Quarta-feira, 3 de Dezembro de 2014

LISBOA ESTÁ A UM PASSO DE PROIBIR CIRCOS COM ANIMAIS

 

Congratulo-me bastante com esta notícia.

 

Já posso dizer que vejo uma luz ao fundo do túnel.

 

Já era tempo de Lisboa se transformar numa cidade moderna, civilizada, e deixar aqueles laivos medievais que ainda a caracterizam.

 

O PAN está no bom caminho.

 

Agora o próximo passo terá de ser a abolição da selvajaria tauromáquica, para que Lisboa fique completamente limpa.

CIRCO SEM ANIMAIS.png

(Foto: Henry Romero/Reuters)

 

Recomendação contra o licenciamento de circos com animais foi levada à Assembleia Municipal de Lisboa pelo PAN. Proibição depende da aprovação da câmara municipal.

 

Lisboa pode vir a juntar-se ao Funchal na lista de cidades portuguesas que proíbem o licenciamento e a instalação de circos com animais. A decisão está pendente da aprovação da câmara, uma vez que a Assembleia Municipal já debateu e aprovou a recomendação, apresentada pelo Grupo Municipal do PAN (Pessoas, Animais, Natureza)

 

Circo sim, crueldade não — proibição de espectáculos circenses com animais” é o nome da recomendação, debatida e aprovada esta terça-feira, 25 de Novembro, com votos contra do CDS, do MPT, de um deputado do PSD e de outro independente. Três deputados abstiveram-se. Miguel Santos, do PAN, foi o responsável pela apresentação da recomendação.

 

A nova provedora dos animais de Lisboa, Inês Sousa Real, tomou posse esta quarta-feira, 26 de Novembro, e assegurou defender “todos os animais” e “não só “o cão e o gato”, escreve a agência Lusa. Inês Sousa Real garantiu ainda que vai incluir na sua agenda de trabalho os animais utilizados em “espectáculos circenses, touradas, exposições e venda”.

 

"O ser humano, hoje em dia, já não se regozija com o sofrimento dos animais. E os laços sociais que se foram estabelecendo impõem hoje um outro tratamento", justificou, também à Lusa.

 

O PAN salientou, na recomendação que escreveu, o facto as crianças serem “presença assídua nos circos”, em nada beneficiando “do ponto de vista pedagógico”. “Nenhum número do circo que envolve animais constitui uma recriação dos comportamentos que os mesmos teriam se estivessem no seu habitat natural, muito pelo contrário”, lê-se.

 

Já no início de Novembro, o Funchal proibiu a instalação de espectáculos com animais na cidade, numa decisão inédita na altura. A proposta também foi apresentada pelo PAN e aprovada pelo presidente da câmara madeirense, Paulo Cafôfo.

 

(Fonte)

http://p3.publico.pt/node/14765?fb_action_ids=958352160845543&fb_action_types=og.comments

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:33

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Comentários:
De Marli Delucca a 1 de Fevereiro de 2015 às 12:38
Olá Izabel estou no Brasil escrevendo sobre 'O Grande Circo Místico' filme que será rodado em um circo em Portugal, de um conhecido abusador de animais, agradeceria se pudesse me escrever para que pudesse me explicar sobre a legislação portuguesa diante dessa deliberação, abraços.
De Isabel A. Ferreira a 1 de Fevereiro de 2015 às 14:42
Olá Marli,

A legislação em Portugal quanto a Circos, Caça, Touradas e Luta de Animais é do pior que existe, porque não existe, podendo-se torturar, matar e estropiar todas as espécies animais, desde os domesticados, aos que vivem livres na Natureza, além de permitir manter escravizados e confinados a jaulas, animais que deviam estar na selva, como ursos, elefantes, leões, tigres, entre outros; e no mar, como golfinhos e tubarões; e no Ártico como os pinguins, enfim, em Portugal, só os CÃES e os GATOS são considerados ANIMAIS, e têm protecção legislativa, sendo que os cães, utilizados nos circos, NÃO SÃO ANIMAIS. Apenas os que as pessoas têm como "animais” de estimação.

De resto, bovinos, cavalos, raposas, cães, galos, pombos, entre muitos outros animais são barbaramente torturados, com o aval do Estado português.

Por isso, esse “senhor” que pretende vir para Portugal filmar “O Grande Circo Místico” tem as portas abertas. Portugal é o paraíso da TORTURA dos animais não humanos, e o paraíso dos CARRASCOS.

Mas nós, os Defensores dos Animais, estamos absolutamente contra essa filmagem, contra os Circos com Animais, contra a caça desportiva, contra a batida às raposas, o tiro aos pombos, a luta de cães, de galos e outros animai, e estamos também CONTRA o governo português que TEIMA em manter uma legislação que permite a TORTURA de animais para DIVERTIR os SÁDICOS.

E é isto que tenho a dizer, Marli, com muita mágoa.
De Marli Delucca a 1 de Fevereiro de 2015 às 21:10
Olá Izabel, agradeço pela pronta resposta e entendo perfeitamente sua frustação, mas lhe peço paciência, se somos poucos a lutar pelos animais, tenhamos foco em nossas batalhas, para salvarmos o que pudermos. Mas voltando ao filme, vi que a câmara de Lisboa aprovou a recomendação (http://www.am-lisboa.pt/302000/1/001481,000075/index.htm) Veja que nesse link não consta que o filme será filmado no circo. (http://www.cm-lisboa.pt/noticias/detalhe/article/filme-brasileiro-rodado-em-lisboa ) Agora lhe pergunto a deliberação diz não emitir novas licenças - saberia dizer qual o período de uma licença - já que essa deliberação foi em novembro e houve apresentação do circo no natal.....
De Isabel A. Ferreira a 2 de Fevereiro de 2015 às 10:21
Bom dia, Marli,

A minha frustração prende-se essencialmente pelo facto de em 2015 da era Cristã, ainda termos de andar a lutar pela abolição de tantas coisas que já deveriam estar extintas há muito, em nome da evolução.

Quanto ao primeiro link que a Marli refere (o da recomendação do PAN) note que é apenas uma recomendação, que ainda não foi levada a discussão, para ser aprovada. E é muito provável que tal recomendação não seja aprovada, devido às mentes retrógradas de alguns “políticos” instalados na Câmara e na Assembleia Municipais de Lisboa (a começar pelo presidente da Câmara que é aficionado de touradas, atribui medalhas municipais a carrascos tauromáquicos, mostrando uma insensibilidade gélida no que respeita ao sofrimento dos animais).

No segundo link, na verdade, não é referido explicitamente que o filme vá ser filmado nos circos. Mas raciocine comigo: qual o interesse do Cacá em vir a Lisboa filmar as ruas da cidade, para um filme que aborda o circo? Poderia ir ao Rio de Janeiro, se não é para filmar nos circos. Não?

É que em Portugal é hábito da comunicação social omitir os detalhes menos civilizados quando se trata de noticiar ocorrências que envolvam a tortura de animais, sejam em circos, em touradas, ou em qualquer outra carnificina, que existem por todo o país.

É preciso conhecer o espírito mesquinho e castrador de alguns “políticos” e dos lobbies mafiosos que os manipulam para entender esta camuflagem.

A recomendação do PAN refere que não sejam emitidas licenças a espetáculos circenses que incluam a exibição ou utilização de animais.

Essas licenças, devido à condição itinerante dos circos, são emitidas de cada vez que um circo quer apresentar-se num determinado local e têm a duração do tempo em que o circo se mantiver nesse local, o que poderá ser por uma semana, quinze dias, um mês…

Por isso, Marli, o Cacá Diegues poderá vir a Lisboa, mas, com toda a certeza, não é para filmar as belas ruas desta cidade que, segundo a lenda popular e romântica foi fundada pelo herói mítico Ulisses, e incluí-las no Grande Circo Místico, até porque não estou a ver Lisboa como uma arena de circo, a não ser sob o ponto de vista político.
De Marli Delucca a 2 de Fevereiro de 2015 às 11:34
Novamente te agradeço a paciência em responder meus questionamentos. É realmente difícil de entender o que realmente se passa - diante do que se lê.... Recomendação 02/50 (PAN) — Circo Sim, Crueldade Não – Proibição de Espetáculos Circenses com Animais
25-11-2014
Agendada: 50ª Reunião, 25 de Novembro de 2014
Debatida e votada: 25 de Novembro de 2014
Resultado da Votação: Aprovada por Maioria com a seguinte votação: Favor: PS (excepto 1 DM)/ PSD (excepto 1 DM)/ PCP/ BE/ PEV/ MPT/ PAN/ 3 DM IND - Contra: CDS-PP/ MPT/ 1 DM PSD/ 1 DM IND – Abstenção: 1 DM PS/ 2 DM IND
De Isabel A. Ferreira a 2 de Fevereiro de 2015 às 14:35
Sim, é difícil, Marli.

Mas o que foi aprovado na reunião que refere, foi apenas a RECOMENDAÇÃO de proibir Circos com animais em Lisboa.

O assunto ainda não foi levado para a votação final, ou seja, para que de RECOMENDAÇÃO se passe à EFECTIVAÇÃO, à proibição.

Neste momento, em Lisboa, o circo com utilizção e exposição de animais é permitido.

Infelizmente, Marli. Por iiso nada impede o Cacá de vir filmar em Lisboa.


De Marli Delucca a 2 de Fevereiro de 2015 às 18:19
Por um acaso vc seria assinante do DN... gostaria de poder saber a íntegra desse artigo, o que mais tem a dizer o Rei de Portugal http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=4307775
De Isabel A. Ferreira a 2 de Fevereiro de 2015 às 19:48
Não Marli, não sou assinante do DN.

Mas posso dizer-lhe que o Victor Hugo Cardinali é um MENTIROSO, e maltrata os animais.

Veja este artigo que escrevi sobre este Circo, neste link:

http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/animais-no-circo-sim-ou-nao-499010

Comentar post

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Abril 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

Boas notícias! A Nova Zel...

Em Vila Franca de Xira: «...

Como os mortos não falam,...

Testes de toxicidade em a...

Enquanto o Povo dorme... ...

Março/09/2021: um dia ne...

«O último adeus» - "Enqua...

Estão a aparecer cordeiro...

Este monstro marinho, cha...

«Morreu [o Touro] Marism...

Arquivos

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

Acordo Ortográfico

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt