Terça-feira, 12 de Maio de 2020

Marcelo Rebelo de Sousa recebe a “prótoiro” em Belém - É por estas e por outras que Portugal continua a cheirar a mofo

 

Num tempo em que a preocupação maior deve ser salvar vidas e a nossa pobre economia, esbanjar o erário público numa actividade que cultua a tortura e a morte de seres vivos é, no mínimo, imoral e insulta a sociedade portuguesa que, na sua esmagadora maioria, não se revê nestas práticas bárbaras e inadequadas aos tempos hodiernos, e, nomeadamente, ofende os profissionais das verdadeiras Artes: Música, Teatro, Cinema, Dança, Pintura, Escultura, Arquitectura, Ilusionismo, Literatura, Banda Desenhada, Artes Circenses (obviamente sem animais)…

 

Foi, pois, com grande estupefacção, que li a seguinte notícia: «O Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa, confesso adepto dos "touros de morte", decidiu receber no passado sábado em Belém a Federação que defende a tauromaquia (Prótoiro). A audiência não foi divulgada no site oficial da Presidência nem consta da agenda do Presidente, mas a imprensa tauromáquica confirma que Marcelo Rebelo de Sousa esteve durante uma hora a ouvir os lamentos da Prótoiro. É muito importante mostrar ao Presidente da República que não estamos desatentos e que é lamentável que, nesta altura de crise, o nosso representante esteja preocupado com o regresso das touradas.» Plataforma Basta de Touradas

 

Marcelo e Protóiro.png

Escrevam ao Presidente através deste formulário: ✏️ www.presidencia.pt/?action=5

Muito obrigado! 

Fonte: https://www.facebook.com/Basta.pt/photos/a.472890756075069/3198262133537904/?type=3&theater

 

Foi-me difícil acreditar, que o representante-mor da República de Portugal pudesse ter recebido um grupo de parasitas da nossa sociedade, que vive à custa dos impostos dos Portugueses, a mendigar mais subsídios, para continuar a torturar e a matar seres vivos ,para divertir sádicos.

 

Senhor Presidente da República Portuguesa, este é o momento certo para acabar, de uma vez por todas, com esta prática cruel e violenta, que só envergonha Portugal e os Portugueses, e decidir aplicar os impostos dos Portugueses em ARTE, não, em TORTURA.

 

E não tinha nenhuma necessidade disto (clicar no link:)

https://protouro.wordpress.com/2020/05/11/vergonhoso-marcelo-recebe-tauromafia/

 

Com os meus cumprimentos,

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:32

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 9 de Maio de 2020

Espanha não apoia a tauromaquia em tempo de pandemia. «Agora quero ver o que se vai passar por cá!»

 

 «Agora quero ver o que se vai passar por cá!»

Texto de Mário Amorim

 

ps.jpg

 

 

«Estamos todos a ver, que o Governo espanhol, que é principalmente do Partido Socialista Espanhol, não está pelos ajustes, e não vai financiar com um euro, sequer, o sector tauromáquico, devido à crise do covid-19.

 

Todos nós sabemos que, cá, o sector tauromáquico é gerido por meia dúzia de famílias que são podres de ricas.

 

Todas estas famílias, apesar se serem riquíssimas, têm, ano após ano, recebido 16.000.000 de € anuais de subsídios, da União Europeia e do Estado.

 

E agora; andam, tal como em Espanha, a fazer lobby, junto do governo, para financiar o sector tauromáquico. Só que em Espanha, já lhes foi dito, e bem dito: que não há dinheiro para a tauromaquia. Há para o cinema e teatro, por exemplo, mas não há para o sector tauromáquico.


E agora; o que se irá passar por cá?


Será que o governo, que é igualmente socialista, vai agir da mesma forma que o seu congénere espanhol?! – Só nos resta esperar para ver!»

 

Mário Amorim

 

Fonte: https://blogcontraatauromaquia.wordpress.com/2020/05/09/agora-quero-ver-o-que-se-vai-passar-por-ca/

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:11

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 28 de Novembro de 2018

SOMENTE ATRAVÉS DO VOTO PODEREMOS DERROTAR OS TROGLODITAS INSTALADOS NO PODER

 

O que se passou ontem no Parlamento Português, quando a maioria dos deputados da Nação (com a ajudinha do Partido Socialista que desautorizou a posição da Ministra da Cultura) viabilizou a descida do IVA das touradas de 13 para 6%, ultrapassa todos os limites da racionalidade.

Lê-se no Expresso: «Quem vota a favor?», perguntou Ferro Rodrigues. PSD, CDS e PCP votaram por bancada, mas os deputados do PS dividiram-se: o líder parlamentar, Carlos César, levantou-se para apoiar a redução do IVA das touradas para 6%, e com ele levantaram-se mais 42 deputados socialistas.

Énfim, é isto que acontece num país civilizacionalmente ainda muito atrasado, com um PS muito, muito monarquista.

 

PODER.png

 

Ontem ficou provado, no Parlamento, que Portugal é um país riquíssimo em mediocridade, em miséria moral e em pobreza de espírito.

 

Podemos, com toda a propriedade, sentir-nos frustrados por vivermos num país representado por mentalidades tão retrógradas quanto as que vimos ontem (salvo as raras excepções, obviamente).

 

 

Porém, para estar na Política é preciso ser-se EVOLUÍDO e HONESTO, para poder servir os interesses da Nação, e não os dos lobbies, neste caso, o lobby da carnificina. Porém, infelizmente, o povo português, o portuguesinho, ainda muito inculto e desinformado, graças ao lado mau do jornalismo televisivo, vota nas cores dos respectivos partidos políticos da sua predilecção, como se fossem clubes de futebol, não olhando à integridade moral, às competências, à honestidade política e à cultura dos que vão a votos.

 

Contudo, nós, que damos voz aos indefesos Touros e Cavalos, aparentemente (e apenas aparentemente) perdemos esta batalha, mas não a Guerra, porque a Guerra são eles, os trogloditas, que a perderão. Como dois e dois serem quatro. E o que se tem passado nestas últimas semanas são um claro indicador disso mesmo.

 

Nesta questão do IVA das touradas deu-se um passo em frente: as actividades tauromáquicas, que os trogloditas confundem com espectáculos, vá-se lá saber por alma de quem, era isenta de IVA. Inacreditavelmente, os carrascos de bovinos tinham um estatuto superior aos dos cantores, dançarinos, músicos, actores de Teatro e Cinema, artistas circenses, o que só diz da extrema pobreza de espírito reinante no nosso País. Portanto, pagarem a percentagem mínima de IVA já é um passo importante, o que não significa que não continuem a ser privilegiados, uma vez que apesar de a tauromaquia estar ao nível de lixo, pagam IVA ao nível da Cultura Culta.

 

As propostas de alteração do PSD, PCP e CDS-PP para que as touradas também tenham o IVA na taxa reduzida, 6%, foram esta terça-feira aprovadas na especialidade do Orçamento de Estado.

 

O PSD e o CDS-PP alteraram as suas propostas iniciais, passando a ter uma redacção igual à do PCP, e as três foram votadas conjuntamente, descendo a taxa do IVA para o mínimo não só nas touradas, como nas entradas em espectáculos de canto, dança, música, teatro, cinema e circo, apesar dos votos contra do PS, do BE e PAN (não esquecer do PAN), que é representado por UM, que valerá por milhares nas próximas eleições.

 

Já a proposta de alteração do PS - contrária à do Governo, que mantinha as touradas nos 13% - que fixava o IVA na taxa mínima para "entradas em espectáculos de canto, dança, música, teatro, tauromaquia e circo realizados em recintos fixos de espectáculo de natureza artística ou em circos ambulantes" foi rejeitada, tendo tido o voto a favor apenas dos socialistas e os votos contra de todas as bancadas.

 

Em todas estas propostas exceptuam-se as entradas em espectáculos de carácter pornográfico ou obsceno, como tal considerados na legislação sobre a matéria. Como se as touradas não fossem um “espectáculo” que oferece cenas das mais obscenas.

 

Portanto, caros companheiros da luta pela Abolição das Touradas, somente através do nosso Voto, nas próximas eleições legislativas, podemos derrotar os trogloditas instalados no Poder…

 

No VOTO é que está a nossa revolução. Perante o que se passou ontem, no Parlamento, sabemos quem NÃO MERECE o nosso voto. E lembrem-se: o voto branco, o voto nulo e a abstenção só favorecem os trogloditas.

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:32

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 8 de Maio de 2015

UMA PERGUNTA E UM RECADO PARA O PARTIDO SOCIALISTA

 

 

11156194_464508217039694_6837342705920613920_n[1].

 

De um amigo, recebi, hoje, a seguinte mensagem:

 

«Ontem, 4ª feira, no "Frente a Frente" da SIC Notícias (Jornal da Noite - às 21h30), a "deputada da Cultura" Gabriela Canavilhas, apresentou uma novidade: o PS vai entregar no Parlamento uma proposta (que é da autoria da ex-ministra da Cultura) para possibilitar aos contribuintes fazerem a doação de uma percentagem do IRS (0,5%) para a Cultura, não tendo adiantado pormenores».

 

Ora tendo em conta que Gabriela Canavilhas, apesar de todos os seus “pergaminhos”, é aficionada da selvajaria tauromáquica, e que o secretário-geral do PS e candidato a primeiro-ministro de Portugal, António Costa, também é um aficionado de touradas, é necessário saber de que CULTURA se trata, uma vez que estes dois socialistas colocam a tauromaquia no mesmo patamar da Cultura Culta, ou seja, coloca essa selvajaria ao nível das Artes Plásticas, da Música, do Cinema, da Literatura, da Poesia, da Arquitectura e do Bailado, não tendo capacidade de discernir entre uma coisa e outra.

 

Além de que cerca de 40 municípios portugueses, entre os 308 que existem em Portugal, portanto, uma minoria de localidades onde a evolução ficou à porta, CULTIVAM com os nossos impostos, e sem nos pedirem licença, a tal “cultura selvática” entre outras pimbalhadas.

 

Se por um acaso, no futuro, esta ideia de doar 0,5% do IRS para a “cultura” for aprovada, é necessário que a deputada Gabriela Canavilhas e o Partido Socialista fiquem cientes de que terão de colocar em cima da mesa das “negociações” a ABOLIÇÃO DA TAUROMAQUIA, e isto antes de apresentarem o referido projecto, pois não vá o diabo tecê-las, e de boas intenções está o inferno cheio.

 

Portanto, aqui deixo a pergunta:

 

De que “cultura” está a deputada socialista Gabriela Canavilhas a falar?

 

E também o recado:

 

O Partido Socialista se não muda o rumo da política de direita que tem vindo a pôr em prática, apoiando, entre outras coisas antigas, “diversões” marialvistas, oriundas de tempos remotos, onde imperava a crassa ignorância, e se não segue os padrões da modernidade e da evolução das mentalidades, bem pode começar a envergar as vestes rasgadas e sujas da pobreza de espírito, que caracteriza os outros partidos da direita, e preparar-se para uma derrota.

 

É que, nos tempos que correm, o partido que tiver a dignidade cívica de propor a abolição da lei que permite torturar seres vivos para qualquer tipo de DIVERSÃO IRRACIONAL, terá o respeito e a apoio de 86% do eleitorado que abomina estas práticas selvagens e primitivas, num Portugal que se quer MODERNO e CIVILIZADO.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 12:07

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Domingo, 22 de Junho de 2014

ANÕES FORAM GRANDE FIASCO NA VACA DAS CORDAS EM PONTE DE LIMA

 

Era de se esperar, porque nem todos os limianos são broncos.

 

Alguns evoluíram, e hão-de evoluir mais, até porque este tipo de “divertimento” é do tempo em que não havia cinema, festivais de música, arraiais, televisão, corrida de carros e de carrinhos, enfim, quando o povo era bronco porque reinava a ignorância e a civilização ainda não tinha dado o ar da sua graça.

 

 

O que vemos na imagem é um atentado à dignidade humana

 

Além disso pelas fotos que podemos ver no link mais abaixo, parece que os aficionados não quiseram passar por broncos, pois não os vimos vestidos com as t-shirts oficias do “evento”.

 

A Vaca das Cordas? Tem os seus dias contados.

 

O povo culto de Ponte de Lima não quer ver a sua terra na boca do mundo pelas piores razões, ou seja, pelo divertimento bronco e imbecil que é a chamada Vaca das Cordas.

 

 

Fonte:

http://www.jn.pt/multimedia/galeria.aspx?content_id=3984887
publicado por Isabel A. Ferreira às 15:29

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 10 de Fevereiro de 2014

NÚMERO DE TOURADAS EM PORTUGAL FOI O MAIS BAIXO DE SEMPRE EM 2013

 

Todas as sondagens, todos os inquéritos, todas as abordagens realizadas em Portugal (e por todo o mundo, aliás) foram unânimes: mais de 94% dos cidadãos civilizados REJEITAM AS  TOURADAS.

 

Por isso, elas foram já oficiosamente abolidas, ou seja, o povo aboliu as touradas, seguindo um instinto natural.

 

Para quando a Abolição Oficial, para que os governantes portugueses não façam má figura perante o mundo?

 

BOAS NOTÍCIAS!

 DADOS OFICIAIS CONFIRMAM QUE AS TOURADAS PERDERAM QUASE 40% DE PÚBLICO NOS ÚLTIMOS 10 ANOS!

 

Os últimos dados oficiais, publicados pela Inspecção Geral das Actividades Culturais, confirmam uma tendência clara para uma diminuição significativa do interesse dos portugueses por estes eventos. Além de um decréscimo no número de touradas realizadas, há uma forte diminuição de público nas praças de touros entre 2003 e 2013.

Fonte:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=717707958260013&set=a.472890756075069.108951.143034799060668&type=1&theater

 

 

«Acentuado Decréscimo das Touradas na Televisão – Um Contributo para a Abolição

 

Numa fase em que a tauromaquia só vai sobrevivendo com apoios como a emissão televisiva de touradas, é muito bom verificarmos que no espaço de dois anos se assistiu a uma quebra de 80% na quantidade de touradas televisionadas. De 15 touradas transmitidas em 2011, passámos para 3 em 2013. A TVI esteve muito bem, pois pela primeira vez em muitos anos não emitiu qualquer tourada. Excelentes sinais»

 

Fonte https://www.facebook.com/photo.php?fbid=659785994054967&set=a.215152191851685.58389.215151238518447&type=1&theater

 

***

Lemos que as corridas de touros continuam a ser o principal espectáculo realizado no país, representando mais de dois terços dos eventos taurinos realizados… As novilhadas populares têm expressão muito reduzida no conjunto dos “espectáculos”.

 

Não será bem assim… Há leituras e LEITURAS.

 

Mas ainda que fosse… Realizam-se corridas de touros para uma bancada de gente: família dos torcionários e um ou outro aficionado, daqueles que não têm a mínima hipótese de evoluírem… e para os “convidados” , as borlas dos organizadores… Só assim…

 

As arenas estiveram praticamente vazias em 80 e tal % das tais “corridas”, no ano de 2013. Por todo o mundo, arenas encerraram. Cidades tornaram-se anti-taurinas. O povo diz um grande  NÃO ao acto bárbaro de torturar bovinos.

 

Além disso, a tauromaquia é uma actividade SUBSIDIADA com DINHEIROS PÚBLICOS. Não fosse isso, já tinha sido enterrada definitivamente.

 

E então, o que há para esta actividade sanguinária, NÃO HÁ para o Teatro, para o Cinema, para o Bailado, para as Artes Plásticas, para a Literatura, enfim, para a VERDADEIRA CULTURA.

 

Todos os artistas se queixam da falta de apoios para as iniciativas que dão o pão ao espírito.

 

Reformados, doentes, famintos, idosos, enfim… são tantas as queixas… Não há dinheiro… Cortam-se salários, pensões… Mas para a tauromaquia esbanjam-se milhares de Euros.

 

E é como se deitassem esse dinheiro ao lixo, porque é no LIXO TAUROMÁQUICO que o dinheiro é gasto.

 

Mas os nossos governantes optam por apoiar a vulgaridade, a mediocridade, a estupidez, o biocídio, e nós sabemos muito bem porquê…

 

Também lemos que o número de espectáculos tauromáquicos realizados no ano passado em Portugal foi o mais baixo desde o ano 2000, segundo dados da Inspecção-geral das Actividades Culturais (IGAC), que registou em 2013 um total de 241 eventos.

 

Eventos? A carnificina de bovinos para divertir sádicos será um evento?

 

Continuando…

 

De acordo ainda com o Relatório da Actividade Taurina 2013, também o número de espectadores*** que assistem a “espectáculos” com touros foi o mais baixo em 14 anos, passando de 620 mil registados em 2000 para 441 mil no ano passado.

 

Ora este número também não corresponderá bem à verdade.

 

Serão 441 mil, contando sempre com os mesmos, nos vários “espectáculos”, pois as camionetas vão e vêm com o mesmo povo, daqui para ali… Algo muito mal contado…  

 

Dizem também que a redução mais significativa ocorreu entre 2011 e 2012, com uma diminuição de quase 130 mil espectadores***, uma queda de 21%. O número será maior… Depende da objectividade.

 

***

 

*** Espectadores – No texto original, que segue o novo acordo ortográfico,  lê-se ESPETADORES. Ora, ainda que se utilize o novo acordo ortográfico, nunca um “espectador” (pronuncia-se o C) seria um “espetador”, a não ser que quisessem referir-se aos espetadores de bandarilhas, o que condiz com a carnificina.

 

Enfim… em todo este mundinho tauromáquico, carniceiro e de baixo nível moral e social, nada se aproveita…

 

***

O certo, certo, é que a esmagadora maioria do povo civilizado rejeita todas as modalidades da tauromaquia, que já está morta (só os envolvidos não querem ver, preferem andar com um cadáver de lábios pintados, às costas… por aí… coitadinhos!, por isso o número destas actividades degradantes baixou consideravelmente, e continuará a baixar vertiginosamente… agora que as autoridades portuguesas, para não passarem vergonha perante o mundo, terão de rever a sua posição em relação às “escolas de tortura” e à menoridade (que vai até aos 18 anos) para se ingressar ou assistir à violência das touradas, ADMITIDA pela ONU.  

Fontes:

http://www.ionline.pt/artigos/portugal/numero-touradas-portugal-foi-mais-baixo-sempre-2013

 

***

http://www.anda.jor.br/08/02/2014/numero-de-touradas-em-portugal-foi-o-mais-baixo-desde-2000?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=numero-de-touradas-em-portugal-foi-o-mais-baixo-desde-2000

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:54

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 14 de Outubro de 2012

NA MANIFESTAÇÃO CULTURAL OCORRIDA ONTEM NÃO VIMOS REPRESENTANTES DA “CULTURA E ARTE TAUROMÁQUICAS”...

 

Das duas uma:

Ou

A tauromaquia não é Arte nem Cultura, e então é totalmente ridículo andar sempre com essas palavras na boca quando se refere o tauricídio...

Ou

A tauromaquia, sendo “arte” e “cultura” não está em crise, porque recebe chorudos subsídios do governo português e da comunidade europeia, disfarçados de “APOIOS À AGRICULTURA”, ao contrário das outras artes: Música, Dança, Pintura, Escultura, Literatura, Teatro e Cinema, para as quais NUNCA há verbas, e portanto os representantes de tais “artes tauricidas” não precisam de sair à rua para protestar...

Que espécie de governantes temos nós?

TODOS PARA A RUA, JÁ!

Web site desta imagem

Manifestação cultural decorre na Praça de Espanha. Manuel de Almeida/Lusa

expresso.sapo.pt

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:39

link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Setembro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
15
16
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

Marcelo Rebelo de Sousa r...

Espanha não apoia a tauro...

SOMENTE ATRAVÉS DO VOTO P...

UMA PERGUNTA E UM RECADO ...

ANÕES FORAM GRANDE FIASCO...

NÚMERO DE TOURADAS EM POR...

NA MANIFESTAÇÃO CULTURAL ...

Arquivos

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt