Segunda-feira, 28 de Março de 2016

CARTA ABERTA À PRESIDENTE DO CE DA EB1 DE ANGRA DO HEROÍSMO E AO SECRETÁRIO REGIONAL DA EDUCAÇÃO E CULTURA

 

Este é o vídeo da vergonhosa acção deseducativa dos Açores

 

 

Exma. Senhora Presidente do Conselho Executivo da EB1 de Angra do Heroísmo

Exmo. Senhor Secretário Regional da Educação e Cultura

 

Foi com enorme indignação e estranheza que tomei conhecimento, através do programa da XIV Semana da Ciência, promovida pelo Departamento de Ciências da EB1 de Angra do Heroísmo, de que a conferência «Importância da Festa Brava na Ilha Terceira» constava da lista das temáticas a abordar.

 

Não é compreensível que para promover a Ciência – que é o conhecimento rigoroso e racional de um determinado tema, obtido mediante um método próprio; é o domínio organizado do saber; é o conjunto organizado de conhecimentos baseados em relações objectivas verificáveis e dotados de valor universal – tenha sido imponderavelmente aproveitada a selvajaria tauromáquica, para incutir em crianças, pré-adolescentes e adolescentes a prática da tortura e maus-tratos a seres vivos.

 

É pública, no vídeo da conferência, a forma como o tema é abordado, pela Doutora Fátima Ferreira, docente do 1º ciclo e (pasmemos!) ganadeira, que incute a barbárie como uma “ciência” incontestável.

 

Daí a minha mais veemente indignação pelo lugar e o momento escolhidos para esta acção que, vinda de uma docente, proprietária de uma ganadaria, é legítimo considerá-la infectada de intuitos comerciais, ainda mais apresentada numa Escola Pública, onde terá sido forçosamente autorizada pelos respectivos órgãos de gestão, e no âmbito de uma Semana da Ciência, no qual não se compreende a pertinência deste tema integrar um programa no qual o objectivo é despertar e sensibilizar para a Ciência.

 

O que terá a selvajaria tauromáquica a ver com Ciência…?

 

Já a quiseram ter como Cultura e Arte… Acrescentam-lhe agora a Ciência, qualquer dia temo-la como Hermenêutica…

 

Desta forma, e tendo em conta toda a contestação aos níveis regional, nacional e internacional de que tem sido alvo a prática desta selvajaria por questões de natureza ética; face a estudos científicos que comprovam a senciência animal; face às recomendações feitas a Portugal pela ONU, através do seu Comité dos Direitos da Criança, no sentido de tomar medidas para proteger os jovens portugueses da violência ligada à actividade tauromáquica, violência da qual não está isenta a tourada à corda; considera-se que integrar o tema da tauromaquia na Semana da Ciência é despropositado, desenquadrado, abusivo, deseducativo, irracional e, consequentemente, em todos os sentidos, altamente nocivo e antipedagógico.

 

Posto isto, venho sugerir a Vossas Excelências, que sejam tomadas todas as medidas, para que esta situação não se repita em nenhuma instituição de ensino, em toda a Região Autónoma dos Açores.

 

Uma tal iniciativa arrasta o Arquipélago dos Açores para a lama da iniquidade. E os Açorianos Cultos não merecem esta vergonha.

 

Com os meus cumprimentos,

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:23

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 17 de Dezembro de 2013

Projecto educativo do Agrupamento de Escolas de Alter do Chão não diz a treta coma careta

 

 

«No projecto educativo relativo ao Ensino Pré-Escolar, o Agrupamento de Escolas de Alter do Chão considera importante que as crianças desenvolvam “atitudes de criatividade, autonomia, curiosidade e de respeito pela vida e pela natureza”.

 

http://www.eps-alter-chao.rcts.pt/Projecto_Educativo/Projecto%20Educativo.pdf

 
 
 
 

Será este o mesmo Agrupamento que autoriza um professor aficionado a promover a tortura de bovinos por diversão dentro da escola pública? Ou será que o professor desenvolve a sua actividade de promoção da indústria tauromáquica violando as mais básicas regras de funcionamento das escolas públicas

 

Fonte: 

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=574784555937610&set=o.228974020492136&type=1&theater

 
***
 

Segundo noticiado no Jornal expresso, o clube tauromáquico foi criado em 2010. Importa saber se a actividade tauromáquica do professor aficionado consta do plano de actividades das escolas do agrupamento e se o clube obedece às regras do regulamento interno que diz o seguinte:

 

“7.6. CLUBES

 

7.6.2. A criação de clubes carece obrigatoriamente de parecer favorável do Conselho Pedagógico.

 

7.6.3. Cada clube a criar deve dispor de projecto que clarifique os seguintes aspectos:

 

• Objectivos pedagógicos - didácticos e educativos;

 

• Público-alvo;

 

• Nome e logótipo;

 

• Regimento Interno.

 

7.6.4. As actividades a desenvolver pelos clubes integram obrigatoriamente o Plano Anual de Actividades da Escola.

 

7.6.5. Os clubes funcionam em espaço próprio disponibilizado pelo Director do Agrupamento.

 

7.6.6. As actividades do clube decorrerão sob a orientação dos professores responsáveis. Os Encarregados de Educação terão de autorizar a frequência dos seus educandos nas actividades promovidas pelo clube.”

 

Caso não cumpra as regras que vigoram nas escolas públicas, este clube é de natureza ilegal e as suas actividades no seio da escola representam um delito.

 

http://www.eps-alter-chao.rcts.pt/.../Regulamento...

 

Fonte:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=574784555937610&set=o.228974020492136&type=1&theater

 

***

Tauromaquia: professor de Matemática dirige em escola de Alter do Chão Clube Taurino único no País   

 

Lusa 12:00 Segunda-feira, 24 de Setembro de 2012

 

Lisboa, 24 set (Lusa) 

 

O Agrupamento de Escolas de Alter do Chão, no Alto Alentejo, é o único no país que possui um clube taurino, dirigido por um professor de matemática, que, além dos números, dá a conhecer a tauromaquia.

 

O clube, fundado em 2010, é frequentado por cerca de meia centena de alunos, com idades compreendidas entre os nove e os 18 anos, desenvolvendo durante o ano vários colóquios e visitas a ganadarias e coudelarias, entre outras actividades ligadas à festa.

 

Marco Gomes, professor de matemática e mentor do clube, explicou hoje à agência Lusa que o projecto tem como objectivo "formar bons aficionados, fomentar o espírito de grupo e o contacto directo com a realidade tauromáquica".

 

http://expresso.sapo.pt/tauromaquia-professor-de...

 

***

A notícia do Expresso refere alunos com idades compreendidas entre os nove e os 18 anos, mas nesta foto, cujo objectivo é promover esta escola taurina, estão crianças menores de seis anos. Nitidamente.

Além disso, quais serão os "objectivos pedagógicos - didácticos e educativos" de um clube de tortura de bovinos?

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 12:06

link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
Sábado, 7 de Dezembro de 2013

ESTOU A SER ALVO DE UM PROCESSO-CRIME INTERPOSTO POR UM PROFESSOR DE MATEMÁTICA DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALTER DO CHÃO, O QUAL, ALÉM DOS NÚMEROS, ENSINA ÀS CRIANÇAS A “ARTE” DE TORTURAR TOUROS

(Origem da foto: http://diariotaurino.blogspot.pt/2011/03/clube-taurino-de-alter-mais-uma-vez.html

 

Qual o meu crime?

 

Denunciar a várias autoridades, (como pode verificar-se nos textos) um crime que estará a ser cometido no Agrupamento de Escolas de Alter do Chão? E da qual denúncia obtive algumas respostas, mas nenhuns resultados, apenas agora este PROCESSO-CRIME?

 

E não sou EU que estou a ensinar crianças, muitas delas menores de seis anos (como pode ver-se na foto, de promoção do feito) como se TORTURA bovinos, para divertir sádicos.

 

Um tribunal já me constituiu ARGUIDA, e é nessa qualidade que irei depor numa Esquadra de Investigação Criminal, em Janeiro de 2014, sem saber ainda qual o teor do meu crime.

 

Penso que temos aqui uma inversão de valores: quem deveria estar no meu lugar seria quem está a violar os Direitos das Crianças.

 

Eu, nos meus textos, limitei-me a DEFENDER esses DIREITOS, mas EU é que estou a ser ACUSADA de um crime qualquer (que desconheço).

Assim se gasta um tempo precioso, que poderia ser aplicado para julgar os verdadeiros criminosos deste País.

 

Um processo do género kafkiano (já não é a primeira vez que me acontece) que irei aproveitar para desmascarar a INCOMPETÊNCIA das autoridades que ALERTEI, e NADA FIZERAM, para salvaguardar a integridade moral e psicológica destas crianças.

 

O que querem fazer delas?

 

Transformá-las em MONSTROS?

 

Depois queixam-se da violência nas escolas.

 

Mas esta Escola Taurina de Alter do Chão tem uma singularidade: ESTÁ INTEGRADA NUMA ESCOLA PÚBLICA.

 

Será que no currículo de matérias a ensinar a alunos, numa escola pública consta a “ARTE” DE TORTURAR TOUROS?

 

Uma escola de tauromaquia, não é com certeza, para ensinar às crianças a fazer MIMINHOS aos Touros. Ensinar a respeitá-los como SERES VIVOS.

 

Ou será?...

 

***

O que se verá no link mais abaixo, poderá ser permitido por uma lei irracional, mas não deixa de ser crime, além de que nem todas as leis seguem a ética e a lógica.

 

Porquê?

Por isto:

Significado do crime que denunciei nos meus textos:

Qualquer violação grave da lei moral, civil ou religiosa; acto ilícito... 

 

 

Acto, atitude ou comportamento contrário aos valores morais, sociais, ambientais, podendo ter consequências desagradáveis ou nefastas e que por essa razão, merece castigo, advertência, ou repreensão.

 

 

Crime contra a Natureza: o que ofende os sentimentos humanos, os instintos ou o desenvolvimento naturais.


Acto condenável, de consequências desagradáveis:  o ensino de tortura e violência a crianças em idades vulneráveis, não será um acto condenável à luz da lei moral, da lei natural, da lucidez e da ética que deve estar ligada à EDUCAÇÃO?


Acto ilícito de maior gravidade para o qual a lei determina sanção de natureza penal: a tortura de um ser vivo, para divertimento,  não será um acto ilegítimo?

https://www.facebook.com/escolatoureio.dealter/photos 

https://www.facebook.com/escolatoureio.dealter

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:19

link do post | Comentar | Ver comentários (15) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Agosto 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

CARTA ABERTA À PRESIDENTE...

Projecto educativo do Agr...

ESTOU A SER ALVO DE UM PR...

Arquivos

Agosto 2022

Junho 2022

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. 1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome. 2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas". 3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt