Comentários:
De T. a 28 de Agosto de 2014 às 02:42
Minha senhora, conheço muitos aficionados que de broncos não têm nada, por isso agradeço que se mantenha dentro do tópico em vez de se por a insultar tudo e todos só pela existência de "famas". "Quem não é bronco, não pode sentir-se atingido por esta verdade." Really ? Eu não sou bronca e senti-me bastante atingida. Açores são 9 ilhas, não uma. Numa boa parte delas nem se ouvem falar de filmes destes, portanto evite os insultos, e generalizações completamente desnecessárias. Aqui não há "aqueles - do tal sítio - que são isto e aquilo porque no sítio deles acontece x e y e sei lá quantos apoiam". Aqui há "aqueles que são isto e aquilo por esta e aquela razão". Obrigada.
De Isabel A. Ferreira a 28 de Agosto de 2014 às 09:15
Adoro responder a comentários deste calibre.

Sabe, um BRONCO (grosseiro, tosco, rude, incivilizado) é todo aquele que aprecia, por exemplo, touradas à corda, ou qualquer outra modalidade tauromáquica (mas não só). E até pode ser SENHOR PROFESSOR DOUTOR ou até presidente da república.

É que ser BRONCO não tem nada a ver com os estatutos sociais. Tema ver com MENTALIDADES RETRÓGRADAS. E TODOS os aficionados da tauromaquia (seja em que modalidade for) são BRONCOS impendentemente de ser estudado ou doutor.

E claro a mim, os BRONCOS já me têm chamado de bronca. E daí? Não me ATINGEM. Porque eu não aplaudo TORTURA DE SERES VIVOS. Não ME DIVIRTO com SANGUE DE SERES VIVOS. Sou completamente o OPOSTO. Ora quem não é bronco não pode sentir-se atingido por esta verdade universal. Não é a MINHA VERDADE. É UMA VERDADE UNIVERSAL.

Pois se não é bronca PARECE, ó senhora sem nome. Por vezes o que parece não é. Mas a maior parte das vezes o que PARECE, É. Que é o seu caso, porque nem se quer sabe o que é um INSULTO.

Sabia que eu não insulto ninguém? Insultaria se, por exemplo, dissesse que o Papa Francisco era um bronco. Acontece que o Papa Francisco não é um bronco. Mas se eu chamar BRONCO a um maluquinho por touradas à corda, não é um insulto. É a VERDADE. Não confunda as coisas.

Vocês é que não estão HABITUADOS A OUVIR AS VERDADES.

Pensam e dizem que tortura é cultura, que tortura é tradição, e isso só demonstra uma IGNORÂNCIA IMENSURÁVEL.

Muito se incomodam com as “generalizações”. Nem sequer entendem que por vezes um TODO, é apenas uma parte.

Quando se diz que Portugal é um país atrasado, não será de TODO um país atrasado, porque há muita evolução. Mas os BRONCOS que nele se arrastam pela vida (viver é outra coisa) é que são a NOTA DOMINANTE, porque no estrangeiro, quase ninguém sabe quem é Luís de Camões (e duvido que muitos terceirenses o saibam), mas sabem que Portugal é um país com um atraso civilizacional acentuado, pela imagem parola que passam lá fora.

E não tem nada que agradecer.

Eu que agradeço esta oportunidade de TENTAR ELUCIDAR as mentes atrasadas.

Comentar post