Terça-feira, 11 de Junho de 2019

«DIA DE PORTUGAL: O DESRESPEITO PELOS PORTUGUESES»

 

Desabafo de uma Professora.

Um sentimento que também partilho.

 

safe_image.jpg

 

“A educação é simplesmente a alma de uma sociedade a passar de uma geração para a outra.”  (K. Chesterton)

 

Um conjunto de políticos não estadistas e mui importantes profissionais que, sem dignidade de princípios, se vendem a quem melhor serve as suas causas corruptas, são, na sua essência egoístas pois a sua agenda pessoal, ou dizendo melhor, a sua ambição desmedida pelo poder de todas as formas, sobrepõe-se a tudo. A sua ausência de moral e hipocrisia ideológica sustentam o desrespeito pelo povo português. Assim todas as suas decisões são tomadas sempre pelos piores motivos corroendo os alicerces da nação.


E o ilustre povo herdeiro de grandes feitos e descendente de valorosos Homens, é cúmplice e, pelo seu conformismo, aplaude enormidades desconcertantes e destrutivas de uma nação digna de assim ser denominada.


É uma falta de vergonha, um descaramento, uma desonestidade nauseabunda que invade cada rua, cada casa, cada vila e cidade, arrastando na lama pegajosa os que não se subjugam, os que gritam o pensamento de uma liberdade amordaçada pelas causas individuais de poderes podres de honra, justiça e honestidade, os que abrem horizontes e perspectivas de opinião, de espírito crítico, de verdadeira democracia.

 

Num atentado à inteligência, da medicina ao direito, da arte à política, da educação à engenharia, vende-se o carácter a mentirosos compulsivos, sem escrúpulos, a troco de um qualquer presente envenenado.

 

E assim vamos, “cantando e rindo”, uns porque mandam e por isso, podem tudo; outros porque querem mandar e tudo poder.

 

Um dia seremos poucos a agitar o sossego, a questionar irreflexões, a desafiar os poderes instalados, a incomodar. E nesse dia sei que farei parte destes poucos e seremos muitos, pois esse é o espírito do professor, abrir os caminhos onde tudo pode reformular-se, repensar-se, refazer-se. Fomos, somos e seremos desconcertantes e pela força de quem eleva a sabedoria seremos sempre regeneradores e fazedores de futuros. Resiliência é o apelido de quem é Professor. E mesmo que faltem ‘alguns algarismos para um número de telefone’ manter-nos-emos fiéis à dignidade de quem é muito mais que 942. Este será o número entalado na garganta de quem ultrajou a mais alta esfera de uma sociedade, a Educação, os Professores.

 

Maria do Rosário

Professora do 2º Ciclo do Ensino Básico

 

Fonte:

https://www.comregras.com/dia-de-portugal-o-desrespeito-pelos-portugueses/?fbclid=IwAR2pYYAOpaofboeppftJ0_Ni94CDazzdB8Lp1NHwkGAr5v_RXJPlQ6RTgZk

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 11:58

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Comentários:
De Maria do Rosário VG a 11 de Junho de 2019 às 13:32
Ótimo texto! Concordo plenamente e compartilho os mesmos sentimentos. Pessoalmente, compartilho algo mais: sou professora também e meu nome é também Maria do Rosário. Só que sou brasileira e vivo no Brasil, mas parece que o texto foi escrito aqui mesmo, pois a realidade política aqui é igual. Acredito que possa haver exceções, mas a grande maioria dos políticos não está representando as necessidades do povo, nem defendendo o meio ambiente, nem os pobres animais abandonados nas ruas ou os que sofrem em rodeios e vaquejadas. Graças a Deus, aqui não temos touradas, porém os animais sofrem muito, especialmente os bezerros, em provas de laços, as vacas, ao terem seus rabos puxados violentamente, os milhares de cães e gatos abandonados nas ruas sem castração, etc. As pessoas necessitadas sofrem ao esperarem por exames médicos, tratamentos, cirurgias, etc. Enquanto isso, vemos políticos desviando grandes quantias de dinheiro para si ou simplesmente desperdiçando com negligência e incompetência, em obras não terminadas, etc. As votações no Congresso que trazem benefícios ao povo ou aos animais são adiadas. Os políticos correm para votar o que lhes convém. Poder, status, corrupção. Eles se esquecem que o cargo deles é para legislar, organizar e beneficiar o povo. Mas seus salários e benefícios próprios sobem à cabeça, esquecendo então os valores morais e a compaixão por pessoas e por animais também. Acredito que há alguns políticos bons e honestos, mas são engolidos pela maioria. Poder, poder e lucros, é só o que importa a eles. Infelizmente, no Brasil acontece igual. Nós, professoras, tentamos ensinar bons valores e esperamos sempre que o mundo não corrompa nossas crianças, que um dia foram nossos alunos.
De Isabel A. Ferreira a 11 de Junho de 2019 às 14:14
Obrigada, pelo seu testemunho, Maria do Rosário.
Os nossos países poderiam estar unidos por bons motivos, mas estão unidos pela geração de políticos corruptos, que estão a destruir o Brasil e Portugal.

A esperança está nos jovens, a quem passamos os valores humanos. O futuro é deles e para eles.
De pvnam a 14 de Junho de 2019 às 00:38
O PESSOAL DO SISTEMA NÃO PASSA DE UM BANDO DE NAZIS... MENOS CONVERSA COM NAZIS E MAIS SEPARATISMO!
.
.
.
Manifesto em divulgação, ajuda a divulgar:
1- Respeito pela Diversidade;
2- Respeito pela Justiça Social;
3- Respeito pelos Povos de Menor Pegada-Ecológica.
.
--» O pessoal do sistema (tal como os construtores de caravelas esclavagistas) destilam ódio/intolerância para com os povos autóctones que procuram sobreviver pacatamente no planeta... porque... intenções Identitárias prejudicam investimentos:
- O pessoal do sistema (europeístas e afins) não respeita a existência de 'outros': não respeita NEM a diversidade, NEM a justiça social, NEM os povos de menor pegada ecológica.
.
Economia neo-esclavagista: a ajuda aos pobres deve ser efectuada por meio da degradação das condições da mão-de-obra servil... e não por meio da introdução da Taxa-Tobin.
.
Existe uma tripla de 'supporters' da economia neo-esclavagista:
1- a alta finança;
2- europeístas (e afins);
3- migrantes que se consideram seres superiores no caos.
.
Mais:
- Os «grupos rebeldes» (daesh e outros), não possuem fábricas de armamento... no entanto, máfias do armamento fornecem-lhes armas... para depois terem acesso a recursos naturais (petróleo, etc) ao desbarato, e para depois deslocarem refugiados para locais aonde existem investimentos interessados em mão-de-obra servil de baixo custo.
Ora, em vez de chamar à responsabilidade aqueles países que estão a fornecer armas aos «grupos rebeldes», ou seja, os países aonde a máfia do armamento possui as suas fábricas... os europeístas fazem uma outra coisa: decretam sanções contra os países que não permitem a chegada de mão-de-obra servil ao desbarato (refugiados) aos investimentos interessados em tal.
.
Mais:
- Em pleno século XXI tribos da Amazónia têm estado a ser massacradas por madeireiros, garimpeiros, fazendeiros com o intuito de lhes roubarem as terras... muitas das quais para serem vendidas posteriormente a multinacionais: os europeístas falam nestes holocaustos? Não!
.
Urge dizer à elite deste sistema o mesmo que foi dito aos construtores de caravelas esclavagistas: a não existência de mão-de-obra servil ao desbarato não vai ser o fim da economia... vão continuar a existir muitas oportunidades de negócio (exemplo: introduzindo mais tecnologia!...).
.
.
.
.
O MOVIMENTO-50-50:
1- defende um planeta aonde povos autóctones possam viver e prosperar ao seu ritmo;
2- defende uma sociedade que premeie quem se esforce mais (socialismo, não obrigado)... mas que, todavia, no entanto... seja uma sociedade que respeite os Direitos da mão-de-obra servil.
---» Todos Diferentes, Todos Iguais... isto é: todas as Identidades Autóctones devem possuir o Direito de ter o seu espaço no planeta --»» INCLUSIVE as de rendimento demográfico mais baixo, INCLUSIVE as economicamente menos rentáveis.
.
.
Nota: Os 'globalization-lovers', UE-lovers. smartphone-lovers (i.e., os indiferentes para com as questões políticas), etc, que fiquem na sua... desde que respeitem os Direitos dos outros... e vice-versa.
-»»» blog http://separatismo--50--50.blogspot.com/
.
.
.
P.S.
Migrantes naturalizados são contra o separatismo-50-50... com efeito, o seu problema não é a integração... com a sua demografia imparável em relação aos nativos, o seu problema é serem Donos Disto Tudo.

Comentar post

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Julho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

FAREI UMA PAUSA, E, ENQUA...

EM PORTUGAL: «AFINAL OS G...

AGORA QUALQUER IGNORANTE ...

«CHAMUSCA – MAIS DINHEIRO...

CORRIDAS DE GALGOS: CARTA...

PROJECTO PAN – PELO FIM D...

ATÉ SEMPRE GILLERMO MOR...

CAÇADORES FURTIVOS ESPANH...

PAN DENUNCIA AS FALSAS ES...

PAN: ÁRVORES SÃO A “ARMA”...

Arquivos

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

DIREITOS

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

ACORDO ORTOGRÁFICO

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

COMENTÁRIOS

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

CONTACTO

isabelferreira@net.sapo.pt