Segunda-feira, 15 de Outubro de 2018

O MUNDO DOS HOMENS

 

«Educai as crianças e não será necessário castigar os homens» 

 

Basílio de Sousa Dias (Foto: DN - Paulo Coutinho)

 

Eu tinha um amigo (falecido há alguns anos) ilustre jornalista, poeta, historiador, publicista, agente artístico, actor (de cinema e teatro), de seu nome Basílio Joaquim de Sousa Guimarães Torres Peixoto Palhares de Lacerda Burgueira de Mariz e Dias, Conde de Celanova, Barão do Corvo e Morgado da Toutosa, último nobre galaico-português (por ter sido filho único e não deixar descendência).

 

Durante o tempo em que convivemos e trabalhámos no mesmo jornal, eu apenas sabia que era Basílio de Sousa Dias, jornalista e historiador, habitante da noite portuense, boémio, que vivia em Vila Nova de Gaia, numa casa onde guardava um extraordinário espólio, e que uma tarde visitei, tendo sido mimoseada com um requintado lanche, confeccionado pelo próprio Basílio.

 

 Na altura em que trabalhávamos no mesmo jornal, ambos escrevíamos crónicas, e ele, por mais do que uma vez, me “censurou” por eu “bater” demasiado nos homens, e ele, como Homem, sentia-se lesado com as minhas observações.

 

Um dia expliquei-lhe os meus motivos.

 

...

 

Não haverá ninguém que não conheça o mito de PANDORA, que atribui a esta Eva grega, todos os males que afligem a Humanidade, uma vez que, devido à sua curiosidade, abriu uma pequena caixa onde os deuses guardavam esses males, espalhando-os pelo mundo. Contudo, lá no fundo da caixa, restou uma única coisa boa: a Esperança.

 

Ora, esta lenda só poderia ter sido inventada por um homem. Se fosse eu a criá-la, talvez a Pandora fosse um Pandoro, pois tanto quanto sei e observo, todos os males que desde tempos antigos afligiram a Humanidade foram (e continuam a ser) causados pela falta de inteligência, de visão e de discernimento dos homens que têm o poder de pôr e dispor da vida e da morte, no nosso Planeta.

 

Claro que, quando me refiro aos homens, é aos que escrevo com um h minúsculo. Todas as vezes que me refiro a um ser (masculino) superior utilizo o H maiúsculo, e para mim, a superioridade de um Homem tem a ver com a sua inteligência e com o seu modo prudente, sábio, lúcido e hábil de estar na vida. Em suma tem a ver com a sua Humanidade.

 

Se os homens parassem um pouco para reflectirem, por exemplo, na guerra, talvez chegassem à conclusão de que ela é a maior manifestação da sua própria imbecilidade. Lá pelas épocas pré-históricas, tais actos bélicos ainda se justificariam. talvez! Hoje, porém, em pleno século XXI  D.C., a proliferação de confrontos entre os povos é inadmissível e extremamente irracional.

 

Os grandes chefes, normalmente pequenos homens em mentalidade, enviam para a morte, jovens que se matam uns aos outros sem saberem porquê, em nome de ideais idiotas, a maior parte das vezes. E esta é uma das maiores provas do cretinismo dos actos de guerra.

 

Eu, se fosse Homem, recusar-me-ia, nem que tal me custasse a vida, a ir para uma guerra matar outros seres humanos, como eu, os quais nunca me fizeram mal, a propósito de coisa nenhuma.

 

Quem inventou a pólvora, as bombas atómicas, as armas nucleares e as outras? Os homens. Quem são os “cérebros” das células terroristas (o que considero um bando de requintados cobardes) que infernizam a vida de cidadãos pacatos? Os homens.

 

Quem são os chefes das máfias? Quem são os maiores criminosos? Os grandes bandidos da Humanidade? Os pedófilos? Os homens.

 

Quem inventa as leis que regem os povos, e que nem sempre correspondem às necessidades, aos anseios e às realidades das populações? Os homens.

 

 Quem governa (mal) os países (tirando uma ou outra mulher)? Os homens.

 

Quem contribui para a poluição do ar, das águas e do solo? São os homens, com as suas ridículas invenções, que proclamam em nome de um falso progresso. Depois é o «Ai Jesus!» que a camada de ozono vai mal; «Ai Jesus!» que a radioactividade está a contaminar a Natureza; «Ai Jesus!» que o Planeta está em risco!

 

Quem está a destruir o chamado “pulmão do mundo” – a floresta amazónica? São homens: fazendeiros dementes e ávidos de lucro, que matam os que querem preservar um dos lugares mais diversificados em flora e fauna que se conhece. Quem polui as águas dos rios, que desfeiam a paisagem e matam os animais e as plantas? São os donos de fábricas, que não respeitam a vida no Planeta.

 

Quem foram os Neros, os Hitlers e os Saddams da Humanidade? Foram homens. Quem dirigiu os campos de concentração alemães e os Gulags russos, lugares de extermínio de Homens, Mulheres e Crianças? Foram homens.

 

Normalmente são homens que estão à frente do destino da Humanidade; homens de mente mesquinha, que se escudam por detrás da sua pequenez de espírito e pouco se importam com a fragilidade das flores. São eles que dominam e pisam a verde erva que cresce nos campos.

 

Parece que estou a ouvir perguntar: e se o mundo fosse governado por mulheres, como seria? Não sei. Mas palpito que talvez muito melhor. Julgo que, pelo que se tem verificado do trabalho das (ainda poucas) mulheres que se têm encontrado no topo dos comandos, a grande maioria tem-se mostrado eficiente e pacifista. Porque a mulher é, acima de tudo, “criadora de vida”, é mãe, e compreende que os filhos da Pátria não são trapos que possam ser usados para limpar o lixo do mundo.

 

Quando olho, por exemplo, para a figura de Hitler, e penso que, um dia, ele foi uma criança, naturalmente linda... O que teria feito dele um monstro?...

 

Pitágoras (filósofo grego do século V a.C.) dizia: «Educai as crianças e não será necessário castigar os homens».

 

Será que as crianças de outrora (hoje a minoria de homens que desgovernam o nosso Planeta, não foram educadas por mulheres?

 

Não sei! Talvez fossem educadas num mundo selvagem, à margem das mães!

 

Hoje a Ciência pode explicar o que vai na cabeça dos homens, e por que é que os homens são tão diferentes das mulheres, no que respeita ao comportamento.

 

Como gostaria de ver uma pomba branca a sobrevoar uma flor, numa noite escura...

 

 

Como gostaria que os homens se tornassem HOMENS, para que a Humanidade pudesse ter a dignidade dos seres mal denominados de irracionais.

 

...

 

Basílio de Sousa Dias entendeu as minhas razões. Afinal, eu considerava-o um HOMEM. Não havia razão para sentir-se lesado na sua honra.

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:23

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 18 de Setembro de 2017

A INSANIDADE MORAL DOS AFICIONADOS DE SELVAJARIA TAUROMÁQUICA

 

Sete traços de personalidade que adeptos de touradas e psicopatas têm em comum.

 

Procurei uma resposta para a minha desmedida perplexidade: por que motivo um professor universitário, um ministro, um escritor enfim…. gente que teve a oportunidade de evoluir mentalmente, não evoluiu e é aficionada de selvajaria tauromáquica?

 

Encontrei a resposta em estudos psiquiátricos: o indivíduo pode ter predisposição para os transtornos de personalidade, mas o problema do carácter está ligado ao ambiente em que ele vive quando criança. Os traços formam-se na infância, mas devem ser bem analisados na adolescência. Todas as “personalidades” aficionadas que conhecemos viveram a infância a ver touros (“coisas”) a serem brutalmente torturados. E aquilo para eles era tão “normal” que os tornou insanos.

 

BESTIALIDADE.jpg Observe-se a bestialidade estampada na expressão daqueles que riem perante o sofrimento de um bezerro desnutrido, acossado numa arena… Isto não é coisa de anormais?

 

A psicopatia caracteriza-se por uma falta de consciência e transtorno de personalidade, que no caso da tauromaquia se traduz num transtorno antissocial, pois eles são indiferentes aos sentimentos alheios (humanos e não humanos) podem ter comportamentos cruéis, não obedecem a normas e obrigações (não cumprem as leis), têm baixa tolerância à frustração (por isso vingam-se nos Touros e Cavalos),e cometem facilmente actos violentos. Os que têm este tipo de transtorno violam os direitos dos outros seres vivos e não sentem remorsos pelo que fazem.

 

Depois há o transtorno fanático. Hitler, Mussolini e Kadafi foram os exemplos dados pelo psiquiatra forense Guido Palomba, para este tipo de transtorno. E o que são os aficionados, senão uns fanáticos por sangue, violência e crueldade? Segundo Palomba, o condutopata fanático é movido por ideias fixas (a de achar, por exemplo, que os touros não sofrem) que podem levá-lo a cometer crimes, biocídio, homicídio e até a tirar a própria vida.

 

Jon Ronson, um afamado jornalista e documentarista do País de Gales, no livro "The Psychopath Test" (O Teste do Psicopata) refere que «os psicopatas são diferentes dos seres humanos. Faltam-lhes coisas que fazem de nós humanos: a empatia, o remorso, a bondade» tudo o quem não existe nos torturadores de Touros e nos que os aplaudem e apoiam.

 

Ainda de acordo com o psiquiatra forense Guido Palomba, os indivíduos com transtorno de personalidade têm vários defeitos básicos: são altamente egoístas; não se arrependem dos actos que cometem; têm valores morais distorcidos; gostam ou não se incomodam com o sofrimento alheio. «Aparentemente, a pessoa é normal e lúcida, mas tem uma conduta deformada», refere o psiquiatra.

 

Isto explica porque, por exemplo, tantos senhores (as) doutores (as) cá do nosso burgo, que se sentam nos bancos da Assembleia da República ou são professores universitários, ou pintores, ou escritores, ou fadistas… ou simplesmente marialvas são aficionados de touradas e têm um ar aparentemente normal… mas uma conduta deformada

 

Este problema, refere Palomba, foi descrito pela primeira vez em 1835, como insanidade moral (...) e ao longo dos anos, já foi chamado de psicopatia, sociopatia, condutopatia e transtorno de personalidade…

 

De acordo com a psiquiatra e psicanalista da Sociedade Brasileira de Psicanálise, Leda Beolchi Spessoto, o indivíduo pode ter predisposição para os transtornos de personalidade, mas o problema está ligado ao ambiente em que ele vive quando criança. Os traços formam-se na infância, mas devem ser bem analisados na adolescência. O que no caso dos nossos “ilustres” senhores (as) doutores (as) não aconteceu, e eles passaram à fase adulta adulterados.

 

Todos os “diplomados” aficionados de tauromaquia, desde escritores, pintores políticos, professores, cresceram no ambiente violento e cruel das touradas. Iam com o avô, com o pai, e para eles o touro era uma “coisa”, e de tanto ouvirem dizer que o touro era uma “coisa” e que não sofria nada, isso passou a ser uma verdade, e cresceram com valores morais distorcidos, e hoje não reconhecem essa distorção, por muito que os alertemos. O carácter deformado já está formado.

 

E o tratamento é difícil, pois, «quando uma pessoa tem um transtorno de personalidade, dificilmente assume o problema. E se assume, não quer pôr em cheque que está com o transtorno. E procurar ajuda profissional já é um terceiro passo», salienta a psiquiatra. Segundo ela, o tratamento da doença comportamental fica ainda mais difícil nos casos mais graves, como dos criminosos em série, os ditos serial killers.

 

CRUELDADE.jpg

A cara da crueldade…

 

Aqui ficam sete traços que psicopatas e aficionados de selvajaria tauromáquica têm em comum:

 

1 - Falta de empatia: os psicopatas são incapazes de sentir empatia, entender os sentimentos e experiências dos outros (humanos ou não humanos). A falta de compaixão é atávica.

 

2 - Egotismo: os psicopatas e os aficionados tendem a falar muito bem de si próprios, e de se exacerbarem a si próprios, como se ninguém mais existisse. Só eles. E eles.

 

3 - Charme superficial: uns e outros são lisonjeiros e manipuladores, têm uma predisposição para explorar os outros e uma visível falta de consciência.  

 

4 - Falta de Remorsos: os psicopatas e aficionados mostram pouco ou nenhum remorso quando as suas acções prejudicam os outros e tendem a culpar os outros.

 

5 - Egoísmo: um extremado e estranho egoísmo cega os psicopatas e aficionados, não os deixando ver o mal que provocam nos outros (humanos ou não humanos).

 

6 - Comportamento anti-ético: os psicopatas e as pessoas de classe alta são mais propensas a ter comportamentos pouco éticos do que pessoas de classes mais baixas. As pessoas mais ricas tendem a violar a lei durante a condução, roubar, mentir durante uma negociação ou aprovar comportamentos anti-éticos, por isso, os políticos portugueses têm a crueldade e a violência contra Touros e Cavalos legisladas, e esses seres vivos excluídos do Reino Animal.

 

7 - Tendência para o tédio: Os psicopatas e os aficionados gostam de viver em constante perigo e emoção. Muitos deles cometem crimes ou magoam os outros (humanos e não humanos) apenas para a própria emoção, satisfação e prazer.

 

***

Por tudo isto é urgente que se coloque em cima da mesa a Lei da Abolição das Touradas, para que Portugal possa respirar o ar inconspurcado da evolução.

Apoiar a psicopatia é uma demonstração de insanidade moral.

 

 

Fontes:

http://saude.terra.com.br/doencas-e-tratamentos/saiba-as-caracteristicas-que-marcam-um-psicopata,c0398c3d10f27310VgnCLD100000bbcceb0aRCRD.html

 

http://visao.sapo.pt/sete-tracos-de-personalidade-que-ricos-e-psicopatas-tem-em-comum=f815223

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 10:13

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 24 de Maio de 2013

TOURADAS E COISAS PIORES

 

Os aficionados, quando querem defender a sua “dama esfarrapada” (leia-se tourada), abrem a boca com citações de escritores, pintores, poetas, e outros que tais, que também eram (ou são, os que estão vivos) aficionados.

 

Esquecem-se, contudo, de um detalhe bastante importante: o de acrescentarem aos ilustres nomes, os podres das perturbadas vidas deles.

 

Mas é melhor ler o que nos diz António Pina:

 

 

 

MANUEL ANTÓNIO PINA (1943-2012)

 

«A propósito da anterior crónica (sobre as inclinações “culturais” da Câmara de Vinhais, que decidiu iniciar os seus munícipes nos prazeres “exquis” da brutalidade e tortura pública de animais) escreve-me um leitor dizendo, em abono da tourada, que Hemingway e Picasso gostavam do espectáculo. Não só eles, acrescento eu, e de touradas e coisas piores…

 

Escritores e artistas raramente são exemplos morais recomendáveis. Céline, escritor maior (mesmo não sendo a literatura um campeonato) que Hemingway, partilhou com Hitler, além do desprezo pelas mulheres, o gosto pela carnificina de judeus, e Picasso, juntamente com as touradas, teve outra devoção não menos sangrenta, Estaline.

 

A História está cheia de obras sensíveis e generosas, às vezes de grande riqueza moral, realizadas por gente feia, porca, má ou nem por isso. E se o desprezível Dr. Destouches, dito Céline, escreveu a admirável “Viagem ao fim da noite” mas também obras imundas e carregadas de ódio, em outras é difícil encontrar traço do ser humano existente por trás delas (quem dirá que por trás da belíssima Catedral de Brasília está um devoto, também ele, de Estaline?)

 

Não é por Hemingway e Picasso se terem divertido (terem sido capazes disso) com a agonia e morte de um animal que a tourada deixa de ser um espectáculo eticamente condenável. O facto de apreciarem touradas desabona a favor de um e outro, não abona a favor das touradas.»

 

http://basta.pt/touradas-e-coisas-piores/

 

***

Exactamente, António Pina.

 

Por trás de um aficionado estará sempre um mundo de violência na infância, onde a crueldade, a angústia, a infelicidade  os transforma nas criaturas sádicas que virão a ser um dia.

 

Hemingway (que viveu a guerra civil de Espanha) acabou por suicidar-se. Picasso foi um pai cruel e um marido impiedoso (para acrescentar algo mais ao que disse António Pina).

 

Perez-Reverte, escritor espanhol, outro aficionado, foi criado, desde a infância, na violência das touradas, e na juventude foi para a guerra matar jovens que desconhecia e nunca lhe fizeram mal algum. E essa violência gratuita acompanhou-o para o resto da vida.

 

António Lobo Antunes, escritor, aficionado também, andou na guerra que o traumatizou. Matou seres humanos. Tornou-se uma criatura amarga.

 

Para esta gente, a VIDA do outro, não lhes diz nada.

 

Só a deles, conta. São, por natureza, extremamente egoístas.

 

Um Touro? Ah! Sim, um Touro. Ninguém.

 

Não servem de MODELO para a Humanidade.

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 11:50

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2013

HÁ DUAS ESPÉCIES DE ANIMAIS: OS ANIMAIS PROPRIAMENTE DITOS, E OS ANIMAIS HUMANOS PREDADORES

 

Como hoje estou com pachorra, vou responder ao comentário deste Luís, porque tenho sempre a esperança de que alguma coisa ENTRE nas cabeças DURAS dos aficionados… 

 

 

 

Eu pertenço a esta espécie de animais

 

 

Luís, deixou um comentário ao post O EX-FORCADO NUNO CARVALHO-MATA DEIXOU-SE VENDER POR CEM MIL EUROS às 13:54, 2013-02-21.

 

Comentário:

 

«Devo dizer que fico incomodado, realmente incomodado quando alguém se diz tão defensor dos animais e no final despreza os próprios animais humanos

 

RespostaVamos lá a ver Luís: eu sou defensora dos DIREITOS dos Animais Humanos e dos Animais ditos não Humanos; mas ABOMINO o animal humano predador, ao qual os tauricidas, torcionários, forcados, ganadeiros, aficionados e afins pertencem. Não me sinto obrigada a defender quem NÃO RESPEITA os DIREITOS DOS ANIMAIS HUMANOS E NÃO HUMANOS.

 

«Ao fim e ao cabo são estes que são da mesma espécie que a Srª, não se esqueça disso. Estes a quem a Srª ofende, chamando-lhes "cobardes", "tauricidas", isto e aquilo, numa chuva de impropérios sem fim

 

Resposta: está muito ENGANADO. Atirava-me da Ponte Vasco da Gama e afogava-me, se pertencesse à mesma “espécie” dos covardes, dos tauricidas, dos torcionários, dos forcados e de todos os que têm forma humana e são os piores PREDADORES do Planeta, não tendo respeito algum pela vida. E o que lhes chamo não são impropérios. É o que eles são na realidade.

 

«Não é isso também ofensa a animais, mas neste caso humanos

 

Resposta: Para se ser HUMANO, não basta ter a forma humana. Tem de se ter ESSÊNCIA humana, que é algo que vocês desconhecem. Logo, não ofendo os animais humanos, nem os não humanos. Mas não tenho a mínima consideração pelos animais humanos predadores. Se querem respeito, CONQUISTEM esse respeito. Deixem de ser PREDADORES.

 

«É a vida de um animal mais valiosa do que a de outro animal, mas neste caso, humano (tal como os apoiantes da "causa" teimam em chamar-lhe)?»

 

Resposta: Porque não sou hipócrita, digo-lhe que respeito mais um animal dito não humano, do que um animal humano PREDADOR. Que respeito merecem aqueles que TORTURAM UM SER VIVO por PRAZER? Muito mais valiosa é a vida de um ser inofensivo e inocente do que a de um torturador e matador. Isso não tenha a menor dúvida. Poderia ajudar um humano predador, se ele estivesse em perigo, mas apenas por uma imposição da minha humanidade. Nada mais do que isso.

 

«Desconfio que agora me vá chamar inculto, me vá mandar estudar, ler e informar-me. Acredito e assim o farei

 

Resposta: Pois desconfia mal. O que disse até aqui, tem a ver com uma visão errada do ser humano. O “homem” comum sempre esteve errado acerca da humanidade. Dizem-se os “donos do mundo” e não passam de uns seres insignificantes, diante das FORÇAS DA NATUREZA.

 

«Como a aconselho a si a fazer o mesmo acerca da Tauromaquia. Procure ter a certeza daquilo que diz, não entre em demagogias bacocas e fáceis como por exemplo: "[os toiros] também ficariam paraplégicos (com a tortura que sofrem na arena), se não os matassem.". Não raros são os casos em que aos toiros é poupada a vida e que recuperam normalmente, não ficam paraplégicos como a Srª afirma».

 

Resposta: Não tente tapar o sol com a peneira. Sei muito bem, porque sei ler e VEJO os vídeos, do estado horroroso em que ficam os Touros antes e depois de “lidados”. E se não ficam paraplégicos (sim, paraplégicos, tal como outros mamíferos ficam) é porque são ABATIDOS SEM DÓ NEM PIEDADE, pelos tais humanos predadores.

 

 


Veja um Porquinho paraplégico, numa cadeirinha-de-rodas. Se não matassem os Touros, quantos ficariam assim?


 

«Comparações de aficionados com Hitler, argumentando que Hitler tinha a vantagem de ser vegetariano, que gostava de animais e não os matava? Está, por acaso, esquecida dos mais de 6 milhões de animais humanos (também conhecidos por pessoas) que o citado matou? Mas então estamos perante uma incompatibilidade lógica no seu raciocínio

 

Resposta: o que disse aqui, fora do contexto daquilo que escrevi, parece o que é, MAS NÃO É. Isto foi escrito dentro de um determinado contexto. Se não perceberam, o problema é VOSSO. É o que faz a iliteracia. Mas quer saber? Uma vez que falou nisso, os tauricidas são os hitlers dos Touros e dos Cavalos. Acham que estes animais magníficos não são animais, tal como Hitler achava que os judeus não eram seres humanos, por isso os tratava como LIXO. É o que vocês fazem aos Touros e Cavalos: tratam-nos como lixo. Qual a diferença entre o nazista e o tauricida? NENHUMA.

 

«Defende animais, mas não se importa com os animais da sua espécie? Cumprimentos LS»

 

Resposta: defendo os animais da MINHA ESPÉCIE. Não me importo nada com os animais da espécie humana predadora, que NÃO SÃO, DE TODO, DA MINHA ESPÉCIE.

 

Como este:

 

 

Será esta uma expressão “humana”?... 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:40

link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2013

OUTRA PÉROLA DA PRÓTOIRO QUE SÓ VEM CONFIRMAR A ILITERACIA QUE GRASSA NAQUELE GRUPO DE TAURICIDAS

 

 

Os brilhantes “intérpretes” de textos…

 

Aqui há tempos publiquei o seguinte texto neste Blog:

 

http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/210186.html?view=454410#t454410

 

E disse o que disse. Referi-me à maldade de Hitler, que pelo menos, escrevi eu, era vegetariano…

 

Ora quem SABE LER interpretou o que eu escrevi com saber e discernimento, e interpretou correctamente o meu raciocínio.

 

Os da prótoiro, coitados, como não têm capacidade intelectual para mais, leram as palavras do lado do avesso, ou de pernas para o ar, e fizeram uma leitura parva de algo que até o mais ignorante dos ignorantes interpretaria correctamente, porque o que escrevi está muito claro.

 

E pensando eles que iriam fazer uma grande “arte”, publicaram na sua página do Facebook, uma piada ao meu texto, demonstrando toda a ignorância e iliteracia dos seus membros, e escarrapacharam o seguinte (ilustrando isto com a minha foto de perfil, que foi utilizada abusivamente, com fins difamatórios)

 

«PROEMINENTE ANTI-TAURINA PORTUGUESA AFIRMA QUE HITLER, AO MENOS, ERA VEGETARIANO

 

Isabel (A.) Ferreira, a anti-taurina que garante que as touradas acabarão em 2013, tal como acabou o mundo em 2012, num dos seus mais recentes delírios, compara a PRÓTOIRO a Hitler! No entanto encontra uma considerável atenuante ao comportamento de Hitler:

 

“- Ao menos era vegetariano!” – afirma.

 

Ficamos assim a saber que a consideração que Isabel tem pela figura de Hitler, é superior àquela que nutre por qualquer de nós aficionados! O que importam os campos de extermínio, os milhões de pessoas perseguidas e mortas em comparação com o virtuoso vegetarianismo de Hitler?!!

 

 Querem melhor exemplo do extremismo animalista e do desprezo pela vida humana?!»

 

***

 

Isto está aqui, para quem quiser confirmar.

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=517254168308974&set=a.152331808134547.29215.118555858178809&type=1&relevant_count=1

 

(ISTO JÁ NÃO ESTÁ AQUI, PORQUE O LINK FOI RETIRADO... PORQUÊ?...).

 

Pois, o que tenho a dizer à prótoiro e aos seus seguidores, e a todos os que comentaram na página esta brilhante CONCLUSÃO do que escrevi, primeiro é agradecer o título pomposo de “PROEMINENTE ANTI-TAURINA PORTUGUESA”.

 

Obrigada, não sabia que era assim tão PROEMINENTE.

 

Segundo, as touradas vão acabar em 2013, SIM (o mundo não era para acabar em 2012, mas sim o fim de uma era - muito mal informados andam) e vocês andam aqui preocupados com o que a PROEMINENTE ANTI-TAURINA PORTUGUESA escreve no seu Blog?

 

Por acaso têm na prótoiro alguém que SABE LER e INTERPRETAR O QUE LÊ?

 

Se têm, recomendo que lhe peçam para vos ler o que lá está escrito, e vos esmiúce palavra por palavra, como se estivesse a dirigir-se a alguém muito, mas muito tapado das ideias, para poderem avaliar da PARVOÍCE deste vosso textinho.

 

Terceiro, obrigada, pela publicidade.

 

Vejo que estou a ser muito badalada, e isso é óptimo.

 

Os aficionados, coitados, engolirão essa vossa ignorância. Mas os letrados, que por acaso passarem pela vossa página, rir-se-ão de vós, porque este vosso textinho só como anedota, e depois  irão visitar o meu Blog.

 

Os comentários a este textinho da prótoiro são também preciosidades. Neles está plasmado o mundo baixo e escuro de que é feita a tauromaquia. Vale a pena ler. Fica-se esclarecido, quanto ao carácter desta gente.

 

Obrigada, a todos.

 

E VENHAM MAIS DESTAS.

 

EU AGRADEÇO, BEM COMO OS TOUROS E OS CAVALOS A QUEM DOU VOZ.

 

MORTE ÀS TOURADAS EM 2013!

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 20:19

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 28 de Dezembro de 2012

SE OS AFICIONADOS SÃO “AMIGOS” DOS ANIMAIS, A AMIZADE PERDEU TODO O SEU SIGNIFICADO ORIGINAL

 

 

Encontrei esta imagem na página do Facebook da prótoiro, que é um grupinho de indivíduos, que se junta para organizar TORTURAS de Touros e de Cavalos, tendo tal tortura como “arte” e “cultura”, algo que ficará para a posteridade, como uma postura SEMELHANTE à do MAU DOS MAUS, o Hitler, sendo que estes ainda conseguem ser muito piores do que o Hitler, porque o Hitler, apesar da sua maldade atávica, tinha a vantagem de ser vegetariano, isto é, DIZIA que gostava de animais (?) e não os comia.

 

Estes não só FINGEM GOSTAR de animais, como os TORTURAM, caçam e comem, tudo com a convicção típica dos CARRASCOS.

 

Esta imagem é de uma HIPOCRISIA que abeira o ridículo. Mas como eles não têm a noção do ridículo, aliás, não têm a noção de coisa nenhuma, divulgam estas mentiras, de que só as pedras não se apercebem, porque não sabem ler.

 

Coitadinho deste miúdo. Não sabe a triste figurinha que faz, com aquele livrinho pornográfico que segura numa das mãos. 

 

E o cão, coitado… como lamento estar nas mãos de quem ODEIA animais.

 

Ou os TOUROS e CAVALOS não serão ANIMAIS, para serem assim tão massacrados por estes carrascos, que têm o descaramento de dizerem ser SEMPRE AMIGOS DOS ANIMAIS?

 

SEMPRE?????????????????? ISTO É PARA RIR???????

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 11:41

link do post | Comentar | Ver comentários (22) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Agosto 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

O MUNDO DOS HOMENS

A INSANIDADE MORAL DOS AF...

TOURADAS E COISAS PIORES

HÁ DUAS ESPÉCIES DE ANIMA...

OUTRA PÉROLA DA PRÓTOIRO ...

SE OS AFICIONADOS SÃO “AM...

Arquivos

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

DIREITOS

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

ACORDO ORTOGRÁFICO

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

COMENTÁRIOS

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

CONTACTO

isabelferreira@net.sapo.pt