Comentários:
De Anónimo a 3 de Julho de 2012 às 20:45
P.S.: Ama tantos os animais que nem se preocupa com a sua inevitável extinção. Ah não sabia disto? Informe-se melhor então.

Amar os animais não é vê-los na televisão, nem ficar contente de os ver no zoológico.

Quanto ao resto do seu discurso foi a previsível diatribe habitual, pontuada de tiques fascistas de publicar só o que lhe interessa.

Não se canse a responder. Não virei aqui mais. Não se aprende grande coisa nem me parece que a senhora cheia de certezas esteja interessada no que quer que seja para além de vociferar e insultar. Passe bem.
De Isabel A. Ferreira a 4 de Julho de 2012 às 09:28
Ó anónimo escondido com o rabo de fora, esqueceu-se do recadinho final, João Macías?

Vou responder-lhe, porque sei que virá aqui espreitar. Só desta vez.
Quem lhe disse que não me preocupo ou que desconheço que há animias em extinção? Só um estúpido muito estúpido não saberia disso.

Já agora posso dizer-lhe que adorava que o animal homem predador estivesse em extinção. Esse sim. Não faz falta nenhuma ao Planeta, e seria um bem para todos os animais humanos e não humanos.

O que sabe do que faço fora deste Blog?

E está a ver? Quem lhe disse que gosto de Jardins Zoológicos? Deviam ser todos extintos. Os animias querem-se no seu habitat natural.

O resto do meu discurso... ai está. Os argumentos dos pobrezinhos de espírito são assim... só sabem dizer "seus facistas!"... No vosso vocabulário não existem outras palavras? Ou não sabem criticar um
texto com o qual não concordam?

No meu Blog mando eu. O texto do Miguel, não cabe neste lugar de comentáriuos. Merece melhor parangona, para eu poder discursar à vontade. Entendeu. Ontem não tive tempo. Hoje talvez tenha.
O Miguel quer publicidade, pois terá publicidade.

Gostei particularmente do último parágrafo do seu comentário.

Tenho pena que não aprenda nada. Nem todos conseguem. Mas o defeito não está em quem escreve, mas sim em quem lê. Que posso fazer?

Vociferar? Insultar? São palavras próprias dos que enfiam carapuças.

Comentar post