Domingo, 27 de Setembro de 2015

TODOS EM ACÇÃO CONTRA O ACORDO ORTOGRÁFICO 1990

 

Temos de evitar, a todo o custo, que as crianças sejam as vítimas deste abortográfico

 

É com elas que está o bom ou o mau destino da Língua Portuguesa

Ouçam o que se diz neste vídeo, até ao fim

É um favor que fazem a vós próprios...

 

 

Grupo «Em aCção contra o Acordo Ortográfico» no Facebook (mais de 61 MIL MEMBROS!): www.facebook.com/groups/emaccao

 

11224216_854764851305983_7774029735341744027_n[1].

 Origem da foto: https://www.facebook.com/TradutoresContraAO90?fref=ts

 

Se Sebastião Póvoas o diz, então o que esperam os professores de Língua Portuguesa para usarem do seu direito à desobediência civil?

 

O problema continua a ser as crianças que entraram agora para a escola, e estão a IMPINGIR-LHES uma Língua completamente deturpada.

Temos de AGIR, enquanto isto não se transforma numa catástrofe de dimensões desastrosas para o futuro…

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:18

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 17 de Abril de 2015

A SOCIEDADE PORTUGUESA DE HOJE É O REFLEXO DA POLÍTICA DESASTROSA DE TODOS OS GOVERNOS QUE JÁ DETIVERAM AS RÉDEAS DO PODER

 

Portugal está em pleno retrocesso. Em tudo.

O estado da Educação, o estado da Cultura, o estado Social, o estado da Saúde, o estado do Estado é absolutamente caótico.

Qualquer dia regressamos às cavernas, porque as trevas obscurecem as mentes, ainda por evoluir, daqueles que conduzem o destino do país…

Almada Negreiros dizia que «Isto (Portugal) não é um país. É um sítio. E ainda por cima, mal frequentado

Como estava certo, Almada Negreiros, que viveu entre 1893 e   1970.

 

o-bebe-do-sexo-masculino-foi-esfaqueado-no-peito_2

 

O País anda chocado com a violência contra crianças de tenra idade que são barbaramente assassinadas pelos seus progenitores ou por quem tem á sua guarda a vida dessas crianças.

 

O País anda chocado com a onda de violência doméstica cometida por indivíduos que se entregam ao álcool, na maioria caçadores que, escasseando a caça nos matos, têm de dar gosto ao dedo no gatilho, e vingam-se nas crianças, nas mulheres e nos idosos, o elo mais fraco de uma sociedade assente na prática consentida da violência e da crueldade contra seres vivos. Qualquer ser vivo que viva.

 

A violência dessa gente é treinada nos animais indefesos que o governo português exclui do Reino Animal, considerando-os “coisas” que podem ser torturadas com crueldade.

 

(E isto não sou eu que afirmo).

 

Os progenitores são responsáveis por 45% dos maus tratos às crianças. Dizem as estatísticas.

 

As comissões de protecção de menores não funcionam. Dizem que não têm verbas, mas as verbas existem, por exemplo, quando se trata de patrocinar as chamadas “escolas” de toureio, antros de violência que transformarão essas crianças nos monstros do futuro. Este é um tipo de maus tratos psicológicos que trará graves consequências para a saúde mental dessas crianças.

 

E quem se importa? As crianças não votam...

 

Todo o ser humano que exercer crueldade, mais tarde vai vivenciar em si toda a crueldade que exerceu. Que não haja dúvidas sobre isso!

 

A política portuguesa de educação é pobre. É dirigida a um conhecimento infrutuoso, que não serve para a vida.

 

A Educação Cívica deveria ser obrigatória, a começar pelos políticos que não sabem o que isso é.

 

Vivemos numa sociedade com gente muito insólita a deambular por aí, sem o mínimo sentido do SER.

 

No nosso país, civismo, evolução, cultura culta e ética são palavrões obscenos, impronunciáveis, e que os políticos evitam dizer.

 

Nunca tivemos tanta corrupção em Portugal.

 

É porta sim, porta sim...

 

Um mal que afecta essencialmente a gente chamada "graúda". E eu pergunto-me: porquê? Esses “graúdos” passarão fome? Passarão sede? Dormirão debaixo da ponte?

 

Precisarão assim tanto de se corromperem?

 

E pensar que quando morrerem nada levarão com eles a não ser o esqueleto e aquilo que são (ou foram enquanto vivos!) e disso terão de prestar contas ao Poder Cósmico.

 

Portugal não evoluiu.

 

Fez-se muitos progressos tecnológicos.

 

Porém, as mentalidades, na generalidade, ficaram especadas num passado, já muito passado, a cair de podre.

 

Sempre existiram no mundo mentes brilhantes. Desde a Idade da Pedra.

 

Se hoje podemos andar de automóvel, é graças a alguém que num tempo muito, muito recuado, inventou a roda.

 

Mas ainda hoje, continuamos a ter escravos, a fazer guerras em nome de deuses, a praticar crimes contra a Natureza, contra os animais, contra a humanidade, contra as crianças, contra as mulheres, contra os idosos... enfim...

 

Hoje, deslocamo-nos de avião.

 

Mas há muitas mulheres que ainda morrem esfaqueadas e baleadas pelos próprios maridos, e crianças assassinadas por quem as gerou.

 

E a prática da violência e da crueldade tem legislação, em Portugal.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:03

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos (1)
Quinta-feira, 16 de Abril de 2015

A evolução, a honra e o destino honesto de Portugal está nas mãos do povo português

 

Façam o favor de usar o material genético do cérebro e pensarem como HOMO SAPIENS SAPIENS ETHICUS, no momento de votarem…

 

Aqui ficam algumas ideias…

 

barãodeitararejpg BARÃO DE ITARARÉ.jpg

Apparício Fernando de Brinkerhoff Torelly, também conhecido por Apporelly e pelo falso título de nobreza de Barão de Itararé foi um jornalista, escritor e pioneiro no humorismo político brasileiro

 

RUIBARBOSA1.jpg

Rui Barbosa foi um ilustre e sábio jurista, político, diplomata, escritor, filólogo, tradutor e orador brasileiro.

 

LEIS.jpg

Desconheço quem é João Azevedo, mas que diz uma grande verdade, lá isso diz.

 

IGNORÂNCIA.jpg

Marcus Tullius Cícero foi um ilustre filósofo, orador, escritor, advogado e político romano

 

ESTUPIDEZ.jpg

Joseph Ernest Renan foi um célebre escritor, filósofo, filólogo e historiador francês

 

UNIÃO DO POVO.jpg

Raphael Gouvea Monteiro, escritor, palestrante consultor

https://www.facebook.com/raphaelgouveamonteiroescritor

 

***

Será preciso dizer mais alguma coisa?

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:52

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos (1)
Segunda-feira, 2 de Março de 2015

OS DEFENSORES DOS DIREITOS DOS ANIMAIS NÃO HUMANOS SÃO UMA ILHA RODEADA DE IDIOTAS POR TODOS OS LADOS

 

A falta que a Cultura Culta faz!

 

10001515_624411497634960_1361639339_n[1].jpg

 

Estou para aqui a pensar que os DEFENSORES DOS DIREITOS DOS ANIMAIS NÃO HUMANOS são uma ilha rodeada de idiotas por todos os lados.

 

E o pior, é que esses IDIOTAS podem e mandam (não com o meu aval, evidentemente) e fazem o que bem entendem.

 

E como já me disse um agente da Polícia Judiciária (reformado) meu amigo: eles (os que podem e mandam) não têm capacidade para resolver o problema dos animais humanos, como haverão de a ter para resolver o problema dos animais não humanos?

 

Estes não votam, não gritam, não atacam (porque estão confinados a cercas de arame farpado ou a currais); não saem às ruas; não invadem as escadarias da assembleia da república; são considerados "coisas" sem qualquer importância, por isso, esmagam-nos a eles e a nós, que temos tanta consciência e alma como esses infelizes seres não humanos, que de idiotas nada têm, até porque a idiotice é uma particularidade exclusivamente humana.

 

Mas o facto de NÃO SER IDIOTA não traz vantagem, num mundo onde SER IDIOTA faz parte da normalidade decretada pela “lei” do animal humano irracional, estabelecido no poder.

 

«O destino dos animais é muito mais importante para mim do que o medo de parecer ridículo» dizia Émile Zola, um aclamado escritor francês, «considerado o criador e representante mais expressivo da escola literária naturalista além de uma importante figura libertária da França. Foi presumivelmente assassinado por desconhecidos em 1902, quatro anos depois de ter publicado o famoso artigo J'accuse, em que acusa os responsáveis pelo processo fraudulento de que Alfred Dreyfus foi vítima».

 

O destino dos grandes Homens é traçado nas estrelas, e ficam a brilhar no mundo, eternamente.

 

O destino dos outros, dos medíocres, dos que podem e mandam mas nada fazem de útil em prol de uma humanidade mais justa para com todo os seres vivos, é forjado nos buracos negros, e evaporam-se no mundo, como fumo de uma fogueira demolidora que ditosamente se extingue.

 

E destes últimos, ficará apenas o epitáfio dos fracos: «Passaram pelo mundo como implacáveis exterminadores, não deixando pedra sobre pedra para glória futura».

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:11

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 22 de Abril de 2014

A COBARDIA E A CRUELDADE DA ESPÉCIE HUMANA NÃO TÊM PARALELO NAS OUTRAS ESPÉCIES ANIMAIS

 

Considerando que eles não podem prever qual será o seu destino;

 

Considerando que estão incapacitados de falar a linguagem dos humanos e interpor as suas denúncias;

 

 

Considerando o seu absoluto desamparo físico, legal e social;

 

E considerando que a estas alturas da história e da ciência já ninguém pode alegar inexistência ou ignorância para o seu sofrimento, só nos resta pensar que no maltrato de animais, seja qual for a sua forma ou justificação, a crueldade e a cobardia da nossa espécie alcançam os seus mais altos expoentes. (Julio Ortega)

 

Fonte:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10201557084985398&set=a.1479904274001.2064338.1125623170&type=1&theater

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:00

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 21 de Novembro de 2013

NESTE EXACTO MOMENTO, POR TODO O MUNDO, CRESCE UMA ONDA IMENSA EM DIRECÇÃO À ABOLIÇÃO DAS TOURADAS

 

Os governantes não têm outra opção senão ceder à razão…

 

Os astros conjugam-se…

 

Nenhum mortal pode mudar o rumo do destino…

 

O mundo está unido pela abolição da tourada. Os governos não podem ignorar esta gigantesca onda que se agiganta ainda mais a cada minuto que passa... 

 

VENCEREMOS!

 

 

(Fonte da Foto)

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=674322135931929&set=a.472890756075069.108951.143034799060668&type=1&theater

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:52

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 12 de Novembro de 2013

A COBARDIA E A CRUELDADE DA ESPÉCIE HUMANA NÃO TÊM PARALELO NAS OUTRAS ESPÉCIES ANIMAIS

 

 

Considerando que eles não podem prever qual será o seu destino;

 

Considerando que estão incapacitados de falar a linguagem dos humanos e interpor as suas denúncias;

 

Considerando o seu absoluto desamparo físico, legal e social;

 

E considerando que a estas alturas da história e da ciência já ninguém pode alegar inexistência ou ignorância para o seu sofrimento, só nos resta pensar que no maltrato de animais, seja  qual for a sua forma ou justificação, a crueldade e a cobardia da nossa espécie alcançam os seus mais altos expoentes. (Julio Ortega)

 

Fonte:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10201557084985398&set=a.1479904274001.2064338.1125623170&type=1&theater

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:07

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 22 de Março de 2013

«COMO SE O DESTINO DOS TOUROS NÃO FOSSE JÁ HORRÍVEL QUE CHEGASSE…»

 

 

(Este texto  foi publicado no âmbito de uma estratégia para desmascarar a prótoiro que, utilizando o nome da Ganadaria Palha, entregou-me pistas preciosas para chegar ao mundo imundo da tauromaquia)

 

 

 

 

 

Ricardo, deixou um comentário ao post A ENGORDA DOS TOUROS NAS GANADARIAS VIOLA AS NORMAS SANITÁRIAS DA DIRECÇÃO-GERAL DE VETERINÁRIA E NÃO EXISTE FISCALIZAÇÃO às 20:42, 2013-03-22.

Comentário:

 

«O mostro revela a barriga...

 

Os meus parabéns à Maria Engrácia primeiro que tudo. A sua coragem é de louvar e vai com certeza inspirar muita gente. Este testemunho é muito forte e confirma aquilo que todos nós temos vindo a afirmar há muito tempo: os ganadeiros e os lordes das touradas (não os aficionadozinhos que os seguem como cães amestrados) estão-se a marimbar para a "cultura", "tradição" ou qualquer noção retorcida de valentia.

 

O mais importante para eles é, e sempre foi, o lucro monetário. Parvos são os forcados e todos os idiotas que defendem esta prática. Só estão a garantir que esta gentinha continue a encher os bolsos à conta dos nossos impostos.

 

Como se o destino dos touros não fosse já horrível que chegasse, ficamos agora a saber que estes desgraçados nem são poupados enquanto crescem.

 

Lá se vai por terra a teoria do "vive que nem um rei" que os aficionados gostam muito de atirar ao ar. Ao contrário dos argumentos aficionados, a Maria Engrácia apresenta provas concretas das suas afirmações: o estado em que o rabo do touro está quando entra na arena.

 

Quero ver que desculpas irão eles agora inventar para justificar isto. Desde que vi aficionados a dizer que a Maria Engrácia e a Graziela são fruto da imaginação da Isabel, eu já espero de tudo daquelas mentes putrefactas.

 

É a chamada estratégia da avestruz: quando as provas são demasiado fortes para contestar, restam-lhes enterrar a cabeça na areia e rezar para que as coisas se resolvam por si próprias

 

 ***

 

Boa, Ricardo.

 

A sua análise completa a essência macabra e doentia da tauromaquia.

 

E eu, sempre tive uma imaginação fértil, mas não tenho aptidão para imaginar tamanhas crueldades.   

 

A Maria Engrácia existe e viveu uma vida de horrores como mulher de um ganadeiro.

 

Nem todas são aficionadas. Nem todas são doentes mentais como os maridos.

 

A hora da libertação chegou.

 

Espero que a Maria Engrácia seja um exemplo para muitas mais mulheres dizerem de sua justiça e libertarem-se da escravidão tauromáquica.

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 22:17

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Novembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

TODOS EM ACÇÃO CONTRA O A...

A SOCIEDADE PORTUGUESA DE...

A evolução, a honra e o ...

OS DEFENSORES DOS DIREITO...

A COBARDIA E A CRUELDADE ...

NESTE EXACTO MOMENTO, POR...

A COBARDIA E A CRUELDADE ...

«COMO SE O DESTINO DOS TO...

Arquivos

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt