De Lápis Roído a 8 de Julho de 2018 às 18:38
Temo que, na altura devida, estas questões continuem a ser menosprezadas para influenciar a escolha do voto.
Apesar de ser um objectivo comum a PAN e Bloco, a experiência na Assembleia da República diz-nos que nunca obteremos a abolição por decreto. O caminho terá de ser pela via da asfixia financeira do sector da tauromaquia, acabando com os subsídios públicos às actividades tauromáquicas. O PAN sabe muito bem disto e não ter deixado o Bloco fazer o arrastamento dos seus projectos de lei para a última sexta-feira foi uma jogada política rasteira que acabou por penalizar os mesmos: os animais, claro.
Aguardemos por Setembro para percebermos que resultados sairão da votação dos projectos de lei do Bloco.
De Isabel A. Ferreira a 16 de Julho de 2018 às 16:15
Já sabemos que enquanto a Assembleia da República não sofrer uma limpeza geral, nada se conseguirá, nem por decreto, nem sem decreto.

A abolição das touradas é uma certeza. Não seremos nós, nenhum de nós, que acabaremos com elas. Elas acabarão por si próprias, e os aficionados serão os maiores colaboradores para a extinção da barbárie.

Todavia, se a Assembleia da República fosse constituída por POLÍTICOS a sério, elas seriam abolidas por decreto, num ápice.

Lamentavelmente, a AR está cheia de fantoches.
Está nas mãos do povo mandar os fantoches ás malvas, e limpar o recinto onde o Mau, o Mal e o Feio se decidem.
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.