Segunda-feira, 20 de Maio de 2019

ESTA CAMPANHA ELEITORAL, A MAIS POBREZINHA DE SEMPRE, ESTÁ EM VIAS DE FAZER COM QUE A ABSTENÇÃO GANHE AS ELEIÇÕES EUROPEIAS

 

Apenas através do voto podemos mudar o rumo da Europa.

A abstenção, votos brancos e votos nulos dão razão a quem não a tem.

Por isso VOTEM! Não deixem na mão dos outros o que querem para o vosso futuro.

Mas votem com consciência, penalizando os que nada têm feito pela Europa e muito menos por Portugal.

 

europeias.png

 

Apenas quem anda desatento, ou virado para o seu próprio umbigo, ou a assobiar para o lado, ou protegido por uma redoma de vidros esfumados, ou é narcisista nato, ou cego mental, não vê, ou não quer saber do que se passa ao seu redor, a não ser que diga respeito ao futebol, claro.

 

Portugal está confinado a três lados.

 

De um lado estão uma enfiada de corruptos de colarinho branco, que pululam por aí como parasitas, subservientes, ocupando os mais altos cargos administrativos estatais ou a eles ligados, e na governação central e autárquica; ladrões e vigaristas e doutores e engenheiros que compram diplomas; testas de ferro a fingir que são deputados da Nação; os lobistas, os mascarados, os ignorantes optativos portadores do vírus da estupidez, que andam por aí, quais bobos alegres, a tentar enganar um povo desprovido de juízo crítico, que aceita tudo o que lhe impingem, com a ingenuidade dos recém-nascidos.

 

Ao meio está a massa amorfa, de um povo semianalfabeto, a arrastar-se por lugarejos, onde a civilização ainda não chegou, vivendo agarrado a “tradições” medievalescas, profundamente primitivas, situação que o Estado mantém protegida, porque um povo amorfo, amansado, ignorante não levanta ondas, sendo mais fácil de manipular.

 

Do outro lado estão aqueles que vão dando luta ao Poder, que são a pedras nos sapatos dos poderosos, que, no entanto, estão-se nas tintas para o juízo crítico que deles fazem. De tal modo estão agarrados ao “poder” e às vantagens e proveitos que daí retiram que viram as costas à honra, à dignidade, à honestidade, ao bom nome, à vergonha que deviam ter na cara, tudo o que eleva a espécie Homo, à categoria de Sapiens, e deixam-se arrastar pelo chão, reduzindo-se à expressão mais baixa da condição humana.

 

Entre todos estes mortos-vivos e feridos pela ignorância optativa, existe um Portugal para inglês ver: o Portugal da gastronomia gourmet, muito na moda, e da outra, farta e de engorda; das paisagens vinhateiras, das praias algarvias, do turismo de luxo, enfim, nada contra tudo isto, se tudo isto não fosse apenas para inglês ver.

 

Portugal é um país territorialmente pequeno, mas com uma alma que já foi grande e agora está a definhar, porque o que é estrangeiro é que é moderno, ainda que seja um lixo. E essa alma grande só não se mantém porque os políticos (salvo raríssimas excepções) praticam políticas baixas, rastejam ao menor aceno que venha de fora.

 

E andamos nós aqui a gastar a nossa Língua Portuguesa, na sua versão indo-europeia, dirigindo mensagens a blocos de cimento armado, onde não entra nem um fio de teia de aranha, quando mais ideias para fazer avançar Portugal!


O que se passa em Portugal, no que respeita à política, não se derruba com palavras, mas com atitudes, e com a arma do voto. O pior, é que Portugal é um país pequeno, mas cheio de cobardes e não-pensantes e alienados.

 

Governa-se o país como se os Portugueses fossem umas marionetas, pior do que isso, umas marionetas muito estúpidas.

 

António Costa diz que o país está melhor. O País não está melhor. O país engordou e a gordura não é saudável.

 

Roubo das armas em Tancos, incêndios com muitas mortes, pedreira de Borba, corrupção ao mais alto nível em quase todos os organismos públicos, a Língua feita em farrapos, o ensino de rastos, a roubalheira na banca, que querem mais para avaliar a governação?

 

A morte de mães e filhos no parto aumentou, a mortalidade infantil também aumentou em Portugal é isto é um indicador de um subdesenvolvimento ainda a latejar em Portugal.

 

A violência doméstica tem merecido penas de passarinho. A Convenção de Istambul falha estrondosamente.


Tudo isto e muito mais.

 

Andam por aí a vender Portugal aos turistas como um paraíso, mas peçam-lhes que espreitem debaixo dos tapetes…

 

Eu vou votar. Votarei no partido que tem visão de futuro, não serve lobbies, não está agarrado ao passado, nem anda no mundo só por ver andar os outros.

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:03

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 31 de Março de 2016

DESABAFO DE UMA ABOLICIONISTA

 

Esta publicação tem dois anos.

Em dois anos, o meu pobre país NÃO EVOLUIU ABSOLUTAMENTE NADA.

Este desabafo poderia ter sido escrito HOJE.

Ainda assim, VENCEREMOS! Mais dia, menos dia, VENCEREMOS!

 

VENCEREMOS.jpg

 

Sei que o meu País atravessa um momento difícil, onde o caos se instalou a todos os níveis.

 

Sei que somos desgovernados por corruptos.

 

Sei que somos roubados descaradamente.

 

Sei que somos vilipendiados nos nossos mais básicos direitos.

 

Sei que os “políticos” que temos são cegos e surdos aos apelos que fazemos.

 

Sei que entre o povo que se faz de vítima, estão os principais cúmplices e culpados da situação caótica que o nosso País vive.

 

Sei que os governantes não gostam de um povo que pensa, por isso promove a incultura.

 

Sei que o nosso País precisa de uma Revolução séria, que derrube esses corruptos.

 

Sei que uma minoria inculta manipula descaradamente a maioria parlamentar que despudoradamente se deixa manipular.

 

Sei que essa maioria parlamentar não merece consideração, porque não se dá ao respeito.

 

Sei que a política praticada em Portugal, desde Lisboa aos municípios (com raríssimas excepções) é suja, é podre, é antiquada, é madrasta, é coisa para deitar ao lixo.

 

Sei que da política e dos políticos fiquei farta, fartíssima, depois de tantos anos a lidar com eles, e conhecer-lhes as manhas e artimanhas.

 

Por isso, um dia decidi emprestar a minha voz aos que não têm voz, e entrei numa “guerra” de muitas batalhas, e nela, desde então, continuo firmemente de pé, com as palavras em riste (a minha arma) apontadas para os inimigos dos que decidi defender, apesar das ameaças de morte, apesar das dificuldades, apesar dos obstáculos, apesar do processo judicial que me foi interposto...

 

Sei que a tourada está oficiosamente abolida.

 

Está acabada. A cair de podre. De velha. Ultrapassada. Desactualizada.

 

Mas falta enterrá-la debaixo de uma lei oficial.

 

E para tal, os Touros e os Cavalos precisam de todas as vozes.

 

Não haverá muito mais para dizer.

 

Mas há algo que ainda é necessário fazer: derrubar as mentes velhas, encerrar as escolas de toureio, desmoralizar os aficionados, marginalizar os sádicos, boicotar os apoiantes, desfazer o nó entre os governantes e os tauricidas, enfim, fechar o cerco a esta minoria sanguinária que anda por aí, em bicos de pés, a tentar segurar um cadáver.

 

É preciso um pouco mais de empenho.

 

Travamos a batalha final.

 

É urgente que todas as vozes abolicionistas se ergam para esmagar os últimos “olés” que ainda se ouvem por aí…

 

VENCEREMOS, AMIGO TOURO. VENCEREMOS!

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:35

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 26 de Julho de 2015

NÃO ACABEM COM AS TRADIÇÕES

 

Devemos mantê-las. Tal como sempre existiram.

 

Apedrejem-se as mulheres adúlteras. Queimem-se as bruxas.

 

Enforquem-se na praça pública, os corruptos, os ladrões, os que roubam o povo, os assassinos…

 

As tradições são a alma de um povo… São a herança de antepassados bastante evoluídos, fruto de uma cultura humanista…

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:07

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 31 de Março de 2015

«Por que gosto gosto dos animais não-humanos»...

 

 

417892_332486713462226_1401357821_n[1].jpg

 

Texto de Josefina Maller

 

«Todos sabem (os meus leitores, claro!) que eu sou uma defensora acérrima dos animais (de qualquer animal, seja doméstico ou selvagem, do cão, do gato, da formiga ao hipopótamo), dos seus direitos, e de como os considero meus irmãos, porque somos seres da mesma Criação, com quem partilho o mesmo Planeta e a mesma Vida: respiramos o mesmo ar; bebemos da mesma água; alimentamo-nos do que a Natureza nos dá; temos as mesmas necessidades vitais, fome, sede, sono; sofremos as mesmas dores; somos fustigados pelo mesmo Vento; ilumina-nos o mesmo Sol; vela-nos a mesma Lua; abrasa-nos o mesmo Fogo; somos atingidos pelos mesmos flagelos da Natureza, pelas mesmas doenças, pelos mesmos martírios que nos infligem os animais humanos.

 

Porém, nem todos saberão porquê.

 

in «A Hora do Lobo», livro de Josefina Maller

 

Gosto dos animais não-humanos porque:

 

- São-nos fiéis em qualquer circunstância: nos bons e nos maus momentos; na fartura e na miséria; na saúde e na doença. 

 

- Não têm vícios, não se embebedam, não se drogam...

 

- Não são rancorosos.

 

- Não usam da violência para maltratar os da sua espécie, a não ser em legítima defesa ou por uma questão de sobrevivência...

 

- Não matam por prazer.

 

- Não são cruéis.

 

- Não sentem ódio, nem escárnio.

 

- Não massacram.

 

- Não são terroristas.

 

- Não desprezam os seus.

 

- Não poluem as águas, o ar, o solo, o ambiente...

 

- Não fazem guerras.

 

- Não são bombistas suicidas.

 

- Não destroem o seu meio ambiente.

 

- Não inventam armas mortíferas.

 

- Não sequestram os seus.

 

- Não violam os seus.

 

- Não torturam os seus.

 

- Não impingem o seu modo de vida a ninguém.

 

- Não são intolerantes.

 

- Não mentem nunca.

 

- São afectuosos.

 

- São pacifistas.

 

- Não são hipócritas, nem cínicos.

 

- São amorosos, perspicazes, laboriosos, inteligentes.

 

- Não agridem, se não os agredirem.

 

- Não são ladrões.

 

- Não são corruptos.

 

- Não são vigaristas.

 

- Não são traficantes de droga, nem de armas, nem dos seus.

 

- Respeitam as leis da Natureza e da Sobrevivência.

 

- Não andam no mundo só por ver andar os outros: intuem o verdadeiro sentido da vida, porque a vivem de acordo com a Lei Natural... que é forma mais inteligente de viver...

 

Que motivos terei eu para não respeitar ou não gostar dos animais não-humanos ou de considerá-los inferiores a mim?»

 

Josefina Maller

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:36

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 8 de Setembro de 2014

ONTEM, O MEU PAÍS FOI ATIRADO AO LIXO, PELAS AUTORIDADES, EM VIANA DO CASTELO

 

É lamentável que no meu País seis magníficos seres vivos tivessem sido torturados para bancadas vazias… (por isso os órgãos de informação foram impedidos de entrar na arena)

 

É lamentável que no meu País as autoridades façam jantaradas com os fora-da-lei…

 

É lamentável que no meu País prevaleça a lei dos imbecis sobre a Lei da Razão.

 

 

Aqui, cheirava a vinho, a suor, a urina, a sangue, a bosta…

 

Origem da imagem:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=810667745644421&set=gm.586475308130203&type=1&theater

 

MAS SEM QUALQUER DÚVIDA, A VITÓRIA FOI DOS ABOLICIONISTAS!

 

Se a selvajaria tivesse sido realizada dentro da LEGALIDADE a vitória era deles.

 

A selvajaria foi realizada na ILEGALIDADE, a vitória é nossa.

 

E quando temos ministros do Estado a "ajudar à missa" a coisa torna-se mais grave e a vitória mais nossa.

 

***

 

Ontem, ficou provado que Viana do Castelo não é terra de aficionados. Pelo contrário. Apenas cerca de 200 pessoas foram assistir á tortura das vítimas…

 

E ofereceram-se bilhetes, à última hora, explicando-se às pessoas que não havia “qualquer problema se entrassem com crianças”.

 

Pois!

 

E nós, contribuintes, pagámos do nosso bolso, o prejuízo que a organização desta selvajaria teria tido, se não recorressem, aos dinheiros públicos.

 

A isto chama-se ROUBAR.

 

E disseram mais. Disseram que na arena é o Estado Português que está representado no director de corrida, que é acompanhado pelo corneteiro e pelo chefe de polícia…. Enfim…

 

A IGAC é a ligação umbilical dos tauromafiosos ao Estado Português. E pudemos comprovar como se comporta com imparcialidade, a favor da tortura de seres vivos e da selvajaria para imbecis.

 

Para a IGAC não existem anti-touradas, nem abolicionistas, daí  estarem-se nas tintas para o que dizemos.

 

E se a IGAC é uma entidade do estado, que está do lado dos corruptos e dos fora-da-lei, será legítimo desobedecermos ao Estado Português, fugir aos impostos, não pagar taxas, etc., etc., etc….

 

E agora resta-nos fazer QUEIXA das autoridades que NÃO SÃO COMPETENTES, mas sim cúmplices da ilegalidade.

 

É que alguém no meu país há-de ser HONESTO.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 10:43

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 10 de Abril de 2014

DESABAFO DE UMA ABOLICIONISTA

 
 
 
 
 

Sei que o meu País atravessa um momento difícil, onde o caos se instalou a todos os níveis, devido à incompetência dos governantes.

 

Sei que somos desgovernados por corruptos.

 

Sei que somos roubados descaradamente.

 

Sei que somos vilipendiados nos nossos mais básicos direitos.

 

Sei que os “políticos” que temos são surdos aos apelos que fazemos.

 

Sei que entre o povo que se faz de vítima, estão os principais cúmplices e culpados da situação caótica que o nosso País vive.

 

Sei que os governantes não gostam de um povo que pensa, por isso promove a incultura.

Sei que os governantes gostam de um povo submisso, daí não investirem no Ensino, na Educação e na Cultura.

 

Sei que o nosso País precisa de uma Revolução séria, que derrube esses corruptos.

 

Sei que uma minoria inculta manipula descaradamente a maioria parlamentar que despudoradamente se deixa manipular.

 

Sei que essa maioria parlamentar não merece consideração, porque não se dá ao respeito.

 

Sei que a política praticada em Portugal, desde Lisboa aos municípios (com raríssimas excepções) é suja, é podre, é antiquada, é madrasta, é coisa para deitar ao lixo.

 

Sei que da política e dos políticos fiquei farta, fartíssima, depois de tantos anos a lidar com eles, e conhecer-lhes, por dentro e por fora, as manhas e artimanhas.

 

Por isso, um dia decidi emprestar a minha voz aos que não têm voz, e entrei numa “guerra” de muitas batalhas, e nela, desde então, continuo firmemente de pé, com as palavras em riste (a minha arma) apontadas para os inimigos dos que decidi defender, apesar das ameaças de morte, apesar das dificuldades, apesar dos obstáculos, apesar do processo judicial que me foi movido…  

 

Sei que a tourada está oficiosamente abolida.

 

Está acabada. A cair de podre. De velha. Ultrapassada. Desactualizada. Marginalizada. Morta.

 

Mas falta enterrá-la debaixo de uma lei oficial.

 

E para tal, os Touros e os Cavalos precisam de todas as vozes.

 

Não haverá muito mais para dizer. Já foi tudo dito, tudo esmiuçado, tudo mencionado ao pormenor.

 

Só não aprendeu sobre tauromaquia, quem optou por ficar ignorante.

 

Mas há algo que ainda é necessário fazer: derrubar as mentes velhas, encerrar as escolas de toureio, desmoralizar os aficionados, marginalizar os sádicos, boicotar os apoiantes, desfazer o nó entre os governantes e os tauricidas, enfim, fechar o cerco a esta minoria sanguinária que anda por aí, em bicos de pés, a tentar segurar um cadáver.

 

Travamos a batalha final.

 

É urgente que todas as vozes abolicionistas se ergam para esmagar os últimos “olés” que ainda se ouvem por aí…

 

Venceremos, amigos Touros. Venceremos!

 
 
 
publicado por Isabel A. Ferreira às 18:56

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 28 de Março de 2014

SENHORES DEPUTADOS, DESTA VEZ SÓ TÊM UMA SAÍDA: DECRETAR A ABOLIÇÃO DA TAUROMAQUIA EM TERRITÓRIO PORTUGUÊS, POIS SE NÃO O FIZEREM, ESTARÃO A PASSAR, A VÓS PRÓPRIOS, UM ATESTADO PÚBLICO DE CORRUPTOS…

 

 

O que se lê neste artigo, não é novidade nenhuma para os Portugueses mais atentos, mas uma coisa é o que se diz em surdina (que poderá ou não ser verdade), outra coisa é o que os aficionados dizem descaradamente em público, como sendo verdade.
 

E se isto é verdade (como parece que é), os Portugueses EXIGEM que a Assembleia da República Portuguesa decrete a ABOLIÇÃO DA TAUROMAQUIA JÁ!

Não foi para servirem o lobby tauromáquico e a tortura de bovinos que os deputados foram eleitos, nem para receberem salários adiposos pagos com os dinheiros dos Portugueses.

 

ooo

«Comentário ao comunicado da ATCT...

 

A FESTA - Despotismo? Não !!!

 

                       

 

Se ainda houvesse um despotismo iluminado que levasse reformas por diante que visassem acelerar o processo de modernização da tauromaquia, ainda vá que não vá, agora quando o despotismo tem como objectivo a auto promoção a fim de enfraquecer os que não são carreiristas, então tem que ser veemente condenado.

 

Procurei saber em França e Espanha se havia paralelo nesses Países com a situação Portuguesa em relação ao que se passa com a tentativa de obrigatoriedade de prestações pecuniárias para com associações de defesa da FESTA como se pretende para a Prótoiro, ainda por cima em ano de crise. Em nenhum desses Países há profissionais de defesa da FESTA, mas sim pessoas bem intensionadas que por amor á causa, trabalham e mostram resultados.

 

Li há dias que esse dinheiro que querem descontar para a Prótoiro, tem em vista fazer face ás despesas com contactos com deputados, ri-me pelo ridiculo da situação. Levou-me a pensar que poderiam disponibilizar a "massa" para comprar votos, só pode...

 

Nem o governo, que é o que é, se lembraria de tal imposição...

 

Já imginaram se todas as Associações de defesa da "Festa" resolvessem impor um imposto para as suas despesas ???'

 

Haverá alguém que concorde com isto ??? Eu penso que só concordarão os que mamam....

 

Descontar para o sindicato ou para o Fundo de Assistência, embora não  sendo obrigatório, tem a sua razão de ser. Agora p'rá Prótoiro... Não faz o minímo sentido. Vão trabalhar, e mostrem trabalho não copiado, que é o que não têm feito...»

 

Publicada por António Costa

 

 in Blog “Sortes de Gaiola” - http://sortesdegaiola.blogspot.pt/

 

 (Os sublinhados são do Arco de Almedina e os erros ortográficos são da responsabilidade de quem assina o artigo)

 
publicado por Isabel A. Ferreira às 15:00

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 25 de Outubro de 2013

AFICIONADOS PASSAM ATESTADO DE CORRUPTOS A DEPUTADOS DA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

 
 
 

(Origem da foto: Internet)

 

Ricardo Sousa, deixou um comentário ao post «DEPUTADOS SUBMETEM-SE AO LOBBY TAUROMÁQUICO» às 15:40, 2013-10-25.

Comentário:
eh!eh!eh!eh! tá difícil de perceber!!! Parabéns!!! mais uma derrota!!!

 

***

Mais uma derrota? Onde é que está a derrota?

 

Só um parvo vê uma derrota onde não existe derrota.

 

Até porque, POR LEI, a Assembleia da República vai SER OBRIGADA a discutir a PETIÇÃO da Associação ANIMAL.

 

Além disso, ao escrever um tal comentário, só está a ENTERRAR ainda mais a tauromaquia, e melhor do que isso… ESTÁ A PASSAR UM ATESTADO DE CORRUPTOS AOS DEPUTADOS.

 

Será que ainda não se aperceberam disso?

 

Agora ria-se, porque este comentário e a resposta vão direitinhos para os deputados. (Isabel A. Ferreira)

 

***

Anónimo, deixou um comentário ao post PAPA FRANCISCO TORNA-SE ACTIVISTA DOS DIREITOS DOS ANIMAIS - UM EXEMPLO DE COERÊNCIA COM OS DITAMES BÍBLICOS E ACÇÃO DO SEU REFERENCIAL SÃO FRANCISCO às 15:18, 2013-10-23.

Comentário:
Viva o 25 de Outubro! Já temos papel para limpar o rabiosque! Viva!

 

***

O 25 de Outubro era o dia agendado para a Assembleia da República discutir a Petição da Associação ANIMAL "Por uma Nova Lei de Protecção dos Animais em Portugal", e que foi ADIADA sem terem dado qualquer explicação aos envolvidos, o que denota uma FALTA DE DIGNIDADE por parte dos Senhores Deputados.

Os aficionados dizem que já têm papel para limparem o rabiosque. Gostaríamos de saber que papel é esse e quem lhes deu esse papel?(Isabel A. Ferreira)

 

***

Anónimo, deixou um comentário ao post NOTÍCIA DE ÚLTIMA HORA: A ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA ADIA A DISCUSSÃO DO PROJECTO-LEI APRESENTADO PELA ASSOCIAÇÃO ANIMAL às 23:15, 2013-10-22.

Comentário:
Eu bem te disse ó idiota que os deputados iam limpar o trazeiro a essa petição e apelo

 

***

 

Pois aqui está… Como sabem os aficionados que os deputados iriam limpar o traseiro à petição?

Não limparão. Porque a petição VAI SER DISCUTIDA CONFORME MANDA A LEI.
(Isabel A. Ferreira)

 

***

Francisco , deixou um comentário ao post «DIREITOS HUMANOS VERSUS DIREITOS DOS ANIMAIS» às 15:56, 2013-10-21.

Comentário:
Minha senhora: Psd - apoia touradas Cds - apoia touradas Ps - apoia touradas Quer mais o quê?

 

***

Senhores Deputados, isto é a voz dos aficionados, que têm V. Exas. como ALIADOS DA TORTURA.

 

É uma pequena amostra, mas são os tais da ATCT – Associação de Tradições e Cultura Tauromáquica, que se gabam de TER TRAVADO a DISCUSSÃO DA PETIÇÃO, na Assembleia da República.

 

A ser verdade… temos CRIME.

 

Com que então o PSD apoia touradas; o CDS apoia touradas, o PS apoia touradas…

 

Mas os partidos políticos estão na Assembleia da República para APOIAR TOURADAS, e ainda por cima com DINHEIROS PÚBLICOS?

 

Ou estão lá para SERVIR OS INTERESSES MAIS PREMENTES DO POVO, como SAÚDE, EDUCAÇÃO, CULTURA, HABITAÇÃO…

 

Então o que vem a ser isto?

 

Que ALIANÇA é esta com os tauricidas?

 

Isto é ILEGAL.

 

ISTO MERECE UMA CENSURA… E GRANDE PENALIZAÇÃO... (Isabel A. Ferreira)

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 17:07

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 16 de Agosto de 2012

O QUE DISSE SÉRGIO SABINO A ISABEL A. FERREIRA, E O QUE ISABEL A. FERREIRA DISSE A SÉRGIO SABINO

 

 

EU SOU A VOZ DESTE BELO E MANSO ANIMAL HERBÍVORO, QUE  NÃO PODE GRITAR O SOFRIMENTO DELE ÀS MÃOS DOS SEUS 

CARRASCOS

 

A origem deste texto está no post, intitulado PRÓ-TOIRO – FINALMENTE OS ROSTOS DA FESTA MACABRA, ao qual Sérgio Sabino (pseudónimo?) teceu um comentário, e eu respondi.

 

Porém, como a resposta se alongou, entendi transcrevê-la aqui, para que não passe despercebida, até porque o Sérgio Sabino disse coisas muito interessantes.

 

Eis o comentário dele:

 

«Isabel A. Ferreira, respeito a sua opinião, pois nem todos gostamos das mesmas coisa e é isso que nos faz ser diversificados e o mundo continua a evoluir, porque se todos pensassem da mesma maneira, por certo já nem vida existiria. Agora deixe-me só fazer um reparo neste seu blogue, porque é que você não se dedica mais e não entrega essa sua força a denunciar os políticos corruptos que temos neste país, políticos esses que destruíram as infra-estruturas do mesmo, que nos levou à grave/miserável situação em que chagamos...por ventura até faz parte de algum partido e certamente é um cidadã obediente e vota sempre que lhe dão ordem, arranje outro "entretêm" para ganhar protagonismo, pois para este lugar já existem demais. Cordiais cumprimentos.»

 

***

 

Sérgio Sabino, vamos esmiuçar o seu comentário:

 

O Sérgio começa por dizer: «Isabel A. Ferreira, respeito a sua opinião, pois nem todos gostamos das mesmas coisas e é isso que nos faz ser diversificados e o mundo continua a evoluir, porque se todos pensassem da mesma maneira, por certo já nem vida existiria

 

Pois, nem todos gostamos das mesmas coisas. CERTO. Concordo absolutamente consigo. Só que aqui não se trata de “GOSTAR”. Aqui trata-se de RESPEITAR. O Sérgio pode gostar de todas as coisas mais repulsivas que existem no mundo, que estou-me nas tintas.

 

Agora, o Sérgio não TEM O DIREITO de POR e DISPOR da VIDA DE UM SER VIVO, seja ele humano ou não humano. E aqui, já não me estou nas tintas.

 

O Sérgio tem o DEVER DE RESPEITAR TODAS AS CRIATURAS VIVAS À FACE DO PLANETA, isto se quer ser RESPEITADO também. Nunca lhe ensinaram isso? Já sei. Vai à missa. E na missa o padre diz que os animais não têm alma, logo são coisas para não serem respeitadas. Pois os padres deviam dizer nos púlpitos: não faças a outro ser vivo o que não queres que te façam a ti. Mas infelizmente, não dizem.

 

O seu automóvel não tem alma, pois não, Sérgio Sabino? Logo, posso parti-lo aos bocadinhos. Certo?

 

Quanto ao mundo “continuar a evoluir”... ERRADO.

 

Enquanto houver no mundo homens predadores, homens carrascos, homens desumanos, torcionários, tauricidas, o mundo não EVOLUIRÁ plenamente. Haverá sempre essa NÓDOA NEGRA a manchar a HUMANIDADE, a IMPEDIR a CIVILIZAÇÃO.

 

Continuando, o Sérgio diz: «Agora deixe-me só fazer um reparo neste seu blogue, porque é que você não se dedica mais e não entrega essa sua força a denunciar os políticos corruptos que temos neste país, políticos esses que destruíram as infra-estruturas do mesmo, que nos levou à grave/miserável situação em que chagamos...»

 

Pois fez um reparo, e fê-lo muito mal.

 

Esse tipo de coisas deixo para pessoas como o Sérgio Sabino, que naturalmente tem uma voz mais grossa do que a minha, e far-se-á ouvir muito melhor. É o que faz, não é? Não anda só por aqui a criticar quem FAZ ALGUMA COISA ÚTIL. O Sérgio Sabino com certeza DENUNCIA esses CORRUPTOS que andam a CANALIZAR O DINHEIRO DOS NOSSOS IMPOSTOS para o ENTERRAR NAS TOURADAS. Verdade?

 

A minha voz EMPRESTEI-A AOS ANIMAIS NÃO HUMANOS, QUE NÃO TÊM VOZ, para gritar o sofrimento deles às mãos dos torcionários tauricidas. E a minha voz é deles. Escolhi este caminho.

 

Agora, não tira de eu MALHAR NOS POLÍTICOS CORRUPTOS (e se estiver atento ao meu blog, verá que MALHO neles frequentemente, nomeadamente, no que respeita aos que se vergam-se ao lobby tauricida, por questões económicas). Além de que também MALHO nesses que ENTREGAM OS DINHEIROS PÚBLICOS para se fazerem touradas. Ora veja lá se não MALHO!

 

Depois o Sérgio Sabino acrescenta: «...por ventura até faz parte de algum partido e certamente é um cidadã obediente e vota sempre que lhe dão ordem»...

 

Pois está completamente enganado, Sérgio Sabino. Por ventura até sou ANARQUISTA PACIFISTA como MAHATMA GANDHI, como JOHN LENNON, como JESUS CRISTO. E certamente NÃO SOU UMA CIDADÃ OBEDIENTE. Muito longe disso. Quando acho que as leis são ESTÚPIDAS, simplesmente NÃO AS CUMPRO. COMBATO-AS. E quando acho que o PODER é CORRUPTO não O RESPEITO. COMBATO-O.

 

E é óbvio que NÃO VOTO sempre que me dão uma ordem, porque a mim NINGUÉM DÁ ORDENS. Apenas a MINHA CONSCIÊNCIA ME DÁ ORDENS. E a mim ninguém diz o que FAZER, o que DIZER, o que PENSAR ou em quem VOTAR. EU DECIDO por mim, e a maior parte das vezes VOTO EM BRANCO. É a minha forma de PROTESTO.

 

E para finalizar o Sérgio Sabino refere:...«arranje outro "entretém" para ganhar protagonismo, pois para este lugar já existem demais. Cordiais cumprimentos.»

 

O que diz, Sérgio Sabino? Está a insinuar que «EU ARRANJE OUTRO ENTRETÉM»?

 

Acha mesmo que faço disto o meu “ENTRETÉM”? Ainda por cima para ganhar PROTAGONISMO?

 

Isto é uma piada? Se é, não teve graça nenhuma.

 

Pois fique sabendo que LUTAR POR UM MUNDO MELHOR, PARA QUE OS MEUS NETOS TENHAM UM LUGAR NO PLANETA ONDE POSSAM RESPIRAR HARMONIA, É A MINHA MISSÃO. E quando a ABOLIÇÃO DAS TOURADAS vier (E VIRÁ BREVEMENTE) serei apenas um insignificante grão de areia, em todo este processo. Uma gotinha de orvalho, no imenso oceano de VOZES que se levantaram PRÓ TOUROS e PRÓ CAVALOS, por todo o mundo, e sentirei apenas que contribuí com a pequena parte que me coube.

 

Como vê Sérgio Sabino, enganou-se na sua avaliação a meu respeito.

 

Para a próxima, esteja mais atento às EVIDÊNCIAS.

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:47

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Julho 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

ESTA CAMPANHA ELEITORAL, ...

DESABAFO DE UMA ABOLICION...

NÃO ACABEM COM AS TRADIÇÕ...

«Por que gosto gosto dos ...

ONTEM, O MEU PAÍS FOI ATI...

DESABAFO DE UMA ABOLICION...

SENHORES DEPUTADOS, DESTA...

AFICIONADOS PASSAM ATESTA...

O QUE DISSE SÉRGIO SABINO...

Arquivos

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt