Comentários:
De Lápis Roído a 13 de Junho de 2017 às 17:18
É muito difícil remar contra a corrente num sítio onde os costumes arcaicos e primitivos estão tão enraizados. No entanto, vão sendo cada vez mais aqueles que se conseguem libertar e lutam contra o que está (estupidamente) instituído. Havemos de fazer a mudança aos poucos.
De Isabel A. Ferreira a 13 de Junho de 2017 às 18:31
Ainda bem que assim é, Lápis Roído.
Mas "aos poucos" é muito tempo. E os animais têm pressa de se libertarem deste jugo desumano.
E nós (eu) também.
Já estou farta de tanta estupidez, com tanta informação a circular, e eles a optar pela ignorância.

De Lápis Roído a 13 de Junho de 2017 às 22:20
Estava a pensar nisso enquanto escrevia: aos poucos é demasiado tempo para os animais que sofrem com a estupidez humana.
Temos de continuar o nosso caminho. Se não chega a informação, há que legislar e intervir a nível local. Vêm aí as autárquicas e é hora de pôr nos programas medidas que travem esta imbecilidade.
De Isabel A. Ferreira a 14 de Junho de 2017 às 18:13
Nem mais, Lápis Roído.
É hora de legislar e de votar apenas em quem for CONTRA esta aberração.

Quem mantém a barbárie é o povo que vota nos tauricidas instalados no poder. E nós sabemos que desde o presidente da República, ao primeiro-ministro e a 90% dos deputados da Nação, mais os autarcas candidatos dos municípios tauricidas são FERRENHOS aficionados.

Este "mapa" tem de mudar.
De Lápis Roído a 14 de Junho de 2017 às 22:57
De acordo. A cúpula do poder ainda é muito afecta à tauromaquia. No entanto, isso tem mudado nos últimos tempos. Os partidos que são terminantemente contra as touradas têm ganho terreno e espera-se que, com o decorrer do tempo, a sua influência seja cada vez maior.
Sendo eu um candidato a autarca, só lhe posso dizer que estou a fazer a minha parte. Do nosso programa autárquico faz parte a proibição de todas as actividades que se revelem humilhantes e, sobretudo, que causem sofrimento aos animais. É a nível local que se pode começar a fazer a diferença e no nosso partido existe a plena noção de que podemos fazê-lo.
De Isabel A. Ferreira a 19 de Junho de 2017 às 12:22
Louvo a sua atitude, Lápis Roído. Espero que ganhe as autárquicas e possa MUDAR o que é urgente mudar para que haja evolução.

Porque evoluir não é ir à Lua. Evoluir é subir no patamar da consciência e saber que o homem não é a medida de todas as coisas. Muito pelo contrário..

De Lápis Roído a 19 de Junho de 2017 às 16:03
Obrigado, Isabel. Sendo realista, as probabilidades do candidato da lista que integro não chegar à presidência da Câmara Municipal são baixas. Sabe que quem tem ideias que vão contra a pobreza de espírito instituída ainda tem dificuldades em chegar aos lugares do poder. No entanto, o caminho faz-se caminhando e vamos contribuindo para o progresso lento, mas inexorável =)
De Isabel A. Ferreira a 19 de Junho de 2017 às 18:10
Infelizmente o que diz é verdade. Os maus chegam ao poder, muito por culpa de um povo ainda muito inculto.

Mas basta uma mosca no sítio certo, para incomodar um elefante.

Comentar post