Quarta-feira, 26 de Agosto de 2015

UM VÍDEO EXTREMAMENTE COMOVENTE E PODEROSO QUE NOS MOSTRA A PRIMEIRA COISA QUE DEVEMOS FAZER PARA MUDAR O MUNDO!

 

«Os animais ditos não humanos têm uma superioridade anímica que o bicho-homem-predador não tem. Por isso identifico-me muito mais com os primeiros, do que com os segundos, que nem sequer considero que pertencem à espécie humana.» (Isabel A. Ferreira)

 

 

Texto de José Coelho

 

Você tem de assistir a um tocante e poderoso vídeo que ilustra a chave principal para uma mudança global: NÓS PRÓPRIOS.

 

Apesar de o vídeo abordar a forma como tratamos os animais e abusamos deles, ele pode ser aplicado a um variado número de diferentes aspectos e experiências no nosso planeta que cada vez mais e mais pessoas, a cada dia que passa, estão a rejeitar.

 

A PRIMEIRA COISA...

Nós temos de mudar a forma como vemos, e temos de o fazer colectivamente.

 

Ninguém vai mudar o mundo por nós, e se continuarmos a viver as nossas vidas ignorando o que está a acontecer no planeta Terra, é evidente que o resultado não será muito bom.

 

Todos os anos existem diversas cimeiras globais que nos dão a ilusão de que os assuntos-chave estão a ser resolvidos e que múltiplos passos estão a ser dados para os resolver. Esta ilusão de mudança tem tirado o poder das nossas mãos para aqueles que não parecem interessar-se em fazer algo concreto.

 

Tal como é mostrado neste vídeo, existem muitas pessoas no mundo que, simplesmente, se recusam a ficar sentadas a observar as atrocidades que são cometidas diariamente.

 

SE UMA PESSOA SOFRE, TODOS SOFREMOS.

 

AS GERAÇÕES MAIS NOVAS PRECISAM DE AGIR

 

Muitos sentem que precisam de fazer algo acerca disso (de mudar o mundo) e que esta necessidade tem prioridade sobre todas as outras coisas. Este ímpeto de agir pode tornar-se num sentimento um tanto desconfortável pelo simples facto de que não parecem estar a fazer o suficiente. Aqueles que possuem uma vontade enorme de mudar o mundo, normalmente desejam efectuar grandes mudanças numa escala mundial com um simples estalar dos dedos. Como resultado, por vezes sentem que aquilo que já estão a fazer pode não ser suficiente, mas são pequenas acções como estas (do vídeo) e que acontecem todos os dias, que criam efeitos que se propagarão bem longe.

 

Para todos vocês que possuem um forte desejo de produzir mudanças mas não sabem como, apenas SIGAM O VOSSO CORAÇÃO e o universo abrir-vos-á a sua porta. As maiores mudanças vêm daquelas que tu fazes dentro de ti próprio. À medida que mudas por dentro, mais oportunidades te serão apresentadas por fora.

 

A forma como interages, e reages a certos eventos, situações e pessoas dentro da tua própria vida é uma boa forma de começar.

 

Encontra a tua paz interior. DESAPERTA OS TEUS BOTÕES, para que eles possam ser puxados. Muda-te a ti próprio e irás começar a mudar o mundo.

 

Basta apenas a intenção no teu coração, a chama que brilha dentro de ti para mudar o mundo é o que interessa. Esta chama pode não ser vista pelos outros, mas não significa que não exista por não se ver.

 

SÊ APENAS TU PRÓPRIO E SEGUE O TEU CORAÇÃO

 

Compassion in World Farming

Website:

http://action.ciwf.org.uk/ea-action/action

 

(Este texto foi reproduzido para a Língua Portuguesa)

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:02

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Março 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

UM VÍDEO EXTREMAMENTE COM...

Arquivos

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt