Terça-feira, 26 de Junho de 2018

COBARDIA DOS FORCADOS PORTUGUESES MOTIVA A SELECÇÃO IRANIANA ATRAVÉS DA VISÃO DEFORMADA DE CARLOS QUEIROZ

 

Depois do jogo entre Portugal e Irão, Carlos Queiroz afirmou, em conferência de imprensa, que motiva os jogadores da selecção iraniana “mostrando-lhes vídeos dos forcados portugueses, vídeos de bravura, da forma como os forcados vão para dentro de uma arena e sozinhos enfrentam o touro e colectivamente, dominam um animal que é mais forte”.

 

Coitados daqueles que não sabem o que dizem!

 

Carlos Queiroz motiva-os a ser COBARDES, porque se há cobardes neste mundo, esses cobardes são os forcados, que atacam um Touro já moribundo, indefeso e inofensivo, embolado, perfurado por bandarilhas, a sangrar copiosamente e a sofrer horrores. Mais cobardes do que isto não há.

 

Agora percebe-se por que a selecção iraniana é tida como uma das mais violentas! Repararam como um grupinho de jogadores investiram para cima do árbito, tal como so forcados fazem ao Touro?

 

CARLOS QUEIROZ.png

Fonte:

https://ionline.sapo.pt/617111

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:21

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Comentários:
De Hugo Pinto a 27 de Junho de 2018 às 09:35
Independentemente de gostar ou não deste ressabiado, o texto escrito no blogue é completamente errático e escrito por alguém que não sabe o que diz. Nas touradas, tradição aceite ou não por alguns, os forcados são os únicos que não magoam o touro. Os forcados são aqueles que se formam em linha em frente ao touro e quando o animal faz a investida o forcado tenta manter-se seguro entre os cornos do boi. Arte de valentia e coragem, única no mundo. Com os forcados o animal não tem qualquer sofrimento
De Isabel A. Ferreira a 27 de Junho de 2018 às 12:10
A resposta ao comentário do Hugo Pinto, está no seguinte link:

SÓ MENTES DEFORMADAS ACHAM QUE OS TOUROS NÃO SOFREM COM A INVESTIDA DOS COBARDES FORCADOS

https://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/so-mentes-deformadas-acham-que-os-810724

De Hugo Pinto a 27 de Junho de 2018 às 12:18
Vou explicar de outra forma. Apesar das touradas serem uma tradição condenável, os forcados são os únicos que não magoam o touro. Usam simplesmente o corpo para aguentar o impacto do animal e nada mais. Isso não traz sofrimento algum. Mentes deformadas são aquelas que escrevem sem noção do que falam. Antes de falar informe-se...
De Isabel A. Ferreira a 27 de Junho de 2018 às 15:35
E eu vou explicar outra vez, porque estou a ver que além de CABEÇA DURA, sofre de uma profunda ILITERACIA: não sabe interpretar o que se escreve.

Primeiro: as touradas NÃO SÃO nenhuma tradição, são um CONDENÁVEL E REPUGNANTE COSTUME BÁRBARO, herdado dos rudes monarquistas espanhóis.

Segundo: os cobardes forcados atacam um Touro MORIBUNDO, e fazem-no sofrer mais do que ele já sofre ao ser torturado ANTES, DURANTE e DEPOIS da lide. O ataque dos forcados é o CULMINAR DA TORTURA.

Terceiro: os cobardes forcados usam o corpo e principalmente as MÃOS para puxarem o rabo e os cornos embolados a um TOURO EXTREMAMENTE DEBILITADO, SOFRIDO, a SANGRAR e COM DORES ATROZES devido à TORTURA anteriormente SOFRIDA. (Bolas! Que isto é tão óbvio, mas as mentes DEFORMADAS não conseguem encaixar!)

Quarto: o facto de dizer que mentes deformadas são AS QUE TÊM a noção do que dizem, já é um sintoma de deformação mental.

Quinto: consulte um veterinário e ficará a saber TUDO sobre o sofrimento dos Touros nas mãos dos carrascos e cobardes forcados. E depois vá ao psiquiatra. Pode ser que ele o cure dessa deformação que não o deixa VER O ÓBVIO.

Sexto: se ainda não entendeu, eu volto a explicar, porque água em pedra dura tanto há-de dar até que fura.
De Hugo Pinto a 27 de Junho de 2018 às 16:06
Primeiro lugar, eu escrevi:
"Mentes deformadas são aquelas que escrevem sem noção do que falam" e não ": o facto de dizer que mentes deformadas são AS QUE TÊM a noção do que dizem, já é um sintoma de deformação mental."
Vivemos num mundo livre, cada um faz as suas escolhas e gosta daquilo que lhe interessa.
Vejo no seu paleio (não considero literacia aquilo que escreve) um forte toque de activista/feminista/vegetariana ou quiçá vegan. Possivelmente escolhas suas que eu tenho que respeitar.
Eu não a insultei da forma pseudo-intelectual que você está a tentar fazer, e por isso não seguirei o mesmo rumo.
Possivelmente é daquelas pessoas que tentam humanizar os animais, mas que ao ver um mendigo vira a cara sem lhe estender a mão.
Já tirou da sua boca para dar a um desconhecido?
Eu já.
Já se deparou com um acidente e sem qualquer preparação e conhecimento de socorro, entrou num carro em chamas para retirar os ocupantes?
Eu já.
Já perdeu meia hora do seu tempo a conversar com algum sem abrigo só para ele não se sentir sozinho, enquanto a chuva a molha da cabeça aos pés?
Eu já.
Já alguém lhe morreu nas mãos e sentiu-se impotente perante a vontade de Deus?
Eu já.
Portanto, antes de tentar diminuir alguém através do seu possível conhecimento integral da Língua de Camões, lembre-se que todos desempenhamos um determinado papel na sociedade e que por esse motivo temos todos opiniões diferentes que merecem ser respeitadas.
Aceite o comentário se quiser, se não quiser pelo menos pense no que escrevi.
De Isabel A. Ferreira a 28 de Junho de 2018 às 12:04
Vamos lá a ver: o que você disse de um modo, eu disse de outro modo, e a ordem dos factores não altera o seguinte resultado «o facto de dizer que mentes deformadas são AS QUE TÊM a noção do que dizem, já é um sintoma de deformação mental».
Vivemos num mundo livre, é verdade, agora que cada um faz as suas escolhas e gosta daquilo que lhe interessa NÃO É VERDADE. Se não vejamos: um pedófilo GOSTA de molestar o seu filho. Vivemos num mundo livre, e cada um faz as suas escolhas e GOSTA daquilo que lhe interessa. O que interessa ao pedófilo é o seu filho, logo, deixemos o pedófilo livre para escolher aquilo que mais gosta: o seu filho.
A liberdade de uns termina quando começa a liberdade dos outros. Você é livre de fazer as suas escolhas, desde que não afecte a VIDA dos animais humanos e não-humanos. Não faça aos outros o que não quer que lhe faça asi.
A sua opinião sobre a minha literacia não me interessa. Enganou-se a interpretar o meu PALEIO. Sou ACTIVISTA, e daí? Não posso? Não tenho essa liberdade? Não vivemos num mundo livre? Ou essa liberdade é só para aqueles que GOSTAM de ver TORTURAR TOUROS? NÃO SOU FEMINISTA, que é o correspondente a MACHISTA e abomino estes dois conceitos. Sou vegetariana, porquê? Não posso? Não me dá a liberdade de não comer animais como eu? Não sou vegan, porque para ser vegan não poderia beber por um copo de plástico, feito a partir do petróleo, produto de origem de restos orgânicos de animais.
Eu não o insultei, nem pseudo-intelectualmente, nem intelectualmente. Limitei-me a dizer a verdade, e dizer a verdade não é insultar.
A sua grande ESTUPIDEZ: «possivelmente é daquelas pessoas que tentam humanizar os animais e mais blá, blá blá…» Este é o argumento dos PARVOS, porque se esquecem de um detalhe: um DEFENSOR DE ANIMAIS defende TODOS os animais, sem excepção e de igual modo: animais humanos e animais não-humanos. E sim, costumo ALIMENTAR, CUIDAR E ACOLHER tanto uns, como outros, e se assim não fosse, eu não seria ACTIVISTA dos DIREITOS DOS ANIMAIS. Seria uma BESTA HUMANA. Não humanizo os animais não-humanos, porque eles são naturalmente tão humanos quanto EU. São MUITO mais humanos do que os cobardes forcados que você tanto admira! Porque o termo humano, não significa apenas “ter a forma humana”.
Tudo o que se segue, de prestar socorro blá, blá, blá… não faz de si um ser humano melhor, porque apenas pratica essa caridadezinha com animais humanos. Um ser humano COMPLETO precisa de ter empatia com TODOS os animais, humanos e não-humanos, e esse não é naturalmente o seu caso, que sente prazer com o SOFRIMENTO de um Touro, nas mãos dos cobardes forcados. Portanto, não me venha com a hipocrisia da sua caridadezinha. EU ajo com os humanos (e já passei por muito mais e pior do que aquilo que você diz ter feito) tal como ajo com os não-humanos. Não os diferencio em nada. Dou o meu tempo a uns e a outros de igual modo. Nada sabe de mim.
Eu não diminuí ninguém. Você é que se diminuiu a si próprio ao dizer que os forcados são valentes e que o Touro não sofre às mãos deles. Ao dizer isto colocou um rótulo na sua testa: e eu limitei-me a ler esse rótulo alto, para você ouvir.
Lembre-se de que todos desempenhamos um determinado papel na sociedade e temos opiniões diferentes que merecem ser respeitadas. Você não desempenha um papel humano, na sociedade, porque simplesmente a questão tauromáquica não é uma questão de opinião, mas de Ética, de Evolução, de Civilização, e quem não respeita um ser vivo indefeso, não merece o respeito da sociedade, e muito menos o MEU respeito.

Quando se dignar a entender que o HOMEM NÃO É A MEDIDA DE TODAS AS COISAS, e que todas as criaturas são criaturas do mesmo Criador, terá o respeito da sociedade e também o MEU respeito.

Até lá fique com a minha repulsa, por não ser capaz de ser humano com um ser não-humano.
De Mel a 28 de Junho de 2018 às 19:25
Os forcados são os únicos que não magoam o touro? Então, o que é instigar um animal, que já está ferido e cansado, para que ataque? E aqueles puxões de cauda, que podem provocar luxações? Não magoam o touro, pois não... Como se a tortura física fosse a única existente na arena de barbaridades.
De Isabel A. Ferreira a 29 de Junho de 2018 às 15:58
Pois é Mel, mas isto só para pessoas sensíveis.
Os aficionados de práticas trogloditas acham que os Touros são feitos de pedra, como eles.

Comentar post

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Setembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
15
16
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

A INEVITÁVEL EXTINÇÃO DA ...

SANTO CATÓLICO FESTEJADO...

O MUNDO ESTÁ DE LUTO

«OLHA-ME»

PRESIDENTE DA REPÚBLICA E...

O TOURO MEDIU BEM A COBAR...

LUCÍLIA GAGO SUBSTITUI JO...

JERÓNIMO DE SOUSA FOI À M...

«SOBRE O TOURO ACIDENTADO...

E DEPOIS NÃO GOSTAM DE SE...

Arquivos

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados
RSS

ACORDO ORTOGRÁFICO

EM DEFESA DA LÍNGUA PORTUGUESA, A AUTORA DESTE BLOGUE NÃO ADOPTA O “ACORDO ORTOGRÁFICO” DE 1990, DEVIDO A ESTE SER INCONSTITUCIONAL, LINGUISTICAMENTE INCONSISTENTE, ESTRUTURALMENTE INCONGRUENTE, PARA ALÉM DE, COMPROVADAMENTE, SER CAUSA DE UMA CRESCENTE E PERNICIOSA ILITERACIA EM PUBLICAÇÕES OFICIAIS E PRIVADAS, NAS ESCOLAS, NOS ÓRGÃOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL, NA POPULAÇÃO EM GERAL E ESTAR A CRIAR UMA GERAÇÃO DE ANALFABETOS.

CONTACTO

isabelferreira@net.sapo.pt