Quinta-feira, 7 de Janeiro de 2016

Ó EDGAR, CLARO QUE “ESPICO”… TUDO O QUE QUISER SOBRE O ABANDONO DE ANIMAIS

 

Claro que o comentário do Edgar merece uma espicação

 

SAMORA CORREIA.jpg

 Origem da foto, onde existe informação preciosa. Abram o link:

https://protouro.wordpress.com/2014/04/28/largadas-de-touros-feridos-e-menores-em-touradas/

 

Recebi este comentário, que não me surpreendeu, mas não esperava tanto!

 

Comentário no post A ESTUPIDEZ SAIU À RUA EM SAMORA CORREIA, FEZ QUATRO FERIDOS E AINDA HOUVE QUEM VIESSE PARA A RTP DIZER QUE TUDO ISTO FAZ PARTE DE UMA "TRADIÇÃO" QUE TEM DE CONTINUAR…

 

Para todos voz isto tudo passa de um ato barbaro, mas ignorante e estupido e quem nao respeita a tradicoes, e para mais alguem me sabe espicar porque a tantos animais abandonados? ja que dizem que sao da portecao dos animais. Mas se sao assim tantos, ... Para todos voz isto tudo passa de um ato barbaro, mas ignorante e estupido e quem nao respeita a tradicoes, e para mais alguem me sabe espicar porque a tantos animais abandonados? ja que dizem que sao da portecao dos animais. Mas se sao assim tantos, se cada um de voz levar um cao ou um gato abandonado para casa, isso acaba, ou melhor ajudarem os canis financeiramente, muitos de voz falam de mais e sem saber, mas se lhes derem um bilhete para um espetaculo (corrida de toiros) ate se esquecem do resto, adeus e um bom ano tourino.... OLEEEE

 

Edgar a 6 de Janeiro 2016, 15:13

 

***

Edgar,

 

Pois tenho a dizer-lhe que somos da portecão animal e gostamos muito de animais. Os animais são nossos irmãos. São animais como nós.

 

Mas não atamos bárbaros.

 

E claro, se nos derem um bilhete para um esp’táculo nós atirá-lo-emos ao caixote do lixo, muito rasgadinho, para que ninguém mais o utilize.

 

Quanto á espicação para haver tantos animais abandonados, ela está aqui neste seu comentário, preciosíssimo, por nos dar uma ideia do que é o mundinho daqueles que acham que um animal é uma coisa…

 

E já agora, para todos voz um péssimo ano tourino… (que é o mais certo).

 

***

Se isto não fosse trágico, não mostrasse a miséria cultural e social deste mundinho que os governantes portugueses promovem (até ao nível da Língua Portuguesa), serviria para rir… a bandeiras despregadas…

No entanto… devo confessar que quase chorei de tristeza…

***

Comentários a esta publicação, no Facebook:

- Isabel, gabo a sua paciência, para tentar "espicar" a este homenzinho, o que ele jamais compreenderá, coitadinho...apesar dos pesares, o linguajar deste pobre de espírito, fez-me rir com vontade!
- Eu só tento mostrar (porque tudo isto vai para a Assembleia da República) o que os deputados da Nação promovem em Portugal: uma ignorância pura e crua, que não existe em mais nenhum país da Europa, à excepção de Espanha, que também os tem assim ignorantes.

- Outro comentador de sanita... só a 'espicar' conseguem alguma atenção nas suas miseráveis vidinhas...

- É isto que os governantes portugueses não têm vontade de acabar. Um povo assim, ignorante, é o que lhes convém.

- Meu Deus...ele há cada anormal!!!!!!

- Este é um fruto maduro do sistema.

- Minha nossa, até dá dó tanta ignorância!!!

- Pois foi o que senti. Quase chorei, não de rir, porque esta desgraça é demasiado séria.

- A espicação está muito branda... Eu acho que espicava mais estilo brutamontes... Ele assim não percebe...

- Pois é... o coitado não perceberá o que escrevi, mas o que me interessou aqui, foi enviar isto para os deputados da Assembleia da República e dizer-lhes que ISTO é o que eles promovem. Pois é... o coitado não perceberá o que escrevi, mas o que me interessou aqui, foi enviar isto para os deputados da Assembleia da República e dizer-lhes que ISTO é o que eles promovem.

- Se estupidez pagasse imposto os cofres do estado estavam a abarrotar!

- Seríamos o país mais rico do mundo...

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:32

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 2 de Setembro de 2015

OBSERVAÇÃO DE UMA MENTE CARUNCHOSA

 

Recebi este comentário, e não resisto a destacá-lo aqui, por motivos tão óbvios…!

 

CEGUEGUEIRA MENTAL.jpg

(Os olhos são inúteis quando a mente é cega)

 

ICE, deixou um comentário ao post ISTO É AMOR às 12:49, 2015-09-02.

 

Comentário:

Imagino se tivesse um parente entrevado, metia-o num lar e ia lá 15 minutos pelo Natal. Tretas... Só se mostra a realidade parcelar com este tipo de vídeos completamente falaciosos. Amor? Tenham dó. Há malucos para tudo e psicoses para todos os gostos.

 

***

Eu vou publicar este seu comentário, ICE (um cobarde que nem nome tem) porque diz perfeitamente da MENTE MESQUINHA e da POBREZA MORAL que se escondem por detrás dessas três letras, que bem poderiam ser (e com certeza serão) as iniciais de alguém que é Ignorante, Carunchoso e Estúpido (ICE); ou como bem observou a minha amiga Ana Macedo: Incompatibilidade Com Evolução...

 

Porque a sua miserável imaginação leva-o para aquilo que você é capaz de fazer e transpõe para os outros (uma síndrome estudada pela psiquiatria desde o tempo de Freud).

 

Depois, porque viu este vídeo com olhos de vidro esfumado, e não com olhos de ver.

 

AMOR? Sabe lá o que isso é!

 

Nenhum amante da tortura de seres vivos conhece o AMOR, por isso, são tão cruentos nas “apreciações” que fazem do verdadeiro AMOR, que caracteriza todos os VERDADEIROS SERES HUMANOS (espécie à qual você não pertence, já lhe disse isso) como esta senhora do vídeo.

 

Malucos, psicóticos e psicopatas são todos aqueles que não sabem viver em SOCIEDADE, e comportam-se abaixo de toda e qualquer norma natural, capacidade de que qualquer animal na Natureza é dotado, á excepção dos tauricidas e aficionados de selvajaria tauromáquica, por exemplo, entre os outros inúteis e marginais e parasitas com formato “humano” e essência de mortos-vivos, que deambulam pelo Planeta.  

 

E como hoje estou bem-disposta, vou acrescentar algo que aprendi com um sábio, esperando que a criatura que assina ICE, APRENDA alguma coisa:

 

O atributo maior que distingue o animal homem dos outros animais é a linguagem falada e escrita. O raciocínio, a liberdade e a criatividade, muitos outros animais ditos “não humanos” têm em muito maior percentagem do que os tauricidas e aficionados de selvajaria tauromáquica.

 

A barata não efectua operações aritméticas, mas para que precisará a barata dessa capacidade, se a vida dela não foi “programada” para tal?

 

Conseguiu entender o que isto SIGNIFICA?

 

(Desconfio que não).

Mas penso que não perdi de todo o meu precioso tempo.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:12

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 9 de Março de 2015

ESTE FOI O COMENTÁRIO MAIS ESTÚPIDO QUE JÁ RECEBI SOBRE AS TOURADAS À CORDA NOS AÇORES

 

Vou responder à letra a este comentário (embora a estupidez me provoque urticária) para que não voltem a enviar-me esta verborreia, porque já estou farta dela.

 

Será que ainda não aprenderam nada com o que aqui é publicado?

 

Hoje em dia, ser ignorante é uma opção. Sabia, Mariana Silveira?

 

E os que aqui vêm, a este Blog, depois de lerem (ou não lerão?) o que publico, atreverem-se a ignorantar a este propósito é um pouco demasiado, não será?

 

TOURADA À CORDA.jpg

Esta é uma triste cena, numa rua da Ilha Terceira, onde um bovino se encontra no chão, ferido, amarrado a cordas e de cornos embolados. E uma “gentinha”, ao redor, a assistir a esta parvoíce.

 

***

Mariana Silveira, deixou um comentário ao post É ASSIM, A TOURADA À CORDA NOS AÇORES… UMA VERGONHA, QUE O MUNDO REJEITA E CONDENA… às 20:55, 2015-03-08.

Comentário:

 

Boa noite! Venho por este meio informar-lhe que nós não magoamos os touros nas touradas à corda. Primeiramente, estes são postos à prática para mostrar a sua bravura, aliás os animais magoam-se a si mesmos no asfalto mas quando o foguete é lançado para que os mesmos entrem na gaiola, as feridas são cuidadas e não, nós não os abatemos a seguir às touradas. Em segundo lugar, as touradas à corda são Homem "contra" touro, sem espetos de ferro a magoarem o animal, sem cavalos a ajudarem os humanos e sem ser uma arena fechada onde não há hipótese de fuga ou defesa. A bem dizer é um confronto justo, pois só à contacto físico natural vindo das duas partes. E finalmente, faça favor de se informar melhor sobre as tradições da MINHA ilha, porque nós não somos todos uns embriagados, uns incultos ou analfabetos! Sou uma terceirense muito orgulhosa e oxalá Deus lhe tire a ignorância que lhe transborda.

 

***

«Venho por este meio informar-lhe que nós não magoamos os touros nas touradas à corda».

 

- Não, Mariana Silveira, não magoam…POUCO. Esta imagem fala por si, mas há muitas mais que provam precisamente o contrário. E eu já estou demasiado informada sobre esta selvajaria, praticada apenas por gente bronca (felizmente uma minoria nos Açores). Não preciso de mais informações, muito menos de informações idiotas. É que basta retirar os bovinos dos pastos e metê-los em gaiolas para estar a violentá-los barbaramente, cobardemente.

 

«Primeiramente, estes são postos à prática para mostrar a sua bravura, aliás os animais magoam-se a si mesmos no asfalto mas quando o foguete é lançado para que os mesmos entrem na gaiola, as feridas são cuidadas e não, nós não os abatemos a seguir às touradas

 

- Primeiramente, Mariana Silveira, os bovinos não existem para serem postos “à prática” de coisa nenhuma, a não ser a de pastar tranquilamente, livremente, nos campos verdes das ilhas do Arquipélago dos Açores.

 

Segundamente, Mariana Silveira, os animais magoam-se a si mesmos no asfalto, porque os bovinos não nasceram para andar no asfalto a correr, assustados, à frente de broncos avinhados.

 

Terceiramente, Mariana Silveira, quando o foguete é lançado os animais assustam-se, porque qualquer ser sensível se assusta com esse foguetório infernal, que devia ser proibido. Até eu me assusto. Se há uma coisa que detesto é esse barulho horroroso dos foguetórios. Tenho ouvidos sensíveis, como todos os verdadeiros animais têm, incluindo os bovinos.

 

Quartamente, Mariana Silveira, quando o horroroso foguete é lançado para que (o bovino) entre na gaiola as feridas são cuidadas? Afinal MAGOAM os animais. E sabia que obrigar um animal a entrar numa gaiola é uma violência, tão violenta como meter a Mariana Silveira numa gaiola? Já experimentou? Então experimente. Mas antes mande lançar um foguete.

 

Quintamente, Maria Silveira, não abatem os bovinos quando as touradas acabam? Pois não. Quantos deles morrem pelo caminho, ou lentamente à falta de cuidados? Tudo isto é uma violência. Uma crueldade desmedida.

 

«Em segundo lugar, as touradas à corda são Homem "contra" touro, sem espetos de ferro a magoarem o animal, sem cavalos a ajudarem os humanos e sem ser uma arena fechada onde não há hipótese de fuga ou defesa

 

- Mariana Silveira, as touradas à corda são “omem” (sem h, porque Homem com H maiúsculo não se mete nisto) "contra" bovino, sem espetos de ferro a magoarem o animal, sem cavalos a ajudarem os humanos e sem ser uma arena fechada onde não há hipótese de fuga ou defesa, mas esqueceu-se de acrescentar as cordas que o impedem de fugir, e dos cornos embolados, que o impedem de defender-se legitimamente. E toda aquela gritaria de gente histérica e alcoolizada que perturba até o asfalto, quanto mais um ser sensível, como é o bovino, e tudo isto é de uma violência psicológica inominável.

 

 

«A bem dizer é um confronto justo, pois só à contacto físico natural vindo das duas partes

 

- A bem dizer, mariana Silveira, o confronto não é justo, pois o contacto físico não é natural, pelo contrário, é completamente anormal, porque o Homem não nasceu para andar a correr atrás de bovinos amarrados com cordas e com os cornos embolados; e os bovinos não nasceram para ser puxados com cordas nas ruas, por “omens” alcoolizados. Isto não é nada natural. Isto é totalmente aberrante. Só os broncos e cobardes o fazem. Sabia?

 

«Faça favor de se informar melhor sobre as tradições da MINHA ilha, porque nós não somos todos uns embriagados, uns incultos ou analfabetos! Sou uma terceirense muito orgulhosa e oxalá Deus lhe tire a ignorância que lhe transborda

 

- Como diz, Mariana Silveira? Tradições da sua ilha? Não. Não são tradições. As tradições DIGNIFICAM os povos. A tourada não passa de um costume bárbaro, introduzido no Arquipélago dos Açores, pelos bárbaros espanhóis, no tempo das Dinastias Filipinas. E já era tempo de deixarem essa barbárie. Os Filipes já saíram de Portugal há muito. Ainda não se deram conta disso?

 

Quanto ao não serem todos uns embriagados, incultos ou analfabetos, na realidade não são todos. Felizmente são uma minoria, mas uma minoria apoiada por governantes incultos que impedem que a evolução e a civilização entrem no Arquipélago. É muito triste.

 

E saiba que Deus já me tirou da ignorância, e o que transborda em mim é o conhecimento excessivo do que é esse costume bárbaro de que alguns açorianos tanto se orgulham e deviam de envergonhar-se, porque só dá mau nome a um Arquipélago que poderia ser um paraíso perfeito, se não fosse essa prática praguenta dos broncos.

 

E nunca mais se meta a defender a “cultura” desses broncos, a não ser que me apresente argumentos racionais, éticos e morais, para o fazer.

 

É que já estou farta de tanta ignorância, depois de aqui colocar tanta informação a este respeito.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:39

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 21 de Maio de 2013

A PROPÓSITO DO LIXO DA TOURADA À CORDA NA ILHA TERCEIRA

 

A verdade dita por alguém que (também) sabe o que diz

 

«Tudo se resume a um bando de alcoolizados a puxar um animal que anda a lidar outro bando de embriagados…»

 

 

Um comentário ao meu texto, tão criticado pelos terceirenses.

 

Leiam este testemunho:

 

 

 

Alberto Garcia disse sobre O LIXO DA TOURADA À CORDA NA ILHA TERCEIRA na Terça-feira, 21 de Maio de 2013 às 12:37:

 

 

 

 

«...agora imagine o lixo que vai dentro destas cabeças...

 

 

Eu, infelizmente, por razões profissionais, já fui obrigado a deslocar-me às São Joaninas por diversas vezes, e desiludam-se as descrições românticas do povo em festa, da limpeza do lixo, da festa dos toiros...

 

 

Tudo se resume a um bando de alcoolizados a puxar um animal que anda a lidar outro bando de embriagados...

 

 

O lixo, tropeça-se nele por onde se passa...

 

 

Fica uma nota sobre os vários turistas desconcertados (e aos quais fiz questão de explicar o que estavam a ver), que fui encontrando em frente às montras das lojas do aeroporto onde passam os vídeos das marradas, que seria de resto o programa recomendado para qualquer família com uma taxa de alcoolemia acima de 1 grama...»

 

 

***

 

 

Mais coisa, menos coisa, foi o que EU DISSE, ó gente terceirense, especialmente ó desconhecido que (ARRE!) tem cabeça dura, e que andam por aqui a tentar vender gato por lebre.

 

 

Mas nós não somos da Ilha Terceira. Nós sabemos distinguir divertimento culto de divertimento medíocre.

 

 

E eu, pessoalmente, elejo e aconselho a Festa das Flores, na Ilha da Madeira, como uma verdadeira festa. Eu, e os milhares de turistas que lá vão.

 

 

E esses não vão à Terceira ver rituais pré-históricos protagonizados por bêbados (podia ter dito alcoolizados, embriagados, mas não tenho de ser politicamente correcta. Não neste tipo de narrativa).

 

 

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 19:05

link do post | Comentar | Ver comentários (5) | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 10 de Outubro de 2012

O REQUINTE DE MALIGNIDADE DE UM SÁDICO: «PENSO QUE A ESTOCADA É UMA OBRA DE ARTE», DISSE JOÃO AUGUSTO MOURA, A PROPÓSITO DA MORTE DO TOURO NA ARENA

 

 

Pobre mãe que gerou tal filho!

 

 

QUE COMENTÁRIO PODEREMOS TECER A TAMANHA CRETINICE?

 

Isto foi dito numa entrevista realizada ao torcionário João Augusto Moura, que compara a tortura de seres vivos a uma pintura, cuja tinta, naturalmente, é o sangue vivo do próprio ser torturado.

 

«TTS7 – A morte do toiro é por muitos considerado o ponto mais alto de uma lide a pé, mas em Portugal, no nosso país, isso não é permitido. O que pensa acerca deste facto?

 

JAM - Penso que a estocada é o fim de uma obra de arte, ou seja um pintor pinta um quadro e assina-o, um toureiro depois de uma grande faena fica sem poder rematá-la por completo, dá-nos a sensação de que falta alguma coisa. Mas infelizmente o nosso país está assim e penso que isso vai ser mesmo difícil de mudar».

 

O que vai ter de mudar é a mentalidade mentecapta desta gente.

 

Fonte: https://www.facebook.com/notes/sector-7-tertúlia-tauromáquica/entrevista-a-joão-augusto-moura/423732854330723

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:59

link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
Sábado, 1 de Setembro de 2012

O QUE DIZ A IGREJA, NO QUE RESPEITA A TOURADAS? EIS UM COMENTÁRIO PRECIOSO QUE ME ENVIOU O CHARLY

 

 

Olhe bem para esta imagem, charly, e diga-me se os Santos gostarão de ser celebrados com tamanha barbaridade!

 

 

charly, deixou um comentário ao post QUERIDÍSSIMOS AFICIONADOS, DEPUTADOS DA NAÇÃO E MEMBROS DA IGREJA CATÓLICA PORTUGUESA, PEÇO-VOS PERDÃO PELA MINHA GRANDE IGNORÂNCIA E ARROGÂNCIA... às 14:51, 2012-09-01.

 

Estava à espera de um comentário assim, faz tempo. Esta é uma oportunidade valiosa para DIALOGAR com a Igreja Católica.

 

Mas vamos ao comentário:

 

 1 - «Esta Senhora, fala com uma leviandade que impressiona. Em nome de uma verdade - o mau trato dos animais -, incita ao ódio religioso, ao ódio à Igreja Católica, invocando Fátima levianamente, malevolamente até, como se Fátima tivesse algo que ver com o mau trato dos animais, neste caso a tauromaquia.

 

2 - «Jesus então lhes replicou. Dai, pois, a César o que é de César e a Deus o que é de Deus. E admiravam-se dele». (Mc 12,17) A responsabilidade de haver touradas é do Governo e não da Igreja.

 

3 - A Igreja “Instituição” pode e deve chamar à atenção a todos os homens que praticam obras de impiedade, neste caso a tauromaquia. O artigo que acabei de ler é uma falácia de Satanás. Uma meia-verdade. Um ataque à “Instituição” Igreja - sim, porque Igreja somos todos - movida por um cego e gratuito ódio à Igreja. Se há deputados membros da Igreja Católica, esses não representam a Igreja de Cristo.

 

4 - Se há Alguém a quem deve pedir perdão não é a esses “católicos” de nome, que fazem touradas em nome dos Santos da Igreja. Esses serão julgados por Deus, e não são esses que constituem a IGREJA, mas sim a Deus, por fazer chacota da fé, citando Fátima várias vezes de forma odiosa e com sarcasmo.

 

5 - O QUE DIZ A IGREJA? A 1 de Novembro de 1567, o Papa Pio V publicou a bula “De salute gregis dominici”, ainda em vigor: “ (…) Nós, considerando que estes espectáculos que incluem touros e feras no circo ou na praça pública não tem nada a ver com a piedade e a caridade cristã, e querendo abolir estes vergonhosos e sangrentos espetáculos, não de homens, mas do demônio, e tendo em conta a salvação das almas na medida das nossas possibilidades com a ajuda de Deus, proibimos terminantemente por esta nossa constituição (…) a celebração destes espetáculos (…)”».

 

****

 

Esmiucemos este comentário, parágrafo por parágrafo:

 

1 - «Esta Senhora, fala com uma leviandade que impresiona. Em nome de uma verdade - o mau trato dos animais -, incita ao ódio religioso, ao ódio à Igreja Católica, invocando Fátima levianamente, malevolamente até, como se Fátima tivesse algo que ver com o mau trato dos animais, neste caaso a tauromaquia.»

 

Caro charly, com certeza não leu com olhos de ler o meu texto.

Diga-me exactamente onde INCITO AO ÓDIO RELIGIOSO, ou à Igreja Católica ou estou contra Fátima?

 

O menino charly não leu o texto com o raciocínio. Mas com maldade no coração, vendo punhais onde estão apenas “farpas” (no sentido de sarcasmo).

 

Contudo, uma vez que falou em Fátima, deixe-me que lhe diga, que se Fátima não tem nada a ver com a tauromaquia (não tem, realmente ainda não me apercebi de que tivessem realizado uma tourada em honra de Nossa Senhora de Fátima) quanto a maus-tratos a animais... ai, ai, ai... temos a história triste dos cães de rua que, em Fátima, são bastante maltratados. Isso todos sabem.

 

Mas adiante...  

 

2 - «Jesus então lhes replicou. Dai, pois, a César o que é de César e a Deus o que é de Deus. E admiravam-se dele». (Mc 12,17). A responsabilidade de haver touradas é do Governo e não da Igreja.

 

Pois engana-se, caro charly. As touradas são da responsabilidade do Governo, porque o Governo as apoia, dando-lhes subsídios, e até tem uma lei, que é a vergonha das vergonhas, que não considera os Touros e os Cavalos ANIMAIS, mas também da Igreja Católica, cujos representantes de Deus na Terra, ou sejam, os padres, vão ABENÇOAR os torcionários, antes destes irem para as arenas, torturar as pobres criaturas de Deus. Portanto, ambos têm a sua quota-parte de CULPAS. E que CULPAS!

 

3 - A Igreja “Instituição” pode e deve chamar à atenção a todos os homens que praticam obras de impiedade, neste caso a tauromaquia. O artigo que acabei de ler é uma falácia de satanás. Uma meia-verdade. Um ataque à “Instituição” Igreja - sim, porque Igreja somos todos - movida por um cego e gratuito ódio à Igreja. Se há deputados membros da Igreja Católica, esses não representam a Igreja de Cristo.

 

Meu caro charly, por amor de Deus! O que é que eu ando aqui, neste Blog, a pregar há tanto tempo? Que a Igreja “Instituição” TEM O DEVER de chamar à atenção a todos os homens que praticam obras de impiedade, neste caso a tauromaquia.

 

Mas sabe o que faz a IGREJA? NADA.

 

CALA-SE. MANTÉM-SE CÚMPLICE DA BARBÁRIE.

 

Ou melhor, manda padres ABENÇOAR os torcionários tauricidas.

 

E não só. Veja este Padre Franciscano (isto é, um seguidor de São Francisco de Assis), o Padre Vítor Melícias (o do meio) que é um aficionado (não perde uma tourada) a deliciar-se com a TORTURA DE UM TOURO. Um grande exemplo de franciscanismo.

 

Este PADRE não representará a Igreja de Cristo? É um PADRE.

 

 

 

Pois acho que falácia de Satanás (personagem na qual não acredito, mas poderá ser um qualquer torcionário tauricida) tem mais a ver com esta imagem, do que com aquilo que eu escrevi, charly.

 

Além de que não destilo ÓDIO por coisa nenhuma. O ÓDIO é um sentimento MENOR, para gente menor. Não para mim.

 

ÓDIO pareceu-me o charly destilar pelo meu texto, do qual não entendeu uma linha.

 

4 - Se há Alguem a quem deve pedir perdão não é a esses “católicos” de nome, que fazem touradas em nome dos Santos da Igreja. Esses serão julgados por Deus, e não são esses que constituiem a IGREJA, mas sim a Deus, por fazer chacota da fé, citando Fátima várias vezes de forma odiosa e com sarcasmo.

 

Bem, como não percebeu nada do que escrevi, o que tenho a dizer deste parágrafo é que os PADRES DAS IGREJAS CATÓLICAS permitem celebrar SANTOS E SANTAS com a TORTURA DE TOUROS E CAVALOS, e eu é que faço CHACOTA DA FÉ?

 

Já reparou no disparate que disse?
 
Cito Fátima de forma odiosa e com sarcasmo? Isso está na sua cabeça, não no meu texto. Sinto muito.

 

E se quer saber, não sou cúmplice da TORTURA. Combato-a com todas as minhas forças, dou voz aos Touros e aos Cavalos, e não TENHO MEDO DO JULGAMENTO DE DEUS, por ter escrito o que escrevi. Ele está comigo. Não com os TAURICIDAS. Disso tenho certeza absoluta. Não me pergunte como.

 

5 - O QUE DIZ A IGREJA? A 1 de Novembro de 1567, o Papa Pio V publicou a bula “De salute gregis dominici”, ainda em vigor: “ (…) Nós, considerando que estes espectáculos que incluem touros e feras no circo ou na praça pública não tem nada a ver com a piedade e a caridade cristã, e querendo abolir estes vergonhosos e sangrentos espetáculos, não de homens, mas do demônio, e tendo em conta a salvação das almas na medida das nossas possibilidades com a ajuda de Deus, proibimos terminantemente por esta nossa constituição (…) a celebração destes espetáculos (…)”».

 

Ora chegámos onde eu queria.

 

Na verdade o Papa Pio V publicou esta bula que, como bem disse, ESTÁ AINDA EM VIGOR.

 

E eu pergunto: ONDE? Em que país? Em que paróquias?

 

Em Portugal NÃO É, com toda a certeza.

 

A Igreja Católica Portuguesa faz letra morta desta bula.

Por tudo o que eu já aqui referi.

 

Principalmente, por ABENÇOAR OS TORCIONÁRIOS TAURICIDAS.

 

Por manter-se CALADA e CÚMPLICE a respeito das Touradas.

 

Onde vive o charly?

 

Não neste mundo. Não em Portugal, com certeza.

 

E eu é que escrevi um artigo que é falácia de Satanás?

 

Esta é muito boa!

 

O que é que o charly chama à CUMPLICIDADE DA IGREJA CATÓLICA, QUE PERMITE CELEBRAR OS SANTOS COM O SANGUE DA TORTURA DE SERES VIVOS PARA DIVERTIR SÁDICOS E BÊBADOS?

 

FALÁCIA DE DEUS?...

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:55

link do post | Comentar | Ver comentários (12) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Ó EDGAR, CLARO QUE “ESPIC...

OBSERVAÇÃO DE UMA MENTE C...

ESTE FOI O COMENTÁRIO MAI...

A PROPÓSITO DO LIXO DA TO...

O REQUINTE DE MALIGNIDADE...

O QUE DIZ A IGREJA, NO QU...

Arquivos

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt