Sexta-feira, 18 de Março de 2016

«MALTRATAR ANIMAIS É DEMONSTRAR COBARDIA E IGNORÂNCIA» (LEON TOLSTÓI)

 

(Escritor russo, autor do bestseller “Guerra e Paz”)

 

Uma reflexão magnífica de sábios, sobre a condição animal, matéria tão descurada por aqueles que se consideram seres “racionais”.

 

Vale a pena ler, e depois de ler, nunca mais poderão dizer que não sabiam…

 

DIREITOS DOS ANIMAIS.jpg

 

A defesa dos direitos dos animais ou da libertação animal, também chamada simplesmente abolicionismo constitui um movimento que luta contra qualquer uso de animais não-humanos que os transforme em propriedades de seres humanos, ou seja, meios para fins humanos.

 

Eis uma visão humanista e sábia sobre os animais não humanos.

 

***

«Pensei mais de uma vez que, quando se trata de animais, todo o homem é um nazista.» - Isaac Bashevis Singer in «O Penitente»

 

«O que todos esses pretensos sábios, filósofos e líderes mundiais sabem a seu respeito? Eles convenceram-se de que o homem, o pior transgressor dentre todas as espécies, é o ápice da criação. Todos os outros seres foram criados somente com o propósito de servirem a humanidade, podendo, com isso, serem atormentados e exterminados. Em relação a eles, todas as pessoas são nazistas; para os animais o mundo é uma eterna Treblinka.» - Isaac Bashevis Singer in The Letter Writer)

 

«Concedei aos animais um vislumbre de razão, imaginai que pesadelo apavorante é, para eles, o mundo: um sonho de homens de sangue-frio, cegos e surdos, que lhes cortam a garganta, abrem-lhes o peito, esventram-nos, cortam-nos em pedaços, cozinham-nos vivos, às vezes rindo-se deles e de suas contorções enquanto padecem em agonia. Há coisa mais atroz entre os canibais?» - Romain Roland

 

«Quanto mais completamente a criação inferior se encontra submetida à nossa força mais responsáveis deveremos ficar pelo seu mau governo; por maioria de razão se deve considerar esta responsabilidade, visto que a própria natureza dos animais inferiores os torna incapazes de receberem em outro mundo qualquer recompensa dos maus tratos que sofrerem neste.» - Alexander Pope, in The Guardian

 

«Que ingenuidade, que pobreza de espírito, dizer que os animais são máquinas privadas de conhecimento e sentimento, que procedem sempre da mesma maneira, que nada aprendem, nada aperfeiçoam! Será porque falo que julgas que tenho sentimento, memória, ideias? Pois bem, calo-me. Vês-me entrar em casa aflito, procurar um papel com inquietude, abrir a escrivaninha, onde me lembra tê-lo guardado, encontrá-lo, lê-lo com alegria. Percebes que experimentei os sentimentos de aflição e prazer, que tenho memória e conhecimento.» - Voltaire, in Dicionário filosófico.

 

«Responde-me maquinista, teria a natureza ajustado nesse animal todos os órgãos do sentimento sem objectivo algum? Terá nervos para ser insensível? Não inquines à natureza tão impertinente contradição.» - Voltaire, in Dicionário filosófico.

 

«Chegará o dia em que todos os homens conhecerão o íntimo de um animal. E neste dia, todo o crime contra o animal será um crime contra a humanidade.» - Leonardo da Vinci, citado em "Pantanal‎.

 

«Mentem todos os que afirmem que os animais nasceram para servir de sustento ao homem ou para servirem de nossos escravos… Se assim fosse teríamos de aceitar como perfeitamente lógica a asserção, condenada actualmente, de que a exploração do homem pelo homem é uma coisa imprescindível e que existe todo o direito do homem sacrificar os seus semelhantes, visto que, como os animais, nós possuímos inteligência, vida, percepção, e somos também sensíveis ao sofrimento.» - J. Fontana da Silveira em Almanaque Vegetariano.

 

«Os animais foram criados pela mesma mão caridosa de Deus que nos criou... É nosso dever protegê-los e promover o seu bem-estar.» - Madre Teresa de Calcutá.

 

«Não me interessa nenhuma religião cujos princípios não melhoram nem tomam em consideração as condições dos animais.» Abraham Lincoln.

 

«Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da criação seja animal ou vegetal, ninguém precisará ensiná-lo a amar seus semelhantes.» - Albert Schweitzer (Recebeu o Prémio Nobel da Paz de 1952).

 

«A protecção dos animais faz parte da moral e da cultura dos povos civilizados.» - Victor Hugo,

 

«As pessoas se sentem ofendidas com campanhas pelos direitos dos animais. Isso é um absurdo. Não é tão ruim quanto a indústria de assassinato em massa de animais.» - Richard Gere .

 

«Como zeladores do Planeta, é nossa responsabilidade lidar com todas as espécies com carinho, amor e compaixão. As crueldades que os animais sofrem pelas mãos dos homens estão além da nossa compreensão. Por favor, ajudem a parar com esta loucura.» - Richard Gere.

 

«Eu dei minha beleza e minha juventude aos homens. Agora dou minha sabedoria e minha experiência aos animais.» - Brigitte Bardot - Actriz francesa, sobre a instituição de protecção aos animais que fundou na década de 80.

 

«Quando se é capaz de lutar por animais, também se é capaz de lutar por crianças ou idosos. Não há bons ou maus combates, existe somente o horror ao sofrimento aplicado aos mais fracos, que não podem defender-se.» - Brigitte Bardot.

 

«Quando o assassinato de um animal, especialmente com requintes de perversidade, for na verdade punido como crime hediondo, aí o homem terá justificada a sua condição de racional.» - Geuza Leitão.

 

«É uma barbárie, horrível, medieval. Não posso imaginar-me por um momento sequer, a cantar lá.» - Paul McCartney, revoltado com cenas de matança de cães e gatos num mercado chinês.

 

«Não importa se os animais são incapazes ou não de pensar. O que importa é que são capazes de sofrer». - Jeremy Bentham.

 

«Enquanto matarmos e torturarmos animais, vamos continuar a torturar e a matar seres humanos - vamos ter guerra. Matar precisa ser ensaiado e aprendido em pequena escala; enquanto prendermos animais em gaiolas, teremos prisões, porque prender precisa ser aprendido em pequena escala; enquanto escravizarmos os animais, teremos escravos humanos, porque escravizar precisa ser aprendido em pequena escala.» - Edgar Kupfer- Korberwitz.

 

«O animal selvagem e cruel não é aquele que está atrás das grades. É o que está na frente delas.» - Axel Munthe.

 

«Não podemos ver a beleza essencial de um animal enjaulado, apenas a sombra de sua beleza perdida.» - Julia Allen Field.

 

«O circo ensina as crianças a rir da dignidade perdida dos animais. Nesse caso, a 'humanização' dos bichos reflecte claramente a falta de humanidade das pessoas projectada em um macaco de vestido, camuflada sob os risos.» - Olegario Schmitt (escritor brasileiro) em No Pé da Letra (1999).

 

«Matar um animal para fazer um casaco é um pecado. Nós não temos esse direito. Uma mulher realmente tem classe quando rejeita que um animal seja morto para ser colocado sobre os seus ombros. Só assim ela será verdadeiramente bela.» - Doris Day.

 

«A pessoa que eu amo nunca usaria pele de animais. Pele faz-me pensar em mulheres rasas, que não têm consciência. A indústria de peles pertence a uma época em que as pessoas eram inacreditavelmente egoístas. Se você fosse uma espécie de chefe de organização tribal e não existisse uma loja de departamentos, 350 anos atrás, eu entenderia. Mas hoje em dia temos fibras sintéticas e usar peles não é mais uma necessidade. O elitismo das peles deixa-me com vontade de vomitar.» - Gavin Rossdale, em entrevista à revista Grrr!

 

«A protecção dos animais faz parte da moral e da cultura dos povos.» - Victor Hugo

 

«Todos os seres vivos buscam a felicidade; direccione a sua compaixão para todos.» - Mahavamsa (Budista)

 

«Os animais existem por suas próprias razões. Eles não foram feitos para humanos, assim como negros não foram feitos para brancos ou mulheres para os homens.» - Alice Walker

 

«... vários vivisseccionistas ainda alegam que o que eles fazem ajuda a salvar vidas humanas. Eles estão a mentir. A verdade é que as experiências em animais matam pessoas, e os que investigam em animais são responsáveis pelas mortes de milhares de homens, mulheres e crianças a cada ano.» - Dr. Vernon Coleman (Membro da Sociedade Real de Medicina, Inglaterra)

 

«Crueldade é algo que está presente em famílias humanas por incontáveis eras. É quase impossível alguém que é cruel com os animais ser generoso com as crianças. Se se permite às crianças a crueldade contra os seus animais de estimação ou outros que cruzem os seus caminhos, elas aprenderão facilmente a ter o mesmo prazer com a miséria dos seus semelhantes. Essas tendências podem facilmente levá-las ao crime». - Fred A. McGrand (1895)

 

«Se eu tivesse outra vida, dedicá-la-ia inteiramente à luta contra a vivissecção.» - Bismark

 

«Até que tenhamos coragem de reconhecer a crueldade pelo que ela é - seja a vítima um animal humano ou não humano - não podemos esperar que as coisas melhorem neste mundo...não podemos ter paz vivendo entre homens cujos corações se deleitam em matar criaturas vivas. Para cada acto que glorifica o prazer de matar, estamos atrasando o progresso da humanidade» - Rachel Carson

 

«A civilização de um povo se avalia pela forma como 0os seus animais são tratados.» - Humboldt

 

«Mutilar animais e chamar isso de “Ciência” justifica a condenação da espécie humana ao inferno moral e intelectual... Essa repugnante Idade das Trevas da tortura impensada dos animais tem que ser superada.» - Grace Slick (Músico)

 

«Se fôssemos capazes de imaginar o que se passa, constantemente, nos laboratórios de vivissecção, não poderíamos dormir em paz e em nenhum dia estaríamos felizes e tranquilos.» - Dr. Ralph Bircher

 

«Não há diferenças fundamentais entre o homem e os animais nas suas faculdades mentais (...) os animais, como os homens, demonstram sentir prazer, dor, felicidade e sofrimento» - Charles Darwin  

 

«Os animais dividem connosco o privilégio de ter uma alma» - Pitágoras

 

«Pergunte aos vivisseccionistas por que eles experimentam em animais e eles responderão: «Porque os animais são como nós». Pergunte aos vivisseccionistas por que é moralmente 'OK' experimentar em animais e eles responderão: «Porque animais não são como nós». A Experimentação animal apoia-se em contradição de lógica.» - Professor Charles R. Magel (1920)

 

«Incêndios deliberados e crueldade contra animais são dois dos três sinais de infância que sinalizam o potencial de um serial killer» - John E. Douglas

 

«Por que é que o sofrimento dos animais me comove tanto? Porque fazem parte da mesma comunidade a que pertenço, da mesma forma que os meus próprios semelhantes.» - Émile Zola

 

«Não há crueldade pior do que pensar e acreditar que os animais existem para servir o Homem.» - Gabriela Toledo

 

«A Vivissecção é bárbara, inútil e um empecilho ao progresso científico.» - Dr. Werner Hartinger (Cirurgião)

 

«Entre 135 criminosos, incluindo ladrões e estupradores, 118 admitiram que quando eram crianças queimaram, enforcaram ou esfaquearam animais domésticos.» - Ogonyok (Soviet anti-cruelty magazine; citado em "The extended circle: a dictionary of humane thought‎”.

 

«Respeitem os mais velhos e celebrem os jovens. Mesmo os insectos, as ervas e as árvores não devemos nunca maltratar.» - Ko Hung  Confucionista - Taoista

 

«Não sou basicamente um conservacionista. Quando a última baleia for massacrada, como certamente um dia acontecerá, o sofrimento delas vai acabar. Essa não é uma perda para a baleia, mas para a espécie humana. Não estou preocupado com a extinção de espécies - isso é loucura dos homens - Eu tenho uma única preocupação: o sofrimento que nós deliberadamente infligimos aos animais enquanto estão vivos.» - Clive Hollands

 

«O erro da ética até ao momento tem sido a crença de que só se deve aplicá-la em relação aos homens» - Albert Schweitzer  

 

«Jamais creia que os animais (não humanos) sofrem menos do que os (animais) humanos. A dor é a mesma para eles e para nós. Talvez pior, pois eles não podem ajudar a si mesmos» - Dr. Louis J. Camuti  

 

 Fonte do texto:

https://pt.wikiquote.org/wiki/Direitos_dos_animais

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 19:28

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos (1)
Quinta-feira, 10 de Outubro de 2013

OS PROTECTORES DE ANIMAIS: ESSES SERES ESQUISITOS

 

“Quando se é capaz de lutar por animais, também se é capaz de lutar por crianças ou idosos. Não há bons ou maus combates, existe somente o horror ao sofrimento aplicado aos mais fracos, que não podem defender-se.” (Brigitte Bardot)

 

 

Por ROSE MUSSI

 

Surgem em tempos de lutas sociais, com representantes de vários segmentos da sociedade, os “protectores” de animais. Pessoas que além de salvarem cães, gatos, cavalos e outros animais, lutam pelo seu direito a uma vida digna e contra os maus-tratos que sofrem na convivência com os seres humanos.

 

Mas, afinal, quem são essas pessoas que dedicam o seu tempo, grande parte da sua renda e muito afecto para resgatarem animais abandonados e maltratados por uma sociedade em que a maioria das pessoas é indiferente a tal crueldade?

 

Quem são esses indivíduos que nada se importam se terão alguma recompensa material depois de tanto trabalho, empenho e sacrifício? Serão pessoas que precisam ocupar o tempo por tê-lo ocioso ou apenas estariam sem saber o que fazer com o seu saldo positivo no banco?

 

O número de pessoas que se dedicam à “causa animal” está a aumentar. Que movimento é esse que toma conta de (…) vários países pelo mundo? São pessoas que se unem por um motivador subjectivo, algo que faz com que o pensamento capitalista seja deixado para segundo plano e o seu tempo passe a não valer mais dinheiro e sim o número de vidas inocentes que são resgatadas por dia. Isso não seria tão diferente dos casos em que pessoas se dedicam a minorias sofridas se as vítimas não fossem seres considerados tão inferiores e, para muitos, insignificantes. Ah! E com uma agravante: os sacrificados não podem levantar o seu clamor pelos seus direitos.

 

Os media (…) já perceberam que algo está a acontecer, mas até agora, não sabem bem de onde vem a fumaça. Algumas emissoras de televisão, algumas revistas e jornais noticiam de maneira superficial a tragédia em que vivem os animais abandonados e mostram algumas pessoas envolvidas na luta para diminuir o problema.

 

Teimam em passar a ideia de que as referidas iniciativas sejam resultado de uma vida excêntrica ou consequência de distúrbios emocionais causados pela solidão ou pela senilidade. Entretanto, quem serão os “esquisitos” realmente? Se “normais” são os que não se sentem absolutamente nada responsáveis e se resguardam o máximo direito de sequer se compadecerem do sofrimento que está escancarado pelas esquinas desse país, a palavra “misericórdia”, que em alguns dicionários aparece como sinónimo de “amor”, deveria ser excluída do léxico da língua portuguesa.

 

Porém, a questão é mais complexa. Passa pela cultura, pela filosofia e crenças de um povo.

 

Torna-se ainda mais misteriosa a natureza desses valentes, quando fica clara sua vida quotidiana tão semelhante à daqueles que nada fazem pelos animais nos quais tropeçam todos os dias pelas ruas.

 

São pessoas que trabalham, mulheres e homens que têm horários, afazeres comuns e enfrentam a correria do dia-a-dia naturalmente. Todavia, encontram um jeito de esticar as 24 horas e encaixarem uma tarefa árdua, sofrida e muitas vezes com um final triste e dramático. Porque não é sempre que um animal resgatado sobrevive. Mesmo depois do socorro, dos cuidados veterinários, há aqueles que sucumbem, para os quais todo esforço não foi suficiente. Animais que já estão há muito tempo nas ruas, sem alimento, doentes e sofrendo maus-tratos, muitas vezes são resgatados apenas para morrerem em situação mais digna. No entanto, ao contrário do que poderia se esperar, o “protector” não julga ter perdido tempo. Ele lamenta, chora por ter perdido uma vida.

 

Assim também, há outro grande desafio para esses heróis marginalizados, vistos como insanos pela parte alienada da sociedade, que é desembolsar financeiramente uma quantidade enorme de despesas com transporte dos resgatados, atendimento veterinário, medicamentos, lares temporários e outros contratempos que geralmente ocorrem.

 

É dessa forma que o trabalho se torna ainda mais interessante, pois em consequência dessa necessidade, as pessoas envolvidas na “causa” unem-se, apoiam-se, passam a fazer parte de uma grande família. Os sites de relacionamento propiciam essa interacção e, cada vez mais, servem como sala de reunião para esse grupo de pessoas que, a despeito da falta de apoio das autoridades governamentais, abraçaram um problema que tem se tornado de calamidade pública em algumas cidades.

 

Se formos esperar que a história siga seu curso, resta saber de onde surgirá a Princesa Isabel, a Redentora,*** que virá abolir a situação triste, submissa e humilhante em que vivem os nossos irmãos, chamados pela sábia ciência desavisada de “irracionais”.

 

Em 1986, a actriz francesa Brigitte Bardot fundou uma instituição em defesa dos animais. A actriz declarou: – “Quando se é capaz de lutar por animais, também se é capaz de lutar por crianças ou idosos. Não há bons ou maus combates, existe somente o horror ao sofrimento aplicado aos mais fracos, que não podem defender-se.

 

Vêm da mesma casta os “protectores” anónimos para o mundo das celebridades. Comungam da mesma convicção de que somos todos iguais, habitantes do mesmo Planeta onde convivem fortes e fracos e no qual a luta pela justiça tem sido causa de batalhas do passado, presente e sem data para terminar.

 

*** A Princesa Isabel, cognominada a Redentora, enquanto Regente do Império brasileiro, assinou a Lei Áurea, que aboliu a escravidão no Brasil. 

 

 

(Texto adaptado para a Língua Portuguesa)

Fonte:

http://alcancei.com.br/os-protetores-de-animais-esses-seres-esquisitos/

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 11:12

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 25 de Setembro de 2012

BRIGITTE BARDOT IRRITADA CONTRA OS COVARDES DO CONSELHO INSTITUCIONAL FRANCÊS

 

 

Brigitte Bardot (77 anos), Alain Delon (76 anos) e Jean-Paul Belmondo (79 anos), numa carta aberta aos sábios do Conselho Constitucional, pediram a abolição das touradas em França. "É chegada a hora de proibir a tortura, e de a abolir em todo o território, especialmente porque a tourada é considerada pelo Código Penal como um acto de crueldade, sendo punida com dois anos de prisão... ", escreveram eles.

 

Excepto em algumas regiões do sul, onde a tourada é considerada como "tradição local ininterrupta". Os sábios não só rejeitaram as petições apresentadas por duas associações anti-touradas que queriam que as mesmas penas se aplicassem em toda a França, como anunciaram que essas “diferenças de tratamento" não são inconstitucionais.

 

Uma decisão que deixou Brigitte Bardot muito irritada. "Estou desesperada. Vivemos num país retrógrado que não evoluirá jamais (...) É inaceitável que se permita desenvolver os mais baixos instintos do homem. Eu não entendo como as pessoas sentem prazer na tortura e no sangue derramado. Vivemos num país que é um grande matadouro. Talvez aconteça que um dia a tourada possa ser abolida», salientou Brigitte acrescentando com a habilidade que lhe reconhecemos: «O Conselho Constitucional não é constituído por sábios, mas por covardes»...  

 

Fonte:

http://www.voici.fr/news-people/actu-people/corrida-brigitte-bardot-furax-contre-les-laches-du-conseil-constitutionnel-466262

 

Acrescente-se que a tourada em França ocorre em apenas 10% do território nacional.

Apesar de o código penal francês reconhecer claramente que as touradas são “ACTOS CRUÉIS E GRAVES MAUS TRATOS PARA COM OS ANIMAIS” (artigo 521 -1), elas são autorizadas numa pequena área a sul do País como uma "tradição ininterrupta local".

 

Tal como em Portugal, a indústria tauromáquica francesa é mantida por financiamentos públicos. Eles recebem dinheiro de cidades e / ou departamentos, regiões, do Estado e da Europa.

 

Em 22 de Abril de 2011, Frédéric Mitterrand, ministro francês da Cultura, num gesto que o DESQUALIFICOU,  inscreveu oficialmente as touradas numa lista onde é considerada património cultural do país, mas NÃO com o aval da UNESCO, como por vezes se lê por aí.

 

Em França existem quatro escolas onde se aprende a TORTURAR TOUROS. Tal como cá.

 

Como diz e muito bem Brigitte Bardot, a França é um país RETRÓGRADO, tal como Portugal e Espanha. Os países três mais REACCIONÁRIOS DA EUROPA.

 

http://www.esdaw.eu/francetouristeu.htm

 

 ***

 

Para ficarmos com uma ideia completa do que se passou em França (que é o mesmo que se passa em Portugal e em Espanha e nos restantes países tauricidas), transcrevo um texto da PRÓTOURO (não confundir com prótoiro, estes estão CONTRA OS TOUROS) onde se explica as razões POLÍTICAS para a infeliz decisão que a França acabou de tomar, tal como acontece no nosso Parlamento:

 

A TOURADA É UMA QUESTÃO POLÍTICA, DE SUBMISSÃO AO LOBBY TAUROMÁQUICO. UM LAIVO DE ESCRAVATURA, DA QUAL OS NOSSOS GOVERNANTES NÃO SE APERCEBEM, DEVIDO À CEGUEIRA MENTAL QUE TOLDA O DISCERNIMENTO DELES.

 

Conselho Constitucional Francês uma Decisão Puramente Política

 

 

by protouro

 

O Conselho constitucional francês, também conhecido por Comissão de Sábios (sem comentários), não é um tribunal.

 

O Conselho constitucional foi instituído pela Constituição da 5ª República, em 4/10/1958 e está no topo de qualquer hierarquia de tribunais sejam eles judiciais ou administrativos.

 

É composto por 9 membros e esses membros são designados pelo Presidente da República e pelo presidente de cada uma das assembleias do parlamento ( Senado e Assembleia Nacional). Os antigos presidentes da república são por direito próprio parte do conselho constitucional desde que não ocupem uma função incompatível com o mandato de membro do Conselho. O presidente do Conselho constitucional é designado pelo Presidente da República.

 

Quem são actualmente os membros do dito Conselho Constitucional:

 

- Jean-Louis Debré, designado pelo Presidente da República;

- Valéry Giscard D'Estaing, ex-presidente da república;

- Jacques Chirac, ex-presidente da república:

- Nicolas Sarkozy, ex-presidente da república e aficionado:

- Pierre Steinmetz, nomeado pelo Eliseu;

- Jacqueline de Guillenchmidt, nomeada pelo Senado;

- Renaud Denoix de Saint Marc, nomeado pelo Senado;

- Guy Canivet, nomeado pela Assembleia Nacional;

- Michel Charasse, nomeado pelo Senado;

- Hubert HaenelL, nomeado pelo Senado;

- Jacques Barrot, nomeado pela Assembleia Nacional;

- Claire Bazy Malaurie, nomeada pela Assembleia Nacional.

 

São todos políticos. Portanto a decisão dos sábios deste conselho nunca iria ser jurídica mas sim política.

 

E todos sabemos como é fácil influenciar e exercer pressão sobre os mesmos.

 

No mesmo dia em que as partes (anti-touradas e pró-touradas) iam ser ouvidas pelo Conselho Constitucional, o Ministro do Interior francês Manuel Valls (nascido na Catalunha), afirmava aos órgãos de comunicação social o seguinte: "As touradas são algo que eu amo. A tourada é uma cultura a preservar e faz parte da cultura da minha família".

 

Estava assim lançada a pressão sobre os seus camaradas políticos do Conselho Constitucional.

 

Aliás, o que estava em causa não era como é afirmado pelos tauromáquicos se as touradas são constitucionais ou não. O que estava em causa era decidir se a lei que proíbe todas as crueldades praticadas contra animais, podia criar excepções para touradas e lutas de galos, uma vez que está em causa o princípio da unidade da lei no território francês. E a decisão acabou por ser que a excepção ou disparidade, foi considerada constitucional na medida em que se baseia numa tradição local ininterrupta.

 

Os tauromáquicos podem cantar vitória, no entanto a verdade é que numa guerra se perdem batalhas. A guerra é pela abolição das touradas e uma batalha perdida não nos enfraquece, antes pelo contrário só fortalece ainda mais a nossa luta.

 

Prótouro

Pelos touros em liberdade

 

***

 

COM ISTO FICA TUDO DITO.

A IDIOTIA ANDA Á SOLTA POR AÍ...

publicado por Isabel A. Ferreira às 17:01

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 22 de Dezembro de 2011

MENSAGEM DE HOJE PARA O FUTURO...

 

 

 

O passado perdeu-se entre a falta de lucidez.

 

O presente está a rasgar horizontes.

 

No futuro é que está a esperança da racionalidade.

publicado por Isabel A. Ferreira às 09:47

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Setembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
14
16
17
18
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

«MALTRATAR ANIMAIS É DEMO...

OS PROTECTORES DE ANIMAIS...

BRIGITTE BARDOT IRRITADA ...

MENSAGEM DE HOJE PARA O F...

Arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

DIREITOS

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

ACORDO ORTOGRÁFICO

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

COMENTÁRIOS

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

CONTACTO

isabelferreira@net.sapo.pt