Terça-feira, 23 de Agosto de 2016

QUANDO OS AFICIONADOS NASCEM COM O CÉREBRO DESCIDO...

 

Aqui há dias, foi a Maria Alzira Seixo, professora catedrática na Universidade de Lisboa, a descer o nível, numa publicação que lhe valeu monumentais críticas. Mas Maria cresceu na Moita e estudou o básico na Moita. Não conseguiu evoluir, até porque a Universidade não propicia evolução, se não nascemos dotados para evoluir.

 

Agora, é um professor da Universidade Nova de Lisboa, que nasceu e cresceu em Angra do Heroísmo (não ficará tudo dito?), e já foi deputado pelo Partido Socialista e Secretário da Educação dos Açores, que desliza na lama.

PASMEM!

 

PROF.png

 

Origem da imagem:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10154424936599727&set=p.10154424936599727&type=3&theater

 

Reparem no comentário. Foi dirigido a uma amiga minha. Mas a mim também estão constantemente a dirigir estes “mimos”.

 

Que baixaria!

Que ordinarice!

 

Ao que parece, os aficionados de tauromaquia nascem com o cérebro descido, entre as pernas, daí, tudo o que “pensam” é a este nível.

 

São estes os argumentos que usam para nos atacarem e exorcizarem a invirilidade de que sofrem. Tudo isto a Psicologia, a Psiquiatria e a Psicanálise tem  muito bem estudado.

 

Precisam ATACAR um inofensivo e indefeso animal para se sentirem “machos”.

 

E como se isso não bastasse, atacam as senhoras deste modo abjecto, como se não tivessem sido paridos por uma senhora também. E estou a ser delicada com as progenitoras destes "machos" (reparem que eui não lhes chamei HOMENS).

 

E não há ensino superior que lhes valha.

 

Aliás, a tauromaquia é uma doença incurável, do foro psiquiátrico, que ataca indiscriminadamente ricos e pobres, letrados e analfabetos, governantes e governados, deputados de partidos da direita e da esquerda, toldando-lhes, por completo, a capacidade de raciocinar.

 

E então quando nascem com o cérebro descido…!!!!!

É o que se vê!

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:41

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Comentários:
De Ana Macedo a 23 de Agosto de 2016 às 17:28
O que me surpreende não é a falta de educação de seres, que conseguem ser tão "baixinhos, que até se babam ao ver um ser vivo a ser vitima de tortura... Nem me surpreende que, apesar de (supostamente) terem recebido uma espécie de educação, não a saibam utilizar nem tenham sido capazes de evoluir. Como diz o ditado: "O berço o dá , a tumba o leva"... Surpresa mesmo, fico ao ler, nos comentários da Isabel, referencias a algo que não existe, de todo, nestas pessoas. "Cérebro"... este tipo de ser é acéfalo e acho que isso está mais do que provado! É como dizer que o fogo nasce de uma pedra de gelo... Não é possível!! :(
De Isabel A. Ferreira a 23 de Agosto de 2016 às 17:49
É uma espécie de cérebro que as animais pré-humanos têm... Ana...
De Anónimo a 25 de Agosto de 2016 às 11:33
Quando diz que é uma doença, pode indicar-me qual é a classificação DMS? Obrigada
De Isabel A. Ferreira a 26 de Agosto de 2016 às 16:32
Caro anónimo (como me custa responder a alguém sem nome)... dar-lhe-ei uma resposta num artigo de fundo que escreverei no blogue.

Aguarde, por favor.
De Isabel A. Ferreira a 30 de Agosto de 2016 às 16:41
Respondo-lhe aqui ao seu comentário.
Espero que fique esclarecido.

http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/tauromaquia-doenca-do-foro-673168
De Luis Pulga Santos a 1 de Setembro de 2016 às 16:56
Boa observação.
Para bom entendedor, meia palavra basta.
A pessoa que comentou, mereceu um bom testamento!

Obrigado por existir IsabelFerreira,
notoriamente faz a diferença :)
De Joao a 31 de Agosto de 2016 às 16:29
Boa tarde cara Isabel,

Como é possível estudar tanto e saber tão pouco?

Definir o amor a uma arte como doença mental, comparar humanos e animais, e depois negar a animalidade dos humanos, e negar-lhes o direito a ser animais e a viver e experimentar esse lado animal, isso sim é quase uma doença mental.

Digo quase, porque na maior parte dos casos, como parece ser o seu e da legião de dúbios doutores de que se faz uso, é mais provavelmente uma lavagem cerebral do que uma doença.

A torada, ou se preferir a tauromaquia é uma arte e uma maneira de viver, de ser humano e animal de ser crente ou ateu, de sofrer e de sorrir.

A tourada é a vida ela mesma, e os toros de lide são praticamente encarnações de Deuses, ou para os ateus como eu da própria força vital da natureza e do universo.

É uma pena que tenha estudado tanto e saiba tão pouco.

Bem-haja.


João
De José Francisco Duarte Rodrigues Silva a 2 de Setembro de 2016 às 04:08
Hoje os textos da Isabel e da Teresa Botelho fizeram-me embolar de tanto rir! Mestras inspiradas e inspiradoras! Quanto ao João da "torada", vai levar um imenso tempo a matutar antes de voltar a defender a animalidade humana e a humanidade animal... não sei se percebi direito. Também estudei muito, e portanto, sou muito parvo. 🐎
De Isabel A. Ferreira a 2 de Setembro de 2016 às 11:21
Agora também me fez rir, José.

No meio de tanto caos o melhor é ir rindo dos parvos, fazendo-nos de parvos também...

De Marília Caldeireiro a 2 de Setembro de 2016 às 10:58
Apoio a Isabel a 100%, concordo com tudo. Eu o que fazia a esses senhores que praticam e defendem a tauromaquia, era colocá-los numa arena e espetá-los como eles fazem aos animais, e a cada espetadela perguntava-lhes se estavam a gostar.
De João Eduardo a 2 de Setembro de 2016 às 15:39
Simplesmente sublime. Parabéns pelo excelente artigo que merece o aplauso dos que lutam pela dignificação da vida.
De Isabel A. Ferreira a 2 de Setembro de 2016 às 16:50
Obrigada, João Eduardo.

Agora disse tudo: é a dignificação da vida, que aqui está em causa.

Bem-haja.

Comentar post

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Setembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
14
16
17
18
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

O OLHAR DE UM MÉDICO VETE...

NA CELEBRAÇÃO DO 80º ANIV...

DOCUMENTOS/PROVAS/MENTIRA...

O PSD, PS, CDS/PP E PCP ...

TAUROMAQUIA: EM ALBUFEIRA...

«PETIÇÃO: LEIRIA – CAPIT...

PÓVOA DE VARZIM: «NÃO, PR...

ILHA TERCEIRA (AÇORES): «...

A CARTA DO GRANDE CHEFE S...

A RCM 8/2011 QUE “DETERMI...

Arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

DIREITOS

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

ACORDO ORTOGRÁFICO

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

COMENTÁRIOS

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

CONTACTO

isabelferreira@net.sapo.pt