Quarta-feira, 4 de Janeiro de 2017

IGREJA CATÓLICA PORTUGUESA COMEÇA O ANO A CELEBRAR A SENHORA DAS CANDEIAS COM TORTURA DE NOVILHOS…

 

novilhos… que já não são “coisas” no Código Civil, e que no Código Divino são criaturas de Deus…

 

O atraso civilizacional continua a progredir em Portugal. A falta de vergonha na cara também continua a alastrar.

 

Enchem a boca com António Guterres na ONU e envergonham Portugal no mundo, com estes actos trogloditas.

 

Começamos o ano de 2017 de candeias às avessas

 

SENHORA.png

Mantendo a famigerada tradição, a festa em honra de Nossa Senhora das Candeias, em Mourão (Évora) vai realizar-se com a colaboração da Paróquia, como não podia deixar de ser, e o programa inclui uma sessão de tortura de seis novilhos… ou seja, seis inocentes, inofensivos e indefesos touros/crianças… Algo muito cristão…

 

A época taurina em Portugal, ou seja, a época de terror para os bovinos e cavalos, abre no dia 1 de Fevereiro, em Mourão, no distrito de Évora, com a realização do (que eles chamam) festejo taurino, que reúne cobardes carrascos tauromáquicos portugueses e espanhóis, ou não fossem Portugal e Espanha dois países que vivem ainda no obscuro tempo de uma ignorância, agora optativa.

 

Esta sessão selvática está inserida nas tradicionais festas em honra de Nossa Senhora das Candeias, que contará com uns tantos tauricidas que torturarão seis indefesos novilhos da ganadaria de Calejo Pires, e com um grupo de cobardes forcados.

 

Como se isto não bastasse para insultar Nossa Senhora das Candeias, no dia 4 de Fevereiro realizar-se-á o que chamam de um festival onde actuarão matadores de touros, espanhóis e um português, e isto tudo em honra de Nossa Senhora das Candeias.

 

E agora repare-se no requinte de malvadez: no que diz respeito ao toureio a cavalo, as honras da “arte marialva” (isto esmiuçado significa arte da tortura de bovinos e cavalos indefesos) estará a cargo de um tal Filipe Gonçalves, cabendo as pegas aos touros/crianças da ganadaria (do que se diz veterinário) Murteira Grave aos cobardes forcados amadores, oriundos daquela terrinha onde matam touros às escondidas, nas barbas das autoridades, que todos nós sabemos qual é…

 

A temporada da barbárie tauromáquica, do derramamento de sangue de seres vivos sencientes e indefesos, da loucura colectiva de um pequeno grupo de alienados mentais, psicopatas e sádicos, abre todos os anos no dia 1 de Fevereiro em Mourão (uma localidade a boicotar) para celebrar a Senhora das Candeias, e encerra a 1 de Novembro com uma sessão de selvajaria no Cartaxo (distrito de Santarém), outra localidade a boicotar.

 

Num rasgo delirante, o presidente da associação portuguesa de empresários tauromáquicos (apet), Paulo Pessoa de Carvalho, afirmou que em 2016, a temporada taurina em Portugal decorreu "normalmente" face ao contexto económico do país, apesar de uma “pequena reduçãono número de sessões de selvajaria.

 

Pequena redução????? Uma redução notória, é preciso dizer-se. Praças quase vazias, onde nem as moscas lá entram. E os que lá vão, são sempre os mesmos. Um grupinho que percorre as arenas de tortura do país, à custa dos impostos dos portugueses.

 

Ao campo pequeno, vão os “vipes” sedentos de protagonismo e de sangue, quando a RTP1 transmite a selvajaria em directo, à custa dos nossos impostos.

 

Dinheiros públicos esbanjados na diversão de um pequeno grupo de trogloditas para outro pequeno grupo de trogloditas, apoiada pelo governo português e pela igreja católica portuguesa, para vergonha de Portugal e da esmagadora maioria dos portugueses, que não se revê nestes “festejos” sangrentos e cruéis.

 

E muito menos se revêem as Nossas Senhoras que são celebradas em Portugal, com a tortura das mais inocentes criaturas de Deus.

 

Até quando Portugal continuará na senda desta miséria cultural, moral, social e humana?

 

Termino com uma prece a Nossa Senhora das Candeias:

 

Nossa Senhora das Candeias, não te peço que perdoes estes algozes, porque eles não merecem perdão, além de que não é a ti que eles terão de prestar contas dos seus actos infames. Peço-te apenas que ilumines as mentes diabólicas que infestam Portugal, para que, ao menos, se aproximem da senciência, da sensibilidade, da racionalidade e da inteligência que caracteriza os seres que tão barbaramente essas criaturas do mal torturam por mero prazer. É que isto não é um acto cristão. Tu bem o sabes. E se os iluminares e eles conseguirem aproximar-se da humanidade dos bovinos e dos cavalos já será meio caminho andado para a sua humanização. Amém.

 

Não é verdade, Senhor Cardeal-Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente?

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:07

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Domingo, 28 de Agosto de 2016

AO CUIDADO DE D. MANUEL CLEMENTE, CARDEAL-PATRIARCA DE LISBOA

 

Recebi um comentário a um texto que publiquei neste Blogue sob o título «Denúncia ao cuidado do PAN (Açores)», no seguinte link:

http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/denuncia-ao-cuidado-do-pan-acores-640860?page=3#comentarios

O comentário diz o seguinte:

«De Anónimo a 27 de Agosto de 2016 às 05:50

Por ser um animal grande deixassem estar no pasto, por acaso o Espirito Santo gosta que se maltrate»

 

O comentário é parvo e ambíguo, mas refere que o Espírito Santo gosta que se maltrate

 

Ou faltará à frase um ponto de interrogação?

 

SANTA INQUISIÇÃO.jpg

 

Este tipo de comentários tira-me do sério, até porque tenho em boa conta os Santos católicos e também o Espírito Santo, que é representado por uma Pomba Branca.

 

E como eu amo Pombas Brancas!

 

Portanto, quando uns endemoninhados, metidos a católicos, fazem touradas ou usam animais para celebrar os Santos e, neste caso concreto, o Espírito Santo, que faz parte da Santíssima Trindade, e onde um bovino foi maltratado em público, e a denúncia que fizemos seguiu, mas ainda não obtivemos uma resposta concreta, surpreende-me este tipo de blasfémia que, noutros tempos, seria severamente punida com uma tradição que agora dava muito jeito, mas que, felizmente, ficou lá num passado de muito má memória: a santa fogueira do tribunal da santa inquisição.

 

Então tive de questionar.

 

Por acaso o Espírito Santo gosta que se maltrate quem? Os que maltratam os pobres bovinos que não fazem mal a uma mosca e que os broncos terceirenses adoram torturar?

 

Respondi ao anónimo (um cobardolas, ou teria um nome) que fosse ao padre da freguesia dele e lhe perguntasse o que acontece às “pessoas” que têm maus fígados e adoram torturar as criaturas de Deus: se ele dissesse que vão direitinhas para o inferno quando morrerem, é um verdadeiro padre católico, representante do Diabo na Terra.

 

Se disser que Deus é misericordioso e o Espírito Santo (representado por uma Pomba branca, que muitos católicos gostam de matar aos tiros para se divertirem) é complacente, e que para os seres divinos a Vida, qualquer Vida, é sagrada, e deve ser respeitada e defendida, será um Padre cristão, verdadeiro representante de Deus na Terra.

 

Mas na ilha Terceira, duvido que encontremos um padre que siga o preceito máximo que Jesus Cristo deixou aos homens e o ensine aos que vão à missa e comungar todos os domingos, para depois se comportarem como uns estafermos: «não faças aos outros (incluindo nesses outros, os bovinos e todos os outros animais não-humanos, também criaturas de Deus) o que não gostas que te façam a ti».

 

Bem, e se este anónimo não aprendeu nada com este meu “sermão”, é um caso perdido para a Humanidade.

 

Daí que considere urgente que a Igreja Católica Portuguesa comece a dar valor às práticas cristãs, e não às práticas satãs.

 

Porque só Satanás tortura seres vivos para se divertir.

 

Não Deus.

 

Não o Deus que, com o Filho e o Espírito Santo, faz parte da Santíssima Trindade.

Isabel A. Ferreira

publicado por Isabel A. Ferreira às 19:48

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 27 de Julho de 2016

NA ILHA DAS FLORES (AÇORES) NÃO HÁ TRADIÇÃO DE TOURADAS NEM DE VACADAS

 

Mas este ano, pela primeira vez, o presidente da Câmara Municipal desta ilha, que é adepto de selvajaria tauromáquica, pretende impô-las, com o apoio da igreja que se diz católica, e logo na festa do Senhor Santo Cristo, remando contra a maré da evolução, como se o Santo Cristo aprovasse a tortura das criaturas de Deus.

 

Por isso é importante que assinem e divulguem esta petição:

https://www.change.org/p/senhor-bispo-d-jo%C3%A3o-lavrador-senhor-santo-cristo-das-lages-das-flores-sem-vacada

 

 

SANTO CRISTO.jpg

 

No próximo dia 30 de Julho está programada a realização de uma “vacada”, integrada no programa da festa do Senhor Santo Cristo, na freguesia da Fazenda, concelho das Lajes das Flores.

 

- Considerando que as touradas ou “vacadas” em nada contribuem para educar os cidadãos para o respeito aos animais, além de causarem sofrimento aos mesmos;

 

- Considerando que põem em risco, de forma absurda, a integridade física e até em algumas ocasiões a vida das pessoas;

 

- Considerando que não há tradição ou divertimento que justifiquem o sofrimento e maus tratos a um animal, não havendo nem sequer qualquer tipo de tradição para este tipo de “espectáculos” no Município das Lajes das Flores;

 

- Considerando que o Município das Lajes deveria corresponder aos critérios do galardão de reserva da biosfera, como um exemplo de respeito pela natureza, pelo ambiente e pelos animais, não ficando associada a sua imagem à prática deste tipo de eventos retrógrados;

 

- Considerando também que a Igreja Católica deveria ter uma posição clara relativamente às touradas, que foram condenadas e proibidas pelo Papa Pio V, que as considerava como espectáculos alheios de caridade cristã;

 

Vimos apelar a V. Ex.ª para que seja retirada a licença municipal à realização deste evento e que a “vacada” seja retirada do programa da festa do Senhor Santo Cristo.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:34

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 6 de Abril de 2015

A IGREJA CATÓLICA PERMITE QUE SE CELEBRE A RESSURREIÇÃO DE CRISTO (PÁSCOA) TORTURANDO CRIATURAS DE DEUS?

 

 

Que tipo de blasfémia será esta?

 

Não será isto uma desobediência às leis do Deus que dizem “servir”?

 

PÁSCOA1.jpg

 

PÁSCOA2.jpg

 

Maurício do Vale - Aficionado (é assim que ele assina os artigos que publica numa espécie de “jornal” dependente da tauromaquia) escreveu algo que poderia ser inacreditável se não soubéssemos que os tauricidas, que se dizem católicos, não passam de falsos católicos, ainda que “abençoados” por padres que se dizem ao serviço de Deus.

 

Então não é que este aficionado teve a ousadia de blasfemar contra as coisas sagradas e sob o título «Páscoa taurina bendita» escreveu esta coisa absolutamente anormal, na véspera do Dia de Páscoa (04/04/2015 às 00.30 horas – isto para que fique registado no Livro Negro da Tauromaquia)?

 

«Sobretudo para os crentes, o Domingo de Páscoa tem o valor da vida suprema, infinita e eterna. A Semana Santa, entre vigílias, orações de Fé e Paixão, culmina nesse dia.

 

A espiritualidade da Tauromaquia vive-se intensamente nas festas religiosas, expressão humana dos mais altos valores da solidariedade e de amor sublimado. Onde na morte não se morre... Em Portugal, e não só, a tradição mantém a Páscoa como uma época taurina bendita.

 

Hoje, Granja e Serpa; amanhã, Abiúl e Alpalhão; segunda-feira, Sousel. Locais em festa com a Festa de Toiros, fins benéficos e artistas que nas arenas se entregam em lides de Vida, "mais próximos de Deus e por isso se benzem", como dizia o saudoso Padre Teodoro!»

 

Se o “saudoso padre Teodoro” andava metido nesta vergonhosa e abominável prática, neste momento deve estar a passar as passas do Algarve, porque ninguém ofende a Deus tão impunemente.

 

Mas para que esta gente não morra ignorante, transcreverei aqui o que pode ler-se num dos Evangelhos Apócrifos (que a igreja católica rejeita, por motivos óbvios) escritos em rolos de papiro, ocultos em jarros de cerâmica, denominados Manuscritos do Mar Morto, encontrados por beduínos (pastores de cabras) em 1947, nas cavernas de Qumram, ao procurarem um animal perdido.

 

A autenticidade destes manuscritos foi atestada em 1948, e actualmente estão guardados no Santuário do Livro do Museu de Israel, em Jerusalém.

 

E o que estava escrito no capítulo 38 desses manuscritos?

 

Que Jesus Cristo era vegetariano e condenava os maus-tratos de animais. Eis a transcrição:

 

1. E vieram alguns dos seus discípulos e falaram-lhe a respeito de certo egípcio, um filho de Belial, que ensinava ser lícita a tortura de animais, desde que seus sofrimentos trouxessem algum benefício aos homens.

 

2. E Jesus disse-lhes: «Na verdade eu vos digo que aqueles que partilham dos benefícios obtidos praticando actos contra uma das criaturas de Deus não podem ser íntegros, nem podem aqueles cujas mãos estejam manchadas de sangue, ou cujas bocas estejam contaminadas pela carne, tocar as coisas santas, ou ensinar os mistérios do reino».

 

3. «Deus concede os grãos e os frutos da terra para alimento [Génesis, 1:29] e, para o homem íntegro, não há outro sustento para o corpo que seja lícito».

 

4.«O ladrão que arromba a casa feita pelo homem é culpado, mas aqueles que arrombam a casa feita por Deus, até mesmo a menor delas, são os maiores pecadores. Portanto, digo a todos os que desejam ser meus discípulos: mantende as vossas mãos afastadas do derramamento de sangue, e não permitais que qualquer alimento de carne entre pela vossa boca, pois é Deus justo e magnânimo, tendo ordenado que o homem viva somente de frutas e sementes da terra».

 

5. «Mas, se qualquer animal sofrer muito, e se a sua vida for uma miséria, ou se for perigosa, libertai-o então rapidamente dessa sua vida, com o menor sofrimento possível. Despedi-o em amor e misericórdia, porém não o atormenteis, e Deus, o Pai-Mãe, ser-vos-á misericordioso assim como fostes misericordiosos para com aqueles que foram confiados às vossas mãos»

 

6. «E aquilo que fizerdes ao menor destes meus filhos, a mim o fazeis. Pois eu estou neles, e eles em mim. Sim, estou em todas as criaturas, e todas as criaturas estão em mim. Alegro-me em todas as suas alegrias, e aflijo-me em todas as suas tribulações. Portanto, vos digo: sede complacentes uns para com os outros e para com todas as criaturas de Deus»

 

Fonte: https://nandomeira.wordpress.com/o-evangelho-dos-doze-santos/

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 19:05

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 17 de Março de 2014

TOURADA EM VILA VIÇOSA FOI UM FIASCO, APESAR DA BÊNÇÃO DA IGREJA CATÓLICA

 

São os aficionados que o dizem: poderia ter sido um sucesso. Mas não foi.

 

E Vila Viçosa perdeu o viço. É uma  localidade que está no rol das terrinhas atrasadas.

 

Este ano, todas as actividades tauromáquicas, tanto em Portugal como nos pobres países estrangeiros, que ainda não se viram livres desta peste negra, foram um autêntico fracasso.

 

E continuarão a ser, per omnia saecula saeculorum

 

Aconteceu no passado sábado. Passeia-se a Santa pela arena da morte, aos ombros de torcionários. Faz-se uma espécie de procissão profana, com os cobardes atrás. E as poucas pessoas que vemos na imagem a assistir… assistem…

 

Simplesmente assistem…

 

Uma imagem que constará no Livro Negro da Tauromaquia. Quando esta estiver na prateleira do circo romano, os descendentes desta gente envergonhar-se-ão dos seus antepassados tão primitivos!

 

Foto: http://farpasblogue.blogspot.pt/2014/03/moura-marcou-diferenca-esta-tarde-em.html

OOO
ooo

Aqui outra imagem, que o Papa Francisco irá gostar de ver… Um padre católico (entre o cordão vermelho) alinha nesta fantochada pagã, onde vão ser torturados seres vivos, usando a imagem de uma Santa Católica, como se não tivesse (o padre) de prestar contas a Deus, por esta profanação… Mas também os torcionários, que terão de pagar a maldade que cometeram contra seres vivos indefesos e inocentes..

 

Este padre está a violar as normas da Igreja, nomeadamente a Bula do Papa Pio V, que ainda está em vigor.

 

 Nesta Bula “De Salute Gregis Dominici “ o Papa proibe as corridas de touros, assim como nega uma sepultura católica e excomunga todos aqueles que participem em festivais taurinos em todos os territórios administrados pela Igreja Católica.

 

Mais tarde essa mesma Bula foi rectificada sendo excomungados apenas os clérigos que participem em espectáculos taurinos ou onde sejam lidados outro tipo de animais.

 

Ora, este padre pode considerar-se, desde já, excomungado.

 

***

A igreja católica, em cada acto destes, afasta do seu rebanho os verdadeiros cristãos, que conhecem o valor da Vida e o Respeito a ter por todas as criaturas de Deus.   

 

Ao ser cúmplice desta tortura, a igreja católica não cumpre os ensinamentos deixados por Jesus Cristo.

 

Que legitimidade terá para actuar como representante de Deus na Terra?

 

Para ver mais imagens desta blasfémia é só abrir este link:

http://www.solesombra.net/festival-radio-campanario-em-imagens/

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:08

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 3 de Dezembro de 2012

A IGREJA CATÓLICA E A TOURADA

 

 

 

O Papa Bento XVI, a Igreja e os Direitos dos Animais

 

O Papa Bento XVI falou emocionadamente sobre a exploração de todos os seres vivos, em especial os animais que vivem nas quintas. Ao ser questionado, em 2002, sobre os direitos dos animais numa entrevista, o então Cardeal Joseph Ratzinger afirmou:

 

Este é um assunto muito sério. De todos os pontos de vista, podemos ver que eles foram postos sob os nossos cuidados, e simplesmente não podemos fazer o que queremos com eles.

 

Os animais também são criaturas de Deus... Certamente, determinados tipos de usos industriais das criaturas, como quando os gansos são alimentados de tal maneira a produzir um fígado tão grande quanto possível, ou quando as galinhas vivem tão apertadas que se transformam em caricaturas de aves, esta degradação de seres viventes que as converte em coisas me parece que contradiz a relação de reciprocidade que vemos na Bíblia.

 

Os animais são também criaturas de Deus, e embora não tenham uma relação directa com Deus, como tem o homem, eles são criaturas da Sua vontade, criaturas que devemos respeitar como companheiros de criação» (Papa Bento XVI)

 

(Um aparte:

Há aqui a considerar o seguinte: talvez os animais, por também serem criaturas de Deus e INOCENTES, tenham uma relação com Deus muito mais intensa do que os homens predadores, que são uns grandes HIPÓCRITAS. Se não têm como afirmar esta apreciação, também não têm como negá-la).

 

Isto é o que diz o Papa, mas não é o que a Igreja segue. E a Igreja não seguindo, o Papa cala-se, num consentimento, que de tão silencioso nos agride, como se gritasse: DOU-VOS A LIBERDADE DE SEREM IMPIEDOSOS PARA COM OS ANIMAIS!

 

***

 

A Bula do Papa Pio V, datada de 1567

 

A 1 de Novembro de 1567, o Papa Pio V publicou a bula “De salute gregis dominici”, ainda em vigor:

 

«(…) Nós, considerando que estes espectáculos que incluem touros e feras no circo ou na praça pública não têm nada a ver com a piedade e a caridade cristã, e querendo abolir estes vergonhosos e sangrentos espectáculos, não de homens, mas do demónio, e tendo em conta a salvação das almas, na medida das nossas possibilidades, com a ajuda de Deus, proibimos terminantemente por esta nossa constituição (…) a celebração destes espectáculos (…)».

 

Fonte: “Bullarum Diplomatum et Privilegiorum Sanctorum Romanorum Pontificum Taurinensis editio”, tomo VII, Augustae Taurinorum, 1862, pág. 630-631.

 

Esta “proibição” foi decretada em 1567, e ainda está em vigor.

O que faz a igreja católica, em 2012?

Pura e simplesmente IGNORA-A. E o Papado nada faz.

 

***

 

Proibição de Touradas em honra de Deus e dos Santos  

 

(Conc. Trid., Sessão 25, Cap. o 1, «De venerat. Sanctorum») CAP. o 8

 

«O espectáculo das touradas é indigno de ser visto pelos cristãos e não difere muito daquele desumano costume dos pagãos de combater contra as feras, com erro do povo ignorante. Sucede julgar-se este género de espectáculos como exibição em honra de Deus, da bem-aventurada Virgem Maria Mãe de Deus e dos santos - de tal maneira que se chega ao ponto de alguns fazerem promessas de realizarem touradas!

 

O Santo Concílio aconselha os Ordinários que ensinem ao Povo a si confiado, que com espectáculos desta natureza, mais se ofende a Deus do que se Lhe presta culto. Essas horas que se destinam a distrair os olhos com um vão e inútil prazer, são subtraídas ao culto devido a Deus, levando muitos fiéis a afastarem-se do sacrifício da missa que aqui e ali deixam de assistir ao ofício vespertino. Por isso ordena-se aos juízes das confrarias que não comprem toiros com as rendas e esmolas das mesmas. Se assim fizerem, além da restituição no dobro, sejam multados de acordo com a decisão dos Ordinários.

 

Se algumas promessas com o pretexto de oferecer touradas, foram feitas, estabelece o Santo Concílio que as declare nulas, proibindo também que outras promessas do género se façam. Proíbe-se aos clérigos, quaisquer que sejam as ordens sacras que tenham recebido, ou aos prebendados, quaisquer que sejam os benefícios que tenham obtido -sob pena de cinco cruzados de ouro, aplicáveis em benefício do meirinho, e, em parte, em obras pias, proíbe-se, repete-se, que assistam a tais espectáculos. 

 

Aos alcaides das cidades e das vilas, exorta-os o Santo Concílio, que se abstenha de semelhantes espectáculos, a fim de que não desviem das coisas da Igreja e dos ofícios divinos as almas dos povos a cujo governo presidem.» 

 

Fonte: "O IV Concílio Provincial Bracarense e D. Frei Bartolomeu dos Mártires" do Prof. Dr. José Cardoso. Edição APPACDM - 1994

 

Nesta “proibição” não foi mencionado o principal argumento: o enorme SOFRIMENTO que tais práticas cruéis provocam nessas CRIATURAS que também SÃO DE DEUS.

 

Um pormenor que nos chocou bastante. O importante para este Santo Concílio não foram os animais. Mas o “desvio” das pessoas das coisas “divinas”.

 

É por estas e por outras que os “falsos” representantes de Deus na Terra serão um dia excomungados pelo próprio Deus, tão certo como à noite se seguir o dia.

 

Porém, é caricato que em pleno século XXI, depois de Cristo, se continue com a realização de touradas a pretexto de festas “religiosas” ou em honra de Santos, com a cumplicidade de clérigos, alguns certamente equivocados e que em nada dignificam a imagem da igreja católica.  

 

***

 

D. Manuel Martins: um Bispo contra as Touradas, mas muito silencioso…

 

 


Cabe aqui referir a importante posição de D. Manuel Martins (Bispo Emérito de Setúbal), quando gentilmente recebeu uma delegação do MATP - Movimento Anti-Touradas de Portugal e lhe questionamos se gostava de touradas: "Não gosto, nunca gostei. Brincar barbaramente com um animal, como na tourada, acho que é uma agressão à Ecologia, ao equilíbrio da natureza."

 

Fonte: MATP - Movimento Anti-Touradas de Portugal

http://matportugal.blogspot.com/2010/05/papa-bento-xvi-igreja-e-os-direitos-dos.html

 

Sendo D. Manuel Martins, dentro da igreja católica portuguesa uma personagem de grande influência e prestígio, não o vimos nunca tomar uma posição pública CONTRA a TORTURA DE CRIATURAS, que também SÃO DE DEUS.

 

***

 

A tortura de Touros conta com a cumplicidade da igreja católica, também no Perú 

 

 


Este falso padre católico, Alfredo Castañeda Pro, vai direitinho para o inferno no qual ele acredita. Ele e os que com ele estão. Porque Deus não se deixa enganar, e está atento a estes impostores, que se fazem passar pelos Seus representantes na Terra...

 

Outra preciosidade da igreja católica.

Mas quando é que esta moveu um dedo contra as corridas de Touros, contra o “Toro Embolado”, contra o “Toro Dardeado” ou contra o “Embalse de Toros”?

 

Lima, Perú, Domingo 4 de Novembro de 2012, assim se iniciou a feira taurina do “Senhor dos Milagres”, COM A ABSOLVIÇÃO CATÓLICA.

 

Na foto, o capelão de Acho, Alfredo Castañeda Pro, padre jesuíta, (SÓ PODIA SER!), com o matador francês Juan Leal e o matador mexicano, já não tão menino, Michelito Lagravere, na capela da praça, antes das corridas.

 

Segue-se um artigo taurino do diário limiano “Expresso”:

 

«A Capela de Acho é a mais bela do mundo taurino… É a capela mais bonita de todas as praças de touros no mundo, refere o padre jesuíta Alfredo Castañeda Pro, “ Alfredito” para os seus ex-alunos e amigos, capelão durante 40 anos, na arena de Acho.

 

Com os seus azulejos sevilhanos e as suas imagens do Senhor dos Milagres, a “Virgen de la Macarena” e a Nossa Senhora de Guadalupe, a capela é pequena mas um assombro de elegância e arquitectura», diz o padre Castañeda.»

 

***

 

E dizemos nós: isto não é um padre. É mais um carrasco de Touros, a juntar aos tauricidas.

 

Em Portugal, como no Perú, como em todos os outros países tauricidas, a igreja católica envergonha a DOUTRINA CRISTÃ.

 

Fonte:

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.468715926490352.129760.100000558462501&type=1#!/photo.php?fbid=422780891109181&set=a.314598921927379.87366.159923240728282&type=1&theater

 

***

 

São estes pormenores que nos fazer crer que a igreja católica portuguesa está-se nas tintas para essa tortura, para o que diz o Papa Bento XVI, ou para a Bula do Papa Pio V, e porquê?

 

Porque a igreja católica portuguesa é uma das grandes beneficiárias da tauromaquia, uma vez que a grande maioria das praças de touros lhe pertence. UM SACRILÉGIO!

 

Além disso, considera que os animais não tendo alma, devem ser tratados como uns desalmados.

 

E o que desejamos a toda esta gente, que assim pensa, é que seja julgada e condenada como merece, quando chegar a vez de ela prestar contas ao verdadeiro SENHOR DO UNIVERSO.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:10

link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Junho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

IGREJA CATÓLICA PORTUGUES...

AO CUIDADO DE D. MANUEL C...

NA ILHA DAS FLORES (AÇORE...

A IGREJA CATÓLICA PERMITE...

TOURADA EM VILA VIÇOSA FO...

A IGREJA CATÓLICA E A TOU...

Arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

DIREITOS

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

ACORDO ORTOGRÁFICO

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

COMENTÁRIOS

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

CONTACTO

isabelferreira@net.sapo.pt