Terça-feira, 17 de Agosto de 2021

António Ribeiro Telles hospitalizado com gravidade depois de ter sido colhido por um Touro, que não fez mais do que defender-se do seu carrasco

 

Quem gosta de andar à chuva, é porque adora encharcar-se.

Espero que o Touro e o Cavalo estejam bem.

Para este tipo de gente tolerância ZERO.

Já é tempo de acabar com estas barbaridades, subsidiadas com os impostos dos Portugueses.

 

Telles corneado.jpeg

António Ribeiro Telles ficou gravemente ferido, depois de o Touro, que ele torturava barbaramente, o ter colhido ao tentar, legitimamente, defender-se…

Fonte da imagem:

https://odigital.sapo.pt/reg-de-monsaraz-cavaleiro-antonio-telles-transportado-para-o-hospital-apos-colhida-grave/

 

Os torturadores de Touros vão para as arenas porque GOSTAM de ver seres vivos a SOFRER.

 

A notícia diz que o Telles foi colhido com gravidade, durante uma tourada,na terrinha troglodita de Reguengos de Monsaraz, quando cravava um ferro no Touro. Ora se a coisa fosse ao contrário? E se um carrasco qualquer espetasse um ferro no Telles? O que sentiria o Telles?

 

O problema destas tristes personagens é que não são dotadas do sentimento e da virtude mais nobres do ser humano: a EMPATIA e a COMPAIXÃO.

 

Charles Darwin.jpg

 

De acordo com o testemunho de aficionados, o montador de Cavalos e torturador de Touros esteve cerca de cinco minutos inanimado na arena, sem que os restantes carrascos conseguissem afastar o Touro que, ferido e sofrendo de dores atrozes, arremetia numa tentativa de defender-se, atingindo o seu carrasco, como era de seu direito.

 

Como as coisas não estavam fáceis para o Telles, levaram-no para o Hospital Espírito Santo, em Évora, com acompanhamento do médico da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Hospital de Évora, e tudo isto PAGO com os impostos dos Portugueses, que ABOMINAM estas práticas bárbaras, apoiadas chorudamente pelos governantes trogloditas portugueses.

 

Não há meio de isto acabar? É que as touradas são uma prática abominável, não só para os Touros e Cavalos, como também para os torturadores que levam cornadas, e NÓS, que abominamos esta prática troglodita, é que temos de pagar os tratamentos.



Isabel A. Ferreira

 

Fonte da notícia:

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/antonio-telles-levado-para-o-hospital-com-gravidade-apos-ser-colhido-em-reguengos-de-monsaraz-202108152048?fbclid=IwAR2PeAzvQvHEi-ll5DG3-j8DvWOUryXNjVOw1VqinwgeIDo5QDZTuMbWSXk

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:40

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 21 de Setembro de 2012

O COMENTÁRIO DE FILIPA CAMPEÃO, NAMORADA DO FORCADO ARMANDO, QUE ANDA NAS BOCAS DO MUNDO, MERECE DESTAQUE, POR ISTO: «O QUE ESPERAVA? QUE FOSSE UM COMPLETO DESCONHECIDO A FAZER A DENÚNCIA?»

 

 

 

Filipa campeao disse sobre AFINAL O MÉDICO DO HOSPITAL DE ÉVORA DISSE: «ERA BOM PARA OUTRO COLEGA QUE FOSSE AFICIONADO», OU AS COISAS NÃO CORRERAM CÉLERES COMO DEVIAM, PORQUE O HOSPITAL SÓ TINHA UM ORTOPEDISTA DE SERVIÇO? na Quinta-feira, 20 de Setembro de 2012 às 21:48:

 

A Filipa Campeão é namorada do Armando, o forcado, que um Touro já moribundo, reunindo todas as suas forças para, legitimamente, se livrar dos seus carrascos, conseguiu sair deste acto covarde ferido numa perna.

 

É preciso ter em atenção um pormenor: o FORCADO estava na arena por sua livre e espontânea vontade. O Touro estava lá FORÇADO. Não seria esperada tal reacção de um animal já tão torturado?

 

Só não vê isto quem é CEGO MENTAL.

 

A Filipa entendeu, e muito bem, vir a público defender o seu ponto de vista.

Mas antes de transcrever o texto (integral) que ela escreveu, devemos acrescentar que a Filipa estudou na FCSH - UNL (Turma de 2010 · Jornalismo · Lisboa).

 

Então diz ela:

 

 «Caro/a, como a namorada do forcado em questao (e sem apreciar especialmente touradas, eu propria), faço lhe um relato completo de tudo o que aconteceu para pensar melhor 2 vezes antes de me chamar mentirosa a mim ou a alguem que me rodeia: o armando chegou ao hospital c uma fractura exposta que, caso n saiba, deveria ter sido operada no maximo 6 horas apos o acidente, o tal medico de servico qd percebeu a origem da lesao disse \" vao la chamar o dr. X q esse e q e esse e q e aficcionado\", sendo q a partir desse momento tratou o com total desprezo, desde dar lhe pontos a sangue frio, ate passar por ele quando ele gritava de dores, sorrir e nada fazer.»

 

Não aprecia touradas? O que não faria se apreciasse!...  Primeiro: quem chamou MENTIROSA à Filipa foi a própria Filipa, e você lá saberá porquê... Eu chamei MENTIROSA à prótoiro. Quanto à descrição que faz do sucedido, ponho as minhas reticências... pois não diz a treta com a careta. E essa do “sorriso” do médico às dores do forcado, nem o próprio ANTÓNIO PEÇA o faria. A má fé toldou-lhe as vistas, Filipa. E isso é muito feio.

 

«Nunca foi dito que houve recusa de tratamento, o que houve foi recusa de tratamento adequado pois o armando deveria ter sido operado IMEDIATAMENTE e, n havendo medico disponivel para o operar, deveria ter ido de urgencia para lisboa.

 

Mas diga-me, ja q esta tao bem informado/a, como chegou a conclusao que o enfermeiro era meu irmao? N sera antes meu pai? Lol o que esperava? Q fosse um completo desconhecido a fazer a denuncia? So mais uma prova da sua ignorancia, falta de informacao e, acima de tudo, de bom senso, afinal de contas, foi uma vida HUMANA q esteve em risco

 

Nunca foi dito que houve recusa de tratamento? Ai agora já se diz o dito pelo não dito? Que história TÃO MAL CONTADA! Vá ler o que dizem as notícias e a prótoiro. Não havia médico disponível? Pois... Assim está mais a condizer com a verdade, não com a mentira da recusa de tratar um forcado.

 

O Hospital falhou? Os hospitais falham tanto, por falta de meios! Eu já fiquei torcida de dores sentada no chão de um hospital, porque não havia macas. Não foi por eu ser FORCADA, DEUS ME LIVRE DE TAL PRAGA! E no entanto não andei a dizer mal dos médicos, porque havia tanta gente a precisar de atendimento e tão poucos a atender...

 

O Armando não foi atendido com todas as mordomias? Ninguém é, num hospital público, ainda mais não havendo um médico para cada doente... Devia ter ido de urgência para Lisboa? Devia... mas não foi. E não por ele ser FORCADO.

 

Se quer mordomias vá para o PRIVADO. Os dinheiros públicos NÃO DEVIAM servir para TRATAR quem ESCOLHE ser tauricida. Optam por suicidar-se e ainda querem que o povo lhes pague os tratamentos!

 

Quanto ao “irmão”, na verdade fui informada de que era FAMILIAR, não irmão. Hoje sei, não por si, que o DENUNCIANTE foi o seu PAI. Mas para o caso o que interessa é o facto de SER FAMILIAR. Este é um pormenor importante.

 

Agora gostei desta: «O que esperava? Que fosse um completo desconhecido a fazer a denúncia?»

 

Claro que não! Um desconhecido? Qual quê!

 

Mas poderia ser. Se eu visse um médico a sorrir com o sofrimento de um doente e a desprezá-lo, ainda que não conhecesse o doente, não tenha dúvida que denunciaria o médico.

 

Agora, neste caso não. Como não houve “delito” teria de ser mesmo um FAMILIAR a fazer a denúncia. Não um desconhecido.

 

Foi mesmo a jeito. Tudo feito.

 

E a prótoiro, aproveitou-se, claro. Por causa do ex-forcado/cirurgião, que meteu o pé na argola.

 

Pois fizeram muito bem.

 

Foi tiros nos pés, que só ajudam a Causa Abolicionista.

 

 «Afinal de contas, foi uma vida HUMANA que esteve em risco

 

Sim foi uma vida humana. Uma VIDA TÃO VIDA quanto a dos TOUROS. Mas essa não conta. E eu é que sou a  ignorante, a mal informada, não tenho bom senso, porque ABOMINO TOURADAS!

 

Não digo: “venham mais destas”, porque não sou SÁDICA como vocês. Apesar de ABOMINAR o que FAZEM OS FORCADOS (não tenho nada contra as pessoas, mas contra o que elas FAZEM), humanamente não posso desejar que fiquem mancos ou paraplégicos ou que morram.

 

MAS ESTOU TOTALMENTE DO LADO DOS TOUROS.

publicado por Isabel A. Ferreira às 11:57

link do post | Comentar | Ver comentários (12) | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 20 de Setembro de 2012

Afinal o médico do hospital de Évora disse: «Era bom para outro colega que fosse aficionado», ou as coisas não correram céleres como deviam, porque o hospital só tinha um ortopedista de serviço?

 

 

Este é o forcado Armando Martins, que se ficar bom, recandidatar-se-á a voltar a esta cama de hospital, ou pior ainda, a uma cadeira de rodas, ou ainda pior, a uma cova... Mas não aprendem nada. Não desistem de TORTURAR TOUROS JÁ MORIBUNDOS... (Foto do Farpas Blog)

 

É que se for assim, a história tem outros contornos que não aqueles que a prótoiro quis fazer passar.

 

Estive a procurar o fundamento do disparate escrito pela prótoiro e até agora não encontrei nada que indicasse que o médico ortopedista de serviço no Hospital de Évora tivesse se recusado a tratar o Armando, apenas porque ele era um forcado.

 

Isto foi INVENÇÃO DA PRÓTOIRO, por retaliação ao que se passou com o ex-forcado António Peça, que meteu o pé na argola. Até agora, o que se passou, passa-se frequentemente, nos nossos hospitais (infelizmente) por falta de médicos, ou de meios, ou até de negligência, mas NUNCA por este ou aquele doente ser FORCADO, NEGRO, ou BRANCO, AMARELO OU VERDE, PSD ou  PCP. Seria uma ESTUPIDEZ que nenhum médico arriscaria.

 

O que se passou então?

 

Apresento aqui duas notícias:

 

Médico do Hospital de Évora acusado de negligência por família de forcado

 

«A família de um forcado do Grupo de Monsaraz (Reguengos de Monsaraz) acusa um ortopedista do Hospital de Évora de discriminação e negligência.

 

O forcado Armando Martins de 22 anos, foi colhido por um touro de José Luis Pereda de 670 quilos, fraturando a perna direita (tal como demonstra a foto ao lado).

 

A colhida resultou da última pega da tarde de sábado (15 setembro) na corrida que se realizou em Amieira (Portel).

 

O forcado foi transportado de urgência para o hospital distrital, com fratura exposta no membro inferior direito.

 

A família e o Grupo de Forcados de Monsaraz estão a analisar a situação e ponderam apresentar queixa como nos conta o Cabo do Grupo David Rodrigues.

 

A Rádio Campanário contatou a unidade hospitalar que não quis prestar declarações, remetendo-nos em comunicado que perante esta situação “o Conselho de Administração do Hospital do Espírito Santo de Évora está a proceder à abertura de um processo de inquérito para cabal esclarecimento dos factos”.

 

No mesmo documento pode ler-se que “ é prática deste Hospital receber todos os doentes da mesma forma, com respeito e consideração, e garantir o tratamento adequado e em tempo útil”.»

 

Fonte:

http://www.radiocampanario.com/r/index.php/regional/748-medico-do-hospital-de-evora-acusado-de-negligencia-por-familia-de-forcado

 

Pois, onde se diz que o médico se recusou a tratar o doente só por ser forcado?

 

Outra notícia:

 

Hospital de Évora pondera abrir inquérito a médico que alegadamente recusou tratar um forcado

 

«O Hospital Espírito Santo de Évora, onde trabalha o médico acusado por um forcado de não o ter atendido atempadamente, pondera abrir um inquérito para averiguar a situação.

 

Armando Martins, elemento do Grupo de Forcados Amadores de Monsaraz, ficou ferido no sábado durante uma corrida de touros na Praça de Touros da Amieira, em Portel. O forcado,foi transportado pelos Bombeiros de Portel para o Hospital Espírito Santo de Évora (HESE).

 

Ao chegar ao hospital, o forcado já tinha à sua espera a namorada e o pai desta, que denunciou nas redes sociais a alegada falta de um pronto atendimento por parte de um ortopedista de serviço.

 

Esta quarta- feira, o conselho de administração do HESE anunciou, em comunicado, que «está a ponderar a abertura de um processo de inquérito para cabal esclarecimento dos factos».

 

A instituição garante que a prática do hospital é receber todos os doentes de igual forma e garantir o tratamento adequado e em tempo útil.

 

O Grupo de Forcados de Monsaraz está também a analisar a situação e pondera apresentar queixa como contou o Cabo do Grupo David Rodrigues, à Rádio Campanário numa entrevista que pode ouvir aqui.»

 

Fonte:

http://www.toureio.com/t/t/index.php/informacao/noticias/5559-hospital-de-evora-pondera-abrir-inquerito-a-medico-que-alegadamente-recusou-tratar-um-forcado

 

Também nesta notícia, não se diz que o médico se recusou a tratar o doente por ser um FORCADO.

 

O que não se diz nas notícias é que o ENFERMEIRO que denunciou este caso é IRMÃO DA NAMORADA do FORCADO.

 

Agora juntemos esta circunstância ao facto de a prótoiro querer virar o “bico ao prego” devido ao ex-forcado/cirurgião António Peça ter incitado à violência contra os anti-touradas e temos uma história do arco-da-velha, que não convence ninguém.

 

Os forcados acham que por serem TORTURADORES de Touros têm de ter um tratamento MELHOR E MAIS RÁPIDO do que as PESSOAS NORMAIS?

 

O que aconteceu a este, acontece todos os dias a centenas de pessoas, com a excepção de que este ESCOLHEU A SUA MÁ SORTE. Os outros não. E os contribuintes não têm de lhe pagar os tratamentos. Que fosse para uma CLÍNICA PRIVADA.

 

E depois vêm a público ACUSAR O MÉDICO DE NÃO QUERER TRATAR UM FORCADO. QUANTA INFÂMIA! É preciso ter muito DESCARAMENTO e ser MUITO VINGATIVO (aliás como é do carácter dos torturadores, pois descarregam as frustrações deles sobre os pobres Touros), para vir contar estas patranheiras.

 

O que vale a prótoiro está tão malvista, por este país fora, que já ninguém acredita numa palavra sequer do que ela diz.

 

E com isto saiu-lhe o tiro pela culatra.

 

Isabel A. Ferreira

 

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:31

link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Maio 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

António Ribeiro Telles ho...

O COMENTÁRIO DE FILIPA CA...

Afinal o médico do hospit...

Arquivos

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. 1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome. 2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas". 3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt