Comentários:
De Arsénio de Sousa Pires a 24 de Agosto de 2018 às 23:39
Por a TVI ser um canal televisivo pró-touradas, rarissimamente a sintonizo.
O mesmo faço com a RTP.
De Isabel A. Ferreira a 25 de Agosto de 2018 às 18:17
Nenhum dos nossos canais televisivos merece ser sintonizado, ou porque transmitem touradas (o caso da RTP e TVI) ou porque são a favor das touradas, fazendo-lhes propaganda (SIC, CMTV), e todos são propagadores de ignorâncias.

Eu, infelizmente, devido à minha "missão", tenho de os sintonizar (excepto nos dias de touradas) para me manter a par das notícias em Portugal. De resto, não os sintonizo para mais nada.

De PAULO JORGE a 26 de Agosto de 2018 às 22:53
Ninguém é obrigado a ver este blog miserável tal como ninguém tem o direito de criticar um canal de TV privado ou público por transmitir corridas de touros!
A Sra.Dona Isabel A.( Atrasada )Ferreira pensa ser dona de uma superioridade moral e evolutiva quando afinal só quer impôr as suas ideias marxistas...
Faça o favor de procurar viver a sua vida e deixe-se de criticar quem gosta ou participa em corridas de touros, porque a vossa luta não é para proteger os touros mas sim porque querem ter uma importância que não se merecem, pensam que os aficionados taurinos são todos conservadores de direita, católicos, ant-gays etc... por isso o vosso pretenso anarquismo e este marxismo cultural medíocre mostra-se pelos posts infelizes desta Sra.



De Isabel A. Ferreira a 27 de Agosto de 2018 às 14:42
Senhor Paulo Jorge, agradeço este seu excelente comentário, porque ele diz da inferioridade mental de um cidadão, que ficou parado no tempo das trevas, dando-me, assim, oportunidade de o elucidar.

Realmente ninguém é obrigado a ver o meu miserável Blogue, mas o senhor anda por aqui obrigado por quem? Por mim, não é com toda a certeza. Não obrigo ninguém a vir ao meu miserável Blogue. No entanto, para sua informação, este meu Blogue miserável é lido em 127 países, com bastante sucesso.

Agora, que ninguém tenha o direito de criticar um canal de TV privado ou público por transmitir SELVAJARIA TAUROMÁQUICA, uma prática selvática, bárbara, cruel, coisa de broncos, desadequada aos tempos modernos, e altamente agressiva para as mentes evoluídas, mais devagar. Qualquer cidadão português é LIVRE e tem o DEVER e o DIREITO de denunciar e criticar os que se recusam a evoluir, por opção, os BRUTOS, os SÁDICOS e os PSICOPATAS que se divertem com a tortura, com a dor, com o sofrimento de seres vivos, precisamente porque estamos num patamar mais elevado de evolução, o que nos dá toda a legitimidade para o fazer.

Não se esqueça de que ensinar os ignorantes é uma obra de caridade.

E para que não morra estúpido, tenho a dizer-lhe que EU NÃO PENSO QUE SOU dona de uma superioridade moral e evolutiva, EU SOU dona de uma superioridade moral e evolutiva, porque não sou eu que aplaudo uma actividade violenta, cruel, bruta, grosseira, aparvalhada, assente na mais tosca estupidez, como são todas as práticas tauromáquicas, que só mentes muito, mas muito deformadas e atrasadas aplaudem, apoiam e promovem.

Ah! e obviamente, enganou-se a decifrar o A. do meu nome. Talvez porque estivesse a ver-se ao espelho. Está desculpado.

Quanto ao resto, ideias marxistas? Acha que a evolução tem alguma coisa a ver com ideias marxistas?

Ainda está por nascer a criatura que me há-de mandar calar. Enquanto houver seres vivos, humanos ou não-humanos trucidados pela besta humana, cá estarei para os defender.

A sua incapacidade mental é tanta, que não consegue discernir coisa nenhuma.

Os aficionados de selvajaria tauromáquica, são da direita e são da esquerda, e do meio e do fim: todos monarquistas, uma vez que esta prática selvática surgiu para entreter uma realeza ignorante.

E, por fim, devo dizer-lhe, que os meus posts infelizes correm mundo, e levam ao mundo esta pobreza de espírito que grassa em Portugal, um país terceiro-mundista em quase tudo.

E é isto que me interessa. O resto, é produto de um monumental atraso civilizacional.

Passe bem. E se não ficou esclarecido, diga. Que tenho todo o gosto em o esclarecer.

Comentar post