Sexta-feira, 29 de Abril de 2016

VERGONHA: LIGA PORTUGUESA CONTRA O CANCRO PROMOVE TOURADA NOS AÇORES PARA COMEMORAR ANIVERSÁRIO

É preciso torturar animais não humanos indefesos, inocentes e inofensivos, para ajudar animais humanos, também indefesos, inocentes e inofensivos?

 

Isto é um INSULTO ao conceito de BENEFICÊNCIA.

 

Da minha parte a Liga Portuguesa Contra o Cancro não verá nem mais um cêntimo.

 

BOICOTEMOS A LPCC, ATÉ QUE APRENDA QUE A TORTURA NÃO É UM MODO CIVILIZADO DE ANGARIAR FUNDOS PARA A ONCOLOGIA

 

Liga contra o cancro promove tourada a 29 de maio

Um cartaz que  arrasta na lama  Liga Portuguesa Contra o Cancro

 

Está marcado para o dia 29 de Maio um episódio de selvajaria tauromáquica para fins beneficentes, a favor do Núcleo Regional dos Açores da Liga Portuguesa Contra o Cancro, que contará com matadores de Touros e montadores de Cavalos, e cobardes forcados amadores, com o intuito de comemorarem os 75 anos da Liga a nível nacional, e os 50 anos que o núcleo completa no arquipélago.

 

Gonçalo Forjaz, presidente do Núcleo Regional dos Açores da Liga Portuguesa Contra o Cancro salientou que o objectivo é realizar um evento por ilha.

 

Calhou que na ilha Terceira, a mais atrasada civilizacionalmente, o gosto pela selvajaria tauromáquica falou mais alto, disse o presidente. Se o gosto fosse atirarem-se a um precipício, esse gosto seria cumprido. É que o desafio que têm no Núcleo, é esse mesmo: é organizar um evento por ilha que caracterize essa ilha.

E o que caracteriza a ilha Terceira é a barbárie, apoiada pela Liga.

 

E Gonçalo Forjaz acrescentou, como uma sentença: «No caso da Terceira temos este gosto pelos touros, daí este espectáculo de beneficência». Gosto pelos touros? Não, não é gosto pelos touros, é gosto pela tortura. É um sadismo enraizado até à medula. Se fosse gosto pelos touros, deixavam-nos em paz, nos prados.

 

E a Liga aliou-se à Tertúlia Tauromáquica Terceirense e ao Grupo de Forcados da TTT, para esta iniciativa selvática, com intuitos beneméritos.

 

Se tivessem vergonha na cara, se fossem um organismo de raiz humanística nunca angariariam fundos manchados de sangue, para a criação de uma bolsa de investigação na área da oncologia.

 

Isto é insultar a Ciência e o investigador beneficiado, que se for um ser humano racional não aceitará tal bolsa.

 

Tenha vergonha, Gonçalo Forjaz, e cancele este evento, que só trará desprestígio à Liga Portuguesa Contra o Cancro, e perderá milhares dos donativos que todos nós, conscientes do trabalho da Liga, vos entregamos todos os anos.

 

Não desçam tão baixo.

 

Os doentes oncológicos não merecem este INSULTO.

 

Para que não digam que não sabiam aqui vos deixo

A VERDADE PERVERSA SOBRE A TORTURA DE TOUROS E CAVALOS, ANTES, DURANTE E DEPOIS DA LIDE

http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/484004.html

 

Ouçam a notícia que envergonha o arquipélago dos Açores, arrasta na lama a Liga Portuguesa Contra o Cancro e INSULTA os doentes oncológicos 

 

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 17:32

link do post | Comentar | Ver comentários (16) | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 8 de Maio de 2014

O IPO de Lisboa, cúmplice da tortura de Touros, recebe forcados de Vila Franca de Xira, insultando desse modo as crianças que lutam pela vida

 

A atitude dos forcados é desprezível (não admira) porque para limpar o nome manchado do sangue dos Touros, que cobardemente torturam, fingem uma solidariedade que não sentem e fazem uma caridadezinha hipócrita.

 

Agora que o IPO de Lisboa aceite ser visitado por torcionários que desprezam a Vida é aviltante e só diz da cumplicidade de quem permitiu tal insulto aos doentes oncológicos.

 

 

ooo
 

(Fonte da imagem)

https://pt-pt.facebook.com/photo.php?fbid=738490879504885&set=a.447905611896748.97839.447888525231790&type=1&theater

 

É já no próximo sábado, que os torcionários de Vila Franca de Xira pretendem estar presentes nos serviços de Pediatria do IPO de Lisboa, levando até àquelas crianças, que lutam pela sua Vida, uma experiência de tortura e de morte de seres vivos indefesos.

 

Será essa a mensagem que terão para dar esses forcados, que nada mais sabem da Vida senão de tortura e de morte?

 

Como é possível que os responsáveis pelo IPO de Lisboa permitam tal insulto a crianças, a quem escondem o verdadeiro carácter desses forcados, despidos de valores humanos, sem sentimentos ou sensibilidade?

 

Que terão eles para partilhar com crianças, senão uma vivência de crueldade dentro das arenas, a torturar bovinos moribundos?  

 

Como é possível os responsáveis do IPO permitirem que  forcados partilhem “valores falsos” para ultrapassarem, segundo o que despudoradamente dizem ser, «as mais duras adversidades dentro da praça, passando essa mensagem de apoio e de esperança que os define: que nunca devemos virar a cara à luta e que devemos sempre dar mais um passo em frente quando tudo nos empurra para trás»…

 

Duras adversidades dentro da praça?

 

Alguém os força a ir para dentro de uma praça atacar um bovino moribundo com os seus gritos histéricos e a sua brutalidade?

 

Nunca devem virar a cara à luta?

 

Como se atrevem a colocar ao mesmo nível a luta pela Vida, que estas crianças travam, e a “luta” (tortura, melhor dizendo) numa arena contra um bovino mais morto do que vivo?

 

Isto é um insulto desmedido à inocência e à fragilidade destas crianças.

E o que têm a dizer os pais destas crianças?

 

Não fazem nada? Nem sequer respeito pelos filhos demonstram? 

 

Permitem este insulto aos filhos, e vergam-se a algo que transgride todas as regras e valores humanos?

 
 

(Imagem retirada da Internet)

 

É esta imagem que querem transmitir às crianças do IPO, ou lavam a cara para disfarçar o que na realidade é um forcado?

 

Dizem os forcados, com uma falsidade colossal, que se sente em cada palavra neste pedaço de prosa hipócrita: «É com esse espírito de humildade e perseverança que devemos e temos a obrigação de ajudar quem mais precisa, seja a pegar gratuitamente numa corrida de angariação de fundos para causas sociais, como a fazer a recolha de alimentos para o Banco Alimentar. Desta vez serão as crianças e o IPO a proporcionar a humilde oportunidade de poderem dar algo de volta.»

 

Isto é o cúmulo da hipocrisia, da falsidade, da inutilidade da existência desses forcados.

 

Querem lavar as mãos sujas de sangue dos Touros que torturam, com esta falsa caridadezinha, mas não lavam a consciência (que não têm) nem sequer se redimem do crime que cometem ao torturar um ser vivo inofensivo e indefeso, para se divertirem.

 

Veja-se o descalabro e o insulto contido nestas palavras: «Vamos todos ao IPO de Lisboa mostrar a todas as crianças que estamos aqui para lhes dar apoio e ajudar a pegar este toiro difícil que têm pela frente, vamos partilhar o espírito do Forcado Amador e expressar o agradecimento que a família do Grupo de Vila Franca de Xira manifesta a toda a família do IPO e a todas as crianças que por lá passam ou que por lá se encontram.

 

Chamam “touro difícil” ao cancro que consome a flor da vida destas crianças?

 

O que é isto??????

 

E os responsáveis pelo IPO permitem que esta decadência moral entre pelo hospital dentro?

 

E os pais destas crianças permitem esta injúria à vida dos seus filhos?

 

Mas ainda há mais.

 

Este INSULTO é realizado em parceria com a Associação Acreditar e Dádiva de Sangue…

 

O quê?????

 

Percebemos bem?

 

A Associação Acreditar e Dádiva de Sangue (será o dos Touros que são sangrados cobardemente até à morte?) estão metidas nesta iniciativa macabra?

 

Será que em Portugal nenhuma associação, instituição, autoridades merecem a confiança e o respeito dos Portugueses?

 

E vejamos este fecho inacreditável e a abeirar o obsceno:

 

«A “festa” (entenda-se a festa dos broncos) mais uma vez a dar uma desinteressada lição de solidariedade!»  

 

Uma desinteressada lição de solidariedade?

 

Isso poderá acontecer quando a palavra solidariedade deixar de significar empatia por todos os seres vivos.

 

Enquanto houver forcados cobardes, sujos do sangue dos Touros que torturam nas arenas de morte a dar “lições de solidariedade” a crianças que lutam pela vida, o mundo estará virado do avesso.

 

O dia 10 de Maio ainda não chegou.

 

Daqui fazemos um apelo ao IPO de Lisboa e aos pais das crianças lá internadas, que lutam pela Vida: repensem a vossa abertura a esta falsa caridade.

 

Não permitam que se INSULTE as crianças do IPO, que não podem defender-se desta investida de torcionários, que nada de positivo têm para lhes transmitir, a não ser as más energias que deles emanam, por serem predadores de outros seres indefesos.

 

Se não têm respeito por vós próprios, tenham-no, ao menos, pelas crianças que estão internadas no IPO, a sofrer e a lutar pela VIDA, VIDA que os forcados inegavelmente desprezam, ou não seriam forcados.

 

Fonte:

http://forcadoamador.blogspot.pt/2014/05/forcados-de-vila-franca-visitam-ipo.html

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 10:19

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Abril 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

VERGONHA: LIGA PORTUGUESA...

O IPO de Lisboa, cúmplic...

Arquivos

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt