Sexta-feira, 1 de Novembro de 2013

CARTA DE JOSEFINA MALLER AOS DEPUTADOS DA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA PORTUGUESA

 

"Por uma Nova Lei de Protecção dos Animais em Portugal" 

 

 

Exmos. Senhores Deputados da Assembleia da República:

 

É do domínio público esta circunstância insólita: a de que a Assembleia da República cancelou, sem dar qualquer explicação, a quem de direito, e sem nova data à vista, a discussão da Petição da Associação ANIMAL "Por uma Nova Lei de Protecção dos Animais em Portugal" (de 04.10.2012), agendada para o passado dia 25 de Outubro.  

 

Esta decisão dos Senhores Deputados revela uma atitude pouco digna de governantes responsáveis, que não deveria nunca acontecer num Parlamento de um País que se diz civilizado e democrático, uma vez que ao desconsiderar os autores da petição desconsideraram milhares de Portugueses que a assinaram. 

 

Não seria necessário, mas como parece que os Senhores Deputados andam um pouco esquecidos das responsabilidades que têm para com os cidadãos que os elegeram, relembro que «o direito de petição é o direito de apresentar exposições escritas para defesa de direitos, da Constituição, da lei ou do interesse geral. Pode ser exercido junto de qualquer órgão de soberania (à excepção dos tribunais) ou de quaisquer autoridades públicas, sobre qualquer matéria desde que a pretensão não seja ilegal e não se refira a decisões dos tribunais. É um direito universal e gratuito, previsto na Constituição e na Lei nº 43/90, de 10 de Agosto, alterada pela Lei nº 6/93 de 1 de marco e pela Lei nº 15/2003 de 4 de Junho e pela Lei nº 45/07, de 24 de agosto.»

 

E mais: «Qualquer petição subscrita por um mínimo de 1.000 cidadãos é, obrigatoriamente, publicada no Diário da Assembleia e, se for subscrita por mais de 4.000 cidadãos, é apreciada em Plenário da Assembleia.»

 

Ora a Petição da Associação ANIMAL ultrapassou largamente o número exigido para ser discutida em Assembleia: 73.802 cidadãos já assinaram a petição. (Já subiu para 72.854).

 

Por Lei, os Senhores Deputados são obrigados a discuti-la ainda este ano, até porque, tanto quanto diz a lei, as petições deverão ser apreciadas pelas Comissões competentes em razão da matéria, e a Comissão deve elaborar um relatório final no prazo de 60 dias que deve incluir a proposta das medidas julgadas adequadas. E os 60 dias já foram largamente ultrapassados (desde 4 de Outubro de 2012 que os signatários aguardam esse relatório).

 

Seria de bom senso que os Senhores Deputados demonstrassem a dignidade própria de quem exerce cargos de governação, e marcassem com urgência uma nova data para a discussão da Petição.

 

O Parlamento Português não pode passar para os restantes países da União Europeia (à excepção da França e da Espanha, que estão ao mesmo nível “civilizacional” de Portugal) a imagem de um país terceiro-mundista, que apoiado numa lei absolutamente irracional, promove e apoia monetariamente a tortura de Bovinos e de Cavalos (que pateticamente estão excluídos do Reino Animal), para divertir sádicos, e permite o maltrato animal, em geral, a todos os níveis.  

 

A verticalidade de um País e dos seus governantes calibra-se também pelo modo como os seus animais são tratados, e em Portugal eles são tratados abaixo de lixo.

 

A dignidade e a honra de um País, que devem ser condignamente preservadas, não podem ser ultrajadas pela atitude incoerente e passiva de Deputados que aprovam leis aberrantes e contrárias à Declaração Universal dos Direitos dos Animais, que Portugal assinou e vergonhosamente não cumpre.

 

É urgente, pois, que a respeitabilidade se imponha e os Senhores Deputados aprovem, ainda este ano, o projecto-lei apresentado pela Associação ANIMAL.

 

Só assim Portugal poderá entrar para o rol dos países civilizados e evoluídos, e o Governo vigente em 2013 não ficará perpetuado como um “carrasco” no «Livro Negro da Tauromaquia», que está a ser escrito por uma escritora e activista portuguesa.

 

Ciente de que V. Exas. saberão honrar não só o nome de Portugal, como restituir o prestígio (hoje um tanto ou quanto perdido) da Assembleia da República Portuguesa, despeço-me com os meus mais respeitosos cumprimentos,

 

Josefina Maller 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 12:12

link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 6 de Julho de 2012

MAIS UMA PÉROLA DA “COLTURA” TAURICIDA QUE OS DEPUTADOS DA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA PORTUGUESA PROTEGEM E APLAUDEM E ENCORAJAM...

 

 

«ELES PODEM EU TAMBÉM POSSO!!!!!! OS ANTI QUE ME PROCESSEM SE QUISEREM»

 

Isto vem aqui: http://portadesusutos.blogspot.pt/2012/01/eles-podem-eu-tambem-possoos-anti-que.html

no português vernáculo próprio dos aficionados. Parece que andaram todos na mesma escola.

 

ATENÇÃO! Não pretendo “rebaixar” o JOLI (o autor do texto), tão-só mostrar a tal “COLTURA” que em vez de ser combatida por quem de direito, está a ser APOIADA. Por isso Portugal é o que é.

 

«Ora então vamos lá descascar neste anormal filho duma mãe que o deixou cair ao nascer, com os cornos para o chão e que lhe afetou os poucos neurónios que ele tem. Esta besta quadrada descendente de um espérmatesoide defeciente saido do tomate esquedo do seu progenitor, faz o que quer o que lhe apetece, diz o que quer da gente, ofende pessoas edonias como a ex ministra da cultura, o presidente da camara de Santarém, eng. Moita Flores, pessoa que por obrigação ele deveria ter o maior respeito, mas não, insulta chamando-lhe merda, por que é isso que a foto montagem quer dizer, e ninguem sai a trata-los como eles merecem, a não ser o Sr CORTESÃO, que não tem problemas de chamar a este gajo filho da puta, covarde, sacana, mentiroso, cabeça de abóbora, etc,etc,etc. ... muitos mais eu teria ( aliás eu também não tenho) , pois já estou cheio de ser ofendido por esta gentalha que tem o cérebro ligado ao intestino grosso, com um ramal de ligação ao cu.  De uma vez por todas, vamos deixar de ser meiguinhos com estes animais, e trata-los como eles nos tratam a nós, tou farto de ver comunicados da prótoiro, com falinhas mansas, a dizer "não se preocupem tudo ta feito"," não é preciso irem ao parlamento, ta tudo sob control", estou farto de ver a gente a ser bem educada para não cair no mesmo nivel deles (dos anti) mas pergunto eu que nivel????? VAMOS Á ASSEMBLEIA SIM SRA. VAMOS FAZER BARULHO SE FOR PRECISO, DENTRO DA DEMOCRACIA EM PORTUGAL, SEM VIOLENCIA SEM EXESSOS, MAS COM BARULHO!!!! PARA QUE DE UMA VEZ POR TODOS NOS OUÇAM!!!!»

 

Publicada por JOLI

 

http://portadesusutos.blogspot.pt/

 

***

 

Ó JOLI, quem iria processar uma pessoa como você?

 

Seria um crime, da nossa parte.

 

Desabafou tudo o que tinha a desabafar? Óptimo!

 

Nós agradecemos. E os Touros e Cavalos também.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:59

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Fevereiro 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29

Posts recentes

CARTA DE JOSEFINA MALLER ...

MAIS UMA PÉROLA DA “COLTU...

Arquivos

Fevereiro 2024

Janeiro 2024

Dezembro 2023

Novembro 2023

Outubro 2023

Setembro 2023

Agosto 2023

Julho 2023

Junho 2023

Maio 2023

Abril 2023

Março 2023

Fevereiro 2023

Janeiro 2023

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Junho 2022

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

AO90

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, nem publica textos acordizados, devido a este ser ilegal e inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais. Caso os textos a publicar estejam escritos em Português híbrido, «O Lugar da Língua Portuguesa» acciona a correcção automática.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. 1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome. 2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas". 3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt