Sexta-feira, 1 de Maio de 2015

A PRÁTICA IMBECIL DA VACA DAS CORDAS NÃO EXISTE APENAS EM PONTE DE LIMA OU NOS AÇORES…

 

Um grupo de broncos “divertiu-se” deste modo abroeirado em Ohanes (Almería - Espanha) "com a grande tradição” de maltratar um animal indefeso diante de uma descomunal multidão… (como pode ver-se na foto)

 

VACA DAS CORDAS1.jpg

Repare-se na cobardia destes três broncos… Não nos faz lembrar o que se passa em Ponte de Lima e na Ilha Terceira?

 

Vaca das Cordas2.jpg

 Atente-se no olhar aflitivo do animal racional, o bovino, perante a bestialidade dos cobardes irracionais que o torturam…

 

E chamam a isto “tradição”, “cultura” e “divertimento”…

 

Depois não gostam que se diga que isto é a tradição dos broncos, a cultura dos incultos, e o divertimento dos imbecis…

 

Mas a culpa é dos governantes, que ainda são mais imbecis do que estas desalmadas criaturas …

 

Fonte:

https://www.facebook.com/antitaurinaalmeria/photos/pcb.1571917263065533/1571916599732266/?type=1&theater

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:52

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 27 de Março de 2015

EMBORA COIMBRA TENHA MAIS ENCANTO SEM SANGUE NA DESPEDIDA, A ABOMINÁVEL GARRAIADA MANTER-SE-Á NA QUEIMA DAS FITAS EM 2015

 

A selvajaria tauromáquica é a "arte" dos imbecis, a "tradição" dos broncos e a "identidade cultural" dos incultos, não se ajustando, de modo algum, a uma prática de estudantes que frequentam o Ensino Superior.

 

O secretário-geral da Comissão Organizadora da Queima das Fitas e o Dux Veteranorum da Universidade de Coimbra já nasceram velhos, por isso vivem com os pés fincados no passado.

 

Que pode esperar o nosso País de tanto atraso mental?

 

Coimbra precisa de livrar-se urgentemente desta praga, para poder viver plenamente e civilizadamente a modernidade.

 

ng4083350 GARRAIADA COIMBRA.jpg

Fotografia © Arquivo / Bruno Pires

 

Ler esta sinistra notícia, que não dignifica a academia coimbrã, aqui:

http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=4479159&fb_action_ids=1026836590663766&fb_action_types=og.comments

 

***

A MEDIOCRIDADE NUNCA FEZ AVANÇAR O MUNDO

SER ESTUDANTE IMPLICA EVOLUÇÃO

 

FERRO AAC.png

A “Estrela de Ferro” é atribuída a todos os municípios, empresas, associações, organismos e estabelecimentos de ensino que apoiam a selvajaria tauromáquica

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:22

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

NESTA IMAGEM ESTÁ BEM PATENTE A CRUELDADE DOS QUE SE DIZEM OS “MELHORES AMIGOS” DO TOURO, UM ANIMAL SENCIENTE

 

 

Se isto é ser o “melhor amigo”, o que não seria se fossem os piores…

 

Quando por todo o mundo civilizado se sabe que a tauromaquia é a "arte" dos imbecis! É o divertimento dos broncos que já nasceram velhos, estagnados no passado, e ignoram, por completo, que o mundo evoluiu.

 

E os governantes, que compactuam com esta miséria moral e intelectual, não são melhores do que os “melhores amigos” dos Touros.

 

11046439_841145639289554_208854043898053368_n TOUR

Esta é a “arte” dos imbecis, a “tradição” dos broncos, a “identidade cultural” dos incultos… a realidade macabra que uma minoria insciente não consegue ver devido a uma cegueira mental  atávica

 

Fonte:

https://blogcontraatauromaquia.wordpress.com/2015/03/26/uma-imagem-que-vale-por-mil-palavras/comment-page-1/#comment-234

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 10:27

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 9 de Setembro de 2014

VEJA-SE ATÉ ONDE CHEGA A PSICOPATIA TAUROMÁQUICA PERMITIDA POR LEI

 

«Algo (TUDO) está errado com a educação moral das pessoas quando a diversão é baseada em torturar um bezerro desnutrido.

 

 O PACMA (Partido Animalista) está comprometido com uma EDUCAÇÃO assente em valores que transformem a massa embrutecida em cidadãos…»


(O que, na minha opinião, é completamente impossível)

 

 

Observe-se a bestialidade estampada na expressão daqueles que riem perante o sofrimento de um bezerro desnutrido, acossado numa arena…

 

A vez desses imbecis chegará…

Fonte:

https://www.facebook.com/PartidoAnimalista.PACMA/photos/a.82584226684.94750.72181181684/10152205806206685/?type=1&theater

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:26

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 8 de Setembro de 2014

ONTEM, O MEU PAÍS FOI ATIRADO AO LIXO, PELAS AUTORIDADES, EM VIANA DO CASTELO

 

É lamentável que no meu País seis magníficos seres vivos tivessem sido torturados para bancadas vazias… (por isso os órgãos de informação foram impedidos de entrar na arena)

 

É lamentável que no meu País as autoridades façam jantaradas com os fora-da-lei…

 

É lamentável que no meu País prevaleça a lei dos imbecis sobre a Lei da Razão.

 

 

Aqui, cheirava a vinho, a suor, a urina, a sangue, a bosta…

 

Origem da imagem:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=810667745644421&set=gm.586475308130203&type=1&theater

 

MAS SEM QUALQUER DÚVIDA, A VITÓRIA FOI DOS ABOLICIONISTAS!

 

Se a selvajaria tivesse sido realizada dentro da LEGALIDADE a vitória era deles.

 

A selvajaria foi realizada na ILEGALIDADE, a vitória é nossa.

 

E quando temos ministros do Estado a "ajudar à missa" a coisa torna-se mais grave e a vitória mais nossa.

 

***

 

Ontem, ficou provado que Viana do Castelo não é terra de aficionados. Pelo contrário. Apenas cerca de 200 pessoas foram assistir á tortura das vítimas…

 

E ofereceram-se bilhetes, à última hora, explicando-se às pessoas que não havia “qualquer problema se entrassem com crianças”.

 

Pois!

 

E nós, contribuintes, pagámos do nosso bolso, o prejuízo que a organização desta selvajaria teria tido, se não recorressem, aos dinheiros públicos.

 

A isto chama-se ROUBAR.

 

E disseram mais. Disseram que na arena é o Estado Português que está representado no director de corrida, que é acompanhado pelo corneteiro e pelo chefe de polícia…. Enfim…

 

A IGAC é a ligação umbilical dos tauromafiosos ao Estado Português. E pudemos comprovar como se comporta com imparcialidade, a favor da tortura de seres vivos e da selvajaria para imbecis.

 

Para a IGAC não existem anti-touradas, nem abolicionistas, daí  estarem-se nas tintas para o que dizemos.

 

E se a IGAC é uma entidade do estado, que está do lado dos corruptos e dos fora-da-lei, será legítimo desobedecermos ao Estado Português, fugir aos impostos, não pagar taxas, etc., etc., etc….

 

E agora resta-nos fazer QUEIXA das autoridades que NÃO SÃO COMPETENTES, mas sim cúmplices da ilegalidade.

 

É que alguém no meu país há-de ser HONESTO.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 10:43

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 11 de Agosto de 2014

A PÉROLA DAS PÉROLAS DA prótoiro

 

 

 ESTA É DAS MELHORES QUE JÁ LI

 

 

 

Os da prótoiro dizem que vêem touradas desde criança e são muito saudáveis e felizes.

 

Não nos surpreende nada. 

 

As pessoas podem ver touradas desde criança e serem saudáveis e felizes.

 

Primeiro, porque nunca se constou que ver touradas tirasse pedaços a ninguém, ou fizesse as pessoas sofrerem do fígado, ou dos intestinos ou de outro órgão qualquer.

 

Fisicamente podem ser bastante saudáveis e até tão felizes como os idiotas, ou sejam, aqueles que têm ausência total de inteligência, um grau acentuado de estupidez, uma elevada insanidade mental, e que se mostram incapazes de coordenar ideias (o que é o caso).

 

Ora os estúpidos, os imbecis, os parvos, os patetas… até são bastante mais felizes do que o comum das pessoas, porque não se apercebem do que se passa ao redor deles. São completamente alienados.

 

Tanto não se apercebem que até dizem esta coisa linda:

 

BASTA DE TAUROFOBIA!

 

(e para que fique bem claro, têm o cuidado de explicar: preconceito antitaurino).

 

Ora taurofobia significa ter aversão, um medo mórbido de touros, o que não é de todo o caso dos defensores da abolição das touradas, pois nós amamos os Touros, por isso os defendemos destes predadores, que além de carrascos são ignorantes.

 

E logo a seguir vem outra calinada: preconceito antitaurino.

 

Pois vamos ao dicionário ver o que significa taurino:

 

1. Relativo a touro (ex.: feira taurina).  

2. [Figurado] Que tem aspecto ou características de touro (ex.: força taurina).

 

Esmiucemos:

 

Taurino é um termo que se refere a Touro. Certo?

 

E agora vamos ao anti, o que significa anti?

 

Anti é uma preposição e prefixo da língua grega que significa e indica direcção contrária, oposição, contrariedade ou simplesmente do contra.

 

Portanto um anti-taurino é aquele que é contra o touro, ou seja um tauricida (aficionado, torcionário etc…), aquele que tortura o Touro, porque manifestamente não gosta dele, bem como os que aplaudem essa tortura ou a apoiam.

 

Odeiam-no, porque o Touro apresenta-se muito mais viril, do que os machinhos, mal-amanhados que usam rodilhas, num lugar que nós sabemos, para mostrarem às damas frustradas da assistência, o que na realidade não têm.

 

Mas nós somos anti-tourada, isto é contra a tourada, porque a tourada é algo anti-humano.  

 

E o que é anti-humano?

 

É simplesmente isto: é o que é contrário às leis e aos sentimentos da humanidade.

 

E como se não bastasse toda esta idiotice, culminam com algo que é a cereja em cima do bolo do disparate: Escolhe a Liberdade.

 

Saberão os prótoiros os que é a Liberdade?

 

Sabemos nós que a liberdade a que eles se referem é a liberdade de torturar seres vivos (neste caso bovinos) para se divertirem imbecilmente e encherem os bolsos a ganadeiros e a uns tantos deputados e autarcas que servem o lobby tauromáquico desavergonhadamente, como qualquer meliante.

 

Ora essa liberdade, que os protóiros referem, não está consignada em lado algum, nem sequer na tal leizinha parva, irracional, bastarda e ilegal que, por mais incrível que pareça, exclui os Touros e os Cavalos do Reino Animal.

 

E há outro detalhe que convém detalhar: a nossa liberdade acaba, quando começa a liberdade do outro, ainda que esse outro seja um Touro ou um Cavalo.

 

Ora vamos lá a ver: se eu pudesse escolher essa tal liberdade que os prótoiros confundem com libertinagem (usando essa confusão para excederem os limites sem sentirem peso na consciência), eu colocaria todos eles numa arena com uns tantos leões muito, mas muito esfomeados dentro, e sentava-me a aplaudir este circo.

Dão-me licença? Posso?

 

Escolhi a liberdade, conforme a vossa sugestão, logo posso fazer o que me dá na telha. Certo?

 

Venham mais destas. Os Touros e os Cavalos agradecem, e os abolicionistas também.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:42

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 26 de Maio de 2014

GARRAIADA COM ANÕES NA “VACA DAS CORDAS” EM PONTE DE LIMA?

 

SÓ PODIA SER: PONTE DE LIMA NO SEU PIOR

 

A vaca das cordas só por si já é um espectáculo degradante e indigno de gente civilizada. Agora, juntar a essa ignomínia, os anões, é demasiado asqueroso. Ponte de Lima continua com um atraso civilizacional bastante acentuado. Cada vez mais retrógrada.

 

 

E se não aprendem nada com o questionário que está nesta página (abram o link: http://pontedelima.com/garraiada-com-anoes-da-vaca-das-cordas-publico/)

onde o ACHO MAL tem 80% dos votos, que me desculpem, mas os autarcas dessa vila, que está na boca do mundo pelos piores motivos, não são governantes, são carrascos, e só querem o mal da terra.

 

E os limianos nem se dão conta deste pormenor. Merecem a má fama que têm.

 

***

 

Eis alguns comentários que dizem do asco que esta iniciativa retrógrada e mofosa provoca nas pessoas evoluídas:

 

*** 80% dos votantes são CONTRA esta "coisa" saída da ignorância. Os autarcas desta vila, de mau nome, deviam ter estes números em conta, e deixar que a evolução entre em Ponte de Lima. Não basta ter paisagens lindas. É preciso também ter essência culta, para merecer sair do rol das terras com atraso civilizacional acentuado. E se esta aberração da garraiada com anões for adiante ainda mais se enterram na lama.

 

*** Como se já não bastasse a exploração de animais não humanos, exploram também seres humanos. Algo que deve ser denunciado à autoridade competente.

 

*** Ao ridículo a que esta "cidade" chega... Mais valia pedirem para colocar pornografia nos ecrãs de novo... Não contem com a minha presença na vossa terrinha de novo; Orgulhosamente PORTUENSE, cidade sem touradas (ou palhaçadas semelhantes) desde 21 de Setembro de 1897.

 

*** As touradas e as garraiadas provocam muito sofrimento a dois pacíficos herbívoros. Não seja cúmplice dessa tortura desnecessária. Não seja responsável pela tortura. Não assista a touradas nem participe em garraiadas.

 

*** É um atentado à dignidade do Homem! A nossa constituição e a DUDH (Declaração Universal dos Direitos do Homem) proíbem-no. Logo, e antes de mais considerações, a autarquia de Ponte de Lima deve ser alvo de processo na PGR (Procuradoria Geral da República). A dignidade humana não existe em Ponte de Lima!

 

*** Chocada. Como é possível existirem ainda coisas destas? Leva-me a crer que a humanidade, apesar de todas as evoluções, ainda tem a mente na idade da pedra...

 

*** O ser humano no seu pior!

 

*** Se, a própria vaca das cordas... touradas e afins tem os dias contados ... esta estupidez de garraiada ... nem sequer sai dos estábulos…!!!

 

"ESPECTÁCULO" DEPRIMENTE, REPUGNANTE  E INDIGNO DE SERES EVOLUÍDOS

 

 

VEJA-SE AO QUE PODE CHEGAR A INSANIDADE MENTAL

 

Existe alguém que dá pelo nome de Pedro Rodrigues, natural da Moita do Ribatejo, que é aficionado do ambiente degradante que se vive durante a “Vaca das Cordas”, e então lembrou-se de propor uma aberração do tipo das feiras medievais, onde seres humanos eram explorados e expostos ao ridículo, por possuírem algum defeito físico, neste caso, anões que se prestam a este papel burlesco, brincando aos sete anões vestidos de Estrunfes, para “fazerem brincadeiras com vitelos”, com a pretensão de «ser um evento cómico, que vai fazer o público rir até cair».

 

Só os broncos se riem destas cenas tristes e imbecis. Tudo isto é de uma pobreza moral e de uma desumanidade perturbantes.

 

Contudo, o mais perturbante ainda é que a Câmara Municipal, que tem o dever de zelar pela sanidade mental do município, já deu autorização para a realização desta aberração, tornando-se a principal responsável por ela.

 

O da ideia, coitado, não terá lucidez para organizar eventos com qualidade, mas quem é eleito para um cargo de tamanha responsabilidade, ou tem o bom senso de recusar propostas imbecis, ou será melhor deixar o cargo e ir tratar de outra vidinha, mais condizente com a pequenez da sua mentalidadezinha.

 

E temos mais esta: os anões são naturais da Colômbia, do México e de Espanha. E foi nesses países (que devem bastante à evolução mental), que Pedro Rodrigues, no desempenho da carreira de recortador (um cargo elevadíssimo, quase a abeirar o de rei, no reino da tauromaquia) teve contacto com este género de cenas medievais, e como bom portuguesinho, pretende implementá-las em Portugal, como se Portugal fosse um caixote de lixo, para aparar o cisqueiro dos outros países. 

 

E ufana-se: "Apesar de se realizar pela primeira vez nesta vila, vai ser um sucesso".

 

Vai, vai. Vai ser um sucesso para os broncos. Porque para os limianos cultos será uma autêntica vergonha.

 

E Ponte de Lima, que já tem o nome sujo, com a exploração de seres não humanos, sujar-se-á ainda mais com esta exploração repugnante de seres humanos.

 

http://www.jn.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Viana+do+Castelo&Concelho=Ponte+de+Lima&Option=Interior&content_id=3931204

 

Fonte:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=733059780070013&set=a.198391990203464.50649.175436649165665&type=1&theater

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:19

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 30 de Abril de 2014

REPONDO A VERDADE: A TOURADA EM ESTARREJA FOI UM ENORME FIASCO

 

Porquê?

 

Porque na tourada em estarreja (assim, com letra minúscula, pois a terrinha manifestou um retrocesso civilizacional tão descomunal, que não merece mais) estiveram os BRONCOS, os IGNORANTES, os PAROLOS, os SÁDICOS, os PSICOPATAS, os SANGUINÁRIOS, ou seja, gente inculta e microscópica, sem qualquer relevância na sociedade portuguesa.

                 

Do lado de fora, a cultura culta manifestou-se.     

 

E os autarcas locais ficaram muito mal vistos no País.

 

 

É esta “festa” sanguinária que uma minoria troglodita pretende que seja “arte” e “cultura”, porque é apoiada por uma maioria inculta que desconhece a “dignidade de fazer política”.

 

A Associação Desportiva de Santiais organizou esta festa de broncos, em estarreja, a qual nada teve a ver com as gentes da terra. 

O povo do Norte não é tauricida.

 

Esta associação, como tantas outras, vergam-se ao lobby tauromáquico, por mera ignorância, sujando, deste modo, as terras sem tradição alguma nesta peste negra.

 

As gentes que acorreram a esta festa de broncos, foram as de fora, aquelas que a prótoiro recruta (e são sempre os mesmos) para encher as arenas amovíveis, nestas terrinhas governadas por autarcas ingénuos (ou não), com o objectivo de assistirem a um bando de cobardes a torturar um ser vivo.

 

O distrito de Aveiro é limpo. Não tem por hábito conspurcar-se com este tipo de actividade sanguinária, porém, como a vidinha está a correr mal aos aficionados, nas terras manifestamente tauricidas, eles andam por aí a ludibriar os papalvos, que caem na lábia hábil dos desesperados.

 

E como os autarcas, além de ingénuos são interesseiros (para não dizer outra coisa) caem nestas armadilhas que nem uns parrecos.

 

O Norte já foi taurino, em tempos obscuros, mas evoluiu. Apenas umas terrinhas atrasadas ainda se deixam levar por um passado remoto, primitivo e a cheirar ao mofo.

 

Paralelamente à festa dos broncos, em estarreja, organizou-se uma manifestação de gente culta que não tolera este tipo de imbecilidade, e protestou com toda a legitimidade, contra esta vergonhosa invasão de bárbaros em terra limpa. E se o Presidente de Câmara não fosse do PSD, de certeza que esta miséria moral não aconteceria no concelho.  

 

Lamenta-se que numa altura em que se comemoram os 40 anos do que devia ser uma Democracia em Liberdade, haja ainda quem se oponha aos ideais de Abril, isto é, a uma evolução em todos os sentidos.

 

Um grupelho insignificante de trogloditas quer impor à força de mentiras, um hábito macabro e primitivo, a um País que se quis libertar de um passado negro, ao fazer o 25 de Abril.

 

E mais lamentável é quando esse grupelho com meandros nazistas é apoiado por uma maioria parlamentar, paga com dinheiros públicos, para servir o País, e não para servir um lobby luciférico, sabemos nós muito bem porquê.

 

Isto porque democracia é um conceito que esses deputados desconhecem, pois a tortura de seres vivos não é um atributo de uma verdadeira Democracia. É coisa de ditadorzinhos de bigodinho. Coisa de marialvinhas. Coisa de insignificantezinhos.

 

E a RTP, que é paga pelos portugueses e finge ser um serviço público (Portugal não precisa de um serviço público conspurcado, por isso a RTP terá de ser privatizada), passa touradas para meia dúzia de espectadores (nem isso conseguem ver de tão cegos que são), e a prótoiro, que tem visão muito curta, confunde meio milhão de espectadores por tourada, com 500 aficionados, por tourada. Coitados. Era o sonho deles, o meio milhão, mas não é essa a realidade.

 

A RTP, a maioria parlamentar e a prótoiro ainda não perceberam que a esmagadora maioria do povo português é quem mais ordena, e vai ordenar nas próximas eleições.

 

E se ainda existe touradas em Portugal, não é porque o povo português quer, longe disso.

 

Se ainda há touradas em Portugal é porque existe uma ignorância impregnada nos marialvas que ainda governam o país. Mas quando deixarem de governar, as coisas mudam, porque Deus suporta os maus, mas não eternamente.

 

E a tourada está condenada. Todos nós sabemos. Já foi abolida oficiosamente, e se ainda consegue ter um ou outro espectador é à força de borlas, de bilhetes oferecidos pelas autarquias com os dinheiros públicos…. Enfim… e esses, ainda assim não enchem  as arenas.

 

Não se iludam: os anti-touradas são a esmagadora maioria. E não vamos destruir a cultura e os costumes portugueses, porque a tortura de seres vivos não faz parte da cultura, nem dos costumes portugueses.

 

Vamos destruir a estupidez e a ignorância, a crueldade e a imbecilidade. Vamos ostracizar os broncos. Os parolos. Os marialvas. Os imbecis. Até que deixem de ser ignorantes por opção.

 

Vamos acabar com a miséria moral e social que enxovalha Portugal, porque Liberdade não rima com tortura, rima com Identidade, e a Identidade Portuguesa está ligada a heróis do mar e a poetas, não está ligada a cobardes grosseiros.

 

A tourada de estarreja foi um enorme fiasco, tão-só porque quem lá foi não representa a face culta de Portugal, mas a miséria moral mais irrisória que conspurca o país.

 

Por isso, qualquer tentativa de repetir esta estupidez em estarreja, será veementemente abortada. 

 

O tempo dos sanguinários já passou…

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 11:51

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 15 de Março de 2013

NÃO POSSO ACREDITAR QUE ISTO PUDESSE TER ACONTECIDO, QUE ESTAS PALAVRAS PUDESSEM TER SIDO DITAS NUM PEDAÇO DE TERRA QUE PERTENCE AO MEU PAÍS…

 
 
 

Este vídeo é de 2009.

Esbanjando o nosso dinheiro e deseducando...

 

 

Daí para cá, os responsáveis pela EDUCAÇÃO, no nosso país, o que fizeram para pôr fim a esta estupidez (porque não tem outro nome)?

 

O que fez NUNO CRATO?

 

Pretenderam com isto formar imbecis? Quiseram criar os MONSTROS do futuro?

 

Nada há mais cancerígeno do que a ignorância.

 

 A tauromaquia, que felizmente está MORTA (só os parvos é que ainda não sabem), era um cancro provocado pela ignorância implantada na Baixa Idade Média e que só agora se conseguiu extirpar, se bem que ainda andem por aí um vivos-mortos a deambular como fantasmas, nas trevas…

 

Sempre ouvi dizer que não há tradição que vença a RAZÃO, muito mais quando essa tradição assenta na estupidez.

 

REPAREM NESTA IMAGEM E NAS LEGENDAS QUE A ACOMPANHAM

 

SENHOR MINISTRO NUNO CRATO: O QUE ESTÁ A FAZER NO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO?

 

 

 

INOCENTES CRIANÇAS QUE NÃO SABEM QUE LHES ESTÃO A ESTILHAÇAR O FUTURO

E ISSO É CRIME

 

(Este texto foi enviado ao ministro Nuno Crato)

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:42

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2013

«A MINISTRA DA AGRICULTURA PENSA QUE OS PORTUGUESES SÃO UMA CAMBADA DE IMBECIS»

 

Fêmea Brava de lide

 

«A Ministra da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, afirma que não existem subsídios para fins tauromáquicos, em resposta a várias perguntas feitas pelo Bloco de Esquerda.

 

Eis a resposta do Ministério da Agricultura:

 

“Para além do “Prémio por vaca em aleitamento”, o Governo concede o “Prémio complementar à manutenção de raças autóctones” que “é atribuído às fêmeas de raças autóctones – Alentejana, Mertolenga e Brava de Lide, que a 1 de junho sejam exploradas em linha pura, estejam inscritas no Livro de Adultos como reprodutoras da raça, tenham parido nos 18 meses anteriores, e cujo parto seja uma cria inscrita no Livro Genealógico”. “Não existem apoios públicos para fins tauromáquicos”, mas sim “regimes de apoio direto ao setor animal, nomeadamente o prémio por vaca em aleitamento e o pagamento complementar à manutenção de raças autóctones, bem como uma medida de apoio aos produtores pecuários de raças autóctones”.

 

Oh minha senhora haja santa paciência! Sabe o que é uma fêmea Brava de Lide? Pois pelos vistos não sabe. A fêmea brava de lide é a mãezinha do touro de lide. É que os touros de lide não nascem por obra e graça do Espírito Santo, têm mães, as fêmeas bravas de lide e que são exactamente as que recebem os subsídios. E saberá a senhora onde se encontra inscrita a brava de lide? Pois nós dizemos-lhe, no livro genealógico da Associação Portuguesa de Criadores de Toiros de Lide.

 

Esclarecida? Então agora explique lá ao povo português como é que os touros de lide usados nas touradas não recebem subsídios?

 

Sra. Ministra, os touros só são usados em espectáculos tauromáquicos e como as mãezinhas destes recebem subsídios, é inútil V. Exa negar que os subsídios não existem.

 

Os políticos só enganam quem se quer deixar enganar e esta resposta mais não é que lixo tóxico.

 

Após esta declaração da Ministra o grupelho fascistóide e ditador que dá pelo nome de “prótoiro”, teve o descaramento de ameaçar os anti-touradas com a seguinte afirmação: “Casos os mesmos persistam na calúnia e não assumam a mentira, pedindo desculpa aos ganadeiros e aficionados pela mesma, a PRÓTOIRO fará com que sejam judicialmente responsabilizados.”

 

Se ainda tinham um bocadinho de máscara a tapar a cara, com esta afirmação mostram quem são e o que querem, ou seja impôr à maioria os seus gostos perversos e se não for a bem é a mal.

 

É uma chatice que ninguém acredite nem no que vocês dizem, nem no que diz a Ministra não é verdade?

 

O vosso problema e daí as vossas ameaças é que vocês sabem perfeitamente que enquanto milhares de portugueses vivem actualmente na miséria, milhões são destinados a dinastias que se dedicam a criar animais para espectáculos de tortura, o que é escandaloso especialmente na actual conjuntura em que o país vive. Para quem se diz defensor dos direitos humanos, vocês provam que se estão nas tintas para esses direitos. Os únicos direitos com os quais vocês se preocupam são os de enriquecerem à custa da tortura animal.

 

As vossas ameaças meus “senhores” caem em saco roto porque jamais conseguirão intimidar e calar aqueles que verdadeiramente lutam pelos direitos humanos e pelos direitos dos animais.

E agora vão para o recreio e quando terminar a hora da brincadeira, toca a ir estudar para aprenderem a ser seres humanos íntegros com capacidade para discernir entre o que é moral e o que é imoral.

 

Prótouro

Pelos touros em liberdade»

 

http://protouro.wordpress.com/2013/01/24/a-ministra-da-agricultura-pensa-que-os-portugueses-sao-uma-cambada-de-imbecis/

 

***

MUITO BOM, PRÓTOURO.

EXCELENTE RABECADA.

FAÇO MINHAS AS VOSSAS PALAVRAS.

 

(Texto enviado à ministra da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território, Assunção Cristas, jurista, professora e política – o que perceberá esta jurista de bovinos? - e a todos os escravos governamentais dos ganadeiros mercenários). 

 

 ***

 

(Este texto, que fará parte d’ «O Livro Negro da Tauromaquia em Portugal», o qual perpetuará todos os que participaram, apoiaram, subsidiaram e foram cúmplices desta demência, até ao final de 2013, ano/limite para que tenham oportunidade de reverter a atitude tauricida, foi enviado à senhora ministra Assunção Cristas).

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 09:19

link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

A PRÁTICA IMBECIL DA VACA...

EMBORA COIMBRA TENHA MAIS...

NESTA IMAGEM ESTÁ BEM PAT...

VEJA-SE ATÉ ONDE CHEGA A...

ONTEM, O MEU PAÍS FOI ATI...

A PÉROLA DAS PÉROLAS DA p...

GARRAIADA COM ANÕES NA “V...

REPONDO A VERDADE: A TOUR...

NÃO POSSO ACREDITAR QUE I...

«A MINISTRA DA AGRICULTUR...

Arquivos

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt