Segunda-feira, 25 de Março de 2019

PAPA FRANCISCO OFENDE DEUS E OS CATÓLICOS E DESONRA SÃO FRANCISCO DE ASSIS AO ABENÇOAR UM TORTURADOR E MATADOR DE TOUROS

 

No passado dia 20 de Março, depois da Audiência Geral no Vaticano, o Papa Francisco abençoou o torturador e matador de Touros espanhol Juan José Padilla e a sua família.

Padilla encarregou-se de contar ao Papa sobre a sua “profissão”. E o que fez o Papa? Sorriu e apertou-lhe a mão, bem apertada. E o que deveria ter feito o Papa? Deveria tê-lo levado para um sítio reservado, e dizer-lhe que os Touros também são criaturas de Deus, e torturá-los e matá-los por divertimento não faz parte das práticas católicas, apostólicas, romanas e é condenável aos olhos de Deus.

Eu fiquei perplexa, porque este gesto não combina nada com o que ele disse na sua carta encíclica. E das duas uma: ou o Papa desconhece o que faz um matador, ou é hipócrita. Não nos esqueçamos que até Jesus Cristo correu à chicotada os vendilhões do Templo, porque há coisas que não podem ser toleradas.

 

Padillka 1.jpg

 

Diante de Juan José Padilla, torturador e matador de Touros, o Papa Francisco deveria ter condenado a prática selvática da tauromaquia, que tortura e mata cruelmente os Touros, em nome de nada que seja de Deus. O Papa Francisco deveria ter dado a bênção a esta criatura do mal, que também é criatura de Deus, mas na qual não germinou a semente de Deus, mediante a promessa de nunca mais voltar a torturar e a matar Touros como divertimento.

Padilla 2.jpg

 

Diz a notícia que, neste encontro, o Papa abençoou uma foto da família e uma medalha, e o torturador e matador de Touros agradeceu a Deus a protecção na sua vida profissional. E o Papa Francisco não lhe disse que torturar e matar touros para divertimento não é uma profissão, mas uma prática do diabo, e que Deus não gosta que torturem e matem as suas criaturas mais indefesas, ou seja, os animais não-humanos, que estão à mercê da crueldade da criatura desumana.

 

PETIÇÃO AO PAPA FRANCISCO PARA QUE HONRE O NOME DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS E CONDENE A TAUROMAQUIA

 

À conta deste insulto aos católicos, aos cristãos e a São Francisco de Assis, e ao próprio Deus, já corre por aí esta petição, que aconselho, a todos os que abominam os maus-tratos aos animais, a assinarem:

 https://secure.avaaz.org/es/community_petitions/Papa_Francisco_Papa_Francisco_honre_a_San_Francisco_de_Asis_Condene_las_Corridas_de_Toros/details?fbclid=IwAR1E836HYHfWVPQDuZbDkZysZ8djFSIgneGHTA-4VBdqQdlcp1exols-pl4O

 

O texto da petição diz o seguinte:

 

Em 20 de Março de 2019, depois da sua audiência geral, o Papa Francisco teve a atenção especial de abordar o toureiro Juan José Padilla para o cumprimentar, o qual lhe contou sobre a sua profissão. Apesar disso, o Papa Francisco não se pronunciou sobre o facto de que a profissão de Padilla é torturar animais até à morte e pôr a sua vida em risco por dinheiro.

 

A sensibilidade da sociedade em relação à violência contra os animais está a aumentar, depois de a ciência ter demonstrado que os animais sentem dor e sofrimento. As touradas são violentas, porque nelas todos os tipos de agressões são exercidas sobre um animal inocente até o matar, afogado no seu próprio sangue, cravando-lhe uma espada (estoque) no tórax. De toda a violência contra os animais, aquela que é exercida como meio de entretenimento, cercada de risos e aplausos, é a mais deplorável.

 

São Francisco de Assis, de quem o actual Papa tomou o nome, ficaria horrorizado com a crueldade gratuita das touradas.

 

Por outro lado, o Papa São Pio V emitiu em Novembro de 1567 uma Bula chamada De Salute Gregis Dominici que proibia as touradas sob pena de excomunhão. Embora tenha havido modificações subsequentes, a Bula permanece válida e ainda está vigente e aplicável aos crentes católicos.

 

Por meio desta petição exigimos que o Papa Francisco honre o nome que adoptou e a memória de São Francisco de Assis, assim como a mencionada Bula, com a condenação incondicional das touradas e de qualquer outra prática em que animais sejam maltratados, torturados e executados.

 

***

O mais estranho é que o Papa Francisco, que adoptou o nome de São Francisco de Assis, o santo padroeiro dos animais, disse-se contra os maus-tratos animais, na sua carta encíclica - Carta Encíclica Laudato Si´ (um dos documentos mais importantes das Igreja), e fez um apelo extraordinário a cada um de nós, católicos e não católicos.

 

Neste documento o Papa começa por dizer que «a indiferença ou a crueldade com as outras criaturas deste mundo sempre acabam de alguma forma por repercutir-se no tratamento que reservamos aos outros seres humanos. O coração é um só, e a própria miséria que leva a maltratar um animal não tarda a manifestar-se na relação com as outras pessoas».

 

(…) «É contrário à dignidade humana fazer sofrer inutilmente os animais e dispor indiscriminadamente das suas vidas».

 

E termina a apelar a «todos os cristãos a explicitar esta dimensão da sua conversão, permitindo que a força e a luz da graça recebida se estendam também à relação com as outras criaturas e com o mundo que os rodeia».

 

É, pois, de estranhar esta atitude do Papa Francisco ao abençoar um torturador e matador de Touros, sem lhe ter chamado a atenção para a crueldade daquilo que ele faz na vida.

 

Juan Padilla saiu do Vaticano crente, crente que o que faz é abençoado por DEUS.

 

O que ele não sabe é que o Papa não é Deus, e se representa Deus na Terra, ao abençoar um torturador das suas Criaturas mais indefesas, cometeu um grave erro, e ofendeu os católicos e o próprio Deus.

 

E eu, que no dia do Conclave, poucos minutos antes de sair o fumo branco, vaticinei o nome que o próximo Papa haveria de tomar (disse alto para os que comigo seguiam o Conclave: gostava que o próximo Papa se chamasse Francisco, como São Francisco de Assis, porque ainda não há um Papa Francisco), e quando, naquela noite, ouvi o nome do novo Papa, fiquei paralisada e ao mesmo tempo feliz. EU, que até tinha uma certa admiração por este Papa, pela coragem que tem tido de “desenterrar mortos”, fiquei estupefacta e decepcionada com esta sua estranha atitude, nada católica. 

 

Não digo que não abençoasse o Padilla, afinal é um pobre pecador, que há-de prestar contas de toda a crueldade que já praticou na vida. Mas essa bênção deveria vir acompanhada do arrependimento dele, e da sua promessa de que nunca mais torturaria e mataria uma criatura de Deus.

 

E isso não aconteceu.

 

Isabel A. Ferreira

 

Link para a Carta Encíclica Laudate Si’

 http://w2.vatican.va/content/francesco/pt/encyclicals/documents/papa-francesco_20150524_enciclica-laudato-si.html

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:55

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 4 de Abril de 2017

TAURICIDA ESPANHOL FICA GRAVEMENTE FERIDO EM LAS VENTAS

 

A Lei do Retorno a funcionar em pleno.

Quando não é na arena, é fora dela.

Mas como esta "gente" é muito estúpida, não aprende nada com estes avisos bem inteligíveis.

 

ng8427507 CORNADA.jpg

 

O novilheiro Daniel Garcia Navarrete, de 23 anos, teve o que merecia quando, no passado domingo, cobardemente, tentava matar um indefeso e senciente novilho, na arena de Las Ventas, em Madrid (capital de um país da Europa do Sul, que, tal como Portugal, esbanja dinheiros públicos nesta selvajaria).

 

As notícias dizem que o novilho atacou o novilheiro. Quanta ignorância!

 

O novilho não atacou ninguém. Foi atacado. O novilho apenas se DEFENDEU do ataque COBARDE do seu carrasco. E com toda a legitimidade.

 

A notícia diz também esta coisa espantosa: «A violência do ataque ficou registada em vídeo, em imagens fortes que podem ferir a susceptibilidade dos leitores».

 

Qual violência? De que ataque?

 

A única violência que fere a susceptibilidade dos leitores é o ataque do cobarde tauricida ao novilho. O resto não nos interessa. O cobarde novilheiro estava na arena por sua livre e espontânea vontade. O valente novilho, não. O valente novilho foi para aquela arena, à força de muita crueldade. E ainda querem que olhemos para o cobarde carrasco como a principal vítima?

 

Só se fôssemos muito estúpidos!

 

O tauricida foi operado de emergência na enfermaria da arena. Tinha uma clavícula partida, um fémur furado e algumas perfurações na região cervical que atingiram o céu-da-boca. Coisa pouca, para quem gosta de torturar e matar por prazer.

 

Já no início do mês de Março, Juan José Padilla, o tal que ficou deformado por um Touro, que se defendeu valentemente das investidas cobardes deste tauricida, foi internado com ferimentos graves, desferidos por um outro Touro que, em legítima defesa, o atingiu, durante uma sessão selvática na Feria Fallas, em Valência.

 

Ultimamente, os Touros, legitimamente, têm feito bastantes estragos aos seus carrascos, mas estes continuam a atacar cobardemente  os indefesos animais, com uma enraizada cegueira mental, legitimada por um governo também cego mental, que além de promover a violência gratuita contra animais indefesos, patrocina o estropiamento dos seus carrascos, que depois são tratados à custa do erário público. Em Espanha, tal como em Portugal.

 

Se a estupidez matasse, a Península Ibérica seria um imenso cemitério.

 

Isabel A. Ferreira

 

Fonte:

http://www.jn.pt/mundo/interior/duas-cornadas-de-novilho-deixam-jovem-em-estado-grave-5766933.html?utm_source=jn.pt&utm_medium=recomendadas&utm_campaign=beforeArticle

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 11:28

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 30 de Maio de 2016

O TAURICIDA JUAN JOSÉ PADILLA FOI NOVAMENTE COLHIDO POR UM TOURO EM MADRID

 

Cinco anos depois do torturador de Touros, Juan José Padilla, ter perdido um olho e ter ficado tão deformado por fora, como é deformado por dentro, quando foi corneado por um Touro que tentou defender-se da cobarde investida deste tauricida, torna a ser colhido e lançado pelo ar e espezinhado durante uma tourada, na arena de tortura de Las Ventas, em Madrid.

 

Mas ainda não foi desta…

 

Porém, a implacável Lei do Retorno é infalível. Mais dia, menos dia, este torturador também será torturado até à morte, do mesmo modo que torturou e matou magníficos seres sencientes, com um ódio indescritível...

 

E VIVA O TOURO QUE ASSIM SE DEFENDE!

 

cogida-torero-juan-jose-padilla-las-ventas-madrid

 

Mais fotos desta colhida neste link:

http://www.schnauzi.com/brutal-cogida-a-juan-jose-padilla-en-madrid/#comment-198298

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:14

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 12 de Fevereiro de 2013

JUAN JOSÉ PADILLA É O PROTÓTIPO DO TAURICIDA PSICOPATA, QUE DEVIA SER INTERNADO NUMA CLÍNICA PSIQUIÁTRICA JUNTO COM OS GOVERNANTES QUE PERMITEM ESTA BARBÁRIE

 

Toureiro tortura e mata dois touros e decepa as orelhas de um deles na Cidade do México

 

 

O toureiro Juan José Padilla comemora, do alto do seu sadismo, ter mutilado as duas orelhas de um dos animais que matou na tourada do último domingo. Foto: Mario Guzmán/EFE

 

"Espetáculo" da barbárie

 

Toureiro tortura e mata dois touros e decepa as orelhas de um deles na Cidade do México

06 de fevereiro de 2013 às 6:00

 

Por Robson Fernando de Souza (da Redação)

 

«Não bastasse ser toureiro, o espanhol Juan José Padilla foi além das covardias comuns intrínsecas ao ato de “tourear”. Além de ter esfaqueado o touro com seis farpas, ele decepou as orelhas de sua vítima. O ato bárbaro aconteceu na 16ª Tourada da intitulada “Grande Temporada 2012-2013″, na Plaza de Toros México, na Cidade do México, no último domingo.

 

O toureiro Juan José Padilla comemora, do alto do seu sadismo, ter mutilado as duas orelhas de um dos animais que matou na tourada do último domingo. Foto: Mario Guzmán/EFE

 

No “espetáculo”, Padilla matou dois touros. Sua primeira vítima foi o bovino chamado Botón de Plata, morto com uma estocada por trás. O segundo animal morto por ele foi Nenito, que, segundo o jornal mexicano Excelsior, em informação repassada pelo R7, o sádico “castigou bastante [...] com um abate completo’”, enfiando seis farpas nas costas do animal.

 

Num esforço de autodefesa, mas já muito ferido, Nenito conseguiu que o seu algoz sofresse uma forte queda, embora não tivesse conseguido chifrá-lo. A queda enfureceu o assassino, que, num golpe rápido, mutilou as orelhas do animal e causou a sua morte.

 

O público, insensível ao sofrimento dos animais, vibrou com o sadismo de Padilla, que comemorou com os espectadores. Ele se tornou o “vencedor” da tourada porque, ao contrário do seu rival Fermín Rivera, mutilou não uma, mas duas orelhas.

 

 

Mesmo ferido, o touro Nenito ainda conseguiu esboçar defesa, derrubando seu algoz, antes de ter suas orelhas barbaramente mutiladas. Foto: Mario Guzmán/EFE

 

 

Além do sadismo do toureiro, chamou negativamente a atenção a forma como o portal R7 falou do ocorrido, sem qualquer ética de respeito à vida nem preocupação com a integridade dos animais assassinados no “espetáculo”. São destacáveis, na insensibilidade do redator responsável pela notícia, frases e expressões como “O toureiro espanhol Juan José Padilla foi do inferno ao paraíso…”, “…se tornar o campeão do dia”, “…não deu muitas chances para o toureiro cortar suas orelhas ou rabo, um dos objetivos da tourada”, ”…castigou bastante o animal com um ‘abate completo’ (sic)”, “…levando o público ao delírio” e “…conseguira cortar apenas (sic) uma orelha em seu desafio”.

 

Essa postura do portal se torna ainda mais absurda quando lembramos que a Rede Record de Televisão, da qual o R7 é uma espécie de extensão online, já há alguns anos vem denunciando em diversos de seus programas televisivos ações de crueldade contra animais e aparentemente defendendo, junto à opinião pública, sua abolição.

 

Comportamentos assim no meio jornalístico, de naturalização de atividades cruéis como touradas e também rodeios, cada vez mais atraem o repúdio dos telespectadores e internautas, já que não é mais aceitável, como era no passado, o favorecimento de ações óbvias de maus tratos contra animais. Matérias jornalísticas que favorecem as touradas, na legislação brasileira, podem até mesmo ser interpretavelmente caracterizadas como apologias ao crime, segundo o Artigo 287 do Código Penal, já que crueldade óbvia contra animais é crime segundo a Lei de Crimes Ambientais brasileira.

 

De um lado, o México mostra que ainda tem muito a andar no rumo ao amadurecimento ético da relação entre a maior parte dos seus habitantes e os animais não humanos, caminho esse que implicará a abolição e criminalização de todos os ditos “esportes” que envolvem crueldade e exploração contra animais. Do outro, parte da imprensa brasileira mostra que não dá a mínima para a ética jornalística nem está sintonizada com a mudança ética da forma como as sociedades modernas, inclusa a brasileira, encaram a relação entre os animais humanos e não humanos.

 

Os brasileiros pouco podem fazer para contribuir com a abolição das touradas no México, mas podem ao menos protestar contra a forma insensível como o R7 divulgou a tourada mencionada, enviando reclamações ao formulário da página Fale com o R7.

 

Fonte:

http://www.anda.jor.br/06/02/2013/toureiro-tortura-e-mata-dois-touros-e-decepa-as-orelhas-de-um-deles-na-cidade-do-mexico

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:59

link do post | Comentar | Ver comentários (9) | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 20 de Março de 2012

DUPLA CEGUEIRA: A MENTAL E A VISUAL

  

(Juan José Padilla, Valência 17 de Março de 2012)

 

 

«OLHO QUE NÃO VÊ, CORAÇÃO QUE NÃO SENTE»   

 

Este torturador de Touros bem pretende que o animal se enfureça, com aquela atitude própria dos covardes. Reparem bem.

 

Mas o Touro, na sua superioridade, estará a pensar: «Coitado! Não sabe o que o espera, daqui a uns tempos! E a mim que me importa morrer agora, se já fui massacrado e não sirvo para mais nada? Melhor libertar-me o mais depressa possível, destas mãos sanguinárias e deste ódio macabro que vejo nesta expressão terrível de um covarde!»

 

É isto a tauromaquia.

publicado por Isabel A. Ferreira às 11:16

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 2 de Janeiro de 2012

JUAN JOSÉ PADILLA - VALEU A PENA?

 

 

 
Juan José Padilla no seu "melhor" tempo de torturador de Touros...
 
 
 
 
 
Juan José Padilla de torturador a torturado...
 
 
VALEU A PENA?
publicado por Isabel A. Ferreira às 15:21

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

PAPA FRANCISCO OFENDE DEU...

TAURICIDA ESPANHOL FICA G...

O TAURICIDA JUAN JOSÉ PAD...

JUAN JOSÉ PADILLA É O PRO...

DUPLA CEGUEIRA: A MENTAL ...

JUAN JOSÉ PADILLA - VALEU...

Arquivos

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt