Terça-feira, 7 de Fevereiro de 2017

MINISTRO DO AMBIENTE PROMOVE MATANÇA DE INDEFESOS ANIMAIS SILVESTRES

 

 

O ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, diz querer fomentar a caça…

Será que não existe nenhum ministro humanista neste governo?

Um ministro do Ambiente deveria banir a matança cobarde de animais silvestres apenas para que uma “elite” possuída de instintos primitivos e desadequados ao Século XXI possa divertir-se à custa do sofrimento de seres indefesos.

O ministro do Ambiente, contesta as críticas dos caçadores e salienta uma série de medidas tomadas pelo governo que vão ao encontro de algumas reivindicações do sector. 

É triste constatar que em Portugal o governo só vai ao encontro das reivindicações de carniceiros.

CAÇA1.jpg

CAÇA2.jpg

Imagens como esta dizem de um país que promove práticas cavernícolas…

 

O ministro reconhece a importância da caça e salienta que continuará a tomar medidas no sentido de fomentar esta matança.

 

Que importância terá a caça para a Nação e para a Fauna autóctone portuguesa?

 

Os governantes portugueses só ouvem as reivindicações de sectores que envolvem muita parra (€€€€€€€) e pouca uva.

 

Terão medo de levar um tiro de caçadeira? Porque este tipo de violência é o que mais existe em Portugal. A maioria dos crimes é cometida por caçadores, com caçadeiras.

 

As reivindicações dos trabalhadores, dos estudantes, dos ecologistas, dos que lutam pelo bem-estar animal, dos que defendem a Língua Portuguesa, essas não são consideradas, apesar de envolverem milhares de portugueses.

 

As minorias parasitas, que nada fazem em prol da sociedade, é que são ouvidas pelos ministros.

 

Que espécie de políticos temos nós, que em vez de fomentar a evolução, fomenta o retrocesso?

 

Aqui há tempos os Ecologistas espanhóis desmascaram cientificamente sete mitos do sector da caça, que pode ser consultado aqui (é só clicar):

«A CAÇA É UMA ABERRAÇÃO»

 

 

De acordo com o médico veterinário Dr. Vasco Reis, «Caçar é provocar susto, sofrimento com ferimento mais ou menos rapidamente mortal, que vitima animais inocentes e nascidos para viver e sobreviver e até por vezes pessoas. Torna insegura a presença na natureza e polui. Incomoda e até indigna muitas pessoas. Existem métodos de controlar populações, equilibrada e responsavelmente, causando menos sofrimento e risco, que deveriam ser estudados, decididos e postos em execução por entidades competentes».

 

A caça é uma prática obsoleta. Estamos no século XXI D. C.

 

Não é preciso a intervenção do “homem”, para se repor o que quer que seja. Isso é um argumento falacioso, usado pelos que se divertem a MATAR seres indefesos.

 

A Natureza encarrega-se de repor a ordem natural das coisas.

 

Um País que não sabe defender a sua Fauna e a sua Flora não merece ser considerado um País; e os políticos que dão ouvidos a matadores, são políticos a fingir, porque não fazem EVOLUIR o país.

 

Quando o ministro do Ambiente fala sobre as vantagens do ordenamento cinegético e da gestão e exploração cinegética sustentável para a conservação dos recursos naturais, enquanto actividade geradora de desenvolvimento rural, actividade que promove a gestão do território e que possibilita o fomento de espécies e o maneio de habitat, pretende enganar quem?????

 

A caça e os caçadores pertencem a uma época primitiva, que já não existe. Então por que insistir nesta aberração?

 

Fonte:

https://www.publico.pt/2017/02/05/sociedade/noticia/ministro-diz-querer-fomentar-a-caca-1760415

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:08

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 13 de Julho de 2015

TURISMO EM AZAMBUJA (TERRA ONDE O POVO SE DIVERTE A TORTURAR TOUROS)

 

Esta é a visão de alguém que, do outro lado do Atlântico, pasmou com a “coltura” dos broncos portugueses

 

 Eis a estupidez no seu estado mais puro: broncos divertem-se a torturar Touros indefesos, como se os Touros fossem animais como eles. Mas não são. Os Touros são animais muito mais dignos

 

«Sou do Brasil e nunca ouvi falar em Azambuja. Hoje conheci um pouquinho mais de vocês.

 

Um povo que tem por diversão o maltrato dos animais. Parece que aí isto é cultura. Que pena, acho que nunca vou pôr meus pés neste lugar, porque no Brasil, cultura é dança, teatro, música, pintura... não envolve tortura e nem derramamento de sangue. Aliás, no Brasil chamamos isto de sadismo.

 

Talvez uma biblioteca ou um teatro pudessem divertir de maneira mais saudável esse povo que talvez não tenha outras opções de "lazer".

 

Lamentável, vergonhoso, grotesco... muito triste saber que povos cultuam a tortura de seres indefesos por diversão. Chega a ser surreal.

 

 

Grandes colônias de portugueses vieram para o Brasil, mas graças a Deus vieram povos de outras culturas e com essa miscigenação conseguimos evoluir. Cultura para nós é arte, é o belo: teatro, música, dança, pintura.

 

Soube que em Coruche, no ano de 2015, século XXI, os portugueses ainda acreditam ou querem vender a idéia de que tourada é uma "cultura" que deve ser preservada. Ela é tão rentável assim?

 

Que me perdoem os portugueses que nada têm a ver com este sadismo, mas sinto uma imensa vergonha por descender de vocês.

 

É esta a imagem que lhes dá prazer? É o sangue jorrando pela tortura de um animal que lhes dá leveza na alma?

 

Se é uma questão cultural, sugiro que retornem com as lutas nas arenas entre gladiadores. Elas têm todos os requisitos: é "cultural", têm sangue e têm morte. Fica só faltando a parte da tortura, mas isso, vocês podem votar na próxima reunião.

 

 

Lamentável, vergonhoso, grotesco, uma aberração...»

 

Ivone Vieira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:35

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 23 de Março de 2015

PETIÇÃO PARA A ABOLIÇÃO DA GARRAIADA E DE TODOS OS ESPECTÁCULOS COM TOUROS DA QUEIMA DAS FITAS DE COIMBRA

 

 

11075191_1585696171672064_4791438773781729475_n[1]

 Origem da imagem: 

https://www.facebook.com/Queima.das.Farpas/photos/a.1585670385007976.1073741828.1568326173409064/1585696171672064/?type=1&theater

 

Se a Academia de Coimbra chega ao ano de 2015 da era cristã ainda a praticar selvajaria tauromáquica, o que andam a fazer na Universidade esses estudantes de baixo nível cultural e moral?

 

A queimar o dinheiro dos pais?

 

A demonstrar que a Estupidez é uma cadeira comum a todos os cursos universitários, apenas frequentada por uma minoria ignorante que envergonha a Cidade do Conhecimento?

 

Por favor, não desçam de nível. Lembrem-se que frequentam o Ensino Superior.

 

 

Repito: Ensino SUPERIOR. Não é o ensino inferior, herdado dos vossos antepassados broncos.

Evoluam! É mais do que tempo de EVOLUÍREM (IAF)

 

76551_1 QUEIMA.png 

Para: Comissão Organizadora da Queima das Fitas; Conselho de Veteranos da Universidade de Coimbra; Direcção Geral da Associação Académica da Universidade de Coimbra

Atendendo a que:

  1. a tauromaquia é uma aberração legislativa, uma vez que a lei portuguesa proíbe expressamente maltratar animais para fins recreativos, exceptuando os espectáculos tauromáquicos por se constituírem como tradição;
  2. a universidade deveria ser o baluarte no questionamento de tradições e convenções, propondo caminhos alternativos aos que se conhecem e trilham, promovendo uma cultura de valores como a justiça, a solidariedade, o respeito e o civismo; não uma cultura que ritualiza e glorifica exercícios de domínio, de subjugação e de violência;
  3. na sociedade actual o bullying é a forma mais comum e encapotada de violência, contaminando transversalmente as suas estruturas;
  4. cerca de 80%* dos estudantes universitários não concordam com a existência da garraiada no contexto das festas académicas;
  5. as verbas utilizadas na organização da garraiada poderiam ser canalizadas para actividades mais consensuais, como actividades culturais, desportivas, dinamização dos núcleos e secções da Associação Académica de Coimbra bem como o apoio à saudável integração de todos os estudantes na vida académica;

Entendemos que chegou a altura da Comissão Organizadora da Queima das Fitas deixar de promover essa actividade obsoleta.

 

Que seja Coimbra, a primeira capital nacional da cultura, em 2003, também a primeira a abolir práticas que obscurecem a aura de uma cidade com nove séculos de história e uma Universidade que se orgulha de ser das mais antigas e prestigiadas da Europa.

 

Nesse sentido, apelamos à Comissão Organizadora da Queima das Fitas que erradique os espectáculos tauromáquicos do programa da Queima das Fitas de Coimbra.

 

Coimbra tem mais encanto sem sangue na despedida.

 

Queima das Farpas, Coimbra, 20 de Março de 2015

 

* Dados da pesquisa Culturas Juvenis e Participação Cívica: diferença, indiferença e novos desafios democráticos, coordenada por Elísio Estanque e Rui Bebiano e realizada no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra entre 2003 e 2006. Projecto financiado pela FCT – Fundação para a Ciência e Tecnologia/ Ministério da Ciência e do Ensino Superior, no POCTI/SOC/45489/2002

 

ASSINAR PETIÇÃO

 

 

Fonte:

https://blogcontraatauromaquia.wordpress.com/2015/03/21/peticao-pela-abolicao-da-garraiada-e-de-todos-os-espectaculos-com-touros-da-queima-das-fitas-de-coimbra/

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 12:11

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 1 de Junho de 2014

CARTA ABERTA AO SENHOR DOUTOR RICARDO RIO, PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE BRAGA

 

Li, mas não acreditei.

Li e pasmei!

 

Braga quer retroceder no tempo e mergulhar nas trevas mais negras, recuperando o costume bárbaro da “corrida do porco preto”, pelas mãos de um tal Rui Ferreira, novo responsável máximo pelas festas do São João de Braga?

 

 

Exmo. Sr. Doutor Ricardo Rio,

 

Isto é verdade?

 

Recuperar antigas tradições das festas de São João em Braga é uma garantia deixada pelo novo responsável desta festividade, uma escolha de V. Exa., já aprovada em reunião do executivo?

Não tenho nada contra o cidadão Rui Ferreira, nem contra tradições culturais de qualidade.

 

Contudo, considero uma autêntica aberração a escolha do costume bárbaro (que de tradição nada tem) que esse cidadão quer introduzir nos festejos de São João de Braga, que eram limpos, e a ser verdade esta insólita iniciativa, passam a ser sórdidos.

 

Uma corrida de porco preto? Nos tempos que correm? Quando o mundo civilizado está a tentar fazer evoluir as terrinhas com um atraso civilizacional, devido a este tipo de iniciativas, que as colocam paradas num passado longínquo, onde proliferava a ignorância e um povo pacóvio?

 

É isso que V. Exa quer para Braga que, pensava eu, já tinha evoluído?

 

O tal cidadão Rui Ferreira não tem a mínima culpa de pretender desenterrar mortos putrefactos e tentar ressuscitá-los numa cidade, enfim, que já ganhou algum estatuto de qualidade, e que o perderá imediatamente, logo que esta barbárie, que ele considera algo verdadeiramente “minhoto”, seja recuperada.

 

A culpa será das autoridades que permitirem tal idiotice.


Numa altura em que os maus tratos aos Animais estão a ser veementemente  contestados em todo o mundo civilizado, este cidadão quer fazer corridas de porcos?

 

Saberá esse Rui Ferreira que o porco não é um alho-porro?

 

E se esse costume bárbaro estava enterrado, por algum motivo foi.

 

Não queira o município de Braga regredir…  

 

Tudo menos exploração de animais, Senhor Doutor Ricardo Rio.

 

Por isso, é muito humildemente,  que solicito a V. Exa. que não permita que a cidade de Braga (que eu tinha no coração) se conspurque e perca a sua dignidade de cidade limpa, com esse costume primitivo da corrida do porco preto, sem o mínimo interesse para a cultura de qualidade, que todos nós queremos para a cidade de Braga.

 

Até porque o Porco é um animal muito inteligente e bastante meigo, e quando é criado com carinho ele comporta-se quase como um cãozinho, seguindo os nossos passos e reconhecendo as pessoas que com ele vivem. (Falo com conhecimento de causa).

 

Esperando que V. Exa. reconsidere este meu apelo (que, afinal,  é o apelo de milhares de portugueses), apresento os meus melhores cumprimentos,

Isabel A. Ferreira
 
 
publicado por Isabel A. Ferreira às 16:51

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 12 de Fevereiro de 2014

«AS TOURADAS SÃO UMA ABERRAÇÃO SEM SENTIDO, E SÃO ESTES OS “MODELOS” QUE A INDÚSTRIA TAUROMÁQUICA QUER IMPINGIR ÀS CRIANÇAS?»

 

«Em ambos os casos, continuam muito orgulhosos por torturarem bovinos que não lhes fizeram mal nenhum. Um transformou-se em pirata e continua a matar seres inocentes impunemente, e o outro, que ficou tetraplégico, transformou-se numa espécie de criado da indústria tauromáquica encarregado de fazer campanha em favor da tauromaquia que lhe arruinou a vida.

 

Piratas e tetraplégicos!? É este o futuro que os aficionados querem para as crianças?»

 

 

«Para a loucura tauromáquica só há uma solução: a abolição!

 

Muita atenção!

 

A associação do forcado pode erroneamente levar as pessoas a pensarem que se trata de uma associação para ajudar os deficientes. É falso, é apenas mais uma associação tauromáquica, e os objectivos dela são unicamente ajudar os forcados, proteger os aficionados e organizar touradas. Ou seja, qualquer apoio dado a essa associação é um apoio directo à indústria tauromáquica e aos seus.

 

Os estatutos da associação são claros, é uma associação tauromáquica. E esse forcado é um agente ao serviço da tauromaquia. Se estivesse preocupado com os deficientes certamente não andaria a fazer campanha em escolas a favor das lutas desnecessárias e estúpidas entre humanos e animais para diversão, actividade que nem os homens das cavernas faziam.

 

Se tivesse um pingo de humildade e humanidade reconhecia o seu erro, e jamais faria campanha junto de crianças em favor da tauromaquia, que ele tão bem sabe que arruína a vida de humanos e animais».

Fonte

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=602065686542830&set=o.228974020492136&type=1&theater

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 12:12

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 9 de Outubro de 2013

UMA ABERRAÇÃO CHAMADA TAUROMAQUIA, PROTEGIDA POR UMA LEI IRRACIONAL

 

Isto acontece em Portugal, porque os legisladores não servem os interesses do povo, mas os do obscuro lobby tauromáquico.

 

BASTA!

 

EXIGIMOS A ABOLIÇÃO DESTA ALIENAÇÃO MENTAL

 

 

Por Dr. Vasco Reis (Médico Veterinário)

 

«Praticamente, toda a actuação sobre os touros no âmbito da criação e na tauromaquia é de violência, até para provocar, embravecer e manter a aversão dos animais pelos humanos, o que é aproveitado para que, na lide, o animal ataque “artistas” torcionários a pé ou a cavalo, “colaborando” no espectáculo.

 

A violência atinge a sequência mais forte com a captura no campo ou ganadaria; na contenção e no transporte aterrorizante e claustrofóbico; em privações e maltratos; no corte muito doloroso e angustiante dos cornos e embolação; na longa exposição sob o sol de verão em caixas de transporte e contenção; na lide na provocação, esgotamento, ferimentos dolorosíssimos por bandarilhas=arpões, sangria; depois da lide no arrancar das bandarilhas, facilitado por cortes sem anestesia; até ser libertado do sofrimento por um abate violento terá que suportar por mais uns dias mais contenção, transporte, condução em estado febril de exaustão, depressão, intoxicação metabólica, ferimentos dolorosos a infectar.

 

É óbvio que touros poderosos, provocados, hostilizados, embravecidos, só podem ser dominados e conduzidos na “via-sacra” tauromáquica com enorme violência.

 

O vídeo mostra o aparato da captura e transporte deste touro, provavelmente moribundo, “generosamente” indultado, para fora da arena.

 

Serve para confirmar quão abominável é a tauromaquia!»

 

http://www.ideal.es/videos/granada/noticias/2668462568001-esperpentica-manera-sacar-toro-indultado-plaza-toros-baza.html

 

(Repare-se como as bancadas da arena estão vazias… E ainda teimam em continuar a fingir que são muitos…)

publicado por Isabel A. Ferreira às 10:37

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 21 de Setembro de 2013

A DESEDUCAÇÃO CONTINUA A IMPERAR NA ILHA TERCEIRA - INACREDITÁVEL!

 

Isto é que é um programa culto e educativo para oferecer a crianças?

Onde estão os adultos responsáveis por esta ABERRAÇÃO?

Onde estão as AUTORIDADES?

Onde estão os PAIS?

Onde estão os EDUCADORES? 

Pobres crianças, querem fazer delas os imbecis do futuro!

 
 

Uma imagem que demonstra a “cultura” terceirense que querem impingir às crianças. Deviam ir todos para a prisão por seduzirem menores para a violência. Pior do que isto só a pedofilia.

 

Rede Valorizar (?)

Ou Rede Desvalorizar?

 

 

No âmbito do programa da formação ABC – Nível II, e apelando à solidariedade e à sensibilidade social dos formandos, a turma 30_II_AH concretizou o seu Projeto Social no dia 30 de agosto, sexta-feira.

 

Depois de debatidas várias hipóteses, a turma decidiu fazer algo pelas crianças, nomeadamente pelas crianças que se encontram atualmente privadas da vivência e convívio familiar por diversos motivos.

 

Surgiu então o projeto: “Um dia diferente para as crianças da Irmandade Nossa Senhora do Livramento”. Este projeto consistiu em proporcionar

 

A 13 crianças, com idades compreendidas entre os 8 e os 14 anos, um dia de convívio diferente, cheio de alegria, festa e animação. O local onde se realizaram as atividades foi no Tentadero João Gaspar, no Pico Funil, próximo do Algar do Carvão.

 

O dia foi organizado da seguinte forma:

 

• Chegada ao local/receção: 10:30h

Montar a cavalo

• Jogos (futebol, vólei, mata; e outros)

• Almoço convívio: 12:00h

Vacada

• Jogos tradicionais

• Lanche convívio

• Regresso

 Informações adicionais:

• As refeições foram confecionadas e oferecidas pelos formandos.

• Os cavalos para as crianças foram cedidos pelo formando Alexandre Pimentel.

Os bezerros para a bezerrada foram cedidos pelo Sr. João Gaspar, sob a responsabilidade do formando Lénio Silva.

• O local para a realização do convívio foi gentilmente cedido pelo proprietário.

 

Fonte:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=387315828064711&set=a.321147678014860.1073741826.321145098015118&type=1&theater

 

***

Nada contra o que NÃO ESTÁ SUBLINHADO.

 

Tinham necessidade de incluírem neste programa a TORTURA DE BEZERROS E CAVALOS? Sim porque os cavalos também sofrem nestes “jogos” inúteis e deseducativos.

 

Quem ganha com isto?

 

Não são, com toda a certeza, as CRIANÇAS.

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 12:11

link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 26 de Junho de 2013

OS TAURICIDAS TÊM BOAS RAZÕES PARA SE DESMOTIVAREM, PORQUE DESTA VEZ É A SÉRIO: AS TOURADAS ESTÃO MORTAS E NÃO HÁ COMO VOLTAR ATRÁS

 

Um texto que diz da derrapagem da tauromaquia… Uma aberração em franca decadência

 

 

«Qualquer dia é como a foto o documenta: um espectador por corrida e mesmo assim não irá a todas...»

 

«Soluções para a crise: existem?

 

«Miguel Alvarenga - A corrida de domingo na Moita terá desmotivado uma das nossas primeiríssimas Figuras, António Ribeiro Telles, levando-o mesmo a equacionar a possibilidade de parar, como outros já o fizeram. É a solução? Penso que não. Nem acredito que António o faça. É natural o desânimo, é natural o seu estado de espírito, tendo em conta que é um toureiro que vive de tourear - e precisa de receber.

 

Não houve dinheiro na Moita, dizem. A culpa é do empresário? "Nené" leva mais de trinta anos de carreira profissional - séria. De um momento para o outro deixou de ser sério e deixou de pagar? Claro que não. Os toureiros também têm culpa? Claro que têm. Anunciando-se em todo o lado, como pensam levar gente às praças? Se os artistas que vêm, por exemplo, ao "Rock in Rio", andassem a cantar todas as semanas em todas as terras, alguém os ia ver? Podem os toureiros exigir elevados cachet's às empresas quando não têm força de bilheteira para levar gente às praças? Não podem.

 

Há uma crise económica - todo o mundo sabe. Mas há, na tauromaquia, uma assustadora crise de valores. As praças não podem encher quando se anunciam sempre os mesmos toureiros.

 

E há novos que despertem o interesse do público? Também não há. Que fazer, então?

(…)

Continuar como está - não dá. Corridas a toda a hora e sempre com os mesmos toureiros? Viu-se domingo na Moita: o público não vai, não pode ir. Santarém no próximo domingo é outro teste importante: oxalá não seja outro "buraco". Na próxima semana, Rouxinol, por exemplo, toureia três ou quatro corridas seguidas: é a Figura do momento, o toureiro imparável no que a triunfos diz respeito. Mas ir vê-lo dias seguidos, acham que o público vai? Rui Bento tem carradas de razão quando diz que a gestão dos toureiros devia ser mais cuidada. Mas essa não é a única solução para fazer frente à crise.

Organizem-se, reúnam-se, tomem decisões. Mas não passem a vida a perder tempo, a discutir apenas e só o sexo dos anjos. Assim não se chega a lado nenhum.»

Fonte:

http://farpasblogue.blogspot.pt/2012/05/solucoes-para-crise-existem.html

 

***

Tauricidas, deixem-se de sonhar com impossíveis.

 

A tauromaquia já era. É coisa que passou.

 

Hoje em dia, ninguém mais está interessado em andar a ver TORTURAR Touros e Cavalos, e passar por primitivos e broncos, e serem mal vistos na sociedade.

 

Pertencer ao meio tauromáquico, nem que seja apenas como espectador, é coisa de gente de baixo nível cultural e moral. Cheia de traumas, de complexos, de frustrações, de melindres. Gente sem alma. Sem cultura, que ficou presa a uma herança que lhe deixaram os antepassados broncos.

 

Hoje em dia, pertencer à tauromaquia é ser o rebotalho da Humanidade.

 

Poucos serão aqueles que quererão ser ignorantes e estúpidos na era de todas as evoluções, e de todas as informações sobre o que é a realidade da tauromaquia.

 

Rendei-vos às evidências.

Mudai de vida, enquanto o ano de 2013 não acaba. Depois, será demasiado tarde para recuperarem o prestígio perdido.

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:32

link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

MINISTRO DO AMBIENTE PROM...

TURISMO EM AZAMBUJA (TERR...

PETIÇÃO PARA A ABOLIÇÃO D...

CARTA ABERTA AO SENHOR DO...

«AS TOURADAS SÃO UMA ABER...

UMA ABERRAÇÃO CHAMADA TAU...

A DESEDUCAÇÃO CONTINUA A ...

OS TAURICIDAS TÊM BOAS RA...

Arquivos

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt