Segunda-feira, 25 de Março de 2013

Ó “Engrácia" como pudeste ser tão pascácia?!!!!

 

 

A verdadeira história da Engrácia Prótoiro  

 


Para o génio Albert Einstein há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana, e do primeiro, não está seguro.

 

 

Pela verdade, pelo desmascaramento da prótoiro, pela abolição do cruel ritual tauromáquico, pela libertação dos Touros e dos Cavalos, e principalmente por uma explicação que devo a todos quantos seguiram a história que fui publicando sobre a falsa “Engrácia” e que foram interagindo comigo sem se aperceberem, este texto é imperioso.

 

Não havia outro modo de desmascarar a “engrácia prótoiro”.

 

Eu andava atrás desta "engrácia", já há algum tempo. Agora fartam-se de rir com o que pensam ter sido uma comédia.

 

Nem inteligência tiveram para se aperceberem de que estavam a ser gozados (por mim). E nas mensagens privadas, a tal "engrácia" nem desconfiou que estava a cair numa armadilha.

 

Pediu-me amizade no Facebook. Desconfiei imediatamente, pois com um nome daqueles, Maria Engrácia Facas (note-se a propensão para as armas cortantes) não me mereceu qualquer confiança.

 

Deixei passar algum tempo. Depois decidi aceitar, até para ver no que dava. E como já esperava, lá veio o início da conversa nas mensagens privadas do Facebook. A conversa começou em 18/3 (atenção que a linguagem da “engrácia” está intocável – uma das pistas).

 

10:40

Maria Engrácia Facas

 

http://www.facebook.com/Patolas.Patinhas?fref=ts#!/photo.php?fbid=326397307463870&set=a.279981235438811.46185.279278758842392&type=1&theater

 

Talvez ainda não saiba Isabel.

Que pouca vergonha

Mais uma associação enganada pela protoiro

Isto tem de ser desmascarado

 

11:43

Isabel A. Ferreira

 

Maria Engrácia Facas, não é por nada, mas sendo amiga da prótoiro, porque veio contar-me esta notícia?

 

11:47

Maria Engrácia Facas

 

Desculpe Isabel mas eu não sou amiga da protoiro. mantenho o like apenas para poder acompanhar o que eles vão partilhando.

 

Já expliquei isto a varios amigos que temos em comum e que fizeram a mesma observação. Para além do mais eu venho de uma familia que era criadora de toiros bravos e por isso estou por dentro de todas aalcatruas que eles fazem.

 

12:08

Isabel A. Ferreira

 

Eu também sigo a página. Mas não preciso de colocar lá o "gosto". Não é preciso.

 

12:25

Maria Engrácia Facas

 

E como recebemos as notificações?

 

14:14

Isabel A. Ferreira

 

Não recebemos. Não é necessário receber as notificações para seguir a página.

 

18:19

Maria Engrácia Facas

 

Já retirei Isabel.

 

19:10

Isabel A. Ferreira

 

 

 

Terça-feira

16:20

Maria Engrácia Facas

 

Boa tarde Isabel. Vi agora na pagina da Animal que o responsável pelo donativo de racao da Patolas e Patinhas foi um dos directores da Prótoiro. Investiguei e foi o José Carmo Reis! Que coisas se escondem por detrás deste donativo sujo de sangue? Que pessoas conseguiu ele comprar? Passo esta informação porque a Isabel quando escreve faz com impacto que eu não tenho. Bem haja. Beijinho

 

17:32

Isabel A. Ferreira

 

Tudo o que está por detrás das sujeiras da prótoiro é obra do Carmo Reis. Toda a gente sabe disso. Toda a gente o conhece. É o elemento desestabilizador desse organismo tauricida.

Já não surpreende ninguém.

Obrigada pela informação. Beijinhos.

 

***

 

(Este foi um recado velado para o José Carmo Reis, já não tendo a mínima dúvida de quem era a tal “engrácia”).

 

Entretanto a “engrácia” comentou algo numa publicação no meu mural do FB, ou seja, cantou o fado da desgraçadinha (que eu apoiei, evidentemente). E então começou a verdadeira FARSA:

 

Quarta-feira

19:49

Maria Engrácia Facas

 

Obrigada pelo seu apio Isabel

 

Tudo o que disse é verdade mas pensei ser melhor por aqui continuar a conversa. Eu fui casada durante 27 anos com um filho bastardo da familia (palha mas não revele). O meu nome verdadeiro é Maria Engrácia Facas Palha. Era ele que tratava da ganadaria e teve sempre problemas com o alcool. Fui agredida anos a fio e a agressão não era só fisica. A pior era a psicologica constantemente deitando-me a baixo e rebaixando-me junto de tudo e todos. Levei muita pancada Isabel. Muita. mas acompanhei sempre a vida no campo e a ganadaria embora nunca tivesse gostado de touradas. mas sempre que queria falar o medo era sempre maior.

 

(O resto da história fui publicando no Blogue, à excepção do que a “engrácia” não queria que fosse revelado, e alguma coisa que EU não quis revelar, para poder investigar)

 

***

 

Bem, comecei logo por investigar a família Palha.

A desgraçadinha da “engrácia” tinha um filho Palha que morreu num acidente, mais o pai Palha.

Ora sabendo como sabemos da "importância" da Ganadaria Palha, foi fácil descobrir que não houve mortos dos “famosos” Palha, apenas um acidente de um tal Joaquim Palha.

Se houvesse mortos de tal monta, haveria notícias em todos os pasquins pró-tourada. Mas nem uma notícia, a não ser a do acidente do Joaquim.

 

E pronto.

 

A partir daqui foi só continuar a fazer o jogo da “engrácia”. Queria ver até onde ia a prótoiro, e pegá-la numa esquina.

 

E foi fácil.

 

Quando acharam que estavam a enganar-me, fizeram uma grande festa, embebedaram-se todos, e depois escreveram o texto que foi publicado, e riram-se muito. E acharam que enganaram quem já tem muita experiência nestas coisas e é “especialista” em investigação. 

 

E depois disto lá veio a enxurrada de comentários IDIOTAS de gente como o Miguel Pereira, António, Rui Ferreira, Pró-Toiro, João Bruges, Manuel Marçal, Anónimos… às carradas, e com muito tintol à mistura…

Acham que vou publicar tanta idiotice?

 

Façam o seguinte: vão todos para a escola primária, sigam para a secundária, frequentem uma universidade ESTRANGEIRA (as nossas estão viciadas), leiam muito, deixem de BEBER e depois tentem escrever. Talvez saia alguma coisa que valha a pena publicar.

 

***

 

De tudo o que a “engrácia” quis “desabafar” com a Isabel há muita coisa verdadeira nas entrelinhas.

 

Pois as “engrácias” tauricidas não conseguem ter imaginação para inventar histórias novas. De modo que, quase tudo o que a “engrácia” quis denunciar podemos comprovar.

 

Uma coisa é certa e segura:

 

Os tauricidas embebedam-se à grande, e a violência doméstica é o prato do dia (mulher, filhos e Bezerros, e tudo o que é vivo e se lhes mete à frente, e depois, claro, Touros e Cavalos).

 

Os Touros são maltratados desde que nascem. E os Bezerrinhos que são seleccionados para serem "Touros de lide" são sacrificados em treinos, como podemos ver no link, no fim destas linhas.  

 

Reparem na "espadinha com pico" usada pelos cobardes contra um bebé bovino, e no sangue que mancha a camisa.  Ou será sumo de tomate?

 

Reparem também no despertar da líbido que a tortura provoca nestes psicopatas. a tal necrofilia.

 

 Ó "Engrácia" como pudeste ser tão pascácia?!!!!

 

***

O mundo imundo da ganadaria Palha
(Carreguem em "imagens" e vejam...)

 

 http://www.naturales-tauromaquia.com/reportagens/3244-academia-do-cp-na-ganadaria-palha

(Entretanto, este link foi eliminado, para que o mundo não VEJA verdade macabra que a tauromaquia esconde).


Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:59

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 8 de Março de 2013

«A IMAGEM DE UM COBARDE»

 

«A página facebook “Portugal pro touros de morte” publicou o seguinte texto e foto:

O momento da verdade e da pureza do toureio: um homem arriscando a sua vida.”

 

 

 

Onde eles vêem um homem arriscando a sua vida, nós vemos um tipo com uma fantasia carnavalesca, a espetar uma espada num animal moribundo que já nem forças tem para enfrentar esse cobarde.

 

Um touro que antes de ser cobardemente morto, foi picado, humilhado e bandarilhado. Um touro que como a foto demonstra nem força tem para erguer a cabeça devido à pica.

 

E quando os tauricidas e aficionados afirmam que isto é cultura, a nós só nos apetece obrigá-los a engolir livros, óperas, pinturas e etc, para perceberem de uma vez por todas o que é arte e cultura e o que é tortura.

 

Prótouro

Pelos touros em liberdade»

 

http://protouro.wordpress.com/2013/03/07/a-imagem-de-um-cobarde/

 

***

 

Se isto não fosse trágico, até dava vontade de rir: «O momento da verdade e da pureza do toureio: um homem arriscando a sua vida.”

 

Para já não vejo ali um HOMEM. Vejo uma figurinha predadora com forma humana, de collantzinho cor-de-rosa a MATAR um ser, que já está quase morto e não pode mais defender-se de coisa nenhuma.

 

Que “vida” é que está a ser ARRISCADA?

 

Depois não gostam que lhes chamem COVARDES E IGNORANTES.

 

Realmente, a ESTUPIDEZ desta gente não tem limites.

 


 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:40

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 1 de Março de 2013

«Direitos, Deveres e Obrigações»

 

 

A estupidez de uma tourada à corda…que, ao contrário do que dizem, FERE o Touro, como pode ver-se na foto… Quanto sofrimento vemos no semblante do animal, e tudo para divertir uns INÚTEIS COBARDES!

 

«Quem cala consente, e quem é indiferente é cúmplice»

 

Os indiferentes, são uma larga maioria neste país, quando toca a touradas.

 

O lema é: não gosto, não vejo, não quero saber, mas respeito quem gosta.

 

A verdade é que com este tipo de atitudes estão a ser cúmplices de um espectáculo que não deveria continuar a ser legal neste país ou em qualquer outro país.

 

Senhores indiferentes, não se pode respeitar quem gosta. Quem gosta de assistir a um espectáculo deste tipo, que ao contrário do que dizem os aficionados, não é nenhum enfrentamento entre o homem e o touro e não é nenhum acto de coragem, não pode ser respeitado.

 

E por falar em coragem, que coragem?
 

Entre 1771 e 1987 morreram em praças de touros 55 toureiros (de acordo com dados da website ganaderos de lidia). Se tivermos em conta o número de touros mortos anualmente em todos os países com touradas, facilmente se verificará que as touradas mais não são que um extermínio de touros e não uma luta corajosa entre um homem e um touro.

 

Uma coisa é dizer não gosto de ópera, não vejo mas respeito quem gosta, porquanto na ópera não se torturam animais em nome do entretenimento.

 

Enterrar a cabeça na areia, tal como a avestruz é não ter a coragem de reagir contra aquilo que a maioria sabe que está errado, mas aceita porque é a liberdade dos outros. Meus senhores não é a liberdade dos outros, não é a liberdade de ninguém, porque a liberdade dos outros, quando toca ao sofrimento de um animal não é um direito.

 

Todos temos direitos e deveres, mas enquanto que torturar um animal não é um direito, mesmo que a lei o permita, proteger esse mesmo animal de não ser torturado, é um dever, uma obrigação de todos, mesmo dos indiferentes.

 

Prótouro

Pelos touros em liberdade»

 

Fonte: http://protouro.wordpress.com/2012/10/03/direitos-deveres-e-obrigacoes/

 

***

 

Os indiferentes nunca contribuíram para a evolução do mundo. 

São como sonâmbulos a vaguar na escuridão. 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 10:56

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2013

O delírio de um aficionado desesperado

 

Bem, lá terei de praticar mais uma obra de caridade espiritual…

 

 

 

O Diogo vê uma pessoa a assistir à tourada e diz que são milhares…

 

Diogo, deixou um comentário ao post Tauromaquia - A opinião de um Médico-Veterinário verdadeiro (porque os há a fingir) às 00:23, 2013-02-27. Comentário:

« ‘Bla bla bla whiskas saquetas... bla bla bla bla bla whiskas saquetas’.

Pegando neste conhecido anúncio de comida para gato, comparo o que o gato ouve da conversa da sua dona com ignorância e falta de inteligência que é característica de qualquer animal irracional, com aquilo que a sua pessoa ouve e interioriza de quem realmente está por dentro do mundo dos toiros e tenta ensinar-lhe alguma coisa.»

***

Resposta: primeiro, a ignorância é apenas sua, pois todos sabemos, que além do gato, outros animais não-humanos são BASTANTE INTELIGENTES. O porco é tido como o terceiro animal mais inteligente. Portanto se aqui alguém é ignorante ou lhe falta inteligência é ao Diogo, um animal como os outros, porém, ao qual falta a inteligência desses outros.  

 

«Os seus discursos falam de cobardia, falta de inteligência, falta de civismo, falta de educação e instrução, desrespeito ao animal.

 

Pois olhe que se engana. De todos os que conheço que praticam a ''cobardia'' que fala pelo forcado, que eu chamo de valentia, amizade, culto ao toiro...; 90% são formados com curso superior ou estão ainda a formar-se.»

 

Resposta: engano-me? Ai sim? Diz-me que 90% tem curso SUPERIOR? Tirado aonde? Ou como? Comprado naturalmente, porque se me diz que os forcados (que não passam de COBARDES), têm cursos superiores, o ensino em Portugal anda nivelado muito por BAIXO, pois não é SUPERIOR divertir-se sadicamente com seres vivos. Isso é cobardia, falta de inteligência, falta de civismo, falta de educação, de cultura e de instrução, e principalmente desrespeito pelo animal. Não tenha a mínima dúvida. E não sou só eu que o digo. São formados em CRUELDADE, esses 90%.

 

«No meu caso, espero que tenha habilitaçoes literárias tão boas quanto as minhas, pois assim poderá provavelmente estar bem na vida.»

 

Resposta: estava tramada, se as minhas habilitações fossem “tão boas” quanto as suas, que nem sequer sabe usar correctamente a Língua Portuguesa.

 

«Já quanto ao civismo, não creio que seja falta dele que se tome a opção de se querer manter preservada uma tradição e marca tão nossa quanto o nome do nosso país. E acho de louvar quem tenha não só a coragem de enfrentar um toiro de frente, como também lutar contra uma oposiçao ''verdoca'' que no século XXI despertou para lutas que no fundo não são primárias à sociedade.»

 

Resposta: se pensa que a tourada traz prestígio a Portugal, engana-se. Lá fora somos tidos como um país terceiro-mundista que ainda preserva “tradições” primitivas raiando a ESTUPIDEZ. E se acha «de louvar quem tenha não só a coragem de enfrentar um toiro de frente, como também lutar contra uma oposição ''verdoca'' (seja lá o que isto for)que no século XXI despertou para lutas que no fundo não são primárias à sociedade» permita-me que lhe diga que nunca vi um raciocínio tão parvo e estúpido quanto este. Você tem a certeza de que é da nossa época. Não será um troll da Idade Média, que sobreviveu num buraco qualquer por aí, e agora anda pelo mundo a dizer estes disparates fenomenais?  

 

«Lutar contra a fome, doença, guerra, até extinção de espécies como o lince ibérico, para isso ja não se mexe...?? Acho que seria melhor para a sociedade do que andar com estes activismos contra a tauromaquia!»

 

Resposta: pois, você acha, mas não tem de achar nada. Isso é o que vocês querem. Que nos calemos. Você tem é de se civilizar e de ser ÚTIL à sociedade. Eu, neste momento, estou a lutar pela Causa dos Animais (que implica os Humanos e TODOS os Não-Humanos). E você? Está a lutar contra a fome, a doença, a guerra, e até a extinção de espécies como o lince ibérico? Está? Ora diga lá qual é a CAUSA que abraçou para deixar aos seus descendentes uma sociedade melhor?  É a da VIOLÊNCIA contra seres vivos? É?

 

«Quanto à Tauromaquia estar ''com os pés na cova e só faltar o empurrãozinho final'', tenho que discordar novamente. À bem pouco tempo um estudo provou que os ''anti'' representam uma baixíssima parcela de 11% da população portuguesa: LINK Sondagem ''Público'':

 

http://www.publico.pt/sociedade/noticia/maioria-dos-portugueses-defende-que-touradas-favorecem-imagem-do-pais-no-exterior-1489793

 

Resposta: «À bem pouco tempo?»… (Olhe o seu Português!) Pois… Isto já tem barbas brancas, e NUNCA, NUNCA CORRESPONDEU À VERDADE. JAMAIS! Quantas sondagens encomendadas, como esta, quer?

 

"A verdade é que tem havido muita manipulação dos números e estes demonstram que apenas 11 por cento dos portugueses são contrários aos espectáculos taurinos", refere. Para além do facto de afirmarem contra a verdade de serem muito mais do que aquilo que são:

 

Resposta: a VERDADE é que 89 % dos portugueses SÃO CONTRA AS TOURADAS. Essa é que é a verdade. Todas as sondagens recentes dizem que os DEFENSORES DOS ANIMAIS são a ESMAGADORA MAIORIA. Os predadores estão em minoria. Uma minoria ridícula, e estas contas até são fáceis de fazer. Nem eram necessárias sondagens.

 

«'O presidente da APET e responsável pela Protoiro, grupo que inclui não só os empresários, mas ainda as associações de forcados, toureiros e criadores de touros de lide, comentando os resultados da sondagem - onde 32,8 por cento dos inquiridos referem não ser aficionados, mas nada terem contra os que gostam dos espectáculos tauromáquicos -, diz ainda que grupos como a Animal "são muito proactivos, quase a roçar o extremismo e capazes de argumentar que esta percentagem de pessoas é contra os touros".'' (ora, ir contra a verdade (mentir), com fim de demover as pessoas a juntarem-se a movimentos ''anti-taurimos'', é uma das coisas pela qual eu não fui educado.»

 

Resposta: fale-me de gente SÉRIA. Todos os portugueses de bem sabem quem são os indivíduos da prótoiro, que não tem nenhum, mas nem o mais pequeno vestígio de respeitabilidade e credibilidade na sociedade portuguesa (tal como os políticos que os apoiam, por isso vão ser todos corridos brevemente). Pois eu sei, você lá foi educado para a VERDADE? Claro que não! Foi educado para a MENTIRA, para a VIOLÊNCIA, para a CRUELDADE, por isso não sabe o que diz. E eu não sou Jesus Cristo para o perdoar.

 

«Para além disto, é facto que houve proíbições em certos e determinados sítios, como na Catalunha - isto durante um/dois anos, pois já se prevê o retrocesso dessa mesma proibição, o que demonstra que talvez esteja enganada quanto a força que o Protaurino tem, que tem muita! 27/02/2013 Diogo»

 

Resposta: como estão ENGANADOS. DESINFORMADOS. Em pleno DELÍRIO. AS TOURADAS jamais REGRESSARÃO à Catalunha. E em Portugal e nos restantes países tauricidas, elas estão por um fio de aranha. Não se ILUDAM. Comecem é a comprar lençóis para enxugar as lágrimas que derramarão brevemente,  no ENTERRO DA TAUROMAQUIA. Um brevemente que, comparado com o tempo já passado desde a primeira tourada, pode ainda durar uma meia dúzia de anos, porque a mentalidade humana, ao contrário do progresso tecnológico, anda a passo de uma lesma-bebé.

 

Isabel A. Ferreira
 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 16:19

link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2013

HÁ DUAS ESPÉCIES DE ANIMAIS: OS ANIMAIS PROPRIAMENTE DITOS, E OS ANIMAIS HUMANOS PREDADORES

 

Como hoje estou com pachorra, vou responder ao comentário deste Luís, porque tenho sempre a esperança de que alguma coisa ENTRE nas cabeças DURAS dos aficionados… 

 

 

 

Eu pertenço a esta espécie de animais

 

 

Luís, deixou um comentário ao post O EX-FORCADO NUNO CARVALHO-MATA DEIXOU-SE VENDER POR CEM MIL EUROS às 13:54, 2013-02-21.

 

Comentário:

 

«Devo dizer que fico incomodado, realmente incomodado quando alguém se diz tão defensor dos animais e no final despreza os próprios animais humanos

 

RespostaVamos lá a ver Luís: eu sou defensora dos DIREITOS dos Animais Humanos e dos Animais ditos não Humanos; mas ABOMINO o animal humano predador, ao qual os tauricidas, torcionários, forcados, ganadeiros, aficionados e afins pertencem. Não me sinto obrigada a defender quem NÃO RESPEITA os DIREITOS DOS ANIMAIS HUMANOS E NÃO HUMANOS.

 

«Ao fim e ao cabo são estes que são da mesma espécie que a Srª, não se esqueça disso. Estes a quem a Srª ofende, chamando-lhes "cobardes", "tauricidas", isto e aquilo, numa chuva de impropérios sem fim

 

Resposta: está muito ENGANADO. Atirava-me da Ponte Vasco da Gama e afogava-me, se pertencesse à mesma “espécie” dos covardes, dos tauricidas, dos torcionários, dos forcados e de todos os que têm forma humana e são os piores PREDADORES do Planeta, não tendo respeito algum pela vida. E o que lhes chamo não são impropérios. É o que eles são na realidade.

 

«Não é isso também ofensa a animais, mas neste caso humanos

 

Resposta: Para se ser HUMANO, não basta ter a forma humana. Tem de se ter ESSÊNCIA humana, que é algo que vocês desconhecem. Logo, não ofendo os animais humanos, nem os não humanos. Mas não tenho a mínima consideração pelos animais humanos predadores. Se querem respeito, CONQUISTEM esse respeito. Deixem de ser PREDADORES.

 

«É a vida de um animal mais valiosa do que a de outro animal, mas neste caso, humano (tal como os apoiantes da "causa" teimam em chamar-lhe)?»

 

Resposta: Porque não sou hipócrita, digo-lhe que respeito mais um animal dito não humano, do que um animal humano PREDADOR. Que respeito merecem aqueles que TORTURAM UM SER VIVO por PRAZER? Muito mais valiosa é a vida de um ser inofensivo e inocente do que a de um torturador e matador. Isso não tenha a menor dúvida. Poderia ajudar um humano predador, se ele estivesse em perigo, mas apenas por uma imposição da minha humanidade. Nada mais do que isso.

 

«Desconfio que agora me vá chamar inculto, me vá mandar estudar, ler e informar-me. Acredito e assim o farei

 

Resposta: Pois desconfia mal. O que disse até aqui, tem a ver com uma visão errada do ser humano. O “homem” comum sempre esteve errado acerca da humanidade. Dizem-se os “donos do mundo” e não passam de uns seres insignificantes, diante das FORÇAS DA NATUREZA.

 

«Como a aconselho a si a fazer o mesmo acerca da Tauromaquia. Procure ter a certeza daquilo que diz, não entre em demagogias bacocas e fáceis como por exemplo: "[os toiros] também ficariam paraplégicos (com a tortura que sofrem na arena), se não os matassem.". Não raros são os casos em que aos toiros é poupada a vida e que recuperam normalmente, não ficam paraplégicos como a Srª afirma».

 

Resposta: Não tente tapar o sol com a peneira. Sei muito bem, porque sei ler e VEJO os vídeos, do estado horroroso em que ficam os Touros antes e depois de “lidados”. E se não ficam paraplégicos (sim, paraplégicos, tal como outros mamíferos ficam) é porque são ABATIDOS SEM DÓ NEM PIEDADE, pelos tais humanos predadores.

 

 


Veja um Porquinho paraplégico, numa cadeirinha-de-rodas. Se não matassem os Touros, quantos ficariam assim?


 

«Comparações de aficionados com Hitler, argumentando que Hitler tinha a vantagem de ser vegetariano, que gostava de animais e não os matava? Está, por acaso, esquecida dos mais de 6 milhões de animais humanos (também conhecidos por pessoas) que o citado matou? Mas então estamos perante uma incompatibilidade lógica no seu raciocínio

 

Resposta: o que disse aqui, fora do contexto daquilo que escrevi, parece o que é, MAS NÃO É. Isto foi escrito dentro de um determinado contexto. Se não perceberam, o problema é VOSSO. É o que faz a iliteracia. Mas quer saber? Uma vez que falou nisso, os tauricidas são os hitlers dos Touros e dos Cavalos. Acham que estes animais magníficos não são animais, tal como Hitler achava que os judeus não eram seres humanos, por isso os tratava como LIXO. É o que vocês fazem aos Touros e Cavalos: tratam-nos como lixo. Qual a diferença entre o nazista e o tauricida? NENHUMA.

 

«Defende animais, mas não se importa com os animais da sua espécie? Cumprimentos LS»

 

Resposta: defendo os animais da MINHA ESPÉCIE. Não me importo nada com os animais da espécie humana predadora, que NÃO SÃO, DE TODO, DA MINHA ESPÉCIE.

 

Como este:

 

 

Será esta uma expressão “humana”?... 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 15:40

link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 26 de Dezembro de 2012

(AINDA O CASO DO NUNO CARVALHO) - NÓS CONTINUAREMOS A LADRAR ENQUANTO HOUVER UM TAURICIDA EM ACÇÃO

 

 

Gostaríamos de ver o Nuno Carvalho assim… mas noutro lugar, noutras circunstâncias, vestido de outra maneira, OBVIAMENTE, e a acenar para um público com os “cinco alqueires” bem medidos… Mas a escolha foi DELE…

 

 

António Pereira Dias deixou um comentário ao post ANTÓNIO PEÇAS, O EX-FORCADO DE ESTREMOZ QUE INCITOU À VIOLÊNCIA CONTRA OS ANTI-TOURADAS, DIZ QUE «A AMI É UMA CAMBADA DE BANDALHOS» às 08:54, 2012-12-26.

 

"... àqueles que ladraram felizes pelo sucedido ao Nuno" - Foram estes os destinatários, e não outros, dos votos justos e indignados do Dr. António Peças. E então, haverá aqui alguém com os "cinco alqueires" bem medidos, que tenha tomates para defender a posição dos que ladraram felizes pelo sucedido ao forcado em questão? É que se há, não merecem um toiro a entrar-lhes pelo pára-brisas do carro - coitado do animal, ainda podia aleijar-se - merecem um míssil patriot. Quem ladra feliz perante aquele drama, não merece melhor; digo eu...»

 

***

 

António Pereira Dias, agora digo eu:

 

NINGUÉM LADROU FELIZ pelo sucedido ao Nuno. NINGUÉM. Talvez APENAS os tauricidas o façam porque para eles a VIDA de um ser, seja humano ou não humano, não VALE NADA.

 

NINGUÉM com os “cinco alqueires “ bem medidos e que tem os tais tomates vem para aqui DEFENDER o que aconteceu ao Nuno. Estes defendem a VIDA DE QUALQUER SER, seja HUMANO ou NÃO HUMANO.

 

Ora acontece, que o que aconteceu ao Nuno, FOI ELE que escolheu de sua livre e espontânea vontade, pois de tanta coisa ÚTIL que ele poderia fazer na vida, OPTOU por ir para uma arena TORTURAR COVARDEMENTE um SER mais morto do que vivo, não tendo, ele próprio, os “cinco alqueires” bem medidos, nem os tais tomates, pois se tivesse não escolheria o ofício de CARRASCO.

 

O que vocês não percebem é que quem tem os “cinco alqueires” bem medidos e os tais tomates, NÃO ESTÁ CONTRA PESSOAS, mas CONTRA AS ATITUDES que essas pessoas tomam ao vilipendiar um SER VIVO SENCIENTE E ANIMAL COMO TODOS NÓS.

 

Ou o António Pereira Dias pensa que vocês, aficionados, tauricidas, forcados, ganadeiros e apoiantes do tauricídio não são ANIMAIS? São também animais, só que PREDADORES. Mas são animais, que se levarem com uma farpa nos costados, SOFREM tal como sofre um Touro.

 

Mas isto vocês NÃO COMPREENDEM, porque não têm os “cinco alqueires” bem medidos, nem os tais tomates….

 

NINGUÉM aplaude o que aconteceu ao Nuno, ao contrário de vós, que aplaudis a TORTURA e a MORTE de um ser que tem uma SENSIBILIDADE semelhante à do HOMEM (mas é preciso que esse homem seja HOMEM).

 

Portanto, as suas conclusões, ou melhor as conclusões do ex-carrasco António Poças, com que você conclui o seu comentário, não passam de uma conclusão parva, pois NUNCA um TOURO que até tem os “cinco alqueires” bem medidos e os tais tomates no seu devido lugar, ao contrário dos carrascos que os torturam, NUNCA nos faria mal, nem dentro, nem fora de uma carro.

 

Por acaso eu já estive numa situação dessas: dentro de um carro, com um Touro bem servido de chavelhos, a empancar-me o caminho, e ele ali esteve, com a cabeça colada ao vidro, a olhar para mim, tranquilamente, com uns belíssimos olhos, e eu a olhar para ele, e a assombrar-me com tamanha beleza… E assim estivemos (não contei o tempo) até ele decidir desimpedir-me o caminho… Foi uma experiência extraordinária, e que põe por terra tudo o que dizem do “toiro bravo”. Que só é “bravo” depois de muito tormento ANTES de ir para a arena.

 

E para terminar, essa do míssil patriot, um TOURO nunca nos mandaria com um. Só mesmo HOMENS PREDADORES, como vós.

 

Consegue ver a diferença, António Pereira Dias?

 

E fique sabendo que continuaremos a LADRAR contra as ATITUDES DOS COVARDES TAURICIDAS, até que cheguem à conclusão de que VOCÊS é que são os BANDIDOS. Não nós.

 

Nós defendemos a VIDA de TODOS os seres vivos, incluindo a do Nuno, OBVIAMENTE. Mas foi ele que OPTOU por ser carrasco, e ser carrasco tem os seus riscos. Ou não?

 

Ao que parece, contudo, o Nuno não aprendeu nada com esse infortúnio, pois continua a aceitar a TORTURA de TOUROS para seu próprio benefício.

 

Contra isto também continuaremos a LADRAR.

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 10:32

link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
Domingo, 4 de Novembro de 2012

ESTA É DEDICADA ÀQUELES “VETERINÁRIOS” PORTUGUESES QUE APOIAM A TAUROMAQUIA, E A TODOS OS COVARDES QUE MALTRATAM ANIMAIS, DENTRO OU FORA DAS SUAS PROFISSÕES

OUÇAM O QUE DIZ LUIZ CARLOS PRATES – UM HOMEM DOS VERDADEIROS

 

 

Luiz Carlos Prates é um jornalista, radialista e Psicólogo brasileiro, conhecido pelas suas participações como comentarista em jornais locais da Rede Globo e do SBT.

 

Prates faz críticas políticas e sociais relacionadas com os acontecimentos nacionais.

 

ESTE É CÁ DOS MEUS!

 

POR QUE É QUE EM PORTUGAL NÃO EXISTEM JORNALISTAS ASSIM?

 

E COMO ELE, TAMBÉM ME APETECE GRITAR QUE NENHUM COVARDE, QUE MALTRATE ANIMAIS, SE ATREVA A CRUZAR O MEU CAMINHO, DE HOJE EM DIANTE!

 

ATÉ AGORA FUI PACIENTE.
DAQUI EM DIANTE: TOLERÂNCIA ZERO!

 

CHEGA DE ESTUPIDEZ!

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:10

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 9 de Setembro de 2012

O QUE DEVEMOS FAZER DIANTE DO LOBBY TAURICIDA

 

 

 
 
publicado por Isabel A. Ferreira às 15:19

link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 4 de Junho de 2012

ISTO É A “VALENTIA” DOS COVARDES

 

 

REPAREM: o touro nem sequer pode defender-se com os cornos. Está com uma corda amarrada à perna e ao pescoço. E uma cambada de palermas a fazer-se de “valentes” diante de quem já não oferece nenhum perigo. Porque se investir, lá vai a corda...

Nenhum animal não humano faz isto. Apenas os covardes animais humanos.

BASTA DE TANTA IGNORÂNCIA!

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:28

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Fevereiro 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29

Posts recentes

As palavras são uma arma,...

«Forcados, um símbolo de ...

«VAMOS À VACA, VAMOS À VA...

A ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL P...

Aficionados acabaram à b...

A JUVENTUDE TAURINA PORTU...

As palavras são uma arma,...

TURISTAS CULTOS NÃO VÃO A...

campo pequeno ESPERA CERC...

PRÓTOIRO NO SEU PIOR: «UM...

Arquivos

Fevereiro 2024

Janeiro 2024

Dezembro 2023

Novembro 2023

Outubro 2023

Setembro 2023

Agosto 2023

Julho 2023

Junho 2023

Maio 2023

Abril 2023

Março 2023

Fevereiro 2023

Janeiro 2023

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Junho 2022

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

AO90

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, nem publica textos acordizados, devido a este ser ilegal e inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais. Caso os textos a publicar estejam escritos em Português híbrido, «O Lugar da Língua Portuguesa» acciona a correcção automática.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. 1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome. 2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas". 3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt