Terça-feira, 11 de Dezembro de 2018

O PLANETA TERRA PERDEU 60% DOS SEUS ANIMAIS SELVAGENS EM 44 ANOS

 

Um cenário aterrador do que está a passar-se no nosso Planeta

E diz-se que o homem é “O” animal racional!

Racionais são os que sabem preservar o seu habitat, ou seja, são todos os animais, ditos não-humanos, que não poluem, não fabricam armas destrutivas, não incendeiam florestas, não caçam por desporto, não matam por divertimento...

Quem devia estar em extinção era o animal homem-predador.

Ainda não lá chegámos, mas lá chegaremos...

 

BELQHFK0.jpg

O nosso Planeta, onde ainda existem pedaços de paraíso, como o da imagem, irá, lentamente, transformar-se num lugar deserto e inabitável, se o homem não acordar da sua insana letargia…

 

O Fundo Mundial Para A Natureza (WWF), no seu mais recente relatório comunicou que as populações de animais selvagens sofreram uma redução de 60% entre os anos de 1970 e 2014 devido à acção do homem.

 

Marco Lambertini, director da WWF declarou que «preservar a natureza não é apenas proteger os tigres, pandas, baleias e animais de que gostamos… É muito mais: não pode haver um futuro saudável e próspero para os homens num planeta com o clima desestabilizado, oceanos sujos, solos degradados e matas vazias, um planeta despojado da sua biodiversidade».

 

O declínio da fauna afecta todo o Planeta, com regiões especialmente prejudicadas, como os Trópicos, segundo a 12ª edição do relatório publicado com a Sociedade Zoológica de Londres e baseado no acompanhamento de 16.700 populações de 4 mil espécies. O décimo relatório revelava uma redução de 52% entre 1970 e 2010 e nada parece deter este declínio, que aumentou para 60%.

 

A zona das Caraíbas (América do Sul) revela um quadro "aterrador": um declínio de 89% em 44 anos. A América do Norte e Groenlândia sofreram as menores reduções da fauna, com 23%. A Europa, Norte de África e Oriente Médio apresentaram um declínio de 31%

  

A primeira explicação é a perda dos habitats devido à agricultura intensiva, à mineração e à urbanização, que provocam desflorestação e o esgotamento dos solos.

 

No Brasil, que acaba de eleger um presidente cujo programa de governo não fala em desflorestação ou no aquecimento global, a selva amazónica reduz-se cada vez mais, do mesmo modo que o Cerrado, diante do avanço da agricultura e da pecuária.

 

No plano mundial, apenas 25% dos solos estão livres da acção do homem. Em 2050, esta percentagem cairá para apenas 10%, de acordo com investigadores do IPBES.

 

A isto soma-se o excesso de pesca, a caça proibida, a contaminação, as espécies invasoras, as doenças e as mudanças climáticas.

 

Pascal Canfin, director-geral do WWF de França, destacou que «o desaparecimento do capital natural é um problema ético, mas também tem consequências no nosso desenvolvimento, nos nossos empregos, e já começamos a sentir estes efeitos. Pescamos menos que há 20 anos porque as reservas diminuem. O rendimento de alguns cultivos começa a cair. Na França, o trigo está a esgotar-se desde os anos 2000.»

 

A cada ano, o dia em que o mundo já consumiu todos os recursos, que o Planeta pode renovar, anualmente chega mais cedo. Em 2018 foi no dia 1 de Agosto.

 

«O futuro das espécies não parece chamar à atenção suficiente os líderes mundiais» alerta a WWF, que defende «elevar o nível de alerta e provocar um amplo movimento, como se fez pelo clima. Que todo o mundo compreenda que o statu quo não é uma opção".

 

A WWF advertiu ainda que «somos a primeira geração que tem uma visão clara do valor da Natureza e do nosso impacto nela. Poderemos também ser a última capaz de inverter esta tendência», por isso, a WWF pede uma acção antes de 2020, «um momento decisivo na história. Uma porta sem precedentes que se fechará depressa.»

 

Fonte da notícia e da imagem:

https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/terra-perdeu-60-de-seus-animais-selvagens-em-44-anos

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:08

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 12 de Junho de 2018

QUAL A DIFERENÇA ENTRE O ANIMAL QUE ESTÁ PRESO E O ANIMAL QUE O MANTÉM PRESO?

 

Ambos são animais.

Com uma diferença:

O animal que está preso é um animal racional. O outro, o que o mantém preso, é um animal irracional. Uma besta humana.

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:33

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 29 de Janeiro de 2013

«O “CORAJOSO” AGENTE DA GNR QUE PONTAPEIA PORCOS NA AUTOESTRADA»

 

 

Para o caso de o vídeo ser apagado pelo menos há uma foto do agente da GNR que deu um pontapé ao porco indefeso, e o qual que devia devidamente punido…  

 

Por TIAGO MESQUITA (www.expresso.pt)

 

(Faço minhas as palavras bem escritas do Tiago Mesquita)

 

«É o país que temos. São as leis (que não protegem os animais) que temos. E, finalmente, os agentes da autoridades (felizmente não todos) que temos.

 

O vídeo, que circula nas redes sociais mas que me recuso a promover aqui, foi gravado no passado sábado depois do despiste de um veículo pesado que transportava porcos e circulava na A1.

 

Na gravação, entretanto colocada no Youtube, podemos observar duas pessoas a correr atrás de um dos muitos animais que ficaram soltos na estrada e finalmente um agente da GNR a pontapear estupidamente um dos suínos quando este se atreveu a fugir.

 

Parece que estou a ver o registo da ocorrência, certamente desculpabilizante, feito pelo senhor agente, ao final do dia:

 

O indivíduo, aparentemente de raça suína, mais precisamente porco preto alentejano, caminhava na A1 em excesso de velocidade. Eu encontrava-me junto à Vialonga, perto da entrada de Lisboa, mais precisamente ao quilómetro 11. Dei ordem ao porco para que encostasse, de forma a proceder à identificação e autuar a infracção. Voltei a sinalizar, desta vez acompanhando com um grito: pare já, seu porco. Sem efeito. O suíno, numa clara atitude de desafio às autoridades, passou por mim mostrando as ventas e, fazendo uma tangente que praticamente me arrancou um pedaço do chispe, tentou abalroar-me. Fui, por esse facto e tendo sido posta em causa a minha integridade física, obrigado a pontapear o suíno na cabeça de forma veemente para tentar atordoá-lo, impedindo uma marcha que podia ter terminado de forma fatal.

 

" (...) um dia depois de o vídeo ter sido colocado no Youtube, o autor reclama ter recebido uma "notificação do Youtube" para o retirar. "Segundo eles foi feita uma queixa de 'violação de privacidade' ao minuto 0:40. Temos 48 horas para remover o vídeo", escreve." P3

 

Ora bem, a minha dúvida prende-se com o seguinte: não podendo o porco, o único queixoso que consigo encontrar no vídeo - foi agredido como se prova facilmente pelas imagens - escrever uma notificação a queixar-se de "violação de privacidade", quem mais pode querer que este vídeo seja removido?

 

Num acesso de loucura passou-me pela cabeça que pudesse ter sido o agente em causa ou alguém por ele. O senhor, que vemos fazer a triste e desumana figura nas imagens, pontapeando um animal que fugia assustado. Não vejo é de que forma um agente da autoridade, funcionário do Estado, a exercer funções pagas pelos portugueses, possa agredir, sem qualquer justificação para além da estupidez, abuso da autoridade e falta de humanidade, um animal em plena via pública e vir depois queixar-se de "violação da privacidade" quando se apercebe que foi tudo registado em vídeo. Vídeo que, para mal dos pecados do senhor agente, começou entretanto a circular na internet.

 

Violação da privacidade? "Sou agente da GNR e estava a bater num porco, como manda a lei. Fui filmado sem autorização.”?

 

Agora pergunto, quem vai punir este animal racional

 

http://expresso.sapo.pt/o-corajoso-agente-da-gnr-que-pontapeia-porcos-na-autoestrada=f782952#ixzz2JMerBO7M

 

***

 

VEJAM O VÍDEO ANTES QUE DESAPAREÇA

 

 

 

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:55

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 24 de Outubro de 2012

Animal racional? Tem certeza, Miguel Pereira?

 

 

Recebi de alguém que dá pelo nome de Miguel Pereira o seguinte comentário, que passo a transcrever tal e qual me chegou:

 

Miguel Pereira disse sobre "prótoiro", basta de tanta estupidez! Façam as malas e desandem para uma ilha deserta! na Quarta-feira, 24 de Outubro de 2012 às 09:50:

 

 

«Isabel após leitura deste seu texto fiquei com a seguinte duvida a Isabel tem mesmo um filho deficiente mental? 

 

É que se é verdade que tem um filho deficiente mental a senhora por aquilo que escreveu demonstra que não tem capacidades mentais e morais para sêr mãe. 
 

A Rita Silva dizer as anormalidades que diz é normal pois a Rita Silva além de sêr uma pessoa completamente básica não é mãe portanto há certos sentimentos que a Rita Silva desconhece mas a Isabel como pessoa que se diz tão cheia de compaixão e sensibilidade e ainda por ser mãe de um deficiente mental achar seja em que contexto for que um touro e uma criança com qualquer deficiência sejam a mesma coisa das duas uma a Isabel é mentirosa e não tem nenhum filho deficiente ou a Isabel é uma pessoa má e trata o seu filho como um animal irracional».
 

************************************************************************************** 

 

Este comentário, pelo modo como foi “elaborado”, não me merece nenhuma consideração, portanto não irei responder.

 

Gostaria apenas de aqui deixar um texto muito interessante (tirando o raciocínio que está no último ponto: «é racional a crença em um ser que...» com o qual absolutamente discordo), que talvez explique os motivos do irracional miguel pereira, para escrever o que escreveu, 


Só lamento que o Miguel Pereira NÃO VÁ ENTENDER o raciocínio do autor.

 

«Animal racional? Tem certeza?»

 

Por Daniel Bohn Donada

 

«Aristóteles disse, no século 4 a.C., que o ser humano é um animal racional. Será mesmo? Particularmente eu discordo, eu considero que o ser humano é um animal igual a qualquer outro.

 

Sim, o homem é um animal! O Homo Sapiens (nome científico da espécie humana) é um animal, pertencente ao grupo dos mamíferos e à família dos primatas. O que diferencia o homo sapiens dos outros animais é que o seu raciocínio não se baseia exclusivamente os seus instintos. Isso possibilitou que a espécie evoluísse e prosperasse, desenvolvendo as diversas áreas do conhecimento, ciência, filosofia, agricultura, geografia, matemática e etc…

 

Mas isso não faz do homem racional? Não! Pelo menos não automaticamente. Afinal, se o homem é tão racional assim, por que então vemos tanta gente, a esmagadora maioria da população, diria eu, agindo contra a razão? Discordam? Então respondam-me:

  • É racional destruir o meio ambiente?
  • Excepto para os fins de sobrevivência, protecção do seu território e dos seus filhotes, é racional matar?
  • É racional discriminar os seus semelhantes, por qualquer motivo que seja?
  • É racional promover guerras por ambição, religião, nacionalidade e política?
  • É racional dirigir bêbado?
  • É racional espezinhar os seus semelhantes, apenas para dar a si mesmo a impressão de ser superior a eles?
  • É racional fomentar o ódio?
  • Quando se está doente, é racional esperar por curas milagrosas em vez de fazer um tratamento médico?
  • É racional atribuir a causa daquilo que não compreendemos a coisas sobrenaturais, igualmente desconhecidas e não compreendidas?
  • É racional a crença num ser que provavelmente não existe, mas que vai mandar-te para o inferno por que te ama?

Acredito que a maioria das pessoas vai responder não, à maioria destas perguntas. Mas a pergunta mais importante é: algum animal que não seja o animal humano faz alguma destas coisas? Posso estar errado, mas o homem é o único animal que faz este tipo de coisa.

 

Reparem que os animais “irracionais” não perdem tempo com este tipo de coisa, eles apenas se preocupam em fazer a sua moradia (toca, ninho ou seja lá o que for), conseguir alimento, reproduzir, cuidar dos seus filhotes até que estejam crescidos, enfim… viver em harmonia com a natureza e com o seu ambiente.

 

Por que motivo, então, o Homo Sapiens se considera melhor ou mais racional do que os outros animais? Se alguém souber a resposta, por favor diga-me.

 

Como disse anteriormente, eu discordo da definição de ser humano proposta por Aristóteles… prefiro a definição de ser humano de Fernando Pessoa:

 

O ser humano é um cadáver adiado”.

 

 Fonte: http://livrespensadores.net/artigos/animal-racional-tem-certeza/

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:53

link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Fevereiro 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
14
15
18
20
25
26
28

Posts recentes

O PLANETA TERRA PERDEU 60...

QUAL A DIFERENÇA ENTRE O ...

«O “CORAJOSO” AGENTE DA G...

Animal racional? Tem cert...

Arquivos

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt