Segunda-feira, 1 de Dezembro de 2014

MUNICÍPIO DE VIANA DO CASTELO QUER TRANSFORMAR A PRAÇA DE TOUROS EM PAVILHÃO POLIDESPORTIVO

 

Eis uma óptima notícia.

Nem tudo está perdido.

 

ARENA DE VIANA DO CASTELO.jpg

Eis as ruínas do que antes foi “património” (já que o querem assim) dos broncos tauricidas. A tortura e a cobardia são património, sim, mas da estupidez. Apenasmente.

 

Passados seis anos de ter sido desactivada a arena de tortura de bovinos, depois de Viana do Castelo ter-se declarado cidade anti-tourada, o presidente do município, Dr. José Maria Costa, veio demonstrar uma “vontade clara” de dar resposta à falta de condições físicas com que se debate a Escola Desportiva de Viana (EDV), daí a intenção de transformar a antiga num espaço polivalente para a prática de várias modalidades, tais como ginástica, esgrima, patinagem artística e hóquei em patins e basquetebol.

 

Esta arena, de construção recente (1948), para a longevidade da selvajaria tauromáquica, que vem do tempo das trevas, serviu para a prática da tortura durante alguns anos, numa terra onde nunca a barbárie esteve de facto enraizada, como nas terras atrasadas lá mais para sul…

 

Há vários anos que está desactivada, e é chegado o tempo de lhe dar uma utilidade moderna, condizente com a civilização e não com a incultura dos tauricidas, que consideram a iniciativa da autarquia um atentado contra o “património” deles, isto é, dos broncos.

 

Pois tudo o que seja “património” dos broncos é para transformar, demolir, esmagar, trucidar, queimar, fazer desaparecer para sempre, da face da Terra.

 

No mundo moderno não tem mais cabimento a estupidez que já se prolonga há demasiado tempo.

 

O Norte de Portugal não cultiva a selvajaria tauromáquica. Os nortenhos (tirando uma minoria selvática e cobarde) é gente de trabalho honesto, e não se diverte a ver torturar seres vivos indefesos.

 

Os bárbaros invadiram Viana do Castelo contra a esmagadora maioria dos vianenses, através de marosquices e ilegalidades, com a conivência de autoridades que deviam estar na cadeia.

 

Desprezo total pela incultura dos broncos tauricidas, pela ignorância dos broncos tauricidas, pela cobardia dos broncos tauricidas, pelo atraso de vida que os broncos tauricidas representam na sociedade portuguesa, se bem que sejam uma minoria insignificante e inútil, que a seu favor tem apenas uma lei parva e inconstitucional, porque promove a violência, a crueldade e a tortura gratuitas, que transgride o direito do povo português à integridade moral e à qualidade de vida.

 

Bárbaros que nem sequer sabem que são bárbaros, porque desconhecem em absoluto a civilização.

 

Por isso esta iniciativa da autarquia de Viana do Castelo é salutar, e totalmente bem-vinda e aplaudida.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:11

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 14 de Setembro de 2014

CARTA ABERTA AO PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO CASTELO

 

Passada precisamente uma semana, a autarquia vianense, que já devia ter vindo a público explicar por que motivo as autoridades que se apresentaram junto à barraca da tortura, não impediu a selvajaria ilegal que se realizou, contra todas as expectativas, no passado dia 7 de Setembro, remeteu-se a um silêncio que está a causar uma legítima desconfiança

 

Por isso… esta carta.

 

 

Exmo. Sr. Dr. José Maria Costa,

 

Todos nós sabemos que o que se passou no dia 7 de Setembro, em Viana do Castelo foi algo bizarro. Fora da lei. Ilegal.

 

Depois das medidas legais que a Câmara Municipal de Viana do Castelo efectuou para impedir que, em 2014, os bárbaros   conspurcassem uma cidade, cujos habitantes (exceptuando um ou outro bronco) não são aficionados, e perante o descaramento dos invasores, que só tinham autorização de um tribunal para montar a barraca, foi com enorme estupefacção que assistimos à inacreditável transgressão da Lei, diante das “autoridades” que se apresentaram no local.

 

Ou essas “autoridades” não teriam autoridade, ou seja, permissão, para impedir a ilegalidade da “ocorrência”?

 

Seriam apenas figurantes de uma Farsa da Autoridade, a que se assistiu, naquela tarde?

 

Esta situação, absolutamente insólita, leva-nos a colocar duas questões legítimas:

 

OU

a Câmara Municipal de Viana do Castelo tomou as medidas iniciais que tomou, e muito bem, baseando-se na Lei, conhecendo, antecipadamente, o desfecho desta invasão bárbara, e tudo não passou de uma grande farsa, para distrair os Vianenses e os Abolicionistas que estão com Viana do Castelo.

 

OU

A Câmara Municipal de Viana do Castelo ingenuamente deixou-se ultrapassar por um bando fora-da-lei, o que, não nos parece provável, uma vez que autarquia vianense tem um Gabinete Jurídico que, em princípio, existe para dar pareceres jurídicos dentro da legalidade.

 

Certo?

 

Ora, dada a manifesta ilegalidade da “ocorrência” e depois de uma autoridade que supomos ser competente, ter vindo a público dizer que o episódio da selvajaria tauromáquica previsto realizar-se em Viana do Castelo, naquela tarde, era ilegal, seria de esperar que a Câmara Municipal de Viana do Castelo colocasse em campo, naquela tarde, o seu poder, e exigisse aos fora-da-lei todos os documentos necessários para a realização da selvajaria (eles só tinham um “papel” alegadamente do tribunal a autorizar a montagem da barraca, e mesmo assim duvidamos, porque temos motivos para duvidar que esse “papel” fosse legal, a não ser que nos provem o contrário), ou solicitasse a autoridades do Estado Português para fiscalizarem se a barraca e tudo o que acarreta uma “ocorrência” tauromáquica, cumpriam todos os requisitos do RET.

 

E o que aconteceu?

 

A Câmara Municipal de Viana do Castelo colocou em campo uns “figurantes” que em vez de cumprirem a Lei, estiveram a “guardar” a manifestação pacífica de gente que pugna por uma Viana do Castelo limpa e civilizada, enquanto os fora-da-lei estiveram a torturar bovinos indefesos numa barraca, para cerca de duas centenas de broncos, ilegalmente.

 

E depois de se ter torturado meia dúzia de magníficos seres vivos, inutilmente, realizou-se um jantar muito interessante…

 

Posto isto, não será legítimo concluir que a Câmara Municipal de Viana do Castelo (que de ingénua nada tem) fez jogo duplo, tal como aconteceu em 2012 e 2013?

 

Não quero crer, por isso, solicito a V. Excelência uma explicação pública coerente para compreendermos o que aconteceu, naquela tarde, em Viana do Castelo, e não ficarmos com esta sensação desagradável de que tudo não passou de uma grande farsa. Além de que os anti-touradas vianenses não são obrigados a complementar ou fazer o trabalho que a CMVC deveria ter feito desde 2012.

 

Mas se for necessário… Desta vez a culpa não morrerá solteira.

 

Com os meus cumprimentos,

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:14

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 4 de Setembro de 2014

UMA COISA É TER AUTORIZAÇÃO PARA MONTAR A ARENA DA SELVAJARIA TAUROMÁQUICA, OUTRA COISA É REALIZAR A SELVAJARIA TAUROMÁQUICA EM VIANA DO CASTELO ILEGALMENTE

ATENÇÃO IGAC! ATENÇÃO ASAE! ATENÇÃO ORDEM DOS VETERINÁRIOS! ATENÇÃO GNR!

 

ATENÇÃO AUTARCAS VIANENSES!

 

JOSÉ MARIA COSTA NÃO FOI DERROTADO

 

SÓ É DERROTADO QUEM NÃO TEM RAZÃO

 

 

A MONTAGEM DE UMA ARENA EM DARQUE (VER IMAGEM) NÃO OFERECE AS CONDIÇÕES NECESSÁRIAS PARA A REALIZAÇÃO DA BARBÁRIE

 

FISCALIZAÇÃO PRECISA-SE NO LOCAL!

 

 

 

QUEM ASSINOU ESTE "DOCUMENTO" QUE VEIO A PÚBLICO?

 

Este despacho, com a devida vénia, não se encaixa no Regulamento do “Espectáculo” Tauromáquico (RET), nem em parte alguma...

 

O que os bárbaros do sul chamam de “autoritarismo” da CM de Viana do Castelo não é mais do que o CUMPRIMENTO DA LEI.

 

ATENÇÃO AUTORIDADES!

 

A entidade que despachou a autorização para a instalação de uma arena não deu razão a quem quer que seja, apenas permitiu a um grupo que VIVE à custa da tortura de bovinos, MONTAR UMA ARENA (sabe-se lá porque carga d’água!). Monta-se a arena… e faltará TUDO O RESTO, PREVISTO NO RET…

ATENÇÃO FISCALIZAÇÃO!

 

É muita pretensão dos bárbaros do sul dizerem que o Dr. José Maria Costa é DESMASCARADO pelo tribunal.

 

Não, não é. Muito pelo contrário.

 

Isto só demonstra outra situação que todos nós sabemos qual é, mas não dizemos em público.

 

AGORA CABE ÀS AUTORIDADES COMPETENTES REPOR A LEGALIDADE,  OU SEJA, FAZER CUMPRIR O TAL REGULAMENTO DO “ESPECTÁCULO” TAUROMÁQUICO E FISCALIZAR O LOCAL DA SELVAJARIA

 

PORQUE A LIBERDADE NADA TEM A VER COM ILEGALIDADE E COM MANOBRAS “CURIOSAS”…

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 10:02

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 2 de Setembro de 2014

CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO CASTELO CUMPRE A LEI E INDEFERE NOVO PEDIDO DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DA SELVAJARIA TAUROMÁQUICA PROGRAMADA PARA O PRÓXIMO DIA 7 DE SETEMBRO

 

Esta é uma POSTURA LEGAL a seguir por TODOS os autarcas portugueses que têm licenciado ILEGALMENTE esta selvajaria

Nenhuma tourada
em Portugal é realizada DENTRO DA LEI.

 

Não estavam habituados?

Mas esta é a postura dos verdadeiros HOMENS!

Tudo o resto é farfalhoso…

 

 

Dr. José Maria Costa, um autarca brioso

 

A Câmara Municipal de Viana do Castelo, cumprindo, uma vez mais, a LEI, tornou a indeferir o pedido de licenciamento para a realização de uma selvajaria tauromáquica (leia-se tourada), programada para o próximo dia 7 de Setembro.

 

Este novo indeferimento deveu-se ao incumprimento de vários requisitos exigidos pelo Decreto-lei nº 220/2008 de 12/11, que estabelece o regime jurídico de segurança contra incêndios em edifícios, bem como da Portaria nº 1532/2008 de 29/12, que regulamenta o referido diploma.

 

Isto é, SE EXISTE UMA LEI QUE NÃO É PARVA, ela é para ser cumprida.

 

Em Portugal, os autarcas, que têm licenciado a selvajaria tauromáquica dentro de portas, deviam ser TODOS CHAMADOS À JUSTIÇA, por INCUMPRIMENTO DA LEI.

 

Os cidadãos comuns, se não cumprem a lei, são processados, à excepção dos bárbaros tauromáquicos que são protegidos pelo Estado Português.

 

Os autarcas que NÃO CUMPREM A LEI ficam TAMBÉM IMPUNES.

 

E isto só acontece num país onde A JUSTIÇA É DE FAZ-DE-CONTA.

 

Para este indeferimento contou a falta de apresentação de um plano de evacuação, normas de segurança contra incêndios, informação sobre o plano de mobilidade e acesso a viaturas de emergências, bem como a adopção de medidas de autoprotecção.

 

Tudo o que SEMPRE FALTA na realização destas iniciativas de BRONCOS.

 

Esta é sem dúvida, a GRANDE VIRAGEM na luta pela ABOLIÇÃO da tauromaquia em Portugal.

 

Tudo é PODRE ao redor deste CANCRO SOCIAL.

 

O Estado Português tem o DEVER de extirpar esta doença mental que atinge uma minoria de portugueses.

 

Força! Dr. José Maria Costa! Os Vianenses estão com a Câmara Municipal, e todos nós, abolicionistas (que somos a maioria), também!

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 11:39

link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 1 de Setembro de 2014

ATENÇÃO! CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO CASTELO, ESTA AMEAÇA TAUROMÁQUICA NÃO PODE FICAR IMPUNE!

 

Doutor José Maria Costa, a Câmara Municipal de Viana do Castelo NÃO PODE dar VOZ a quem assim AMEAÇA as autoridades.

 

E eu também estou a levar por tabela.

 

Em mensagem privada dar-lhe-ei mais informações acerca do autor (cobarde) do comentário que é transcrito mais abaixo:

 

 

Anónimo disse sobre A CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO CASTELO PEDE UM MILHÃO DE INDEMNIZAÇÃO A UM GRUPO PRÓ-TOURADA no Sábado, 30 de Agosto de 2014 às 10:30:

 

A esse monte de merda de presidente de Viana o Tribunal vai dar-lhe o que merece ! Cadeia com esse Merdas . E tu Isabel puta nojenta parideira de filhos deficientes iras pagar por tudo

 

***

Normalmente, não deixo passar comentários deste calibre ordinário, contudo, ESTE, faço questão de tornar público, por dois motivos: o primeiro prende-se com as AMEAÇAS ao Doutor José Maria Costa e à minha pessoa, que têm de ser investigadas convenientemente; segundo, porque tenho de fazer o meu esconjuro público a este ANORMAL, que pensa que é ANÓNIMO.


E também para que se saiba o que é o mundinho desprezível da tauromaquia, que uma autarquia, como a de Viana do Castelo, tem o DEVER de BANIR do seu território.

 

No dia 7 de Setembro estes anormais não pisarão o chão de Viana.

 

***

Posto isto, aqui deixo o meu esconjuro:

 

Espero que todas as mulheres (todas sem excepção) da família deste cobarde (que se faz passar por anónimo) tenham o PRIVILÉGIO de parir muiiiiiitos filhos DEFICIENTES, uma vez que a matriarca (mãe deste energúmeno) pariu o maior ANORMAL de todos os anormais que existem à face da Terra.

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:36

link do post | Comentar | Ver comentários (8) | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 27 de Agosto de 2014

A CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO CASTELO PEDE UM MILHÃO DE INDEMNIZAÇÃO A UM GRUPO PRÓ-TOURADA

 

Boa! Doutor José Maria Costa!

 

Força, Viana!

 

Se o Costa não manda em Viana, QUEM mandará em Viana?

 

 Não são, com toda a certeza, os bárbaros do sul, liderados por um vianense infiel aos bons costumes locais.

 

 

Origem da foto

https://www.facebook.com/VianensesPelaLiberdade/photos/a.428354450606766.1073741828.423565404419004/606758196099723/?type=1&theater

 

Ora até que enfim que vejo autarcas com BRIO! Com HONRA! A defender o BOM NOME da instituição que servem: a Câmara Municipal de Viana do Castelo.

 

Foi hoje anunciado que o presidente e o vereador de gestão urbanística da Câmara Municipal de Viana do Castelo vão processar um movimento pró-touradas por difamação, e vão pedir uma indemnização de um milhão de euros.

 

Refere o Doutor José Maria Costa, em conferência de imprensa: «Somos obrigados, na defesa da honra pessoal, consideração social, do bom nome da instituição Câmara Municipal a apresentar queixa-crime pela prática do crime de difamação, no Ministério Público,  deduzindo oportunamente um pedido de indemnização no valor de um milhão de euros».

 

Nem mais!

 

Esta posição da autarquia vianense, surge na sequência da acção judicial que os pró-barbárie apregoaram há dias, por «actos discriminatórios, violações da lei e do princípio da igualdade» (isto só de gente que está habituada a fazer as coisas FORA DA LEI), após o indeferimento da licença camarária para a realização da selvajaria tauromáquica prevista para o passado dia 24 de Agosto.  

 

Segundo o Doutor José Maria Costa «Estas graves afirmações configuram perjúrio, difamação e atentado ao bom nome da Câmara, dos eleitos e dos funcionários municipais, pondo em causa a relação de confiança dos cidadãos com a administração autárquica».

 

Exactamente Dr. José Maria Costa.

 

Exactamente.

 

Os Vianenses e os portugueses que prezam a LEGALIDADE estão com a autarquia de Viana do Castelo.

FORÇA!

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:17

link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 25 de Agosto de 2014

OS BÁRBAROS DO SUL QUEREM PROCESSAR A CÂMARA DE VIANA DO CASTELO POR ESTA TER CUMPRIDO A LEI QUANTO À SELVAJARIA TAUROMÁQUICA PREVISTA PARA AS FESTAS DA SENHORA D’AGONIA????

 

E que grandes Festas, as deste ano, sem a selvajaria!

Quem ousa processar a Câmara Municipal por esta CUMPRIR A LEI?

Isto só em Portugal onde as autoridades não têm autoridade e onde os prevaricadores têm as costas quentes...

 Mas a impunidade dos bárbaros do sul tem os dias contados.

 

 

Era aqui… que queriam selvajar… Um lugar sem as mínimas condições… Uma espelunca… E coitados, agora querem recuperar o dinheiro perdido… Pois… 300 bilhetinhos vendidos aos de fora antecipadamente… não chega para as despesas.

 

Origem da foto:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10153094874097586&set=pcb.578415195602881&type=1&theater

 

Atente-se nesta idiotice!

 

Os tais anunciaram que vão mover uma acção judicial contra a Câmara Municipal de Viana do Castelo, por "violações da lei e discriminação", na sequência do indeferimento ao pedido de licenciamento para a realização da selvajaria tauromáquica, prevista para o passado dia 24 de Agosto.

 

Isto é para rir ou é para chorar?

 

O Doutor José Maria Costa recusou-se a comentar tal estupidez e fez muito bem. Pois não é da lucidez comentar ameaças de quem não está no seu juízo perfeito.

 

Os tais tiveram a ousadia de dizer num comunicado que «não aceitam que o estado de direito seja atropelado no concelho e que o autarca socialista José Maria Costa trate os cidadãos de Viana como portugueses de segunda categoria».


Como???? Os verdadeiros cidadãos de Viana do Castelo foram tratados como devem ser: com respeito, e as Festas da Senhora d’Agonia foram realizadas livres da selvajaria tauromáquica. Como deve ser. E a Nossa Senhora saiu honrada.

 

Mas esta gente pensa que pode vir para Viana do Castelo e fazer da cidade o seu quintalejo?

 

O Doutor José Maria Costa honrou as gentes de Viana, com este indeferimento DENTRO DA LEI.

 

Quem não cumpriu a lei foram os falsos vianenses.

(Ficam aqui, desde já, desafiados a identificarem-se como vianenses)

 

No dia 7 de Setembro a selvajaria não se realizará porque o local não oferece CONDIÇÕES DE SEGURANÇA e muito mais…


E se houver uma FISCALIZAÇÃO como deve ser… não sobrará pedra sobre pedra.

 

E a notícia acaba com esta referência: «Tal como em 2012, a tourada do ano passado aconteceu porque o Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga aceitou uma providência cautelar apresentada pela Prótoiro -federação de associações taurinas, para suspender o primeiro indeferimento municipal».

 

Claro! E todos nós sabemos os motivos que levaram um tribunal, que devia zelar pela saúde mental dos cidadãos, a agir precisamente ao contrário.   

 

Vão para a vossa terra cavar no vosso quintal.
Viana do Castelo é terra de gente a sério.

 

Fonte:

http://portocanal.sapo.pt/noticia/35409/

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:58

link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 21 de Agosto de 2014

CÂMARA DE VIANA NÃO AUTORIZOU A MONTAGEM DA ARENA PARA A SELVAJARIA TAUROMÁQUICA MAS A ARENA FOI MONTADA

 

Quem fiscaliza estas coisas?

 

Quem permitiu que a arena fosse montada ANTES do indeferimento?

 

Quem esteve de OLHOS FECHADOS?

 

 

 

A selvajaria tauromáquica não poderá realizar-se em Viana do Castelo, no próximo dia 24 de Agosto, porque não foi licenciada

 

Porque não cumpre na íntegra os requisitos legais previstos no regulamento tauromáquico

 

Porque embora a arena já esteja montada, alguém terá de responder por essa montagem ILEGAL

 

É ou não é, Senhor Doutor José Maria Costa?

 

Fonte:

http://www.destakes.com/redir/f392e157e59c423547cf23403a470d7d

publicado por Isabel A. Ferreira às 19:41

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 16 de Agosto de 2014

A TOURADA EM VIANA DO CASTELO NÃO VAI REALIZAR-SE PORQUE NÃO CUMPRIRÁ TODOS OS REQUISITOS LEGAIS EXIGIDOS PELO REGULAMENTO TAUROMÁQUICO

 

Logo, o socialista José Maria Costa terá o dever de indeferir o pedido de licenciamento para esta selvajaria.

 

No Norte mandam os Nortenhos.

 

Em Viana do Castelo mandam os Vianenses.

 

Repudiamos os falsos vianenses.

 

Aqui fica o link para consulta do regulamento tauromáquico vigente:

 

https://dre.pt/pdf1sdip/2014/06/11100/0308003096.pdf

 

E agora digam-me se a tourada poderá ser licenciada sem se cometer uma violação da lei.

 

 

Este é o cartaz da selvática iniciativa, mandado elaborar pelos bárbaros do sul, e a frase que é obrigatória ler-se nele está praticamente invisível a olho nu.

 

E o que diz a frase (escrita no lado direito na vertical – quem a conseguir ler ganha um prémio)?

 

«Este espectáculo pode ferir a susceptibilidade dos espectadores».

 

Como????

 

Mas que estupidez é esta? Mais outra?

 

Isto é pornografia mental? Violência pura e dura?

 

E os espectadores que vão assistir a esta SELVAJARIA lá têm susceptibilidade para ser ferida?

 

Só os sádicos entram numa arena de tortura. Só os insensíveis. Só os inumanos. Só os psicopatas. Só os irracionais.

 

Que ferir susceptibilidade?

 

Quem tem susceptibilidade não vai a “isto”.

 

Eu nem acredito!

 

A que ponto chegou a alienação mental dos legisladores do meu País!

 

Esta obrigatoriedade é mais uma PARVOÍCE LEGAL para fazer de conta.

 

Francamente!

 

 Socorro! Lucidez! precisa-se urgentemente!

 

Tenham vergonha, senhores autarcas e governantes e políticos e legisladores de Portugal!

Tenham vergonha!

publicado por Isabel A. Ferreira às 17:34

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 14 de Agosto de 2014

MOVIMENTO ENTREGA NA CÂMARA DE VIANA DO CASTELO PEDIDO DE LICENÇA PARA TOURADA

 

ATENÇÃO!

 

Esta selvajaria não cumpre a totalidade dos requisitos para que se possa realizar “espectáculos”, logo, a sua permissão será incumprimento de uma lei parva, sim, mas ainda vigente.

 

Ou não será Doutor José Maria Costa, presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo?

 

Este ano vamos ver o que o senhor é capaz de fazer por Viana.

 

 

Vamos ver também o que reza a crónica:

 

RTP

 

O movimento “Vianenses pela Liberdade” (leia-se um grupo de prótoiros pela liberdade de serem broncos)) vai entregar na próxima semana, na Câmara de Viana do Castelo, o pedido de licenciamento da tourada anunciada para 24 de Agosto, no último dia das Festas d`Agonia, disse hoje à Lusa a organização.

 

As “festas” da agonia de seres vivos torturados por psicopatas para divertir sádicos. É isto que o senhor José Maria Costa quer para a bela cidade de Viana do Castelo?

 

O processo está concluído e vamos entregá-lo na Câmara Municipal na próxima quarta-feira”, adiantou José Carlos Durães, que em Maio tinha avançado a data de 24 de Agosto para a realização da terceira corrida de touros desde a aprovação, em 2009, da declaração que transformou Viana do Castelo na primeira cidade “anti-touradas” do país.

 

Desde então os bárbaros do sul invadiram Viana do Castelo com a conivência dos actuais autarcas, que em vez de defenderem a racionalidade que o Doutor Defensor Moura estabeleceu para a cidade, recuaram milhares de anos e reintroduziram em Viana a primitiva selvajaria.

 

José Carlos Durães está confiante no deferimento do processo que vai entregar na autarquia por “cumprir todos os requisitos legais” exigidos para a realização deste tipo de espectáculo.

 

Engana-se este… (nem sei o que lhe chame). Não cumprem todos os requisitos “legais”, parvos, mas infelizmente “legais”, para a realização de algo que exige por exemplo isto:

 

Artigo 23º

 

Posto de socorros e assistência médica

 

 1 - Em todas as praças é obrigatória a existência de instalações destinadas a um posto de socorros para assistência aos artistas tauromáquicos (aqui leia-se carrascos tauromáquicos que de artistas nada têm)

 

2 - O posto de socorros deve ser composto, sempre que possível, por duas divisões contíguas com a dimensão mínima de 4m X 4m, comunicando largamente entre si, apresentando-se o pavimento e as paredes revestidos por material próprio, lavável e impermeável, devendo dispor de águas correntes. 

 

3 - Na primeira das divisões indicadas, que se destina a primeiros socorros, devem existir macas, leitos e mesas ou marquesas para observação e primeiros tratamentos de urgência, designadamente intervenções de pequena cirurgia.

 

4 - É exigido como mínimo no posto de socorros o seguinte equipamento: 

a) Instrumentos para dissecações, laqueações e sotura, nomeadamente, pinças hemostáticas, tesouras, bisturis e garrotes para membros; 

b) Material de imobilização provisória de fracturas, nomeadamente talas kramer e ligaduras gessadas. 

 

5 - O equipamento cirúrgico do posto de socorros cabe à entidade proprietária da praça. 

 

6 - É da responsabilidade da entidade exploradora da praça o apetrechamento dos materiais perecíveis, tendo em atenção a sua validade de utilização. 

 

7 - Em todos os espectáculos, sem prejuízo do disposto no nº 9 do presente artigo, a respectiva entidade organizadora deverá assegurar tanto a presença de uma ambulância medicalizada como a presença de uma equipa médica composta de, pelo menos, um médico-cirurgião e um enfermeiro. 

 

8 - A ambulância medicalizada deverá estar munida de oxigénio e de, pelo menos, um litro de sangue “dador universal” (ORh+), bem como de soros e plasma na quantidade de 2 L de cada um. 

 

9 - Quando se trate de espectáculos de variedades taurinas em que não participem novilheiros praticantes e reses em pontas, deve a entidade organizadora assegurar a presença de um enfermeiro e de uma ambulância simples e é bastante a existência no posto de socorros de material de dissecação, corte e sotura, para eventual tratamento de pequenas cirurgias, bem como de material de imobilização de fracturas. 

 

10 - Compete ao chefe da equipa médica verificar se o posto de socorros está nas condições estabelecidas no presente capítulo e entregar o seu parecer ao director de corrida, por escrito, até quatro horas antes do início do espectáculo. 

 

11 - A entidade organizadora do espectáculo deverá comunicar previamente ao hospital mais próximo que disponha de serviço de urgência a realização do espectáculo, com vista à eventualidade de se verificar acidente grave. 

 

12 - Relativamente à comunicação referida no número anterior, a empresa organizadora entregará ao director de corrida, até à hora da apartação e sorteio das reses, um documento comprovativo de que fez a comunicação. 

 

13 - A falta de cumprimento quanto ao que se estabelece neste capítulo impede a realização do espectáculo, nos termos do artigo 10º.

 

O que é preciso para torturar bovinos em público!!!!!!! Não é de doidos????

 

“À partida, a Câmara tem que aprovar. Não vejo razões para impedir a corrida, mas pode ser exista alguma coisa que eu não esteja a ver. Deixe ver”, afirmou.

 

Pois deixe ver… Há muita coisa para ver, e não se vê: por exemplo, WCs… o que é obrigatório neste tipo de ajuntamento de animais humanos (será gente? Gente não é certamente, porque gente não frequenta antros de tortura).

 

Este movimento foi criado em 2009, depois de a câmara ter aprovado, por proposta da maioria socialista, uma declaração afirmando Viana como “anti-touradas”, prevendo não autorizar qualquer evento deste género em terrenos públicos ou privados desde que tal dependesse de decisão do município.

 

Uma declaração que os actuais autarcas não souberam honrar, por absoluta falta de competência política.

 

Questionado pela Lusa, na quinta-feira no final da reunião ordinária da Câmara Municipal, o autarca socialista José Maria Costa afirmou não estar “muito preocupado” com “propostas que chegam de elites lisboetas”.

 

“Quando chegar o processo nós analisaremos como temos feito sempre, dentro da lei. Vivemos num Estado de direito e eu faço questão que se cumpra a lei e portanto faremos tudo o que estiver dentro da lei”, afirmou.

 

Pois analise muito bem, senhor José Maria Costa, e encontrará muita coisa que o impedirá de aprovar tal ganância de sangue e tortura. Estar dentro da lei não significa ser-se cego.

 

Para contrariar a decisão da Câmara, a Prótoiro realizou em agosto de 2012 uma tourada no concelho, a primeira depois da aprovação desta declaração municipal, corrida que se repetiu em 2013 e à qual assistiram, segundo a organização, mais de 2.550 espectadores.

 

Pois… 2.550 pessoas fretadas, convidadas, alugadas, compradas,  porque a gente culta de Viana do Castelo não se mete em selvajarias.

 

A câmara tinha alegado falta de condições de segurança, nomeadamente acessos de emergência, para indeferir, por duas vezes, a instalação, em terrenos privados na freguesia de Darque.

 

Tal como em 2012, a tourada do ano passado aconteceu porque o Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga aceitou uma providência cautelar apresentada pela Prótoiro, para suspender o primeiro indeferimento municipal.

 

Todos nós sabemos muito bem o que aqui aconteceu.

 

Esperamos que este ano haja bom senso por parte da autarquia, para que esta invasão de bárbaros não volte a repetir-se em Viana.

Os Vianenses não merecem que os que elegeram os tratem como se eles não existissem.

Em primeiro lugar deve estar a vontade do povo de Viana. É para o servir que os autarcas foram eleitos. Nada mais. Não foram eleitos para favorecer os bárbaros que vêm de fora.

 

Tenha isto em atenção, por favor, Doutor José Maria Costa.

 

Os sábios não precisam de leis, e então se estas forem parvas…

 

Fonte:

http://espaconoa.wordpress.com/2014/08/09/movimento-entrega-na-camara-de-viana-pedido-de-licenca-da-tourada/#comment-980

 

 
publicado por Isabel A. Ferreira às 18:31

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Abril 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

MUNICÍPIO DE VIANA DO CAS...

CARTA ABERTA AO PRESIDENT...

UMA COISA É TER AUTORIZAÇ...

CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA...

ATENÇÃO! CÂMARA MUNICIPAL...

A CÂMARA MUNICIPAL DE VIA...

OS BÁRBAROS DO SUL QUEREM...

CÂMARA DE VIANA NÃO AUTOR...

A TOURADA EM VIANA DO CAS...

MOVIMENTO ENTREGA NA CÂMA...

Arquivos

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt