Sábado, 10 de Fevereiro de 2018

ACTOS PERVERSOS DE COBARDES CAÇADORES

 

Não entendemos como pode ser legal matar.

Não entendemos como pode ser permitido que psicopatas que se divertem perseguindo, perseguindo e matando animais inocentes, tenham permissão e "licença" para isso.

No Sul de África há um negócio montado com a "caça enlatada", leões criados em cativeiro, para serem fuzilados por estes fulanos, os quais pagam para destruir as vidas destes inocentes.

Covardes sem escrúpulos, que se gabam e se orgulham de tirar vidas, porque acham divertido.

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:41

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 21 de Julho de 2016

NA PÓVOA DE VARZIM: TOURADA E CIRCO COM ANIMAIS SELVAGENS A “ESTREAR” AMANHÃ

 

Para quem disse há pouco tempo (o próprio presidente da Câmara Municipal, Aires Pereira) que a Póvoa de Varzim iria ter uma outra postura para com os animais, isto deixa muito a desejar… O que seria se não tivesse… Isto dito antes de um campeonato de tiro aos Pombos…

 

É um fartote de maus-tratos a animais de várias espécies, na Póvoa de Varzim. Só no circo do Cardinali são Cavalos, são Leões, são Elefantes (estes até andaram a tomar banho no rio, em Ponte de Lima…)

 

CIRCO E TOURADA.png

 

E A RTP CONTINUA MEDÍOCRE, PEQUENA E CRUENTA

 

e vai transmitir em directo a tortura de belíssimos, inocentes, inofensivos, sencientes e indefesos Touros, tudo em nome do sadismo e dos €€€€€€€€€€€€€€€€€ que se embolsa…

 

RTP.jpg

 

ENTRETANTO ...ESTÁ PROGRAMA UMA MANIFESTAÇÃO PARA AMANHÃ EM DEFESA DOS QUE NÃO TÊM VOZ PARA GRITAREM O SEU SOFRIMENTO

 

PÓVOA.jpg

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:05

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 11 de Maio de 2015

O QUE ESTÁ POR DETRÁS DE UM NÚMERO DE CIRCO COM ANIMAIS RACIONAIS DITOS NÃO HUMANOS

 

Os animais ditos não humanos são treinados por ANIMAIS IRRACIONAIS, e há quem vá aplaudir as “habilidades” dos infelizes que sofreram HORRORES para se apresentarem estarem nas arenas a fazerem coisas para as quais não nasceram.

 

É a velha história dos gladiadores escravos, que eram treinados para lutarem nas arenas com leões esfomeados.

 

Mas este tempo de horrores ficou no passado.

Hoje há o “Cirque du Soleil”… por exemplo…

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 10:34

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 16 de Março de 2015

MAPA ALERTA TURISTAS PARA ZONAS EM PORTUGAL ONDE HÁ MÁS PRÁTICAS COM ANIMAIS

 

«Enquanto os animais não humanos não forem considerados seres tão sencientes como os animais humanos (está provado cientificamente que o são) os países que mantém práticas primitivas e bárbaras contra esses seres deveriam ser penalizados de algum modo»

 

402222[2] MAPA.png

 Um forcado ataca um touro moribundo e embolado... depois não gostam que lhes chamem cobardes...

 

Touradas, jardins zoológicos, passeios de charrete e a possibilidade de nadar com golfinhos são exemplos sobre Portugal recolhidos num mapa digital, promovido por uma fundação espanhola, que pretende alertar os turistas para más práticas relacionadas com animais.

 

O mapa, um projecto da fundação de defesa animal FAADA, de Barcelona, está disponível em www.turismo-responsable.com

e foi criado para dar a conhecer aos turistas as actividades com animais existentes nos vários países para que "possam viajar de forma responsável", disse a coordenadora da FAADA, Giovanna Constantini, citada pela agência de notícias espanhola EFE.

 

Sobre Portugal, o mapa dá como exemplo as corridas de touros, sublinhando que, em algumas localidades, existe permissão para matar o touro na arena.

 

O mapa cita também uma investigação de 2011 sobre 10 zoológicos portugueses, realizada pela Born Free Foundation (Reino Unido), cujos resultados mostraram que os parques zoológicos autorizados não estavam totalmente de acordo com as normas da União Europeia, enquanto outros operavam sem licença.

 

Segundo a informação, os zoológicos não dão "qualquer contribuição significativa à conservação das espécies", sendo que a conservação da maioria dos animais nestes parques não é considerada prioritária.

 

"Das espécies ameaçadas, apenas 57 por cento faziam parte de um programa europeu de criação em cativeiro", adianta o texto.

 

Acrescenta ainda que a informação disponibilizada aos visitantes sobre a conservação era inadequada, muitos parques fomentavam o contacto directo entre os animais selvagens e o público e organizavam espectáculos com animais sem qualquer mais-valia educativa.

 

Na informação sobre Portugal é ainda mostrada preocupação com os passeios em carros puxados por cavalos (charretes).

 

"Numerosos animais são explorados além dos seus limites, enquanto levam turistas por terrenos acidentados, debaixo do sol, sem água ou descanso. Sofrem insolações, feridas e são espancados em consequência destas 'experiências turísticas' em que os benefícios económicos para os proprietários estão sempre acima do bem-estar dos animais", afirma-se no texto.

 

Nadar com golfinhos é outra das actividades apontada no mapa, que considera que esta prática, que acontece sobretudo no Algarve, tem "graves implicações para os animais e pode ser perigosa para as pessoas".

 

No mapa, que está online há uma semana, aparecem todos os países e as actividades que fazem com animais para atrair turistas, desde os passeios com elefantes em muitos países asiáticos até às tradicionais corridas de carros de cavalos na Alemanha ou aos passeios em camelo no Egipto.

 

Alerta também para as tradições vendidas turisticamente, como os pacotes de caça na África do Sul, onde os turistas podem caçar leões em reservas.

 

As lutas com galos nos países da América do Sul, como Peru, Bolívia ou Colômbia, ou o treino de macacos para roubar turistas são outros exemplos que constam do mapa.

 

Segundo Giovanna Constantini, um dos países que mais maltrata os animais é a Tailândia, onde 3.800 dos 5 mil elefantes do país se encontram em cativeiro, sendo na sua maioria usados para passeios ou exibidos em espectáculos.

 

Sobre Espanha, a informação disponibilizada afirma que as touradas se fazem com animais "drogados e confundidos, que são apunhalados várias vezes até à morte".

 

O mapa visa alertar os viajantes para a exploração turística dos animais, revelando o que se esconde por detrás de cada espectáculo ou transporte animal.

 

O mapa indica ainda, em cada país, uma lista de centros de recolha e projectos de voluntariado que trabalham na conservação e no tratamento de animais, bem como de organizações não-governamentais de protecção de animais.

 

Lusa/SOL

 

Fonte:

http://www.sol.pt/noticia/126950

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 12:10

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 6 de Novembro de 2014

FUNCHAL NÃO AUTORIZA CIRCOS COM ANIMAIS

 

Aleluia!

Nem todos os governantes são carniceiros em Portugal!

 

Eis um exemplo a seguir no Continente, pelos autarcas que permitem todo o tipo de abuso animal dentro do seu território

 

CIRCOS SEM ANIMAIS NA MADEIRA.jpg

 

«Tigres siberianos, serpentes, crocodilos, focas, póneis e cavalos fazem parte dos espectáculos circenses que, no Funchal, todos os anos animam a quadra natalícia madeirense. Este ano, porque a Câmara Municipal do Funchal foi ganha por uma coligação de seis partidos da oposição de que faz parte o PAN (Pessoas-Animais-Natureza), a autarquia liderada por Paulo Cafôfo não vai licenciar espectáculos de circo com animais.

 

A proposta partiu do PAN e foi confirmada, esta semana, após uma reunião entre os dirigentes do partido e o presidente da Câmara do Funchal para fazer um balanço do primeiro ano de mandato da coligação ‘Mudança’.

 

Habitualmente, na quadra natalícia, instalam-se no Funchal dois circos, um na Praia Formosa e outro junto ao Madeira Tecnopólo. A menos de um mês da instalação das diversões natalícias, a decisão da Câmara do Funchal poderá ter como consequência a opção circense por concelhos vizinhos ao Funchal (Santa Cruz, Câmara de Lobos, Machico ou Ribeira Brava).

 

É que os dois empresários do circo já estavam de malas aviadas, a contar levar os animais e toda a logística circense do continente para a Madeira. Numa carta dirigida à autarquia, ainda tentaram inverter a decisão de vetar circos com animais, mas não conseguiram demover a coligação.

 

A vereadora do ambiente na Câmara do Funchal, Idalina Perestrelo, ex-dirigente da Quercus, justificou a medida como uma posição “ideológica”, consentânea com os princípios de um dos partidos que legitimou a actual vereação.

 

No passado mês de Junho, Paulo Cafôfo tinha criticado o “desleixo” das anteriores vereações social-democratas em relação à causa animal.

 

A autarquia está também empenhada em acabar com a actividade turística de exploração de aves de rapina para fotografias, na baixa do Funchal».

 

Fonte:

http://www.sol.pt/noticia/117946

 

A REALIDADE DOS ANIMAIS DO CIRCO 

 

Os animais utilizados em circos são escravos dos seus donos e carrascos domadores, que os utilizam com fins lucrativos, sem dó nem piedade

 

Elefantes, ursos, leões, chimpanzés, cães, cavalos, entre muitos outros passam por terríveis práticas de subjugação, a maioria delas com requintes de malvadez

Vejam o vídeo e reflictam...

 

 

Apenas os cegos e surdos mentais são incapazes de verem e ouvirem os apelos da Vida que palpita nestes seres magníficos escravizados por criaturas desalmadas, e quem aplaude esta tristeza não está isento de culpa e é cúmplice da barbárie...

 

Há muito que me recuso a ir a um circo onde utilizem animais não humanos como escravos.

 

Nos circos, apenas o ANIMAL HUMANO deve participar.

 

O tempo da escravatura (humana ou não humana) é de um passado remoto onde imperava a ignorância.

 

Hoje, na era da comunicação global, esta barbárie não tem a mínima justificação.

 

Só não sabe isto quem ainda vive na ignorância desse passado. Quem já nasceu velho. Antigo. Mofoso.

 

NÃO aos circos com animais escravizados!

***

Torrelavega converte-se na primeira cidade livre de circos com animais, na Cantábria…

(Ver notícia neste link)

http://blogcontraatauromaquia.wordpress.com/2014/11/06/torrelavega-se-convierte-en-la-primera-ciudad-libre-de-circos-con-animales-en-cantabria/

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:34

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 24 de Setembro de 2014

TAUROMAQUIA: A “ARTE” DE TORTURAR BOVINOS OU QUALQUER OUTRO SER VIVO!

 

O animal humano na sua mais repugnante faceta

 

 

 

Para divertir os aficionados, a indústria tauromáquica não se limita a torturar bovinos, e atormenta e tortura muitos outros animais.

 

Cavalos, búfalos, cães, burros, mulas, póneis, leões, tigres, elefantes, galos, javalis e até seres humanos já foram ou são explorados e torturados pela macabra indústria tauromáquica.

 

Cavalos torturados e mortos pela indústria tauromáquica

 

Os cavalos e os bovinos são animais herbívoros e estão muito longe de serem inimigos naturais. No entanto, os cavalos são usados nos espectáculos tauromáquicos em que se colocam este nobres animais numa luta aberrante, estúpida e anti natural.

 

Como resultado da loucura selvática dos aficionados, cavalos são feridos, estripados e mortos.

 

Muitos cavalos morrem de ataques cardíacos fulminantes, pois não foram feitos para participar em espectáculos com tal nível de violência.

 

Ver mais informação aqui:

 

http://pelostourosvivos.blogspot.pt/2013/10/tauromaquia-arte-de-torturar-bovinos-ou.html?fb_action_ids=10201717622221790&fb_action_types=og.likes

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 11:29

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 12 de Agosto de 2014

Do que são capazes os irracionais psicopatas da tauromaquia!

 

Isto é inconcebível! Horrendo!  

 

E por mais incrível que pareça, isto é permitido por uma lei portuguesa, aprovada por deputados portugueses que se vergam ao lobby da tortura, a qual exclui os bovinos e cavalos do Reino Animal.

 

Que vergonha! Que irracionalidade!

 

 

Cães de tipo Alano espanhol atacam bovino em ganadaria.O cão da imagem, coitado, também ele, uma vítima, tem os ossos de fora. Está a desfazer o pobre do bovino vivo. Repare-se no desespero do novilho.

 

«Muita gente não sabe ! mas para divertir os aficionados, a indústria tauromáquica não se limita a torturar bovinos e atormenta e tortura muitos outros animais.

 

Cavalos, búfalos, cães, burros, mulas, póneis, leões, tigres, elefantes, galos, javalis e até seres humanos já foram ou são explorados e torturados pela macabra indústria tauromáquica.

 

Cães explorados usados em divertimentos tauromáquicos (Bullbaiting)

 

O Bull-Baiting é uma prática inenarrável que consiste em atiçar cães para esfacelarem bovinos vivos. Era uma actividade habitual na Inglaterra no século XV e foi abolida em 1835, com uma lei que proibiu a crueldade sobre os animais (Cruelty to Animals Act).

 

Nos países onde a tauromaquia ainda sobrevive, como em Portugal ou em Espanha, subsiste esta prática da Inglaterra da idade das trevas.

 

Em Junho de 2013, a polémica do bullbaiting ganha destaque quando foram divulgadas as fotos no Facebook do toureiro João Moura Júnior em que uma matilha de cães ataca um pobre bovino.

 

Até à presente data, o toureiro mantém-se impune e desfila como um herói pelas praças da tortura de Portugal e Espanha.»

 

in

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=297362637113179&set=pcb.297362997113143&type=1&theater

 

*** 

Abram este link e vejam a selvajaria do Moura JR 

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.448225395272803.1073741829.305023079593036&type=3

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 17:50

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Julho 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

ACTOS PERVERSOS DE COBAR...

NA PÓVOA DE VARZIM: TOURA...

O QUE ESTÁ POR DETRÁS DE ...

MAPA ALERTA TURISTAS PARA...

FUNCHAL NÃO AUTORIZA CIRC...

TAUROMAQUIA: A “ARTE” DE ...

Do que são capazes os irr...

Arquivos

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt