Comentários:
De Manuel Inácio a 11 de Março de 2019 às 16:07
A dona Isabel que se preocupe com as despesas da sua autarquia, se é que é cidadã nacional, se não pode bem ir para onde se sinta bem e deixe-nos a nós Almeirinenses, de cuidar do que é nosso. Saudações taurinas.
De Isabel A. Ferreira a 11 de Março de 2019 às 18:49
Não será o senhor Manuel Inácio que me há-de dizer com que devo preocupar-me.
Eu preocupo-me com TUDO o que diz respeito ao meu país.
E o meu país está em mãos muito esbanjadoras.

Não deixarei os Almeirinenses fazerem o que bem querem, quando o que pretendem fazer MEXE com os bolsos dos contribuintes, e essencialmente com a VIDA de SERES que são TORTURADOS, graças aos dinheiros dos contribuintes.

Situe-se senhor Manuel Inácio. Almeirim precisa de EVOLUIR. É uma atraso de vida. Está parada na Idade Média.
Não sabe que estamos em 2019 da era Cristã?
De Gerardo a 14 de Março de 2019 às 06:47
A senhora é que é uma atrasada de merda
De Isabel A. Ferreira a 14 de Março de 2019 às 14:35
Caro Gerardo,

Não sabe como agradeço este seu comentário. Sabe porquê?

Porque ele vem confirmar o atraso civilizacional de alguns almeirinenses, em que o Gerardo está incluído. Digo alguns, porque quero crer que nem todos, em Almeirim, são trogloditas.
De Anónimo a 11 de Março de 2019 às 22:45
Sò para dizer que enquanto almeirinense emigrante, sinto pêna do que se gasta nessa terra em arranjar edificios sem futuro. Quando è que constroiem algo para trazer industria futuristica para a cidade?
Fàbricas de partes de automoveis, avioês, computadores, electrodomesticos, algo de exportação. Sò querem festazinhas e trabalhar o minimo. Acordem, se não è tarde demais.
De Isabel A. Ferreira a 12 de Março de 2019 às 10:08
Congratulo-me por haver um almeirinense que evoluiu e tem visão de futuro.
Mas não são apenas os almeirinenses que precisam de ACORDAR.
Portugal inteiro precisa de ACORDAR e dar um passo para um futuro evoluído.
Somos um país com um atraso civilizacional muito elevado.
De Henrique a 13 de Março de 2019 às 12:22
Mais vale um edificio recuperado do que um edificio degradado.
Pelo menos o dinheiro gasto está à vista de todos...ao contrário do que muitos outros fazem e nem sonha.
De certeza que os turistas gastronómicos agradecem.
De Isabel A. Ferreira a 13 de Março de 2019 às 12:36
Agradeço o seu comentário, porque o seu comentário diz da pobreza de espírito que vai por aí, em Almeirim. Diz de alguém que não faz a mínima ideia do que diz.

Sim, os turistas “gastronómicos”, aqueles que vão comer e beber para dentro de um antro, onde se tortura Touros, duas vezes por ano, AGRADECEM muito, pode crer.

É por estas e por outras que Almeirim mantém-se na lista das localidades civilizacionalmente atrasadas, de Portugal.

Ó Henrique, leia novamente o que escreveu. Veja se o que disse tem alguma LÓGICA.
De Anónimo a 13 de Março de 2019 às 22:27
Não tem mais nada para fazer?? Reduza - se à sua insignificância e meta - se na sua vida.
De Isabel A. Ferreira a 14 de Março de 2019 às 14:31
Seja quem for este “anónimo” (não terá um nome?) respondo-lhe apenas para dizer que o meu trabalho é este: INCOMODAR quem tortura animais e destrói o Planeta.

A minha VIDA faz parte da VIDA do Planeta, portanto, metendo-me na minha VIDA, como realmente me meto, estou a CUIDAR da VIDA do Planeta.

E a minha insignificância é a seguinte: sou um grão de poeira cósmica que complementa o UNIVERSO.

Ficou esclarecido?
De Anónimo a 4 de Abril de 2019 às 12:26
AInda bem que você tem o dom da verdade...
De Isabel A. Ferreira a 4 de Abril de 2019 às 14:25
Engana-se.
Eu não tenho o dom da verdade.
Eu apenas apresento FACTOS. E contra FACTOS não há argumentos.
De arp a 15 de Março de 2019 às 12:48
Bom dia, venho convidá-la a conhecer a obra da Santa Casa de Almeirim, digo “obra” num sentido mais lato, visitar o nosso lar, com os seus 90 idosos, nossos conterrâneos, acompanhar uma das nossas equipas nas visitas domiciliárias aos idosos, ver as “nossas” crianças, dos 4 meses aos 6 anos, transversais no sexo, credo ou raça. O jornal que leva as notícias da nossa terra além-mar aos Almeirinenses na diáspora.
Também naturalmente a “obra” física da Arena, um recinto de espectáculos, envolvido por um espaço comercial onde as lojas são ocupadas primordialmente por comerciantes locais e com produtos locais, do nosso pão, aos nossos vegetais ou vinho. Os valores do investimento permitiram que um espaço abandonado possa contribuir agora financeiramente para apoiar as “outras obras” que acima a convidei a visitar. Também contribui para o enquadramento urbano. Mas convém frisar que também inclui um recinto de espectáculos, onde ocorrerão touradas, mas também concertos, exposições, teatro, desfiles e tudo que é possível colocar num recinto com 4400 lugares, devidamente equipado e renovado. Espero por si e se quiser por em cena um espectáculo seu, proponha-nos, será bem vinda, temos um departamento só para tratar disso.
De Isabel A. Ferreira a 15 de Março de 2019 às 15:32
Pois isso tudo fica ENXOVALHADO pela realização não de “espectáculos” de touradas, como diz, mas pela TORTURA de Touros, animais indefesos, inocentes, inofensivos, sensíveis, e tão animais como todos os outros que a “santa” casa da “misericórdia”, muito HIPOCRITAMENTE, diz que cuida.

Quem é da MISERICÓRDIA não pactua com a tortura de seres vivos, para divertir sádicos e psicopatas e trogloditas.

O que mencionou vale ZERO.

Ou bem que somos pela VIDA de TODAS as criaturas de Deus, ou bem que não somos. Fazer caridadezinha e torturar seres vivos não COMBINA.

E todos nós bem sabemos o que se passa nas “santas” casas da “misericórdia” deste nosso país atrasado, onde ainda são permitidas essas práticas trogloditas.

Quando Almeirim EVOLUIR e as “santas” casas cumprirem a sua MISSÃO de MISERICÓRDIA, voltaremos a falar. Certo?

Comentar post