Segunda-feira, 27 de Novembro de 2017

SANGUE DE ÉGUAS PRENHAS EXTRAÍDO ATÉ À MORTE, PARA USO DA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA

 

UM DUPLO CRIME

 

ÉGUA.jpg

 Origem da imagem: Internet

 

Eu não quero acreditar em tamanha crueldade, mas assinei esta petição, porque vindo do homem IRRACIONAL tudo é possível.

 

É inacreditável e inconcebível o que um animal que se diz racional pode fazer a um outro animal, que não sendo considerado racional, é muito mais sensível e digno do que os animais-homens seus predadores.

 

Centenas de éguas prenhas são presas a máquinas que extraem todo o sangue delas até à morte. Essa tortura é fomentada por empresas farmacêuticas europeias que usam a hormona do sangue para acelerar a reprodução de animais na pecuária industrializada.

 

Os ministros da União Europeia reúnem-se daqui a duas semanas. Participem nesta acção, assinando a petição e exigindo que esta perversidade seja abolida em nome da Civilização e do respeito a ter pelos outros animais, tão animais como nós.

 

Assinem a petição aqui:

https://secure.avaaz.org/campaign/po/horse_blood_loc/?knjwweb

 

***

«Parece um filme de terror: centenas de éguas prenhas presas a máquinas de extracção de sangue! Algumas ficam tão fracas que entram em colapso e morrem.

 

A morte está longe de ser o único horror desta macabra prática: às vezes a quantidade de sangue drenada é tão grande que leva os animais ao choque e à anemia. Como apenas o sangue de éguas gestantes é valioso, elas são muitas vezes forçadas a repetir o ciclo de gravidez e aborto. As empresas farmacêuticas vendem a fazendeiros a hormona existente no sangue das éguas durante a gestação, usado depois para abusivamente provocar o cio em porcos e outros animais.

 

Os cavalos são animais extremamente sensíveis e belos. É difícil entender como as pessoas podem ser tão cruéis. Mas quando nos unimos em grande escala para proteger os animais dos horrores que enfrentam todos os dias, podemos fazer coisas incríveis. Vamos nos unir-nos por esses animais que precisam tanto da nossa voz. »

 

Oliver, Rewan, Bert, Ari, Camille, Nataliya, Ricken e toda a equipa da Avaaz

 

Mais informações aqui:

 

Investigação nas fazendas de sangue (Animal Welfare Foundation) (Em inglês) http://animal-welfare-foundation.org/en/what-we-do/blood-farms.html

O negócio com o sangue de éguas grávidas (Deutsche Welle) http://www.dw.com/pt-br/o-negócio-com-o-sangue-de-éguas-grávidas/a-18781018

O comércio cruel com o sangue de éguas grávidas (Animals' Angels USA) (Em inglês) http://www.animalsangels.org/investigations/horses/cruel-trade-pregnant-mare-blood-united-states-uruguay-and-argentina-9-30-15

Transformando sangue de cavalos em lucro (The Dodo) (Em inglês)

https://www.thedodo.com/turning-horse-blood-into-profits-1382177497.html

Quais as causas da procura de sangue de cavalo? (The Guardian) (Em inglês) https://www.theguardian.com/world/2016/oct/03/horse-blood-farms-china-donkeys-wild-horses-us-mass-slaughter                                                                                                                                                  

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 17:45

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 31 de Outubro de 2015

CONTRASTES

 

ANIMAIS DITOS IRRACIONAIS

 

 

ANIMAIS DITOS RACIONAIS

 

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:17

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 3 de Junho de 2015

OS BRONCOS TAURICIDAS DIVERTEM-SE ASSIM… NOS AÇORES…

 

E como gostam disto!…

E quando alguém morre nesta “coisa” de doidos matam o Touro…

É esta a triste imagem que os broncos açorianos passam para o mundo.

Isto será um "divertimento" civilizado?

Ou é a estupidez aliada ao álcool?

E pretendem que a UNESCO eleve esta selvajaria a Património Cultural da Humanidade, como se a UNESCO fosse uma organização patarata!

E fica a pergunta: quem são os irracionais, os touros ou os broncos?

 

 

 

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 09:42

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 11 de Maio de 2015

CÃO AMARRADO À PARTE TRASEIRA DE UM TOURO DURANTE UMA TOURADA CAUSA INDIGNAÇÃO MUNDIAL

 

EM HONRA DA VIRGEM MARIA

Até onde vai a demência destes psicopatas tauromáquicos!

Mas a culpa é dos governantes que permitem que estas aberrações ainda existam no país.

SHAME ON PERU

 

 

Isto aconteceu numa vilazinha muito atrasada chamada Chalhuani, incrustada na região de Apurimac, a qual, tal como acontece em todas as localidades que não evoluíram, celebram os Santos católicos, com tortura de seres vivos, como se os Santos católicos fossem ANORMAIS.

 

Pois esta celebração foi em honra da Virgem Maria.

 

Ataram um cão às costas de um touro e fizeram uma tourada.

 

E isto com o objectivo IRRACIONAL de castigar o cão, porque este se PORTOU MAL.

 

Imaginem!

 

O que se deve então fazer a estas repugnantes e irracionais criaturas que assim se comportam tão aberrantemente com animais RACIONAIS, como são o Cão e o Touro?

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:48

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 4 de Maio de 2015

EMPRESA PRODUTORA DE EQUIPAMENTOS PARA TESTES EM PRIMATAS ESTÁ EM EXPANSÃO?

 

Absolutamente chocante!

Até onde chega a irracionalidade do animal-homem-predador!

 

Primate-Products-Jeff-Rowell3-1024x992 TORTURA.jpg

Jeff Rowell, presidente da Primate Products, mostra um dos equipamentos de tortura que produz para uso em laboratórios que fazem estes em primatas. Foto: Andrew West / New-Press

 

A sua postura é profissional, e a sua voz é suave. Quem o vê não imagina que Jeff Rowell ganha a vida desenvolvendo instrumentos de tortura para primatas. As informações são do Their Turn.

 

Entre as suas cruéis produções estão equipamentos para contenção (limitadores de movimentos) e sistemas de “polo e colar”. De acordo com a Primate Products, os limitadores oferecem “livre acessibilidade”, e os polos e colares, que são usados para manipular os primatas, ajudam os macacos a “aprenderem rapidamente a sua função e tornarem-se trabalhadores dispostos, reduzindo a necessidade de usar a força física com o animal ou utilizar contenção anestésica”.

 

A Primate Products é uma das muitas empresas envolvidas no escândalo MonkeyGate do condado de Hendry, na Flórida que, apesar dos protestos dos moradores locais, pretende tornar-se o ponto concentrador das empresas de reprodução de macacos, que vendem esses animais para serem cobaias em laboratórios.

 

Primate-Products-Monkeys-1024x731 MACACOS.jpg Macacos confinados na Primate Products para reprodução e venda. Foto: Andrew West/New-Press

 

Em Março, um repórter da Wink News informou a Charles Chapman, autoridade do condado, que a Primate Products estava a conduzir “experiências e testes” nas suas instalações para reprodução de macacos, a despeito das leis de zoneamento que proíbem tais actividades. Em resposta, Chapman enviou uma carta ao Panther Tracks, empresa controladora da Primate Products, informando-a que estaria a realizar uma investigação e a pedir uma explicação.

 

No dia 15 de Abril, Jeff Rowell emitiu uma resposta ao condado alegando que as atividades da Primate Products eram de facto permitidas sob a lei de zoneamento agrícola. O condado ainda não tratou publicamente da resposta da empresa.

 

Na sua carta, Rowell faz duas outras falsas declarações, ambas não relacionadas a violações de zoneamento. Primeiramente, ele afirma que os macacos da Primate Products foram reproduzidos em cativeiro, embora documentos do Serviço de Vida Selvagem dos EUA comprovem que a companhia “importou” 630 macacos que foram retirados da natureza. Posteriormente, numa adenda à carta original, Rowell admite que “alguns” dos primatas haviam sido capturados no seu habitat selvagem.

 

Em segundo lugar, ele afirma que a empresa obedece aos “três princípios orientadores da ética e do uso humano de animais em pesquisas científicas” - substituição, redução e aperfeiçoamento. O sucesso da Primate Products, que vende equipamentos para laboratórios de pesquisas em primatas, depende do aumento do número de animais usados em experiências.

 

De facto, a Primate Products passa por uma grande expansão nesse momento. Apesar de nem a companhia nem o condado divulgarem informações sobre quantos macacos a mais serão mantidos nas novas instalações, especialistas que analisaram o projecto estimam que o número estará entre 5.000 e 14.000 animais.

 

Na sua carta ao condado, Rowell também não foi capaz de responder a alegações de um denunciante anónimo que acusou a companhia de designar operações de abortos a técnicos em veterinária, ao invés de médicos veterinários. Segundo a Associação de Medicina Veterinária Americana (AVMA), “técnicos veterinários não podem diagnosticar, prescrever, realizar cirurgias ou envolver-se em qualquer actividade proibida por uma lei estadual de prática veterinária”.

Fonte:

http://www.anda.jor.br/04/05/2015/empresa-produtora-equipamentos-testes-primatas-expansao

(Este texto foi transcrito para Língua Portuguesa)

***

Isto é absolutamente monstruoso.

 

Não haverá no mundo nenhum organismo, instituição, tribunal, governo, gente responsável, racional e com competência que possa pôr fim a estas monstruosidades e punir severamente estes  monstros irracionais?

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:25

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

FELIZES TODOS OS SERES DO SEXO FEMININO QUE SABEM SER MÃES

 

Esta sim, pode considerar-se MÃE.

Nunca prostituirá a filha, ou a atirará para as manápulas de um padrasto sem escrúpulos

 

 

Pois a mim, nada me espanta no reino destes Animais, tão racionais quanto o verdadeiro Ser Humano.

 

O contrário deixar-me-ia decepcionada. Estaríamos no domínio do animal-homem-predador, que de racional nada tem.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:31

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 29 de Abril de 2015

A RACIONALIDADE IRRACIONAL

 

Um destes dias, andava eu a pesquisar já não sei o quê, e deparei-me com estes escritos de José Saramago.

 

Afinal, diz todas as coisas que costumo dizer, por aqui… com a abismal diferença do talento literário que ele tinha e eu não tenho.

 

Eu sou mais rés-do-chão…

 

Mas para os meus mais acérrimos críticos, nomeadamente os aficionados deputados da Assembleia da República, entre outros aficionados menos diplomados, aqui deixo as palavras de José Saramago, como se fossem minhas.

 

Afinal a diferença está apenas no “estilo”, mas não na raiz do raciocínio… (I. A. F.)

 

IRRACIONALIDADE.jpg

 

A Racionalidade Irracional

 

Eu digo muitas vezes que o instinto serve melhor os animais do que a razão a nossa espécie. E o instinto serve melhor os animais porque é conservador, defende a vida. Se um animal come outro, come-o porque tem de comer, porque tem de viver; mas quando assistimos a cenas de lutas terríveis entre animais, o leão que persegue a gazela e que a morde e que a mata e que a devora, parece que o nosso coração sensível dirá «que coisa tão cruel».

 

Não: quem se comporta com crueldade é o homem, não é o animal, aquilo não é crueldade; o animal não tortura, é o homem que tortura. Então o que eu critico é o comportamento do ser humano, um ser dotado de razão, razão disciplinadora, organizadora, mantenedora da vida, que deveria sê-lo e que não o é; o que eu critico é a facilidade com que o ser humano se corrompe, com que se torna maligno.

 

Aquela ideia que temos da esperança nas crianças, nos meninos e nas meninas pequenas, a ideia de que são seres aparentemente maravilhosos, de olhares puros, relativamente a essa ideia eu digo: pois sim, é tudo muito bonito, são de facto muito simpáticos, são adoráveis, mas deixemos que cresçam para sabermos quem realmente são. E quando crescem, sabemos que infelizmente muitas dessas inocentes crianças vão modificar-se. E por culpa de quê? É a sociedade a única responsável? Há questões de ordem hereditária? O que é que se passa dentro da cabeça das pessoas para serem uma coisa e passarem a ser outra?

 

Uma sociedade que instituiu, como valores a perseguir, esses que nós sabemos, o lucro, o êxito, o triunfo sobre o outro e todas estas coisas, essa sociedade coloca as pessoas numa situação em que acabam por pensar (se é que o dizem e não se limitam a agir) que todos os meios são bons para se alcançar aquilo que se quer.

 

Falámos muito ao longo destes últimos anos (e felizmente continuamos a falar) dos direitos humanos; simplesmente deixámos de falar de uma coisa muito simples, que são os deveres humanos, que são sempre deveres em relação aos outros, sobretudo. E é essa indiferença em relação ao outro, essa espécie de desprezo do outro, que eu me pergunto se tem algum sentido numa situação ou no quadro de existência de uma espécie que se diz racional. Isso, de facto, não posso entender, é uma das minhas grandes angústias.

 

José Saramago, in «Diálogos com José Saramago»

http://www.citador.pt/textos/a-racionalidade-irracional-jose-de-sousa-saramago

 

***

Somos Irracionais

 

No meu tempo de escola primária, algumas crédulas e ingénuas pessoas, a quem dávamos o respeitoso nome de mestres, ensinaram-me que o homem, além de ser um animal racional, era, também, por graça particular de Deus, o único que de tal fortuna se podia gabar. Ora, sendo as primeiras lições aquelas que mais perduram no nosso espírito, ainda que, muitas vezes, ao longo da vida, julguemos tê-las esquecido, vivi durante muitos anos aferrado à crença de que, apesar de umas tantas contrariedades e contradições, esta espécie de que faço parte usava a cabeça como aposento e escritório da razão.

 

Certo era que o pintor Goya, surdo e sábio, me protestava que é no sono dela que se engendram os monstros, mas eu argumentava que, não podendo ser negado o surgimento dessas avantesmas, tal só acontecia quando a razão, pobrezinha, cansada da obrigação de ser razoável, se deixava vencer pela fadiga e mergulhava no esquecimento de si própria.

 

Chegado agora a estes dias, os meus e os do mundo, vejo-me diante de duas probabilidades: ou a razão, no homem, não faz senão dormir e engendrar monstros, ou o homem, sendo indubitavelmente um animal entre os animais, é, também indubitavelmente, o mais irracional de todos eles. Vou-me inclinando cada vez mais para a segunda hipótese, não por ser eu morbidamente propenso a filosofias pessimistas, mas porque o espectáculo do mundo é, em minha fraca opinião, e de todos os pontos de vista, uma demonstração explícita e evidente do que chamo a irracionalidade humana. Vemos o abismo, está aí diante dos olhos, e contudo avançamos para ele como uma multidão de «lemmings» suicidas, com a capital diferença de que, de caminho, nos vamos entretendo a trucidar-nos uns aos outros.

 

José Saramago, in «Cadernos de Lanzarote (1993)»

http://www.citador.pt/textos/somos-irracionais-jose-de-sousa-saramago

 

***

 

Produzimos uma Cultura de Devastação

 

Todos os anos exterminamos comunidades indígenas, milhares de hectares de florestas e até inúmeras palavras das nossas línguas. A cada minuto extinguimos uma espécie de aves e alguém em algum lugar recôndito contempla pela última vez na Terra uma determinada flor.

 

Konrad Lorenz não se enganou ao dizer que somos o elo perdido entre o macaco e o ser humano. Somos isso, uma espécie que gira sem encontrar o seu horizonte, um projecto por concluir. Falou-se bastante ultimamente do genoma e, ao que parece, a única coisa que nos distancia na realidade dos animais é a nossa capacidade de esperança. Produzimos uma cultura de devastação baseada muitas vezes no engano da superioridade das raças, dos deuses, e sustentada pela desumanidade do poder económico. Sempre me pareceu incrível que uma sociedade tão pragmática como a ocidental tenha deificado coisas abstractas como esse papel chamado dinheiro e uma cadeia de imagens efémeras. Devemos fortalecer, como tantas vezes disse, a tribo da sensibilidade...

 

José Saramago, in «Revista Universidad de Antioquia (2001)»

http://www.citador.pt/textos/produzimos-uma-cultura-de-devastacao-jose-de-sousa-saramago

 

***

Não Calar

 

Há uma regra fundamental quando se vive como nós estamos a viver – em sociedade, porque somos uns animais gregários – que é simplesmente não calar. Não calar! Que isso possa custar em comunidades várias a perda de emprego ou más interpretações já o sabemos, mas também não estamos aqui para agradar a toda a gente. Primeiro, porque é impossível, e segundo, porque se a consciência nos diz que o caminho é este então sigamo-lo e quanto às consequências logo veremos.

 

José Saramago, in «Uma Longa Viagem com José Saramago»

http://www.citador.pt/textos/nao-calar-jose-de-sousa-saramago

 

***

A Regra Fundamental de Vida

 

Quando nós dizemos o bem, ou o mal... há uma série de pequenos satélites desses grandes planetas, e que são a pequena bondade, a pequena maldade, a pequena inveja, a pequena dedicação...

 

No fundo é disso que se faz a vida das pessoas, ou seja, de fraquezas, de debilidades... Por outro lado, para as pessoas para quem isto tem alguma importância, é importante ter como regra fundamental de vida não fazer mal a outrem.

 

A partir do momento em que tenhamos a preocupação de respeitar esta simples regra de convivência humana, não vale a pena perdermo-nos em grandes filosofias sobre o bem e sobre o mal. «Não faças aos outros o que não queres que te façam a ti» parece um ponto de vista egoísta, mas é o único do género por onde se chega não ao egoísmo mas à relação humana.

 

José Saramago, in «Revista Diário da Madeira, Junho 1994»

http://www.citador.pt/textos/a-regra-fundamental-de-vida-jose-de-sousa-saramago

 

***

O País é Pequeno e a Gente que nele Vive também não é Grande

 

Em tempos disse que Portugal estava culturalmente morto. Talvez o tenha dito em determinado momento, mas também o diria hoje porque Portugal não tem ideias de futuro, nenhuma ideia do futuro português, nem uma ideia que seja sua, e vai navegando ao sabor da corrente.

 

A cultura, apesar de tudo, tem sobrevivido e é aquilo que pode dar do país uma imagem aberta e positiva em todos os aspectos, seja no cinema, na literatura ou na arte - temos grandes pintores que andam espalhados pelo mundo.

 

Mas o Almeida Garrett definiu-nos de uma vez para sempre e de uma maneira que se tem de reconhecer que é uma radiografia de corpo inteiro: «O país é pequeno e a gente que nele vive também não é grande

 

É tremenda esta definição, mas se tivermos ocasião de verificar, desde o tempo do Almeida Garrett e, projectando para trás, efectivamente o país é pequeno (...), mas o que está em causa não é o tamanho físico do país mas a dimensão espiritual e mental dos seus habitantes.

 

José Saramago, in «Uma Longa Viagem com José Saramago (2009)»

http://www.citador.pt/textos/o-pais-e-pequeno-e-a-gente-que-nele-vive-tambem-nao-e-grande-jose-de-sousa-saramago

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:09

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 20 de Março de 2015

TOURADA À CORDA NA ILHA TERCEIRA PERTENCE AO ROL DAS PARVOÍCES DOS QUE AINDA NÃO EVOLUÍRAM

 

Bêbados, violentos, parvos, irracionais... e acham (porque não sabem pensar) acham que a UNESCO elevaria isto a Património Imaterial da Humanidade.

 

Seria passar um atestado de ignorância e de atraso mental àquela organização que pugna pela CULTURA CULTA.

 

Evoluam, terceirenses. Evoluam, que isto pertence ao rol das parvoíces daqueles que ainda não evoluíram.

 

 

 

Isto é a demonstração cabal da estupidez humana na sua forma mais requintadamente rasca.

 

***

E AINDA HÁ MAIS ESTE ASSALTO AOS COFRES PÚBLICOS NA ILHA TERCEIRA

Depois não venham queixar-se… Quem, acreditará nos lamentos de quem tem para esbanjar em tortura de seres vivos, mas não tem para viver dentro dos padrões normais de uma sociedade constituída por Seres Humanos?

 

TERCEIRA.jpg

 

Fonte:

https://www.facebook.com/451257841614428/photos/a.451275978279281.101438.451257841614428/864743423599199/?type=1&theater

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:11

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 9 de Setembro de 2014

ATÉ À ABOLIÇÃO!

 

 

PELOS TOUROS! PELOS CAVALOS!

 

ABAIXO A ESTUPIDEZ DAS LEIS IRRACIONAIS QUE MANTÊM A SELVAJARIA E DÃO LEGITIMIDADE Á ILEGALIDADE E À PSICOPATIA!

 

 

Origem da foto:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=303203166517589&set=gm.519867921446731&type=1&theater

 

«A foto, de excepcional qualidade, mostra uma coisa de que toureiros e forcados têm um medo COBARDE e terrível... A ÚNICA DEFESA QUE ESTES POBRES ANIMAIS TÊM !! POR ISSO CORTAM AQUELAS LINDAS PONTAS. DEFORMAM O QUE A NATUREZA FABRICOU.

 

TÊM PLENA CONSCIÊNCIA DE QUE O TOURO LHES É MUITO SUPERIOR, POR ISSO ROUBAM-LHES AS DEFESAS. E DEPOIS DIZEM QUE A TOURADA É UMA LUTA LEAL... »(Carlos Ricardo)

 

Exactamente, Carlos Ricardo.

 

E como andaram séculos a acreditar nessa MENTIRA e a passá-la de geração em geração como uma verdade... hoje fazem figura de parvos quando dizem que a luta com o touro é leal...

 

É, é... É leal à estupidez!

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:55

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Domingo, 17 de Agosto de 2014

ESTA IMAGEM DIZ DA EXTREMA CRUELDADE E FALTA DE HUMANIDADE COM QUE OS TAURICIDAS MATAM UM SER QUE (PELA EXPRESSÃO) IMPLORA PIEDADE

 

Se bem que depois de toda a tortura que sofreu às mãos destes COBARDES MONSTROS, e estando a sofrer dores atrozes, o melhor é morrer.

 

Mas não assim, barbaramente, às mãos de carrascos sem alma.

 

Esta imagem CHOCOU-ME particularmente devido ao enorme sofrimento e à SÚPLICA que vejo no semblante do pobre Touro.

 

MONSTROS! É nestas alturas que me apetece acreditar num INFERNO onde estes bárbaros pudessem arder eternamente.

 

 
Como é que pode fazer-se ISTO a um ser completamente INDEFESO e INOCENTE?

Embora esta selvajaria seja ESPANHOLA, cá em Portugal faz-se o mesmo em Barrancos (às claras), e em Monsaraz (às escondidas). E as autoridades PERMITEM.

 

O que vejo nesta imagem causa-me uma revolta, uma indignação, uma repulsa tal, que não posso ser benevolente nas palavras que escolherei para classificar estes bárbaros, que são as criaturas mais vis, mais anormais, mais cruéis, mais estúpidas, mais repugnantes, mais inumanas, mais irracionais, mais brutas, mais desprezíveis que existem à face da Terra.

 

Estão muito abaixo de esterco.

 

A TOURADA EM 60 SEGUNDOS

 

ooo

A única coisa que me ocorre desejar a estes MONSTROS é que sofram em triplo o que fazem sofrer estes pacíficos, sensíveis, indefesos, inocentes, racionais e amados bovinos.  

 

E os que permitem, por lei, que tal ignomínia exista entre os Seres Humanos, que são esmagados por estas imagens, sofram igualmente as dores sentidas por estes Seres não Humanos, mas muito mais dignos e afectuosos do que os seus reles carrascos.

 

E que ninguém se atreva a dizer-me que sou homofóbica… Estes carniceiros são tudo menos Seres Humanos, por isso não merecem a minha consideração, nem respeito, nem simpatia. Apenas o meu enorme DESPREZO.

E este meu ENORME desprezo estende-se aos GOVERNANTES que não têm a HOMBRIDADE de acabar com esta SELVAJARIA, que nem o homem primitivo praticava.

 

A minha consideração, o meu  respeito e  a minha simpatia vão para o Touro, um ser que desconhece a crueldade, a maior podridão do animal homem predador.

 

 

Eis uma descrição completa da cruel realidade tauromáquica 
(O castelhano está muito acessível)

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:19

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Novembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

SANGUE DE ÉGUAS PRENHAS E...

CONTRASTES

OS BRONCOS TAURICIDAS DIV...

CÃO AMARRADO À PARTE TRAS...

EMPRESA PRODUTORA DE EQUI...

FELIZES TODOS OS SERES DO...

A RACIONALIDADE IRRACIONA...

TOURADA À CORDA NA ILHA T...

ATÉ À ABOLIÇÃO!

ESTA IMAGEM DIZ DA EXTREM...

Arquivos

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt