De Anónimo a 23 de Novembro de 2018 às 23:14
Querida Isabel, eu a chamo assim por suas ideias , já gosto muito de você . Sou brasileira, 55 anos, filha de espanhóis , tenho dupla cidadania, sempre fui contra touradas, desde criança . Li este post e digo, estou sentindo enjôo e tontura, chorei muito ao saber dos detalhes de algo que já odiava antes. Tenho acompanhado algumas lutas entre os contra e os a favor. Eu queria muito ajudar. Mas com certeza, a luta para acabar com isso está com políticos, veterinários e psiquiatras que atestem que isso é sadismo. Mas eu gostaria de ajudar. Talvez o que eu fale seja inútil, mas por favor me responda de qualquer maneira. Eu gostaria que me desse uma lista das cidades que ainda têm touradas, as piores primeiro, se possível. Se estiver ao seu alcance, dos outros países também . Sou professora me aposentando, quero trabalhar na base, mudando conceito de quem ainda é a favor. Vou fazer uma Página,escreverei um post, usarei suas descrições e também outras, inclusive de veterinários da faculdade de Engenharia da Alimentação no Brasil atestando que a carne do animal que sofreu estresse fica mais dura e escura. Vou impulsionar esse post nas cidades onde ainda há touradas, tenho como objetivo gastar nisso. Se eu souber as cidades específicas, os resultados serão melhores. Vou direcionar às mulheres, que têm maior sensibilidade, através delas atingir maridos, pais e filhos. Talvez eu direcione a turistas. Por favor, me ajude a ajudar. Preciso saber as cidades e também de onde vem a maior parte dos turistas . Parabéns pelo seu texto, me conte como será em 2019. Essa cultura tem que acabar. No Brasil colônia, era cultura ter escravos negros africanos. Os ricos não queriam mudança. Mas o bom-senso mudou algo que era da “cultura”, isso não é argumento. O ser humano está acima dos animais, ,porém o bem-estar animal está acima da diversão humana com crueldade. Um grande abraço!
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.