Quinta-feira, 21 de Maio de 2015

TOURADA EM VILA FRANCA DO CAMPO (AÇORES) FOI CANCELADA

Enviaram-me o seguinte comunicado:

 

«A Irmandade do Divino Espírito Santo dos Aflitos da Boa Vista lamenta informar que a "Vacada" programada para o próximo dia 24 de Maio, infelizmente, está cancelada por motivos de não ter sido concedida autorização/licença por parte do Executivo Camarário de Vila Franca do Campo. Agradecemos a compreensão de todos,

A Irmandade».

 

IRMANDADE1.jpg

 

A irmandade do Divino Espírito Santo da Boa Vista, se na verdade fosse uma Irmandade católica apostólica romana, não lamentaria o facto de não poder “festejar” o Divino Espírito Santo com uma prática cruel contra uma criatura de Deus, indefesa, inocente e inofensiva.

 

Não lamentaria.

 

É lamentável que tenha lamentado.

 

O Executivo Camarário de Vila Franca do Campo, presidido pelo Dr. Dr. Ricardo Rodrigues, fez valer a autoridade que lhe compete.

 

Quem manda em Vila Franca do Campo?

 

O Executivo Camarário de Vila Franca do Campo limitou-se a cumprir uma Postura Municipal, que não permite a selvajaria tauromáquica dentro do seu município. E muito bem.

 

A irmandade do Divino Espírito Santo da Boa Vista deveria envergonhar-se de ter proposto uma tal iniciativa, numa localidade limpa da conspurcação que é a tourada.

 

E não lhe chamem “vacada”, porque “vacada” ou “tourada” é a mesmíssima coisa.

 

Vamos aguardar o dia 24 de Maio.

 

Ainda é cedo para deitarmos foguetes, porque há a possibilidade de a irmandade anti-cristã da Boa Vista torturar criaturas de Deus, em local privado, para desonrar o Divino Espírito Santo.

 

E se isso acontecer, ainda que em terrenos privados, não estarão a transgredir uma ordem do Executivo Camarário?

 

Não estarão a usar e abusar de bovinos para uma diversão inculta e anti-cristã em terras de Vila Franca Do Campo?

 

É que uma transgressão cometida na rua ou dentro de quatro paredes não deixa de ser uma transgressão.

 

O que fica a ecoar no espaço é a permissividade da diocese de Angra do Heroísmo, que não tem a capacidade moral e natural de evoluir, proibindo terminantemente estas práticas cruéis, nos festejos dos santos católicos.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:58

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 17 de Agosto de 2014

A RTP CONTINUA NO SEU PIOR, A ESBANJAR O ERÁRIO PÚBLICO (QUE SOMOS OBRIGADOS A DESEMBOLSAR) CONTRIBUINDO PARA O RETROCESSO CIVILIZACIONAL

 

E foi do modo mais anticristão que a RTP celebrou o dia de Nossa Senhora da Assunção

 

Não podemos calar-nos perante esta SELVAJARIA que a RTP, que tinha o DEVER PROFISSIONAL de COMBATER, não combate e ainda ajuda à missa da igreja católica, que faz vista grossa a estes festejos de Santos com tortura e sangue, bem à moda dos primitivos pagãos.

 

Simplesmente repugnante!

 

 

 

Quanta iniquidade RTP!

 

«Hoje, 6ª feira (15 de Agosto) a Televisão Pública portuguesa - RTP - irá contribuir activamente para o retrocesso civilizacional ao gastar o dinheiro dos contribuintes no patrocínio e transmissão de uma tourada.

 

A maioria da população portuguesa, que não concorda com esta prática torturante e anacrónica, terá de suportar financeiramente e através dos seus impostos, 3 horas de tortura.

 

«Tortura essa que foi amplamente difundida inclusivamente através dos murais de Facebook dos programas que compõem a grelha de programação, conforme se pode constatar pela imagem.

 

O PAN não pode aceitar que uma prática violenta e cruel para com os animais como esta seja subsidiada com o dinheiro de todos nós.

 

Porque a evolução passa pela abolição, vamos dizer não às touradas e a todos os espectáculos com touros.

 

Assinem e divulguem a nossa petição:

http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=010basta

 

PAN Abolição

Fonte

https://www.facebook.com/partidoanimaisnatureza/photos/a.180028595374551.41970.137689042941840/816459178398153/?type=1&theater

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:11

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 1 de Junho de 2014

CARTA ABERTA AO SENHOR DOUTOR RICARDO RIO, PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE BRAGA

 

Li, mas não acreditei.

Li e pasmei!

 

Braga quer retroceder no tempo e mergulhar nas trevas mais negras, recuperando o costume bárbaro da “corrida do porco preto”, pelas mãos de um tal Rui Ferreira, novo responsável máximo pelas festas do São João de Braga?

 

 

Exmo. Sr. Doutor Ricardo Rio,

 

Isto é verdade?

 

Recuperar antigas tradições das festas de São João em Braga é uma garantia deixada pelo novo responsável desta festividade, uma escolha de V. Exa., já aprovada em reunião do executivo?

Não tenho nada contra o cidadão Rui Ferreira, nem contra tradições culturais de qualidade.

 

Contudo, considero uma autêntica aberração a escolha do costume bárbaro (que de tradição nada tem) que esse cidadão quer introduzir nos festejos de São João de Braga, que eram limpos, e a ser verdade esta insólita iniciativa, passam a ser sórdidos.

 

Uma corrida de porco preto? Nos tempos que correm? Quando o mundo civilizado está a tentar fazer evoluir as terrinhas com um atraso civilizacional, devido a este tipo de iniciativas, que as colocam paradas num passado longínquo, onde proliferava a ignorância e um povo pacóvio?

 

É isso que V. Exa quer para Braga que, pensava eu, já tinha evoluído?

 

O tal cidadão Rui Ferreira não tem a mínima culpa de pretender desenterrar mortos putrefactos e tentar ressuscitá-los numa cidade, enfim, que já ganhou algum estatuto de qualidade, e que o perderá imediatamente, logo que esta barbárie, que ele considera algo verdadeiramente “minhoto”, seja recuperada.

 

A culpa será das autoridades que permitirem tal idiotice.


Numa altura em que os maus tratos aos Animais estão a ser veementemente  contestados em todo o mundo civilizado, este cidadão quer fazer corridas de porcos?

 

Saberá esse Rui Ferreira que o porco não é um alho-porro?

 

E se esse costume bárbaro estava enterrado, por algum motivo foi.

 

Não queira o município de Braga regredir…  

 

Tudo menos exploração de animais, Senhor Doutor Ricardo Rio.

 

Por isso, é muito humildemente,  que solicito a V. Exa. que não permita que a cidade de Braga (que eu tinha no coração) se conspurque e perca a sua dignidade de cidade limpa, com esse costume primitivo da corrida do porco preto, sem o mínimo interesse para a cultura de qualidade, que todos nós queremos para a cidade de Braga.

 

Até porque o Porco é um animal muito inteligente e bastante meigo, e quando é criado com carinho ele comporta-se quase como um cãozinho, seguindo os nossos passos e reconhecendo as pessoas que com ele vivem. (Falo com conhecimento de causa).

 

Esperando que V. Exa. reconsidere este meu apelo (que, afinal,  é o apelo de milhares de portugueses), apresento os meus melhores cumprimentos,

Isabel A. Ferreira
 
 
publicado por Isabel A. Ferreira às 16:51

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 7 de Julho de 2013

Vila Franca de Xina, capital da vilanagem

 
Isto é lindo de se ver! É cultural. É arte. É tudo o que há de melhor no mundo. É mais sublime do que uma Sinfonia de Beethoven.
 
 
 
(Foto retirada do Facebook)
 

 

 
A marrada no Fernando Rocha (foto retirada do Facebook)
 
 

E até eles gostam. Gostam de ver torturar os Touros e Cavalos (que chegam a morrer), mas também gostam de ver o Touro marrar nos doidos, e aleijá-los e estropiá-los para o resto da vida E até matá-los, porque para o ano, HÁ MAIS…

 

E quem se importa com as consequências que pode trazer esta “coisa” chamada festa do colete encarnado, onde o álcool jorra a rodos?

 

Até o comediante Fernando Rocha, que ali estava ao serviço da SIC, foi ontem colhido por um Touro, e gostaram tanto, mas tanto, que hoje a SIC lá estará a dar cobertura a esta estupidez, transformada na estação televisiva dos broncos. Sim, porque só os broncos, que felizmente são a minoria, vão estar sintonizados.

 
  

Este, o Fernando Rocha, foi parar ao hospital…

 

Ler mais sobre este assunto aqui:

 

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=594721587224855&set=a.469874876376194.107042.466818870015128&type=1&theater

http://www.youtube.com/watch?v=iZexSAYj53I

http://www.youtube.com/watch?v=HOSZ78nz5fM

 

 

***

Quem são os responsáveis, pelos mortos e feridos num “evento" de tão baixo nível cultural, numa terra que parou na Idade Média, e pior do que isso, RECUSA-SE A EVOLUIR?

 

Quem poderia ser?

 

Os autarcas vila-franquenses, obviamente, os quais deveriam ir a tribunal responder por incentivar, apoiar e ser cúmplice de festejos, onde pessoas e animais são gravemente feridos e outros morrem, sem o mínimo constrangimento, numa orgia de álcool, marradas e morte…

 

E viva a festa do colete encarnado, onde se bebe, mata e esfola com o aval das autoridades locais!

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:36

link do post | Comentar | Ver comentários (140) | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 16 de Agosto de 2012

Uma vez mais a Igreja Católica portuguesa de mãos dadas com a tortura de seres vivos para celebrar Santos e Santas

 

 

 

Padre Isidro Rodrigues Pedro, pároco de Barrancos, isto é uma violação às leis do Deus que o senhor padre diz representar

 

 

Festas a Nossa Senhora da Conceição, em Barrancos

 

Estas festas já existem desde o século XVIII e são uma das grandes “referências culturais” de Barrancos.

 

Tudo é preparado a rigor para celebrar a Nossa Senhora da Conceição.

 

Há procissão, e a imagem da Santa percorre as ruas de Barrancos, numa demonstração de uma religiosidade  que deixa muito a desejar.

 

Depois desta demonstração de uma falsa religiosidade, realiza-se uma tourada, com touros de morte. Um ritual ímpio e sangrento em honra de Nossa Senhora.

 

E o Padre Isidro Rodrigues Pedro aplaude, como um bom herege.

 

 

Veja-se a “arena” e o ambiente em que o desgraçado do animal é torturado.

 

Por este Portugal fora, neste desgostoso mês de Agosto, todos os Santos e Santas das localidades mais atrasadas, são festejados deste modo: com tortura de touros e Cavalos.

 

A Igreja Católica cala-se.

A Igreja Católica consente.

A Igreja Católica é cúmplice destes rituais sanguinários que não condizem com os ensinamentos de Jesus Cristo.

 

Em Barrancos, a tortura prolonga-se para além da lide na arena.

 

O ar está empestado do cheiro a vinho. Do cheiro a suor. Do cheiro a bosta.

Os necrófilos rondam as mulheres.
Elas, por sua vez, gabam-se dos prazeres mórbidos das noites que se seguirão.

 

Os Toiros sofrem. São lidados sem dó nem piedade.

São mortos sem dignidade. São arrastados como um saco de estrume.

Ouvem-se risos macabros, vindos de gente macabra.

 

Barrancos ganha o aspecto de um cenário medieval. Cheio de gente que não evoluiu. Gente tosca, sádica, que desconhece o valor da Vida.

 

Mas também com um padre que não lhes ensina o valor da Vida, como poderão evoluir?

 

E o Padre Isidro Rodrigues Pedro consente. Aplaude, e talvez pense que Nossa Senhora da Conceição rogará por ele, quando chegar a hora de ele prestar contas a Deus.

 

 http://www.diocese-beja.pt/site/index.php?module=Paroquias&func=view&ot=responsavel&id=3782Diocese

 

***

 

Mas não só a Igreja Católica Portuguesa é CULPADA.

Leiam esta notícia...

 

A igreja passa ao lado da morte de um jovem nas vacadas de Huesca  

 

 

 

Um jovem foi morto devido à investida de uma bezerra, durante as festas em Huesca (Espanha). Todos os actos foram suspensos, excepto a oferenda de frutos a São Lourenço. Parece que a morte de um jovem não foi motivo suficiente para que a Igreja suspendesse os seus “actos religiosos” (se é que se possa chamar a esses actos “religiosos”).

 

Diego Antón Page Goyoaga, de 16 anos, natural de Bolea, faleceu depois de ter sido colhido por uma bezerra. A autarquia suspendeu os actos daquele último dia de festejos. Mas não a Igreja.

 

***

Pois como se vê, cá, como em Espanha, os Santos e as Santas são celebrados com SANGUE de seres humanos e de seres não-humanos

 

E a Igreja, cá, como lá... faz vista grossa a esta iniquidade.

 

Que função terá aIgreja Católica nas comunidades?

 

Apoiar as barbaridades, como sempre fez, contra todas as leis de Deus?

É o que parece.

 

Isabel A. Ferreira

 

Fonte: http://elventano.blogspot.pt/2012/08/la-iglesia-pasa-por-alto-la-muerte-de.html

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 12:36

link do post | Comentar | Ver comentários (16) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Maio 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
15
17
18
19
21
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

TOURADA EM VILA FRANCA DO...

A RTP CONTINUA NO SEU PIO...

CARTA ABERTA AO SENHOR DO...

Vila Franca de Xina, capi...

Uma vez mais a Igreja Ca...

Arquivos

Maio 2024

Abril 2024

Março 2024

Fevereiro 2024

Janeiro 2024

Dezembro 2023

Novembro 2023

Outubro 2023

Setembro 2023

Agosto 2023

Julho 2023

Junho 2023

Maio 2023

Abril 2023

Março 2023

Fevereiro 2023

Janeiro 2023

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Junho 2022

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

AO90

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, nem publica textos acordizados, devido a este ser ilegal e inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais. Caso os textos a publicar estejam escritos em Português híbrido, «O Lugar da Língua Portuguesa» acciona a correcção automática.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. 1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome. 2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas". 3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt