Terça-feira, 20 de Dezembro de 2011

A UNESCO NÃO DESCERIA TÃO BAIXO...

 

 
A UNESCO nunca considerará este símbolo do Touro Massacrado, esta imagem de dor e sofrimento, como Património Cultural Imaterial da Humanidade.
Seria descer demasiado baixo...

 

Os defensores das touradas em Portugal unem-se para «apresentar uma candidatura colectiva da Tauromaquia à Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da UNESCO»

 

Posted about 13 hours ago by Francisco Vieira to Portugal sem touradas

 

 

A federação taurina (PróToiro) uniu-se à Coordenadora Internacional para a Tauromaquia (CIT) para «apresentar uma candidatura colectiva da Tauromaquia à Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da UNESCO», conforme consta de documento divulgado hoje:

 

Documento disponível em: tauromaquia.pt

 

Pode ler-se neste documento:

 

No passado dia 13 de Dezembro teve lugar, em Madrid, um encontro entre a PRÓTOIRO – Federação Portuguesa das Associações Taurinas e a Coordenadora Internacional para a Tauromaquia (CIT) no qual participaram representantes da Associação Internacional de Tauromaquia (AIT), da Associação Nacional de Presidentes de Praças de Toiros (ANPTE), da União das Federações de Aficionados (UFTAE) e da Escola de Tauromaquia de Madrid, cujo momento de especial significado foi a recepção, por representantes do Centro de Assuntos Taurinos da Comunidade de Madrid, na Praça de Toiros de Las Ventas.

 

O encontro serviu para lançar os pilares fundamentais de uma abordagem da defesa da Festa dos Toiros de maneira conjunta entre ambas as entidades. Um acordo taurino de colaboração recíproca assinado entre ambas as organizações permitirá coordenar as actividades para uma melhor defesa de Tauromaquia, entendida esta no seu conceito mais amplo e extenso.

 

Neste sentido, a Coordenadora Internacional (CIT) trabalhará em conjunto com a PRÓTOIRO para estender o Projecto Tauromaquia-UNESCO a Portugal, onde a PRÓTOIRO intensificará, conjuntamente com as tertúlias e os aficionados portugueses, as actividades necessárias para estimular e pôr em marcha a declaração da Tauromaquia como Património Cultural Imaterial de Portugal, trabalho já iniciado por aficionados de festejos populares nesse país que recentemente conseguiram a importante declaração da “Capeia Arraiana” como Património Cultural Imaterial da Nação. (...)

 

***

 

O movimento abolicionista da tauromaquia não pode ficar parado a assistir, deve preparar-se para impedir que a UNESCO reconheça esta barbaridade medieval e unir-se, organizar-se e liderar a luta pelo fim das touradas e de todos os espectáculos com touros.

 

É verdade que as touradas têm tradição em Portugal mas também é verdade que o movimento abolicionista tem tradição no nosso país, com verdadeiros combatentes desta causa nobre muitos deles desconhecidos até dos próprios defensores da extinção das touradas.

 

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 14:17

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Comentários:
De Pedro a 5 de Janeiro de 2012 às 22:33
Libertem os cães, gatos periquitos e abram todas as jaulas de todos os Jardins Zoológicos.
E o que dizer do ZooMarine? Uma violência para o pobres dos golfinhos, confinados a uma pequena piscina.
Vamos criar um movimoento contra o Zoomarine - ABAIXO OS ESPECTÁCULOS DEGRADANTES DOS GOLFINHOS EM CATIVEIRO.
De Isabel A. Ferreira a 6 de Janeiro de 2012 às 11:12
Completamente de acordo consigo, Pedro.
E quem lhe disse que (vou falar por mim) que não me bato pela extinção de TODOS os espectáculos que utilizam animais?

E quem lhe disse que não me bato pela extinção dos Jardins Zoológicos?

Quanto aos pássaros, dizem os especialistas que os há que não sobreviveriam em liberdade. DE pássaros não percebo, mas sei que nos gosto de vê-los engaiolados.

Quanto a cães e gatos, como eles gostam de carinho! Libertá-los das correntes e das jaulas, e das varandas e dos maus tratos, e do abandono, sim.

Mas não do carinho, do aconchego de uma cama e de um abraço.

A propósito, Pedro, o que tem isto a ver com o MASSACRE DE TOUROS? Nada do que referiu justifica a carnificina da tortura de Touros numa arena, perante uma plateia sádica, perversa.
De Pedro a 11 de Janeiro de 2012 às 11:13
Olá! Já vi que despertei algo para além do extremismo contra os espectáculos taurinos.
Mas vamos mais longe! Onde estão os blogs e manifestações contra tudo o que seja contra os direitos dos animais.
Vou ser sincero: exceptuando os espectáculos taurinos e o novo partido politico pelos direitos dos animais, NÃO VEJO MAIS NADA. E sinceramente acho que quem é contra os espectáculos taurinos deveria canalizar essa energia também contra outras formas de aprisionamento animal.
Quero vê-la numa manifestação junto ao Jardim Zoológico, a favor do encerramento do mesmo, com a comunicação social presente. ATÉ LÁ TUDO O RESTO É DEMAGOGIA.
Cães e gatos gostam de carinho? Isso é outra mentira. Foram habituados a isso, e gostam de quem lhes dê comida. Na selva é cada um por si e assim é a natureza. Essa mentira é feita de quem não tem filhos e transfere para os animais o carinho que quer dar. Isto tem tudo a ver com os espectáculos taurinos. Na natureza não existem touros de lide, são criados para isso, tal como os cães e gatos que gostam de carinho, foram criados para isso mesmo.

Só para terminar, digo-lhe que sou completamente contra a abolição das touradas na Catalunha. E sabe porque foram abolidas, na realidade? Porque os espectáculos taurinos são uma tradição castelhana e os catalães querem evidenciar a sua independência. Mas sabe o que mais: continuam de mão estendida para Madrid reclamando dinheiro. A minha opinião é a seguinte: querem ser independentes, muito bem, ams esqueçam o dinheiro, vivam por voçês próprios, não metam as tradições de um povo à mistura de ódios laterias.

Obrigado por permitir que expresse a minha opinião. Foi para isto que foi feito o 25 de Abril em Portugal. A liberdade de expressão é um activo inalienável.
De Isabel A. Ferreira a 11 de Janeiro de 2012 às 14:17
Aí está, Pedro. Tem toda a liberdade de expressar a sua opinião, apesar de eu não concordar consigo, em quase nada do que escreveu neste comentário.

Deixei-o falar em "extremismo", um termo que toda a gente usa quando quer anular os que, pacificamente e com argumentos mais do que válidos, lutam para abolir o que está errado na sociedade: a utilização de animais não humanos para fins de divertimento.

Deixei-o falar em "demagogia" quando nada sabe do que (pelo menos eu) faço pelos animais. Sou tão contra a tourada como com o Jardim Zoológico, como os circos, como as lutas entre animais, como contra o abandono deles na rua, como com oas experiências, as matanças para adquirir peles, como contra acaça e a pesca desportivas, enfim, TUDO o que sacrifica os nossos companheiros de Planeta.

A minha ARMA é a palavra. Com ela e com a Internet (mais do que com os meios de comunicação social comuns) ou com manifestações de rua, vou mais longe do que aquilo que possa imaginar.

Estou a ver que nada sabe de cães e gatos. Mas deixei-o dar a sua opinião.

A Abolição de Touradas é sempre um grande acontecimento para os Touros e Cavalos, e eles não querem saber da política para nada, Pedro. Nem eu.

Fique à vontade, Pedro, para expressar as suas opiniões. Pelo menos é educado.

Comentar post

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

«ESCLARECIMENTOS | REPORT...

NUNCA AS TOURADAS LEVARAM...

REPORTAGEM DA TVI ENCOME...

EXTRAORDINÁRIA «CONTESTAÇ...

É VERDADE QUE O PS VAI PR...

REFERENDAR A TORTURA DE T...

BARBÁRIE EM ESPANHA: “TOR...

«ISTO É CULTURA?»

O "ACORDO" QUE NINGUÉM QU...

SENHOR PRIMEIRO MINISTRO:...

Arquivos

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

DIREITOS

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

ACORDO ORTOGRÁFICO

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

COMENTÁRIOS

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

CONTACTO

isabelferreira@net.sapo.pt