Quarta-feira, 1 de Março de 2017

COIMBRA TEM MAIS ENCANTO SEM SANGUE NA DESPEDIDA

GARRAIADA.png

Queima das Farpas – rentrée

 

A tauromaquia já existiu por toda a Europa e tem vindo a ser banida de todos os países à medida que os respectivos padrões éticos se vão tornando mais exigentes.

 

Permanece ainda na Península Ibérica e nalgumas regiões do sul de França mas, à medida que a contestação sobe de tom e vão caindo um a um os pilares que a sustentam, toda a estrutura claudica...

 

De acordo com a listagem divulgada pelo CAS International, 109 municípios em Espanha já se declararam anti-tauromaquia, o que há uns anos seria impensável.

 

Portugal não vai ficar de fora desta onda de consciencialização e consequente tomada de posição relativamente a uma indústria que glorifica o massacre de animais, sorve dinheiros públicos e contraria abertamente as recomendações do Comité dos Direitos das Crianças da ONU.

 

Inúmeros estudos e sondagens demonstram que poucos são os que promovem activamente a violência, mas é a indiferença da maioria que a permite.

 

Queres pertencer à massa anónima de indiferentes que com tudo pactuam, ou preferes fazer da tua passagem por uma das Universidades mais prestigiadas da Europa um marco da sua evolução ética erradicando esta actividade do programa oficial da Queima das Fitas?

 

A sociedade conta connosco e nós queremos contar contigo. Junta-te a este movimento no seu caminho para uma Universidade mais justa, em que a alegria de uns não tem de significar o sofrimento de outros.

 

Coimbra tem mais encanto sem sangue na despedida.

 

Assina a petição:

http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=QueimaDasFarpas

 

Fonte:

https://www.facebook.com/Queima.das.Farpas/photos/a.1585670385007976.1073741828.1568326173409064/1650537581854589/?type=1&theater

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 10:49

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 14 de Fevereiro de 2017

HELP US! (AJUDEM-NOS)!...

 

«Help the anti-bullfighting movement of Portugal in the fight against bullfighting.

Start by not visiting the country where this practice still exists, in the 21st century plan.

Help us to get the ABOLITION of this show CRUEL.

Make your voices heard against bullfighting in Portugal, in your countries.

For the bulls and the horses, please help us!»

(Ajude o movimento anti-tauromaquia de Portugal na luta contra as touradas.

Comece por não visitar o país onde esta prática ainda existe, em pleno século 21.

Ajude-nos a obter a ABOLIÇÃO desta CRUEL prática.

Façam ouvir as vossas vozes contra as touradas em Portugal, nos vossos países.

Pelos Touros e Cavalos, por favor, ajude-nos!)

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 17:44

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 5 de Março de 2014

OS AFICIONADOS CONFUNDEM DAR DE COMER E DE BEBER A UM CAVALO QUE É PRECISO ESTAR EM BOA FORMA FÍSICA PARA A TORTURA NAS TOURADAS, COM AMOR E DEDICAÇÃO…

E depois têm o desplante de se auto-intitularem

 

OS VERDADEIROS AMIGOS DOS ANIMAIS????????

 
 

Pois então vamos lá a ver…

 

Lê-se algures…

 

«Ao anti-taurino, e sua moralidade bipolar, sobram argumentos acerca daquilo que desconhece. O atrevimento da ignorância a isso o obriga e, após uma canja de galinha, ou até uns bifes de novilho, torna-se tão fácil, em frente ao computador, criticar aqueles que se dedicam, por inteiro, aos animais.

 

Na foto, a cavaleira Ana Rita, após a morte da égua que havia dado à luz este poldro, chamou a si a responsabilidade de o criar, provando que amor e dedicação aos animais, não são, para os aficionados, palavras vãs!

 

É tão mais confortável a manifestação semanal à porta do Campo Pequeno, não é?»

Fonte:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=707020232651950&set=a.447905611896748.97839.447888525231790&type=1&theater

 

***

- Primeiro, somos (sou) anti-touradas, anti-tauromaquia em todas as suas hediondas modalidades, e não anti-taurinos, porque amamos os Touros.

 

- Segundo (e por mim falo, embora uma coisa nada tenha a ver com a outra), depois de comer legumes, fruta, pão, azeitonas, cereais, hortaliças e coisas assim… sento-me em frente do computador e critico aqueles que vivem a enganar-se a si próprios: pensam que “dedicar-se” a animais é dar-lhes de comer e de beber, como fez a Ana Rita que, se quis ter um Cavalo para tourear, não teve outra opção senão “criar” o poldro, confundindo “amor e dedicação” com “alimentar por interesse macabro”.

 

É preciso que os Cavalos e os Touros estejam em bom estado físico, que é para aguentarem o massacre que vem a seguir.

 

- Terceiro, pois não são nada confortáveis as manifestações à porta seja de que arena for (eu por mim nem lá ponho os pés, porque tenho uma outra perspectiva acerca dessas manifestações).

 

Faço muito mais mossa se estiver a teclar no meu computador.

 

Para finalizar esta análise acerca dos falsos amigos dos animais, depois destes estarem bem comidos e bebidos, fazem-lhes isto que podemos ver nesta imagem, que na verdade ilustra bem o que é a “moralidade bipolar” (aqui sim, este palavrório está bem empregue) dos aficionados:

 
 

Vós pretendeis enganar a quem, com a vossa falsa e hipócrita “amizade” pelos animais?

Só a vós próprios, obviamente.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:14

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

COIMBRA TEM MAIS ENCANTO ...

HELP US! (AJUDEM-NOS)!...

OS AFICIONADOS CONFUNDEM ...

Arquivos

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt