Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011

RECADO AOS BISPOS PORTUGUESES

 

 

A imagem de dor e sofrimento de um ser vivo que foi torturado para divertir os sádicos 

 

 

«BISPO CONDENA E PEDE A ABOLIÇÃO DA CORRIDA DE TOUROS»

 

Não, infelizmente, isto não é em Portugal.

 

Em Portugal os bispos estão calados. Coniventes com a barbárie. Cúmplices do espectáculo sádico, que é o Massacre de Touros (vulgo Tourada).

 

Este é o título de uma notícia, de outro país, que tal como o nosso, ainda não se libertou das trevas, mas onde a Igreja Católica toma posição.

 

Eis a notícia traduzida, para ser melhor compreendida:

 

«São numerosas as declarações de membros da Igreja Católica que vêm condenando as corridas de touros. Uma delas é a do Secretário do Vaticano, Bispo Pietro Gasparri que em 1923, disse: “Embora a barbárie humana ainda persista nas corridas de touros, a Igreja continua condenando em voz alta estes sangrentos e vergonhosos espectáculos, como o fez Sua Santidade o Papa Pio V”.

 

«Recentemente, em Novembro de 2011, o Bispo de Maracaibo, na Venezuela, manifestou-se, dizendo: “Os maus-tratos de animais são um triste e lamentável prolongamento que os seres humanos se infringem mutuamente, e dos quais as mulheres, as crianças e os idosos são as principais vítimas”».

 

Mais adiante o mesmo Bispo disse: «Como poderemos erradicar do mundo a crueldade e os maus-tratos se nós próprios os apoiamos num espectáculo para divertir o povo?»

 

«Não obstante, na Colômbia e no mundo, são muitos os que se dizem católicos, e de manhã vão à missa e, de joelhos, rogam pela paz, pela vida, pelo amor, pelo respeito, e à tarde assistem a um dos espectáculos mais cruéis e esvaziados de valores como são as violentas corridas de touros».

Estas declarações podem ser ouvidas através do seguinte link:

 

https://www.facebook.com/#!/photo.php?v=2895565034196

 

SENHORES BISPOS PORTUGUESES, PARA QUANDO UMA TOMADA DE POSIÇÃO PÚBLICA, DE ACORDO COM OS PRINCÍPIOS CRISTÃOS, NO SENTIDO DA ABOLIÇÃO DA TORTURA DOS TOUROS E DOS CAVALOS NAS ARENAS PORTUGUESAS?

publicado por Isabel A. Ferreira às 19:02

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Comentários:
De João Ferreira a 16 de Dezembro de 2011 às 16:13
Não consigo compreender como a Igreja permite, e até incentiva, a existência de locais de culto cristãos (vulgo "capelas"), fazendo parte integrante de locais de tortura (ou seja, "praça de touros"). Se alguém me conseguir explicar onde está a misericórdia destes senhores ...
Apregoam a clemência e depois assistem, promovem e aplaudem savrificios de animais ... Não será certamente por acaso que a Igreja está no estado em que está. Obrigado por me permitirem este desabafo.
De Isabel A. Ferreira a 16 de Dezembro de 2011 às 16:55
Obrigada, João Ferreira, pela sua passagem por aqui.

Ninguém com lucidez compreende, João. É algo macabro, por parte da Igreja Católica. Se bem com os antecedentes das fogueiras da Inquisição, não admira tanto assim. Mas isso já foi há tanto tempo. É tão medieval.
O que significa que a evolução é quase nula.
De Valdemar Leão a 16 de Dezembro de 2011 às 18:11
Boa tarde. Confesso que gosto da tourada em si mas que o cravar das banderilhas me faz confusão, acho que se poderia encontrar uma forma de não violentar o animal, afinal se já fomos à Lua isso não será assim tão impossível de fazer. Partilho por isso o sentimento contra a tortura dos animais. Pergunto é se há alguma instituição de importância neste país que seja contra a tourada. Se houver gostava de saber qual, se não houver gostava de saber qual o seu problema específico com a igreja católica! Também gostava de saber se alguma vez visitou um matadouro , mesmo moderno, um aviário, uma vacaria, uma coelheira, um canil municipal, etc..?. Será que os animais nestas ultimas instalações sofrem menos que os touros bravos? Duvido! Coerência é lutar contra a tortura em geral. Sou católico praticante, não tenho por obrigação defender quem se sabe defender, sou defensor dos direitos dos animais, tenho vários e em condições dignas. Sou também contra a hipócrisia de quem quer apenas defender causas só porque estão na moda. Mas o bife que vai parar ao prato proveniente de um animal que foi não torturado durante 20 minutos mas durante anos, às vezes sabe bem, mas desse não interessa falar! Lutem pelos direitos dos animais, mas de todos!!! Mesmo que isso faça com que o preço das nossas refeições tenham que subir, não apenas dos que não nos afetam diretamente.
Coerência acima de tudo.
De Isabel A. Ferreira a 17 de Dezembro de 2011 às 11:00
Senhor Valdemar Leão:

Primeiro: se gosta de Tourada, gosta da crueldade que se comete numa Tourada. Não há meio-termo. E também não há forma alguma de não violentar o animal. Basta levar o animal para uma arena, sem o consentimento dele (ele não é um OBJECTO), e estar num lugar estranho rodeado de pessoas sádicas, para estar a violentar-se o animal. E não é possível, como sugere, fazer um espectáculo com um animal (qualquer que seja) sem o VIOLENTAR BARBARAMENTE. É o mesmo que o levar a si, senhor Valdemar Leão, para uma arena e começar a chicoteá-lo, sem motivo algum.

Segundo: Não há nenhuma instituição de importância neste país que seja contra a Tourada, porque, primeiro, são instituições SEM IMPORTÂNCIA, e segundo porque são administradas por pessoas com MENTALIDADES ENQUISTADAS, não evoluíram, logo entendem que um animal que é BIOLOGICAMENTE IGUAL a um homem, pode ser utilizado CRUELMENTE, para DIVERTIMENTO. Por isso, são cúmplices de actos criminosos, uma vez que MOLESTAR animais (e aqui estão incluídos TODOS OS ANIMAIS) é crime. E se for para DIVERTIMENTO, ainda mais.

Terceiro: claro que já visitei coelheiras, aviários, pocilgas, vacarias, matadouros, canis municipais, e até casas particulares onde há animais muito mal tratados. São lugares de muita crueldade e de morte, que têm o aval de gente que se diz VETERINÁRIOS (por incrível que pareça). Outro crime, também. Se não soubesse o que acontece nesses lugares, senhor Valdemar Leão, como poderia estar aqui a criticar com INDIGNAÇÃO a existência deles?

Quarto: fala em coerência. Por acaso sabe das minhas actividades? Por acaso conhece-me de algum lado, para falar em “coerência” ou falta dela, da minha parte?

Quinto: o senhor diz ser católico praticante. Não duvido. Mas não será CRISTÃO. De outro modo não defenderia a utilização de Touros para touradas menos violentas. VIOLÊNCIA é retirar os animais do seu habitat natural e utilizá-los para DIVERTIMENTO (seja mais ou menos “leve”) ou mesmo matá-los com crueldade para COMER, o que vai contra os ensinamentos de CRISTO (pelos vistos não da Igreja Católica, que tinha a OBRIGAÇÃO MORAL de defender TODAS AS CRIATURAS DE DEUS) e não só os homens, especialmente os homens predadores, aqueles que cometem crimes contra a humanidade, os seres vivos, o meio ambiente, com o aprovação da IGREJA.

Sexto: defender causas porque está na moda? E diz-se DEFENSOR DOS ANIMAIS? Que moda? Massacrar Touros nas arenas, utilizar animais nos circos para divertimento, ou matá-los cruelmente para comer é MODA, senhor Valdemar Leão? A sua postura é que é BASTANTE HIPÓCRITA. Come bons bifes? Olhe que eu não como. E se acha MODA defender animais que são barbaramente torturados para divertir SÁDICOS, melhor seria estar CALADO.

Sétimo: o senhor diz: «lutem pelos direitos dos animais, mas de todos». Está correcto. E é isso que faço (estou a falar por mim). LUTO POR TODOS, incluindo os animais HUMANOS. Vejo que fala, apenas por falar, e desconhece TOTALMENTE AS MINHAS ACTIVIDADES. Só porque tenho um Blog, que ultimamente dedico ao Massacre de Touros, NÃO SIGNIFICA que não lute por muitas outras causas, noutros sítios. Conhece as minhas lutas? O que sabe de mim?

Oitavo: Coerência? Falou em coerência? Leia bem aquilo que escreveu, senhor Valdemar Leão. E depois venha falar-me em COERÊNCIA.

De Fairy Queen a 17 de Dezembro de 2011 às 20:24
Peço desculpa pela invasão,mas vi o seu post na página anti-tourada no Facebook.
esta imagem é extremamente chocante e provoca-me uma repulsa e uma raiva incontrolavél. Como é que um ser humano,que tenha um cérbero para pensar e um coração para sentir,pode fazer isto a outro ser vivo completamente indefeso e inocente?? a minha vontade não é de apelar aos bispos,é pegar numa caçadeira e matar esses homens(neste caso não são seres humanos,mas bestas sedentas de sangue!!!). Os católicos/bispos só servem os seus interesses na maioria dos casos,e peço desculpa se ofendo,mas não gosto da raça católica pois são todos uns falsos que só esperam poder. Se o apelo fosse feito a Sacerdotes amantes da natureza,como se verifica com os budistas,pagãos,hindus,a história seria outra. Penso que só uma revolta muito violenta entre o povo podia acabar com esta crueldade,e não esquecer,é preciso sempre alguém com influência.
De Isabel A. Ferreira a 18 de Dezembro de 2011 às 10:42
Não tem de pedir desculpa, pois não invadiu território. Passou por aqui, e agradeço-lhe.

O que diz, Fary Queen, traduz o sentimento de uma grande maioris. Num país que se diz Católico, a permissividade da Igreja Católica no que diz respeito a este desrespeito pela vida, é gritante.

Também eu estou indignada. Temos esse direito.

Comentar post

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Setembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
14
16
17
18
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

O OLHAR DE UM MÉDICO VETE...

NA CELEBRAÇÃO DO 80º ANIV...

DOCUMENTOS/PROVAS/MENTIRA...

O PSD, PS, CDS/PP E PCP ...

TAUROMAQUIA: EM ALBUFEIRA...

«PETIÇÃO: LEIRIA – CAPIT...

PÓVOA DE VARZIM: «NÃO, PR...

ILHA TERCEIRA (AÇORES): «...

A CARTA DO GRANDE CHEFE S...

A RCM 8/2011 QUE “DETERMI...

Arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

DIREITOS

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

ACORDO ORTOGRÁFICO

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, devido a este ser inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais.

COMENTÁRIOS

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

CONTACTO

isabelferreira@net.sapo.pt