Quinta-feira, 7 de Junho de 2012

“Bombeiro (?) voluntário” de Pedrouços (Maia) comete crime de usurpação de nome… com o meu nome…

 

 

Sede dos Bombeiros Voluntários de Pedrouços (Maia)

 

Ao meu e-mail, que é público, chegou-me a seguinte mensagem (retirei-lhe apenas o IP):

 

Isabel A. Ferreira (IP: 00000000000) disse sobre Bombeiros Voluntários de Pedrouços (Maia) dispam a farda, não sabem honrá-la na Quinta-feira, 7 de Junho de 2012 às 00:16:

 

«Caro Voluntário, agora que já não estou tão stressada, permita-me um desabafo.
 

Vê-se pelo meu discurso que sou uma pessoa obsessiva, que tem ideias fixas, com um ponto de vista obtuso e exclusivamente dirigido para a minha causa. Eu sei que esta minha postura faz com que as pessoas olhem para mim como uma espécie de louca radical, que para defender os seus ideais, insulta gratuitamente os outros e não respeita ninguém. Talvez seja por isso que apenas 7 pessoas seguem este meu blog. Agora que finalmente acalmei e fui fazer alguma pesquisa, aprendi como funcionam as Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários, aprendi que tem uma Direcção que toma decisões, às quais os Bombeiros são completamente alheios, nas quais os Bombeiros não tem qualquer poder de decisão ou de influência, decisões essas que os Bombeiros tem que acatar sem contestar, sob pena de serem demitidos. Assim, apresento minhas desculpas pelo meu diálogo verborreico e pelos meus insultos gratuitos a todos os Bombeiros Voluntários de Pedrouços.
 

“Est le combat qui me plaît, non pas la victoire”»

 

 ***********************************************************

 

Pensei muito antes de tomar a decisão que tomei: tornar público este assunto. E só o faço para que ninguém mais ouse repeti-lo, por motivos mais do que óbvios.

 

Antes de comentar este comentário (porque também decidi comentá-lo) tenho de tecer algumas considerações, não vá este “voluntário” pensar que pode fazer o que bem lhe apetece, utilizando o meu nome, sem levar com as consequências.

 

Bem, o que aqui temos é um caso grave: um crime de usurpação de nome.

 

Um sujeito (que é fácil de ser identificado através de uma ordem judicial) lembrou-se de fazer uma gracinha utilizando o meu nome.

 

Pois o tiro saiu-lhe pela culatra.

 

É só aguardar... “caro” voluntário...

 

************************************************************

 

Posto isto vamos ao comentário do comentário:

 

As parvoíces que para aqui foram ditas não me atingem nem um milésimo de milímetro porque sei quem sou, sei o que valho, sei o que ando a fazer, sei que tenho mais inimigos do que amigos, conheço de cor e salteado, todas as “alcunhas” que me dão e todos os impropérios que me dirigem, mas não será isso que me fará afastar da Causa da Abolição das Touradas, porque a RAZÃO está do meu lado e não do lado de quem se serve da tortura de seres vivis para se divertir ou para fins falsamente humanitários.  

 

Quanto aos insultos, engana-se “voluntário”.

 

Por acaso sabe o que é um insulto?

 

Não sabe.

 

Eu não devo chamar Joaquim a quem se chama António. Certo?

 

Também não devo chamar inteligente a quem não tem um pingo de massa cinzenta, neurónios os sequer cérebro. Verdade?

 

Insultar é chamar um sábio de ignorante.

 

E talvez seja por isso que não SETE (como vem na listinha, que nada significa) mas CENTENAS de pessoas seguem o meu Blogue diariamente.

 

Ora sempre soube que as Corporações de Bombeiros têm uma direcção (até já consegui que um director se demitisse por incompetência) e que os “voluntários” não têm obrigação de seguir as regras parvas da direcção, até porque são voluntários e podem sair da Corporação desde que as “ordens” recebidas não coincidam com a ética de cada um. É uma questão de objecção de consciência.

 

Um “homem” (coloco entre aspas já por causa das “coisas”) que não seja capaz de contestar uma ordem que não esteja de acordo com a sua consciência, com a sua ética, não é homem nem é nada.

 

Por isso, continuo a afirmar e a reafirmar que, além de não ter insultado ninguém, não tenho de pedir desculpa a quem aceita participar num evento sangrento só porque o “director” mandou. A mim não me mandava ele. Era demitida? Que fosse.

 

Se os Bombeiros Voluntários de Pedrouços não vão receber ajuda manchada de sangue de seres vivos torturados, ao senhor Presidente da Câmara, Eng.º António Bragança Fernandes, o devem, e a um grupo de VOLUNTÁRIOS amigos dos Touros e dos Cavalos que impediram que tal chacina acontecesse.

 

Por isso, “caro” Voluntário, a “stressada” que nunca fica “stressada”, mas NAUSEADA com as barbaridades que se cometem por aí em nome de uma “tradição parva” e da falsa solidariedade; a pessoa “obsessiva” que não é “obsessiva”, mas COERENTE com os seus princípios e com o JURAMENTO que fez de dar voz aos que não têm voz para se defender; a “louca radical” que não é “louca radical” mas tão-só uma ACÉRRIMA DEFENSORA dos ANIMAIS NÃO-HUMANOS, tanto quanto dos ANIMAIS HUMANOS, o que tem a dizer é que se cuide, porque USURPAR O NOME DOS OUTROS É CRIME.

 

E na verdade o meu lema preferido é o que copiou do meu perfil:

 

«É o combate que me agrada, não a vitória». Mas noutra circunstância.

 

Contudo, como neste caso a vitória não me trará qualquer benefício a mim própria, mas sim aos TOUROS e aos CAVALOS, é a VITÓRIA QUE ME AGRADA MAIS DO QUE O COMBATE.

 

E sei que essa VITÓRIA está próxima.

 

Isabel A. Ferreira (a verdadeira)

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:10

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 6 de Junho de 2012

A tourada de Pedrouços foi anulada mas a ajuda aos Bombeiros está em marcha...

 

 

 

Não há necessidade de torturar Touros e Cavalos para ajudar Bombeiros ou seja lá quem for.

 

A tourada prevista para ajudar os Bombeiros Voluntários de Pedrouços foi anulada.

 

O exemplo veio do Município da Maia.

 

O lobby tauromáquico tentou infiltrar-se, mas deu com um Presidente de Câmara que não foi na conversa mafiosa desse lobby.

 

O Eng.º António Bragança Fernandes ia lá sujar as terras da Maia, o bom-nome do povo da Maia, e o seu próprio nome com o SANGUE DE SERES INOCENTES, com o disfarce imoral da “ajuda envenenada?”

 

Apenas os fracos se dobram ao lobby da tortura.

 

Os Bombeiros de Pedrouços, graças a um grupo empenhado de SERES HUMANOS INTEIROS, vão ser ajudados com uma grande festa, onde muitos colaboram gratuitamente.

 

Aqueles que iriam comprar bilhetes para aplaudir a TORTURA façam o favor de entregar esse dinheiro ao Bombeiros, para se redimirem do acto vergonhoso que iam cometer.

 

Apoiar quem precisa é possível, sem tortura.

 

Como também é possível anular as touradas.

 

Mas é preciso ser-se INTELIGENTE.

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:37

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 23 de Maio de 2012

Bombeiros Voluntários de Pedrouços (Maia) dispam a farda, porque não sabem honrá-la

 

 

Está anunciada uma tourada na freguesia de Pedrouços, na Maia, que terá lugar no próximo dia 10 de Junho (um dia tão significativo, comemorado com SANGUE) e cuja receita reverte a favor dos Bombeiros Voluntários de Pedrouços, que, deste modo, entram, para o rol daqueles que DEVEM DESPIR A FARDA, pois não sabem HONRÁ-LA.

 

Ultimamente a doença mental contagiosa, denominada tauromaquia, tem se concentrado no Norte do país, onde não existe qualquer tradição desta barbárie, tirando a Póvoa de Varzim e Ponte de Lima, que são a VERGONHA dos nortenhos, porquanto apoiam esta “coisa” primitiva, abobinável, cruenta, inculta e cruel.

 

Senhor Bragança Fernandes, Presidente da Câmara da Maia,  e senhor presidente da Junta de Freguesia de Pedrouços, Joaquim de Freitas Araújo (os nomes são importantes para memória futura) o que vos aconteceu?

 

Regrediram, ou sempre foram assim?

 

Aceitar um acontecimento de um calibre tão baixo, envolvendo os Bombeiros Voluntários, que são ou deveriam ser os soldados da PAZ e não da VIOLÊNCIA, será de gente que serve os interesses da população local, ou os interesses do lobby tauromáquico, que só quer ganhar dinheiro à custa dos papalvos?

 

Ainda vão muito a tempo de SUSPENDEREM uma coisa que só trará desprestígio ao concelho e aos Bombeiros.

 

Sejam CIVILIZADOS, Senhores!

 

Bombeiros Voluntários de Pedrouços, não entrem neste jogo sangrento. Desonram a farda que vestem, e perdem todo o prestígio que têm,  como o perderam os Bombeiros Voluntários de Barcelos, e outros que tais, que nunca mais serão os mesmos depois de  terem aceitado dinheiro proveniente da tortura de seres vivos.  

 

Quem irá acreditar na vossa "Associação de Solidariedade", depois de apoiarem a tortura de Touros em proveito vosso?

 

Sejam HOMENS!

 

E o POVO deve REJEITAR esta iniciativa. Para bem do Concelho.

 

Isabel A. Ferreira

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 17:06

link do post | Comentar | Ver comentários (3) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Junho 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
15
17
18
19
21
22
23
24
26
27
28
29
30

Posts recentes

“Bombeiro (?) voluntário”...

A tourada de Pedrouços fo...

Bombeiros Voluntários de ...

Arquivos

Junho 2024

Maio 2024

Abril 2024

Março 2024

Fevereiro 2024

Janeiro 2024

Dezembro 2023

Novembro 2023

Outubro 2023

Setembro 2023

Agosto 2023

Julho 2023

Junho 2023

Maio 2023

Abril 2023

Março 2023

Fevereiro 2023

Janeiro 2023

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Junho 2022

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

AO90

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, nem publica textos acordizados, devido a este ser ilegal e inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais. Caso os textos a publicar estejam escritos em Português híbrido, «O Lugar da Língua Portuguesa» acciona a correcção automática.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. 1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome. 2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas". 3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt