Quinta-feira, 3 de Dezembro de 2020

Porque todas as vidas são VIDA, e contam…

 

Por vezes é preciso VER para CRER, porque se nos contassem, como acreditar que os homens, que se têm como seres racionais, podem ser protagonistas da destruição do Planeta e das maiores crueldades cometidas contra os restantes seres vivos que connosco o partilham.

 

Convido os leitores a seguirem-me nesta desventura que é observar o abominável mundo do homem-predador, mas também a ventura de ver que a humanidade existe no admirável mundo dos Homens.

 

Isabel A. Ferreira

MUNDO ANIMAL.jpg

Origem da imagem: Internet

 

«Podemos decidir continuar a olhar para o lado, mas não podemos dizer que não sabíamos»

 

Por Animal Save & Care Portugal

 

«O que é que vai restar quando destruirmos tudo?»


O que é que vamos fazer quando já tivermos contaminado toda a água potável, cortado todas as árvores, devastado todas as florestas, morto todos os animais selvagens?
O que é que iremos dizer às gerações que estão agora a aprender a caminhar..?

Como é que iremos explicar-lhes que destruímos o planeta porque gostávamos de comer bifes, de comprar carros novos, televisões novas, telemóveis novos, sofás novos, roupa nova, sapatos novos, computadores novos e muitas embalagens de plástico todos os anos?


Como é que lhes iremos explicar que este organismo vivo que nos deu a vida e que sustenta tudo o que existiu, foi destruído pelo nosso egoísmo, pelo nosso antropocentrismo desenfreado, pela nossa mania de termos direito à "nossa escolha pessoal de vida", porque afirmamos que ela é mais importante que darmos o direito à vida a quem a vida que decidimos roubar pertence?

As alterações climáticas são uma realidade que nas últimas décadas se tem tornado cada vez mais evidente, e a cada ano que passa a situação agrava-se, torna-se mais drástica, mais desesperante. No entanto, continuamos a fingir que "não é assim tão mau", e se for são para as "pessoas de áfrica e dos países de terceiro mundo", nós, ocidentais, estamos protegidos, protegidos da catástrofe que foi criada por nós - pensamos.

Estas imagens foram filmadas em 2019, e mostram o lago Ngami no Botswana a secar, com centenas de vacas, cavalos e numerosos hipopótamos a morrer de fome e sede presos na lama.


A seca que tem avassalado o sul de África significa que não há água há vários anos e estas imagens mostram as suas últimas semanas de vida.


Os pescadores tiraram partido da secagem do lago, apanhando os últimos peixes ainda vivos. O sofrimento destes animais é inconcebível e indescritível.

Certamente que alguma pessoas dirão que isto não está relacionado com as alterações climáticas porque as secas são normais em África. Mas não é isso que andamos a dizer há décadas em relação a todos os desastres que provocámos no planeta com as nossas "escolhas pessoas" inconsequentes?

Podemos continuar a fingir que o problema não existe e decidir continuar a olhar para o lado, mas não podemos dizer que não sabíamos.» 

 

 ***

 

 Por Animal Save & Care Portugal

 

Experimentação Animal em 60 segundos.

Não é fácil de ver, por isso também não deveria ser fácil de apoiar.
Rejeita todos os produtos que testem em animais, eles não merecem isto!
 

Vídeo de PETA (People for the Ethical Treatment of Animals)

 

***

Porém, ainda há HUMANIDADE!

 

Por Animal Save & Care Portugal

 

Porquê matar quando podemos AMAR? 😊❤️


Resgatámos a Lara e a Regan da morte certa, mal sabíamos que vinham no ventre da sua mãe, Lady. Não sabíamos que não estávamos apenas a resgatar uma porca parideira, usada para procriar leitões atrás de leitões, nela cresciam mais 6 maravilhosos indivíduos. A Lara e a Regan são dois deles.

Nasceram em liberdade, só conheceram amor, se tivessem nascido antes, teriam sido mortas para serem transformadas em leitão assado, apenas com 2 meses de vida.

Podemos escolher a vida e protegê-los a todos.
Basta decidirmos deixá-los fora do nosso prato 😊

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:10

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Comentários:
De Carlos Ricardo a 5 de Dezembro de 2020 às 19:02
Não vi os 2 primeiros vídeos... Calculo o que contêm e não consigo visioná-los sem ficar triste e revoltado... Não é um olhar para o lado perante realidades que não há meio de acabarem. Como a Isabel sabe, sou lutador pelo bem-estar Animal e para além de ter absoluta consciência do "inferno que o ser humano causou e causa aos Animais", e da destruição contínua da Natureza sou muito activo na luta por esse bem-estar Animal e protecção da Natureza.
A sua denúncia sobre o mal que o ser humano faz á Natureza e Animais é uma bandeira do partido a que pertenço - o PAN - a que só continuarei a pertencer desde que continue a pôr em 1º lugar essa bandeira.
Concordo e apoio 100% que se publiquem estas denúncias, principalmente quando são feitas com a maestria que a Isabel sabe fazer.
Bem haja !!
De Isabel A. Ferreira a 5 de Dezembro de 2020 às 19:16
Realmente os dois primeiros vídeos são de esmagar a alma, Carlos Ricardo. Fico doente quando tenho de ver estes horrores, para crer que existem monstros com forma humana, nas sociedades humanas.

Mas é preciso denunciar estas barbaridades, para bem dos animais não-humanos. Um dia viverão tranquilamente. Quando, não sei. Não será para o meu tempo. Mas que seja para o tempo das gerações futuras.

Obrigada pela gentileza das suas palavras.

Comentar post

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Fevereiro 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
14
15
18
20
25
26
27
28

Posts recentes

Ministério da Cultura (?)...

«Aquilo que uma minoria d...

«Os arrasadores de Portug...

Demolição do Padrão dos D...

«Mais Dinheiros Públicos ...

O regresso às trevas

Tauromaquia em franca dec...

A questão da destruição d...

«“Corridas”: de Touros e...

PAN pede suspensão imedi...

Arquivos

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt