Comentários:
De Anónimo a 25 de Novembro de 2018 às 10:45
Por principio e por coerência para comigo mesmo, não comento posts. Porque o conteudo de um posto é o modo de pensar do seu autor, é a sua verdade, intocável e inviolavel.. Vou reler o conteudo deste post mas sobre o mesmo nem uma virgula. Direi, isso sim, o que penso, direi a minha parte de verdade sobre as touradas, logo que tenha disponibilidade de tempo.
Bom dia.
De Isabel A. Ferreira a 25 de Novembro de 2018 às 12:49
Senhor Francisco Laranjeira, tem todo o direito de ser coerente consigo próprio. Mas desta vez abriu uma excepção. Correcto?

Pois é, engana-se: o conteúdo das MINHAS publicações NÃO tem nada a ver com o que PENSO, nem com a MINHA verdade, que nem é intocável nem inviolável, porque não trabalho com base na MINHA opinião nem no que penso acerca disto. E nem queira saber, porque a respeito do desrespeito pela VIDA de seres vivos tal como eu, NÃO SOU ABSOLUTAMENTE NADA MEIGA e ultrapassa tudo o que já se tem dito acerca desta selvajaria.

Pois leia e releia o que bem entender. É livre para tal, bem como não querer dizer nem uma vírgula sobre a matéria, o que aliás a ninguém é pedido.

A minha função aqui é apresentar FACTOS. Não opiniões, nem pensamentos.

Pois sem tem UMA VERDADE sobre as touradas, apresente-a. Aqui as verdades da tourada são tantas, assentes em mentiras repetidas durante séculos, por gente não-evoluída, e que acredita cegamente no que diz, que estou curiosa por saber a SUA verdade. Mas por favor, mais do mesmo não. Seja criativo e não se baseie nas mentiras que os trogloditas acham que são verdades, já bastamente desmentidas pela CIÊNCIA.

Esteja à vontade para o fazer.

Comentar post