Sábado, 10 de Agosto de 2019

SEIS FORCADOS FERIDOS, DOIS COM GRAVIDADE, NUMA SESSÃO DE TORTURA DE TOUROS EM TOMAR, APOIADA PELO GOVERNO PORTUGUÊS

 

Quem anda à chuva molha-se, e quando é por gosto e com apoio dos governantes, não estará tudo bem?

 

O pior disto tudo, é que somos todos nós, com os nossos impostos, a pagar os tratamentos a estas criaturas cobardes, que vão para as arenas torturar Touros moribundos, por GOSTO, e para divertir os SÁDICOS.

Os Touros, em legítima defesa, reúnem as derradeiras forças, e marram (e têm esse direito) para defender a VIDA, e os cobardes choram, não aprendem nada, e quando ficam estropiados querem ser ajudados!... Por alma de quem?

 

naom_5d15274e2693e.jpg

Origem da imagem:

https://www.noticiasaominuto.com/pais/1303098/seis-forcados-feridos-dois-com-gravidade-na-corrida-de-touros-de-tomar

 

A notícia refere que as vítimas pertencem ao Grupo de Forcados Amadores do Montijo e ao Grupo de Forcados Amadores de Tomar.

 

Vítimas? Que vítimas? Se a única vítima ali é o Touro moribundo, atacado por cobardes. Os cobardes foram para arena por livre e espontânea vontade. O Touro foi levado para a arena à força. Portanto, os forcados não são vítimas. Estavam ali apenas a pedi-las.

 

Se estivessem a TRABALHAR na lavoura, não teriam sido colhidos por um Touro, que apenas se defendeu dos ataques cobardes dos forcados.

 

Ai sofreram traumatismo cervical grave? Lesão no ombro? Pancadas? Perfuração de pulmão? Fracturação de costelas? Escoriações várias?

 

Esperavam o quê? Que o Touro lhes fizesse festinhas? O Touro cumpriu o derradeiro dever de defender a própria VIDA.

 

Os forcados estavam lá para DAR CABO DELE.

 

Querem o quê? Que lamentemos? Não aplaudimos, mas não choramos baba e ranho por carrascos de seres vivos.

 

Lamentamos, sim, os pobres Touros moribundos, que caem nas mãos dos cobardes forcados.

 

Lamentamos também que os cobardes se divirtam a torturar bovinos, que pertencem às lezírias, não, às arenas.

 

Lamentamos que o governo português apoie esta deformação mental que se prolonga desde a Idade das Trevas, e ainda a mantenha em pleno século XXI depois de Cristo.

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 19:10

link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos (1)
Sábado, 23 de Junho de 2018

A FACCIOSA ERC DIZ QUE A SELVAJARIA TAUROMÁQUICA É «PARTE INTEGRANTE DA HERANÇA CULTURAL LUSA»?

 

Têm a certeza? Sabem o que é herança cultural?

Acham mesmo que o que se vê nas imagens mostradas neste vídeo tem a ver com herança cultural lusa? Uma prática selvática herdada dos monarquistas espanhóis é herança lusa? E cultural?

Só mentes deformadas podem ver nestas imagens uma “herança cultural” instrutiva.

 

Aprendam com Narciso Machado:

https://www.publico.pt/2018/06/23/opiniao/opiniao/povoa-de-varzim-um-concelho-antitouradas-1835596

 

 

As personagens insólitas e macabras que fazem parte da ERC (entidade reguladora para a comunicação social) deram parecer negativo ao projecto de lei do Bloco de Esquerda para que a transmissão televisiva de touradas se faça em horário tardio, por causa das crianças, mas a ERC considera que esta selvajaria é "parte integrante da herança cultural lusa".

 

Contudo, a ERC não se fica só por esta ignorância. Diz mais. A ERC considera que as práticas selváticas, cruéis e violentas inerentes à tauromaquia não são sequer susceptíveis de influir negativamente na formação da personalidade das crianças e de adolescentes, não havendo por isso "quaisquer impedimentos legais à sua transmissão.

 

Bem, esta afirmação de uma ignorância descomunal, só por si, classifica as personagens insólitas que fazem parte da ERC.

 

Mas quem é a ERC para ter capacidade de dar pareceres do foro psicológico e psiquiátrico?

 

Os da ERC vivem na Idade Média, são tremendamente obscurantistas, como podem ter discernimento para dar pareceres racionais e adequados à modernidade, em relação a uma matéria que causa REPULSA ao mundo civilizado?

 

Vivem entocados, são uns parasitas da sociedade, e andamos nós a pagar salários a estas personagens retrógradas e antiquadas, para darem pareceres idiotas, baseados nas mais descomunais ignorâncias!

 

A ERC devia ser simplesmente extinta. Não é um organismo imparcial. Existe para servir lobbies, e não os verdadeiros interesses dos Portugueses, que na sua esmagadora maioria REPUDIAM esta prática selvática. Enquanto o mundo avança, estes retrógrados afundam-se em tempos medievalescos, e passam, ao mundo, uma mensagem troglodita.

 

A mediocridade marca pontos não só na ERC como na Assembleia da República, onde todas as ignorâncias, que amarfanham o nosso País, são forjadas.

 

O Bloco de Esquerda bem poderia ter apresentado um projecto mais ousado, propondo o fim das transmissões de tal selvajaria na televisão pública. Já chega de tanta estupidez! De tanta crueldade! De tanta violência! De tanta falta de discernimento!

 

E andamos nós a pagar impostos para serem esbanjados deste modo vil e anacrónico.

 

Tudo isto merece a nossa maior REPUGNÂNCIA.

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:47

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 2 de Abril de 2018

AS GRANDES MENTIRAS E AS GRANDES VERDADES DA TAUROMAQUIA

 

O mundo tauromáquico assenta em três grandes pilares:

Mentira, Ignorância e Estupidez.

 

Durante séculos mentiu-se, ignorou-se o óbvio e praticaram-se (e continuam apraticar-se) os mais estúpidos actos, em nome deste divertimento de brutos:

 

 

Hoje, não podem dizer que não há informação. Ela existe às carradas, mas ainda assim, as mentes atrasadas recusam-se a informar-se e a acatar o desenvolvimento científico, que coloca os Touros e os Cavalos no rol dos seres mais sencientes do Planeta.

 

E como a ignorância é muita, e a vontade de evoluir é nula, os adeptos desta prática selvática mentem para si próprios, porque recusam a realidade e a evolução.

 

Por isso espalham por aí estas grandes mentiras em que a tauromaquia assenta. Mas para as grandes mentiras, existem as grandes verdades.

 

A maioria dos Portugueses gosta de touradas

– Mentira

 

A esmagadora maioria dos Portugueses abomina as touradas

- Verdade

 

Cada vez mais Portugueses vão assistir a touradas

– Mentira

 

Cada vez mais Portugueses se afastam das touradas

- Verdade

 

Os tauricidas dizem que amam o Touro

– Mentira

 

Os tauricidas amam torturar o Touro

- Verdade

 

A tauromaquia não é financiada com dinheiros públicos

– Mentira

 

A tauromaquia é financiada com os impostos dos Portugueses

- Verdade

 

A tauromaquia subsidia-se a si própria

– Mentira

 

A tauromaquia sem o financiamento do Estado Português desaparecia

- Verdade

 

O touro vive como um rei durante quatro anos

– Mentira

 

Durante quatro anos o Touro sofre as maiores sevícias, para se tornar “bravo” para a lide

- Verdade

 

O Touro nasceu para ser toureado

– Mentira

 

O Touro é um bovino, herbívoro e manso, que nasceu para viver tranquilamente a pastar nos prados

- Verdade

 

O Touro gosta de ser toureado

– Mentira

 

O Touro, como animal que é, não gosta de ser toureado, e a prova disso é quando, na arena, ele manda um carrasco, desta para melhor, em legítima defesa

- Verdade

 

O touro não é torturado, física e psicologicamente antes de uma corrida

– Mentira

 

O Touro é torturado barbaramente, física e psicologicamente, antes da corrida

- Verdade

 

O Touro não é torturado nas corridas de touros

– Mentira

 

O Touro é torturado barbaramente, antes, durante e depois da lide

- Verdade

 

O touro não sente dor

– Mentira

 

O Touro, sendo um animal mamífero, possuidor de um sistema nervoso central sente dor tal como os homens

- Verdade

 

O Touro não sofre

– Mentira

 

O Touro, ser senciente, tem emoções e sofre tal como os homens sensíveis

- Verdade

 

E todas estas verdades estão comprovadas cientificamente, e que não estivessem, basta ser-se humano para não fazer aos outros o que não gostaríamos que nos fizessem a nós.

 

Não é esta a regra de ouro dos cristãos?

 

E não é a actividade tauromáquica apoiada pela igreja católica? Então onde fica a compaixão cristã, a regra de ouro, a piedade pelo sofrimento de um animal que tem um ADN semelhante ao do Homem?

 

Vivemos tempos bárbaros, governados por bárbaros, em pleno retrocesso…


Em suma, uma vergonha!

 

Isabel A. Ferreira

 

Tema inspirado no texto do Mário Amorim:

https://blogcontraatauromaquia.wordpress.com/2018/03/29/a-mentira-compulsiva-e-um-indicio-claro-de-uma-mente-psicopata/

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 17:06

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 8 de Fevereiro de 2018

EM PORTUGAL, SÃO OS NOSSOS IMPOSTOS QUE PATROCINAM A TORTURA DE TOUROS E CAVALOS

 

 

                                 SOSAnimal - Grupo de Socorro Animal de Portugal

 

Todos os anos, milhares de euros de impostos dos contribuintes são investidos na tauromaquia e na maquina que a suporta, dinheiro de todos nós, dinheiro que urge em áreas tão fundamentais como a saúde, educação, etc.

 

Apoiamos totalmente a campanha http://enterrartouradas.org/ da ONG parceira ANIMAL e neste sentido realizamos o alerta que publicamos em baixo.

 

Pedimos a todos que assinem a petição da campanha da ANIMAL ; http://peticaopublica.com/?pi=PT86673 Pedimos ainda que divulguem a informação para que TODOS fiquem informados sobre onde está a ser investido o dinheiro de todos nós.

 

Em Portugal, são os nossos impostos que patrocinam a tortura de touros e cavalos. Em Portugal a industria tauromáquica é isenta de iva enquanto cuidados de saúde básicos para animais são taxados a 23%.

 

Não fique indiferente, assine, partilhe, diga não!

 

Ficha técnica Realização: Manuel Loureiro

Ideia/texto/Produção: Manuel Loureiro, Sandra Duarte Cardoso, Rita Silva

Camara: Manuel Loureiro, Nuno Figueiredo

Participação: Mariana Norton, Heitor Lourenço, Luís Freitas Lobo

www.sosanimal.com

 

SOS Animal - Portugal Pela defesa de TODOS os animais

www.sosanimal.com

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:32

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 19 de Setembro de 2016

QUEM EM PORTUGAL TEM COMPETÊNCIA PARA FISCALIZAR AS ACTUAÇÕES DA IGAC?

 

 

Ao cuidado do Ministério da Cultura, da Assembleia da República, dos Deputados da AR e do Presidente da República

 

No passado dia 7 de Setembro publiquei neste Blogue uma carta aberta à IGAC (Inspecção-Geral das Actividades Culturais) onde solicitava uma resposta acerca da tourada realizada no Carregado, a 3 de Setembro de 2106 que, segundo as informações disponibilizadas, não cumpriu as regras exigidas no novo RET (Regulamento de Espectáculos Tauromáquicos)

 

Eis o link do conteúdo da carta:

http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/carta-aberta-a-igac-entidade-que-devia-675564

Até ao momento, não recebi resposta alguma.

 

CARREGADO.jpg

Eis a arena amovível montada no Carregado, em área urbana, onde se realizou uma tourada apoiada pelo pároco local, e que segundo testemunhas, não cumpriu as regras estabelecidas no RET, por falta de curros, veterinário e outras exigências.

 

Ora, sempre ouvi dizer que «quem cala, consente», o que significa que aquele que não se manifesta contra uma atitude ou uma acusação formulada concorda com elas. Simplesmente calando-se.

Será este o caso da IGAC?

 

A IGAC nada respondeu. Calou-se, logo, consentiu na afirmação de que a tourada no Carregado não cumpriu as regras estabelecidas no RET, realizando-se ilegalmente.

 

Sabemos que desde o século XIII, este é o significado da máxima “quem cala, consente”, que aliás é comum a várias outras línguas, como por exemplo o Inglês “silence gives consent”, ou o castelhano “quien calla, otorga”), e como encerra uma realidade tão evidente, a expressão enraizou-se de tal modo que até foi adoptada por Bonifácio VIII, (Papa de 1294 a 1303), num dos seus decretos.

 

Se alguém (inocente) é acusado de ser conivente com um transgressão, a primeira reacção, a mais instintiva, a mais normal e natural é reagir e abrir a boca para dizer não é verdade e apresentar argumentos para a sua defesa.

 

É assim ou não é?

 

Pois na carta aberta que dirigi à IGAC, depois de várias trocas infrutíferas de e-mails, para obter uma resposta concreta acerca desta transgressão, escrevi o seguinte (e repito):

 

«(…) nós, defensores dos animais e também do RET (uma vez que ele existe), exigimos saber a verdade quanto à legalidade desta tourada (a do Carregado, mas já se realizaram outras, noutros locais, também ilegalmente, avalizadas pela IGAC).

 

Porquê?

 

Primeiro - Porque os funcionários da IGAC recebem salários oriundos dos nossos impostos, para inspeccionar, e nós, como pagadores, temos o direito de exigir eficiência a quem pagamos o salário.

 

Segundo – É exigível, no mínimo, que sejam as autoridades a dar o bom exemplo de competência e cumprimento da lei.

 

Por isso, reformulo a minha pergunta:

A IGAC inspeccionou a arena amovível montada em plena área urbana, no Carregado, e atestou se foram cumpridas estas duas alíneas do RET:

 

b) CURROS

No prazo máximo de dois anos contado (limite 12 de Agosto de 2016), nas Praças de Touros de 1ª categoria, construir curros que comportem duas reses de reserva.

 

No prazo máximo de dois anos contado (limite 12 de Agosto de 2016) as Praças de Touros Ambulantes devem instalar curros.

 

Nota:

O abate em curro deve ser executado ou controlado por um Médico Veterinário ou técnico indicado ou designado pela DGAV, sendo os respectivos custos suportados pelo promotor do espectáculo.

c) CONDIÇÃO PARA O ABATE DAS RESES EM SALAS DE ABATE

As Praças de Touros fixas construídas após 15 de Agosto de 2014 e todas as sujeitas a intervenções que não sejam de mera conservação ou manutenção, devem dispor de condições para efectuar, no local, o abate das reses lidadas.

 

MORTE DE TOUROS.jpg

Esta exigência do RET será rigorosamente cumprida, nas touradas que se realizam por aí?...

 

Uma vez que a IGAC não desmentiu as informações que nos foram fornecidas (falo no plural porque sei que mais cidadãos com espírito cívico, colocaram a mesma pergunta e também (ainda) aguardam resposta), temos a legitimidade de deduzir que a tourada do Carregado foi realizada ilegalmente. Assim como outras, em várias localidades do país, onde ainda se mantém estas práticas selváticas.

 

E se assim foi, isto é muito grave.

 

Será que a IGAC não cumpriu com as suas obrigações fiscalizadoras, e ainda assim deu o seu aval? Aliás, como acontece em 99,9%, para não dizer 100% das touradas realizadas em Portugal?

 

Agora pergunto: quem em Portugal tem competência para fiscalizar as actuações da IGAC, entidade dependente da tutela do Ministério da Cultura (já ouviram falar neste ministério?), no que se refere às práticas selváticas da tauromaquia?

 

Sabemos que a tauromaquia está bastante protegida, e que na Assembleia da República existem bastantes lobistas a protegê-la.

 

Mas isto ultrapassa todos os limites.

 

Portugal não é um Estado de Direito? Não vivemos numa Democracia?  O povo não vota livremente nos seus representantes? Não lhes paga os salários provenientes dos impostos, para que cumpram as suas funções?   Não é assim que todos nós comportamos, nas nossas profissões?

 

Então o que se passa?

 

Não só não fazem cumprir as regras, como não as cumprem.

 

E quem fiscaliza a falta de fiscalização das entidades que têm o dever de fiscalizar e não fiscalizam?

 

Ora, não existe, mas deveria existir uma Inspecção-geral das Entidades Fiscalizadoras (IGEF) escolhida aleatoriamente entre os cidadãos portugueses maiores de 35 anos, com profissões liberais (isto é, que não fossem funcionários públicos) e não estivessem filiados em partidos políticos, para que garantisse que as entidades fiscalizadoras fiscalizem, e não andem a fazer de conta que fiscalizam.

 

E ainda há outro detalhe: eu, como cidadã, que ajuda a pagar os salários dos que estão no governo, para governar e cumprir as suas obrigações, e não a vontade dos grupos de pressão económica (que são os que verdadeiramente mandam em Portugal) não poderei exigir que me seja dada uma resposta às questões da governação, que coloco e que quase nunca vejo respondidas?

 

Não será o povo o patrão dos governantes, e estes não terão a obrigação de dar contas ao patrão dos serviços que são obrigados a prestar, em troca do salário que recebem para o fazer?

 

Não será assim, com todos nós, que recebemos salários (os que têm a sorte de ter emprego)?


Portanto, agradeço que pelo menos uma das entidades acima referidas (Ministério da Cultura, Assembleia da República, Deputados da AR e Presidente da República) e às quais enviarei esta solicitação, tenha a gentileza de responder a estas minhas questões, uma vez que a IGAC não responde, ou então ficamos todos  com a certeza de que as touradas realizadas em Portugal não cumprem a lei. E pior do que isso: que as entidades que deviam zelar para que sejam legais, também não cumprem a lei.

 

E se as leis existem não serão para ser cumpridas?

 

E se eu me recusasse a pagar os meus impostos, por entender que eles não estão a ser bem aplicados?

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:19

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 19 de Julho de 2016

SENHORES DEPUTADOS DA NAÇÃO: ACABEM COM OS SUBSÍDIOS PÚBLICOS ATRIBUÍDOS À SELVAJARIA TAUROMÁQUICA

 

Está agendada para amanhã, dia 20 de Julho, a apreciação de uma petição que conta com mais de trinta mil assinaturas ( http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT72070) a solicitar que se acabe com a atribuição de dinheiros públicos a cerca de duas dezenas de famílias portuguesas, para que vivam à tripa forra, à custa dos nossos impostos e do sofrimento animal, enquanto milhares de outras famílias portuguesas, crianças e idosos vivem com tantas dificuldades!

 

E isto é imoral, senhores deputados.

 

SUBSÍDIOS.jpg

Fonte da imagem:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10201848990502436&set=p.10201848990502436&type=3&theater

 

Todos sabemos que os nossos impostos sustentam a indústria da selvajaria tauromáquica, tão contestada e rejeitada em todo o mundo civilizado.

 

Se não fossem os nossos impostos, esta selvajaria, que está a cair de podre, já teria sido enterrada há muito.

 

Os impostos de um povo não podem ser utilizados para privilegiar umas tantas famílias em detrimento de todo um país, que atravessa uma grave crise económica.

 

E ainda hoje ouvi que não há dinheiro para alimentar os prisioneiros. Mas há dinheiro para alimentar os senhores feudais da tauromaquia… uma minoria inculta, inútil e decadente, que se dedica a uma actividade cruel e indigna de seres humanos.

 

Todos sabemos dos apoios autárquicos à selvajaria tauromáquica, em municípios com graves problemas sociais, no Continente e nos Açores.

 

E é também dos meus impostos, dos impostos de quem abomina estas práticas bárbaras, que esta indústria da tortura e da morte se alimenta como um vampiro sedento de sangue.

 

Eu não posso ser obrigada a contribuir para algo inútil e bárbaro.

 

Exijo que os meus impostos sejam aplicados na Saúde, na Educação, na Alimentação, nas Escolas, nas Artes Nobres, enfim, na Cultura Culta, e não na cultura inculta de duas dezenas de vampiros.

 

Amanhã, Portugal ficará atento à atitude dos deputados da Nação.

 

É que bastou a afronta de não terem acautelado o superior interesse e os direitos das crianças, quando chumbaram a proposta do PAN, do PEV e do BE.

 

Pelo menos uma vez na vida, amanhã, sejam HOMENS e MULHERES e acabem de uma vez por todas com este vergonhoso privilégio. O tempo dos senhores feudais ficou para trás há muito. Lembram-se? E os deputados da Nação não são monarcas, para dar privilégios a uns, e pisotear outros.

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:01

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 30 de Novembro de 2015

AO CUIDADO DAS AUTORIDADES DO MEU POBRE E DESGRAÇADO PAÍS

 

A TENTA DE TOUROS É UMA PRÁTICA ILEGAL QUE AS AUTORIDADES PORTUGUESAS APOIAM

Denunciem também… Não se fiquem apenas por comentar no Facebook…

(Endereços electrónicos no final do texto)

11201861_994681400605400_3138551643576485282_n TEN

 

As tentas de touros, uma PRÁTICA ILEGAL em Portugal, são actos equiparados às sortes de varas (também ILEGAIS).

 

São uma das mais violentas e cruéis práticas tauromáquicas, em que, do alto de cavalos com armaduras e olhos vendados, os picadores espetam varas, com ferros compridos nas pontas, no dorso dos touros, para, supostamente, aferir a bravura destes, quando, na verdade, o objectivo é ensanguentá-los, quebrá-los e deixá-los febris para, de seguida, poderem ser mais facilmente brutalizados na tourada.

 

O conceito (que encerra em si uma crueldade enorme contra touros e cavalos) valida a cumplicidade entre a indústria tauromáquica e o governo regional dos Açores, que na sua maioria, aprova que sejam atribuídos subsídios a práticas repudiadas por uma esmagadora maioria de seres humanos.

 

É para isto que os NOSSOS impostos servem.

 

Fonte:

https://www.facebook.com/451257841614428/photos/a.451275978279281.101438.451257841614428/994681400605400/?type=3&theater

 

O QUE É A TENTA?

A TENTA é algo que nem o mais criativo guionista de filmes de TERROR se lembraria.

 

Só mesmo as BESTAS HUMANAS são capazes de engendrar tamanha crueldade.

 

 

***

LEIAM TUDO SOBRE A TENTA NESTE LINK:

http://mgranti-touradas.blogspot.pt/2012/06/tenta.html?showComment=1448892281641#c7861405009439787925

***

FAÇO MINHAS AS PALAVRAS DE Wakewinha, DO BLOGUE VOZ OBLÍQUA:

 

«Quão energúmenos são os mentores de uma atitude denunciadora de tamanha falta de bom senso?

 

Pior, onde está o factor de entretenimento neste dito espectáculo?

 

Quem são as pessoas que assistem, e qual o julgamento que podemos fazer delas?

 

A mim enojam-me estas coisas. Peno-me por estar integrada numa sociedade demente, que recorre ao sofrimento de criaturas inocentes, que têm tanto direito a viver como eu que escrevo, tu que lês, ou como os sacanas que sentam o rabo e riem com o sangue jorrado de uma luta injusta.

 

Tentei, de todos os modos, ser imparcial enquanto vos denunciava esta barbaridade, mas cá dentro, não muito longe de explodir cá para fora, está uma raiva imensa pelos donos e senhores de uma estupidez inqualificável, senhores que despertam em mim instintos desconhecidos, capazes de me levar a um desejo imenso de que venham a sofrer tanto, quanto deliberadamente fazem sofrer inocentes. De uma pena não menos leve devem padecer todos os que aprovam estes infortúnios! »

in

http://vozobliqua.blogspot.pt/2005/02/tenta-de-touros-ilegal.html

***

Endereços para denúncia:

gp_psd@psd.parlamento.pt, gp_ps@ps.parlamento.pt, gp_pp@pp.parlamento.pt, bloco.esquerda@be.parlamento.pt, gp_pcp@pcp.parlamento.pt, pev.correio@pev.parlamento.pt, comunicacao@pan.com.pt

 

correio.dciap@pgr.pt, mailpgr@pgr.pt, dic.lisboa@psp.pt, correio.geral@dgaj.mj.pt, correio.nat@pgr.pt, gabinete.pm@pm.gov.pt, mail@gddc.pt, igacgeral@igac.pt, igacespetaculos@igac.pt,

 

info@patriarcado-lisboa.pt, ed.portugues@ossrom.va, agencia@ecclesia.pt,ed.portugues@ossrom.va, geral@diocesedeangra.pt

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:00

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 1 de Novembro de 2015

TOURADAS NA RTP É NEGLIGÊNCIA SOCIAL

 

Artigo imperdível! (para partilharem muiiiiiiito!)

 

TOURADAS RTP.png

 

Alguém me consegue dar um argumento lógico que justifique o facto de a RTP transmitir touradas? Vá, que seja meio argumento! Com meio já me contento, tal é a estupidez do acontecimento.

 

Já agora, e enquanto não acabam com a única coisa na TV que consegue ser pior que a Casa dos Segredos, há por aí quem me consiga explicar porque é que as touradas não passam com bolinha vermelha?

 

Primeiro, e corrijam-me se eu estiver enganado, a RTP continua a ser do Estado e, de uma ou outra forma, uma parte dos nossos impostos vão lá parar. Portanto, cada vez que eu choro por descontar 25% ao passar um recibo verde, por exemplo, posso chorar ainda mais por saber que estou a contribuir forçadamente para aquela barbaridade. Adoro saber que contribuo financeiramente para a não evolução do nosso país. Juro, até me sinto um cidadão melhor.

 

Depois, e desta vez insultem-me se eu não estiver certo, não é suposto a RTP desempenhar um serviço público com o objectivo de desenvolver o país? Claro que não podemos todos gostar de toda a programação, claro que há conteúdos mais bacocos e com pouco sentido. Mas espetar ferros num touro e fazer disso um espectáculo com direito a transmissão no canal público é como fazer com que toda a gente da vila vá para a praça central aplaudir os escravos a ser chicoteados no pelourinho. A única diferença é cerca de 6 séculos. “Ai! Mas não gostas, não vês, mudas de canal!” – o meu argumento preferido de quem é a favor. Claro, quando eu mudo de canal, o dinheiro dos meus impostos já não vai de certeza para a tortura animal. Problema resolvido. Quando há merda no mundo, fecha-se os olhos e espera-se que passe, não é?

 

Mas já agora, e enquanto não acabam com a única coisa na TV que consegue ser pior que a Casa dos Segredos, há por aí alguém que me consiga explicar porque é que as touradas não passam com bolinha vermelha no canto superior direito? Se calhar sou eu que estou a ser burro, mas como é que um filme com umas cenas de pancada, perseguições e explosões é mais violento que um homem a cavalo à volta de um touro a espetar-lhe ferros e desprezo enquanto aplaudido por tanto energúmeno? Como é que um filme com cenas de sexo e amor (e sabendo que tão poucas vezes é minimamente explícito) é mais ofensivo para a sociedade que um touro a esvair-se em sangue e dignidade? Perdoem-me se sou obtuso, mas não compreendo como é que ver touradas, ao vivo ou na TV, pode ser benéfico para a aprendizagem de uma criança, ao ponto de nem se dignarem a usar a bolinha vermelha.

 

Não, filho. Não podes ver o Fight Club porque há socos, sangue e problemáticas existenciais que não vais perceber. Sim, filho. Podes ver os Bastinhas e companhia (reparei que isto parece Batatinha e Companhia, o que até faz todo o sentido) porque há supremacia do Homem, sangue animal e vais perceber que o mundo funciona assim porque é tradição.

 

Uau, tanto sentido que isto faz.

 

E por tudo isto e mais alguma coisa, e no meio de tanto valor que a RTP tem, a transmissão de barbáries é uma nódoa que caiu no melhor pano mas que é grande demais para se poder ignorar.

 

Já chega, RTP. Chega desta negligência social.

 

Fonte: Sol

 in:

https://blogcontraatauromaquia.wordpress.com/2015/10/31/artigo-imperdivel-touradas-na-rtp-e-negligencia-social/

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:29

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 18 de Setembro de 2015

CORTA-SE NO ENSINO ARTÍSTICO E DÁ-SE PARA O ENSINO DE TOUREIO A CRIANÇAS

 

HJFCAZEO ENSINO ARTÍSTICO.jpg

 (Foto de Arquivo - créditos: LUSA )

 

Hoje, dezenas de professores e alunos concentraram-se frente ao Ministério da Educação, numa manifestação contra os cortes no ensino artístico.

 

Luísa Marcelino, professora de contrabaixo em várias escolas de música e uma das organizadoras desta manifestação, salientou que «O objectivo (do governo) é acabar com o ensino artístico para as massas e ficar apenas para as elites», prevendo que as escolas privadas do ensino artístico especializado percam este ano lectivo 7.000 alunos e que muitas não conseguirão resistir aos cortes nas verbas.

 

Decidiu-se realizar este protesto depois de as escolas de ensino artístico especializado terem tido conhecimento dos valores que iriam receber do Ministério da Educação e Ciência para garantir a oferta de ensino da música e da dança aos alunos das escolas públicas, apesar de Nuno Crato garantir que as verbas atribuídas serão semelhantes às do ano passado (55 milhões de euros).

 

Contudo, os directores das escolas falam em cortes substanciais e já começaram a avisar vários encarregados de educação de que os seus filhos iriam ser retirados das turmas em que estavam inscritos, e de acordo com um levantamento feito pela Associação de Estabelecimentos do Ensino Particular e Cooperativo (AEEP) junto de 30% das escolas, há menos 2.519 alunos apoiados em relação ao ano passado.

 

Fonte

http://lifestyle.sapo.pt/familia/noticias-familia/artigos/dezenas-de-professores-e-alunos-concentrados-em-protesto-contra-cortes-no-ensino-artistico

 

No entanto…

 

                                                   

… EXISTEM “ESCOLAS” DE TOUREIO FINANCIADAS COM OS IMPOSTOS DOS PORTUGUESES

 

Portugal tem 12 “escolas” onde crianças aprendem a tourear, nalguns casos também a matar touros, segundo um relatório da organização Franz Weber, que motivou uma recomendação da ONU para que se protejam os menores da violência das touradas.

 

Embora estas “escolas” não sejam reconhecidas pelo Estado português (seria demasiado atrevimento), não havendo qualquer legislação que regule a sua actividade, o facto é que elas existem e são financiadas com os nossos impostos, despendidos maioritariamente pelas autarquias onde estão inseridas, apesar das graves carências sociais que por aí grassam.

 

Essas "escolas" (leia-se antros de violência e tortura onde se dão aulas práticas e teóricas a crianças, com gado vivo... e onde se aprende a espetar bandarilhas nos animais e a matá-los) são:

 

A “academia” de toureio do campo pequeno; “escola” de toureio José Falcão (Vila Franca de Xira); “escola” de toureio da Golegã; “escola” de toureio de Palmela; “escola” de toureio de Almeirim; “escola” de toureio de Coruche; “escola” de toureio da Moita; “escola” de toureio Joaquim Gonçalves (Santarém): “escola” de toureio de Alter do Chão; “escola” de toureio da Azambuja.

 

Para disfarçar e tornar viáveis estes antros, as principais “escolas” de toureio estão registadas como “associações culturais”.

 

Ler mais sobre “escolas” de toureio neste link:

http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/e-urgente-encerrar-todas-as-escolas-de-397446

 

JUANITO.jpg

 “ El Juanito” um matador de Touros fabricado na “escola” de toureio de Alter do Chão (Portalegre). Hoje terá 16 anos de idade, mas apresentou-se pela primeira vez na arena de tortura de Monforte com apenas 4 anos de idade. Aos 14 anos MATOU o seu primeiro Touro (ou seja, um Bezerro).

 

Para fabricar matadores de seres vivos, com o vil objectivo de divertir sádicos, existe dinheiro. Para formar bons músicos é o que se vê!

 

Isto diz tudo da política cultural de governantes que, por motivos nada nobres, valorizam a cultura da violência e da crueldade, e desprezam a Cultura Culta.

 

Origem da foto:

http://diariotaurino.blogspot.pt/2011/12/el-juanito-na-escola-de-toureio-de-vila.html

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:22

link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 5 de Maio de 2015

AFICIONADOS DE TAUROMAQUIA E OUTROS SERES HEMATÓFAGOS

INSECTO VAMPIRO.jpg

San_Fermin2 TOURO1.jpg

 

TOURO2.jpg

 

VAMPIROS E OUTROS SERES HEMATÓFAGOS

 

As pulgas gostam de sangue.

As melgas gostam de sangue.

Os piolhos gostam de sangue.

As carraças gostam de sangue.

As sanguessugas gostam de sangue.

Os aficionados gostam de sangue.

in

http://farpasecornadas.blogspot.pt/2012/08/vampiros-e-outros-seres-hematofagos.html

***

Eu ando sempre por aqui a dizer (baseada na realidade, obviamente) que os aficionados de touradas (praticantes, apoiantes e afins) são os parasitas da sociedade, pois além de pertencerem àquele grupo de seres vivos que vivem à custa do sangue de outros seres vivos, sugam os nossos impostos também, para realizarem esse gosto anormal por sangue. E se não fosse isso, esta “sangria” já tinha acabado há muito tempo.

 

Os vampiros, vampiros… sabemos que pertencem ao mundo das trevas, e ainda há povos primitivos (e “gente” do século XXI) que bebem sangue humano por uma questão de crenças também primitivas, e sacrificam barbaramente animais e chapejam-se no sangue deles, para receberem bênçãos dos deuses, os quais além de não os ouvirem, não gostam nada do sangue dos seres assassinados, que também fazem parte da criação divina.

 

Bem… e aqui fica um “retrato” real dos parasitas que adoram sangue, e que não fazem cá falta nenhuma…

 

As pulgas, as melgas, os piolhos as carraças e as sanguessugas ainda servem para alimento de outros animais…

 

Mas os aficionados de tauromaquia não servem para nada…

(I. A. F.)

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:53

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

SEIS FORCADOS FERIDOS, DO...

A FACCIOSA ERC DIZ QUE A ...

AS GRANDES MENTIRAS E AS ...

EM PORTUGAL, SÃO OS NOSSO...

QUEM EM PORTUGAL TEM COMP...

SENHORES DEPUTADOS DA NAÇ...

AO CUIDADO DAS AUTORIDADE...

TOURADAS NA RTP É NEGLIGÊ...

CORTA-SE NO ENSINO ARTÍST...

AFICIONADOS DE TAUROMAQUI...

Arquivos

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt