Comentários:
De Rui Silva a 29 de Setembro de 2015 às 22:36
Para o atrasado mental ou atrasada mental que descreveu a vila de Cuba com um vilarejo nos confins do alentejo,saiba que é muito estupido porque Cuba é das vilas mais desenvolvidas do baixo alentejo tem estação de comboio com terminal rodoviario para servir todas as vilas e aldeias em seu redor esta a 5 quilometros do aeroporto de Beja quando beja tem o mesmo aeroporto a 15 quilometros é uma vila com lindos jardins pavilhao desportivo piscina campo de futebol alimentou durante muitos anos funcionarios da base aerea n.11 e da antiga base aerea dos alemães tem boa gastronomia bancos, tribunal, correios, farmacias, GNR, hospital, casa da mesiricordia, bombeiros,escolas,varias igrejas e capelas,Canto alentejano com varias medalhas,
restaurantes discotecas supermercados de renome parece que o que escreveu esta noticia sobre a vila é que é ignorante e que por causa de meia duzia de atrasados mentais que vivem na vila e apoiam esta ideia mandar abaixo o resto da populaçao,sou acérrimo defensor da causa animal competamente contra isto tudo, mas quando escreverem merdas cruxifiquem as bestas que tiveram esta ideia e nao uma vila linda e evoluida e um povo simpatico.
De Isabel A. Ferreira a 3 de Outubro de 2015 às 12:02
A resposta ao comentário do Rui Silva está no seguinte link:

http://arcodealmedina.blogs.sapo.pt/cubenses-alentejanos-nao-confundam-583576
De Judite Corte-Real a 1 de Outubro de 2016 às 11:34
As coisas que o sr sabe e vê,eu vivi lá quatro anos e nem reparei em nada disso,talvez porque lá estejam os edifícios mas não se lhes de uso,um atraso de vida de onde só saí boa da cabeça porque até sou forte de carácter e de espírito,uma vila quase fantasma onde só se vê meia dúzia de pessoas mal encavadas durante a manhã depois é uma vila sem interesse nenhum e quase fantasma,não recomendo,são adeptos desta prática e de outras,como touradas e lutas de galos.
De Pedro a 1 de Outubro de 2016 às 15:28
Parece me que nós os seres humanos estamos bastante empolgados com as coisas da mente e do ego. Um lugar pode ter 1000 pavilhões de cultura e tantas mais coisas que servem "supostamente" a população mas se essa mesma população não vive com o coração aberto acaba por ter uma vivência medíocre. Deixo a pergunta: Estamos de coração aberto?
E possível estar de coração aberto e não sentir a igualdade entre o homem e qualquer outra criatura viva?
Ate quando vamos nós, os seres supostamente mais desenvolvidos desta terra, continuar a usar outras espécies para nosso beneficio ignorando assim a liberdade de viver?!... Noutro momento podemos ser nós os usados..
Gostava de apelar ao total respeito que todos os animais merecem. O cerco esta se a tornar bem apertado para eles...
Muito amor para todos!

Comentar post