Jimén...

«PARA SE SINGRAR NA “FEST...

PORTUGAL TEM MAIS UM MATA...

À ATENÇÃO DAS AUTORIDADES...

O ANO DE 2013 SERÁ O ANO ...

Arquivos

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. 1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome. 2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas". 3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt