Terça-feira, 25 de Setembro de 2012

BRIGITTE BARDOT IRRITADA CONTRA OS COVARDES DO CONSELHO INSTITUCIONAL FRANCÊS

 

 

Brigitte Bardot (77 anos), Alain Delon (76 anos) e Jean-Paul Belmondo (79 anos), numa carta aberta aos sábios do Conselho Constitucional, pediram a abolição das touradas em França. "É chegada a hora de proibir a tortura, e de a abolir em todo o território, especialmente porque a tourada é considerada pelo Código Penal como um acto de crueldade, sendo punida com dois anos de prisão... ", escreveram eles.

 

Excepto em algumas regiões do sul, onde a tourada é considerada como "tradição local ininterrupta". Os sábios não só rejeitaram as petições apresentadas por duas associações anti-touradas que queriam que as mesmas penas se aplicassem em toda a França, como anunciaram que essas “diferenças de tratamento" não são inconstitucionais.

 

Uma decisão que deixou Brigitte Bardot muito irritada. "Estou desesperada. Vivemos num país retrógrado que não evoluirá jamais (...) É inaceitável que se permita desenvolver os mais baixos instintos do homem. Eu não entendo como as pessoas sentem prazer na tortura e no sangue derramado. Vivemos num país que é um grande matadouro. Talvez aconteça que um dia a tourada possa ser abolida», salientou Brigitte acrescentando com a habilidade que lhe reconhecemos: «O Conselho Constitucional não é constituído por sábios, mas por covardes»...  

 

Fonte:

http://www.voici.fr/news-people/actu-people/corrida-brigitte-bardot-furax-contre-les-laches-du-conseil-constitutionnel-466262

 

Acrescente-se que a tourada em França ocorre em apenas 10% do território nacional.

Apesar de o código penal francês reconhecer claramente que as touradas são “ACTOS CRUÉIS E GRAVES MAUS TRATOS PARA COM OS ANIMAIS” (artigo 521 -1), elas são autorizadas numa pequena área a sul do País como uma "tradição ininterrupta local".

 

Tal como em Portugal, a indústria tauromáquica francesa é mantida por financiamentos públicos. Eles recebem dinheiro de cidades e / ou departamentos, regiões, do Estado e da Europa.

 

Em 22 de Abril de 2011, Frédéric Mitterrand, ministro francês da Cultura, num gesto que o DESQUALIFICOU,  inscreveu oficialmente as touradas numa lista onde é considerada património cultural do país, mas NÃO com o aval da UNESCO, como por vezes se lê por aí.

 

Em França existem quatro escolas onde se aprende a TORTURAR TOUROS. Tal como cá.

 

Como diz e muito bem Brigitte Bardot, a França é um país RETRÓGRADO, tal como Portugal e Espanha. Os países três mais REACCIONÁRIOS DA EUROPA.

 

http://www.esdaw.eu/francetouristeu.htm

 

 ***

 

Para ficarmos com uma ideia completa do que se passou em França (que é o mesmo que se passa em Portugal e em Espanha e nos restantes países tauricidas), transcrevo um texto da PRÓTOURO (não confundir com prótoiro, estes estão CONTRA OS TOUROS) onde se explica as razões POLÍTICAS para a infeliz decisão que a França acabou de tomar, tal como acontece no nosso Parlamento:

 

A TOURADA É UMA QUESTÃO POLÍTICA, DE SUBMISSÃO AO LOBBY TAUROMÁQUICO. UM LAIVO DE ESCRAVATURA, DA QUAL OS NOSSOS GOVERNANTES NÃO SE APERCEBEM, DEVIDO À CEGUEIRA MENTAL QUE TOLDA O DISCERNIMENTO DELES.

 

Conselho Constitucional Francês uma Decisão Puramente Política

 

 

by protouro

 

O Conselho constitucional francês, também conhecido por Comissão de Sábios (sem comentários), não é um tribunal.

 

O Conselho constitucional foi instituído pela Constituição da 5ª República, em 4/10/1958 e está no topo de qualquer hierarquia de tribunais sejam eles judiciais ou administrativos.

 

É composto por 9 membros e esses membros são designados pelo Presidente da República e pelo presidente de cada uma das assembleias do parlamento ( Senado e Assembleia Nacional). Os antigos presidentes da república são por direito próprio parte do conselho constitucional desde que não ocupem uma função incompatível com o mandato de membro do Conselho. O presidente do Conselho constitucional é designado pelo Presidente da República.

 

Quem são actualmente os membros do dito Conselho Constitucional:

 

- Jean-Louis Debré, designado pelo Presidente da República;

- Valéry Giscard D'Estaing, ex-presidente da república;

- Jacques Chirac, ex-presidente da república:

- Nicolas Sarkozy, ex-presidente da república e aficionado:

- Pierre Steinmetz, nomeado pelo Eliseu;

- Jacqueline de Guillenchmidt, nomeada pelo Senado;

- Renaud Denoix de Saint Marc, nomeado pelo Senado;

- Guy Canivet, nomeado pela Assembleia Nacional;

- Michel Charasse, nomeado pelo Senado;

- Hubert HaenelL, nomeado pelo Senado;

- Jacques Barrot, nomeado pela Assembleia Nacional;

- Claire Bazy Malaurie, nomeada pela Assembleia Nacional.

 

São todos políticos. Portanto a decisão dos sábios deste conselho nunca iria ser jurídica mas sim política.

 

E todos sabemos como é fácil influenciar e exercer pressão sobre os mesmos.

 

No mesmo dia em que as partes (anti-touradas e pró-touradas) iam ser ouvidas pelo Conselho Constitucional, o Ministro do Interior francês Manuel Valls (nascido na Catalunha), afirmava aos órgãos de comunicação social o seguinte: "As touradas são algo que eu amo. A tourada é uma cultura a preservar e faz parte da cultura da minha família".

 

Estava assim lançada a pressão sobre os seus camaradas políticos do Conselho Constitucional.

 

Aliás, o que estava em causa não era como é afirmado pelos tauromáquicos se as touradas são constitucionais ou não. O que estava em causa era decidir se a lei que proíbe todas as crueldades praticadas contra animais, podia criar excepções para touradas e lutas de galos, uma vez que está em causa o princípio da unidade da lei no território francês. E a decisão acabou por ser que a excepção ou disparidade, foi considerada constitucional na medida em que se baseia numa tradição local ininterrupta.

 

Os tauromáquicos podem cantar vitória, no entanto a verdade é que numa guerra se perdem batalhas. A guerra é pela abolição das touradas e uma batalha perdida não nos enfraquece, antes pelo contrário só fortalece ainda mais a nossa luta.

 

Prótouro

Pelos touros em liberdade

 

***

 

COM ISTO FICA TUDO DITO.

A IDIOTIA ANDA Á SOLTA POR AÍ...

publicado por Isabel A. Ferreira às 17:01

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Fevereiro 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29

Posts recentes

BRIGITTE BARDOT IRRITADA ...

Arquivos

Fevereiro 2024

Janeiro 2024

Dezembro 2023

Novembro 2023

Outubro 2023

Setembro 2023

Agosto 2023

Julho 2023

Junho 2023

Maio 2023

Abril 2023

Março 2023

Fevereiro 2023

Janeiro 2023

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Junho 2022

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

AO90

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, nem publica textos acordizados, devido a este ser ilegal e inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais. Caso os textos a publicar estejam escritos em Português híbrido, «O Lugar da Língua Portuguesa» acciona a correcção automática.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. 1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome. 2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas". 3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt