Sexta-feira, 5 de Julho de 2013

A vergonhosa "festa" do colete encarnado na primitiva Vila Franca de Xira

 
 
 

 

«Somos um grupo de cidadãos que considera uma afronta a cobertura que a RTP (sábado dia 6) e a SIC (domingo dia 7) pretendem dar às festas do colete encarnado.

 

A referida festa é paradigmática de como o poder autárquico se empenha - em todos os sentidos do termo - para satisfazer as suas clientelas em detrimento das acções verdadeiramente benéficas para as populações que servem. Nalgumas autarquias, como Vila Franca de Xira, é a sua íntima relação com os agentes tauromáquicos que define a agenda e o investimento públicos. É vergonhoso que a grande maioria dos portugueses suporte cortes brutais, sofra despedimentos em massa e ainda tenha de assistir à transmissão despudorada de como essas verbas são aplicadas em regabofes tauromáquicos, para sustentar uma indústria decadente.

 

No caso específico da RTP, ainda temos um acréscimo de desperdício do dinheiro que devia ser de todos nós para cobrir esta festa que nos devia envergonhar a todos.

 

E poupem-nos à conversa sobre o retorno económico das touradas, pois a única coisa que se consome em profusão é cerveja.

 

As televisões a participarem no velho princípio romano do pão e circo, para distrair as populações dos seus maus governantes.»

 

(Vilafranquenses Anti-touradas)  

 

***

 

Que vergonha RTP e SIC.

Não são meios de comunicação social.

 

São meios de divulgação do que de pior se faz em Portugal.

 

São os meios da decadência.

 

Isabel A. Ferreira

 

publicado por Isabel A. Ferreira às 18:13

link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Comentários:
De Acessórios Moda Jovem a 5 de Julho de 2013 às 19:07
: / é o pais que temos

Beijinhos
De Isabel A. Ferreira a 5 de Julho de 2013 às 19:20
É mais o país que não temos.

E é mais as gentes broncas que temos.

E quando a Bronquice Crónica se alastara por televisões, é o caos total.

De onde devia vir o melhor exemplo, vem o lixo.
De anonimo a 28 de Junho de 2014 às 13:24
isabel a ferreira va defecar argamassa e viva a festa brava. viva os touros de morte. viva a alma portuguesa e nossa tradicao.
De Isabel A. Ferreira a 28 de Junho de 2014 às 16:31
O que diz este anónimo cobarde é a verdadeira essência DOS AFICIONADOS DE TORTURA DE BOVINOS: utilizar linguagem ordinária; gostar de sangue e morte, tal como os vampiros; ter uma alma portuguesa corrompida, e não saber distinguir tradição (que dignifica os povos) de costume bárbaro (que identifica os broncos) da “festa” do colete encarnado.

Agradecemos mais esta ajuda em prol da ABOLIÇÃO DA TAUROMAQUIA. É só somar pontos.
De Miguel a 13 de Março de 2014 às 14:34
Tem toda a razão vivo aqui nesta LERDA DE VILA FRANCA DE XIRA E ISTO METE NOJO
De Vilafranquense a 16 de Maio de 2014 às 11:03
Meus caros,
Não sei se já repararam mas vivemos numa democracia há já 40 anos! E isso dá-nos a possibilidade de vermos ou não aquilo que gostamos ou não gostamos, também deveria dar-nos a possibilidade de respeitar os gostos e opiniões de todos...Dá-nos ainda a possibilidade de mudarmos de sitio se não gostamos de lá estar ou de lá morar. Também existe um botãozinho da tv que diz on/of...
De Isabel A. Ferreira a 16 de Maio de 2014 às 12:08
Este comentário só podia vir de um vila-franquense aficionado. Porque os há civilizados e cultos.

Pois é! Diz que há 40 anos vivemos numa democracia, mas não vivemos numa democracia.

Se vivêssemos numa DEMOCRACIA, estas manifestações bárbaras, dos tempos primitivos, não existiriam, porque a Democracia implica civilização, e não rima com TORTURA de animais para diversão de broncos.

Posto isto, e uma vez que a TORTURA de animais não é um prato de comida de que se goste ou deixe de gostar, nem sequer é uma opinião, é um acto criminoso, condenável e rejeitado pelo mundo civilizado, uma DEMOCRACIA nunca permitiria a liberalização desse acto criminoso.

Vivemos num regime político disfarçado de democracia.

Quanto ao mudar de terra ou mudar de canal…. Sim. Concordo.

Quem não se sente bem numa terra com um atraso civilizacional de séculos, e a dever milhões de Euros à Cultura culta, pode abandonar o ninho dos torcionários, se puder. Porque há os que não podem… infelizmente, e têm de suportar a incultura.

Em relação à televisão, sim, aí temos opção.

Ninguém é obrigado a ver uma estupidez, seja qual for, se não quiser. É a vantagem da existência da TV Cabo com centenas de canais à escolha.

Contudo, uma estação de televisão de serviço público, PAGA COM DINHEIROS PÚBLICOS, não tem o direito de cobrar taxas quando transmite programas rascas, para uma minoria inculta.

Infelizmente, vila-franquense, lamento dizer que a sua “teoria” está completamente fora da realidade civilizacional.

Sugiro que reveja os seus conceitos de Democracia, de gostos e de opiniões.
De HERMINIO RAMUSGA a 6 de Julho de 2014 às 23:49
FICO VERDADEIRAMENTE LIXADO QUE ME CHAMEM DE INCULTO ATRAZADO OU ASSASSINO,SÓ POR GOSTAR DA FESTA BRAVA,COMO PODERIA EU CLASSIFICAR A DITA SENHORA DE FUNDAMENTALISTA IGNORANTE,V.F.DE XIRA EXISTIU MUITO ANTES DA SENHORA COM A PAIXAO PELA FESTA BRAVA E CERTO QUE IRÁ EXISTIR PARA DEPOIS DELA E NÃO DIGA QUE SÃO UMA MINORIA OS APAIXONADO PELA FESTA DOS TOIROS OS ANTI-TAURINOS ESSES SIM SÃO UMA MINORIA SEM CONHECIMENTO DO QUE É UM TOIRO DE LIDE.
De Isabel A. Ferreira a 7 de Julho de 2014 às 12:08
Hermínio Ramusga, se enfiou a carapuça o problema é seu, porque aqui NINGUÉM SE DIRIGIU A SI NESSES TERMOS.

Essa “festa” de que fala, não é FESTA alguma, porque uma FESTA JAMAIS envolveria TORTURA DE BOVINOS, em parte alguma do mundo civilizado.
Mas como em Vila Franca de Xira a civilização ainda não entrou, e os aficionados já nasceram velhos e a cheirar ao mofo, de tanta antiguidade, chamam “festa” a algo que era um divertimento de broncos num passado longínquo.

Sim, eu não sou dessa época. Sou da modernidade. Evoluí. Por isso tenho o DIREITO CÍVICO de lutar pela abolição de uma “diversão” de um tempo onde não havia mais nada para o povo se divertir.

Mas hoje, a tortura de bovinos já não tem mais razão de ser, porque há uma infinidade de DIVERTIMENTOS CIVILIZADOS.

Lamentamos o ATRASO CIVILIZACIONAL de Vila Franca de Xira.

E fique sabendo que as touradas estão por um fio; os aficionados são uma MINORIA INCULTA mais do que comprovada em todas as sondagens feitas em Portugal e no estrangeiro; e temos um conhecimento profundo de um TOURO, que é um ANIMAL COMO QUALQUER UM DE NÓS, e que será vingado pela LEI DO RETORNO, que cairá sobre os seus CARRASCOS sem piedade.
De ********** a 4 de Junho de 2014 às 21:31
existe alguém com dores gravissimas é melhor consultarem um veterinário se precisarem posso dispensar o numero de alguns .

Anti Merdas ...
De Isabel A. Ferreira a 5 de Junho de 2014 às 10:00
A cobardia dos aficionados no seu melhor **********

É bom que tenham à mão os números de veterinários, não vá a família do *********** precisar, porque mais dia, menos dia, a Lei do Retorno bater-vos-á à porta e irão precisar de MUIIIIIIITOS veterinários.

E isto é como dois e dois serem quatro.

A era do retorno já começou, e é imparável.
De Vilafranquence aficionado a 4 de Junho de 2014 às 22:53
Se as pessoas, como a senhora, passassem mais tempo a trabalhar em vez de perderem o seu tempo a escrever estas críticas, se calhar Portugal não estava na situação que actualmente se encontra...
"Quem não gosta põem à borda do prato"
De resto deixo aqui o convite para aparecer no primeiro fim-de-semana de Julho para assistir a esta festa magnifica que é a do Colete Encarnado, até lhe pago uma cerveja para ajudar a economia local. Ou então sempre pode ficar a ver na RTP1 ou na SIC.
De Isabel A. Ferreira a 5 de Junho de 2014 às 09:53
A “festa” do colete encarnado é uma aberração tauromáquica. A festa dos broncos.

Se os vila-franquenses que perdem o seu tempo a torturar bovinos, se dedicassem à agricultura, Portugal estaria muito mais evoluído do que está, e não haveria tanta gente a passar fome. Isto é que é.

Porque eu TRABALHO. Sou ÚTIL à sociedade. Não sou um parasita como os tauricidas, que recebem dinheiros públicos para torturar bovinos indefesos, e fazer “festas” imbecis como essa do colete encarnado, que já passou de moda e é algo de má memória.

E fique sabendo, que nisto da tortura de seres vivos não há gostos, há ÉTICA, que é algo que vocês desconhecem… por falta de INSTRUÇÃO.

E podem fazer quantas festas quiserem, porque quantas mais fizerem, mais se enterram no lodo fétido da tauromaquia, que já está mais do que podre.

Vila Franca de Xira é uma das terrinhas portuguesas com um atraso civilizacional vergonhoso.

Não tendes nada de que vos orgulhar. Pelo contrário, essa Vila ficará para a História como a terra que no século XXI depois de Cristo ainda estava cheia de broncos primitivos e incultos.
De Alexandra a 7 de Junho de 2014 às 14:36
Para esta Senhora que se considera tão culta posso apenas dizer, a festa do "COLETE ENCARNADO" é uma festa tradicional que não tem apenas touros, tem também cavalos e crianças e adultos que gostam de viver a vida com o que vida tem de melhor, a Amizade, a paixão pelos animais e as tradições desta bela terra que é VILA FRANCA de XIRA.

Convido-a a vir assistir ao desfile de Cavalos e Cavaleiros onde são mostradas aqs várias Escolas de Equitação da região, onde os nossos filhos aprendem a ser gente de bem...
De Isabel A. Ferreira a 7 de Junho de 2014 às 14:55
Eu não me considero tão culta, EU SOU CULTA (sem falsa modéstia), e por ser culta, tenho o DEVER de criticar uma “festa” antiquada, fora de moda, extremamente primitiva, na qual são vilipendiados vários animais, de um modo cruel (basta estarem fora do seu habitat natural) que não são as ruas, as arenas, as cavalariças, nem escolas de equitação.

E ENSINAR OS IGNORANTES É UMA OBRA DE CARIDADE.

A vida moderna oferece muitos divertimentos civilizados, mas os indivíduos que não evoluíram e ficaram num passado marcado pela ignorância (que é a mãe da estupidez), acham que este tipo de “festa” é o que a vida tem de melhor.

Pois… Não conhecem a vida. Não conhecem outros divertimentos. Apenas a tortura de Touros e Cavalos, demonstrando um enorme desrespeito não só por estes seres que têm o direito a viver a vida deles da melhor maneira (e não forçados a servir de brinquedos a um bando de broncos) como também pelas crianças, que não tendo outra escolha, são obrigadas a seguir as pisadas de gente que de bem não tem nada.

Os vossos filhos serão os broncos do futuro, se não se desviarem a tempo desse mundinho pequeno, tacanho, sangrento e extremamente cruel.

Nem os Touros nem os Cavalos existem para servirem gente de plástico de má qualidade.
De Maria a 29 de Junho de 2014 às 01:50
Eu moro em Vila Franca de xira há precisamente dois anos, e tenho lhe a dizer que nunca apreciei qualquer tipo de tourada, largada ou novilhadas. Porém, aqui em Vila Franca de xira e raro encontrar alguém que não aprecie tal coisa. Com a chegada do colete encarnado percebo que o povo não pensa simplesmente em '' assistir às largadas'' mas sim também, no convívio que se dá ou longo da vila. Até, porque o colete encarnado existe principalmente como homenagem ao campino, e, não como meio para torturar os animais. Mesmo quem não gosta de touradas (ou largadas) consegue aproveitar esta festa. O povo pensa todo o ano nesta festa. Não lhe vou dizer que os touros são o menos importante, porque não é bem assim, são importantes. Mesmo sendo eu contra isso, mas a verdade é que o ambiente que se vive aqui nesta altura do ano, e um ambiente de festa, mesmo com a crise que se vive. Até é bom, as pessoas acabam por se abstrair. E verdade que o mundo dos touros assim como o dos cavalos, e um mundo de ganância onde só chega ao topo, muitas vezes só quem tem poder e nenhuma competência, mas não é só por existir algumas parasitas dessa género que todos os taurinos são assim. Vila Franca vive o colete encarnado com esta emoção porque já é uma tradição tão enraizada que é como se já fizesse parte do sangue dos vila fraquenses. Se vier este ano ao colete encarnado, não vá para as largadas, para isso venha há noite e verá o tipo de ambiente que aqui se vive toda a noite, especialmente nas tertúlias.
De Isabel A. Ferreira a 29 de Junho de 2014 às 11:17
Senhora Dona Maria, com todo o respeito pela sua opinião, gostaria de chamar a sua atenção para alguns pormenores que não estão bem analisados neste seu comentário.

Diz-me que em Vila França de Xira (que é uma terra arreigada a um costume medieval que não dignifica nem o animal humano, nem o animal não humano) é raro encontrar alguém que não aprecie TAL COISA.

É verdade. É raro. Mas existem pessoas que abominam o atraso de vida que por aí vai. Porque TAL COISA não dá prestígio à terra. Pelo contrário.

Vila Franca de Xira é conhecida pelo seu atraso civilizacional.

Quanto ao colete encarnado: se essa “festa” existe para homenagear o CAMPINO, então o bovino deve ficar no seu habitat. Homenagear campinos com tortura de bovinos não é de gente de tino. Uma homenagem tem de ser DIGNA e essa “homenagem” é INDIGNA de gente civilizada. Não combina uma coisa com a outra. Certo?

Se é pelo CONVÍVIO, acho muito bem. O convívio entre o povo e povo e saudável. Agora o convívio, com TORTURA DE BOVINOS é simplesmente ABOMINÁVEL.

O que vocês vivem nesta ápoca do ano NÃO É um ambiente de festa. Não pode haver festa onde há TORTURA. O que vocês vivem é uma histeria colectiva, a descambar para o macabro.

O colete encarnado NÃO É UMA TRADIÇÃO. Seria tradição se não utilizassem Bovinos para se “divertirem”. Apenas os broncos o fazem.

As tradições dignificam os povos. TAL COISA (como lhe chamou) não dignifica Vila Franca de Xira. TAL COISA é apenas um COSTUME BÁRBARO herdado de um tempo onde reinava a IGNORÂNCIA e não havia grandes opções de divertimento, como HOJE HÁ.

Mas o povo de Vila Franca de Xira desconhece os DIVERTIMENTOS CIVILIZADOS, e ficam amarrados a um passado de má memória e incivilizado.

Lembre-se que estamos no ano 2014 DEPOIS DE CRISTO. Não é antes de Cristo.

O grande problema está nesse primitivismo que (como diz) FAZ PARTE DO SANGUE dos vila-franquenses. Um sangue apodrecido de tão velho e de tão contaminado pela ignorância.

E a Senhora Dona Maria termina deste modo: «Se vier este ano ao colete encarnado, não vá para as largadas, para isso venha há noite e verá o tipo de ambiente que aqui se vive toda a noite, especialmente nas tertúlias.»

Primeiro: nunca irei a Vila Franca de Xira enquanto esta terra não se CIVILIZAR, e largar as largadas.

Segundo: o ambiente nocturno que a senhora diz que aí se vive, poderia ser mais saudável, mais limpo, mais civilizado, se deixassem os bovinos na paz dos campos, o lugar certo para eles estarem, pois é lá o habitat natural deles.

O colete encarnado é algo que pertence a um passado atrasado. Muito primitivo.

Façam a festa. Homenageiem os campinos. Mas DEIXEM OS BOVINOS NOS CAMPOS.

Divirtam-se CIVILIZADAMENTE.

Quando isso acontecer… Vila Franca de Xira merecerá a minha visita e a de todas as pessoas que lá não vão pelo mesmo motivo.
De Vilafranquense a 3 de Julho de 2014 às 19:23
Tenha cuidado por está a ofender todos os que cá nasceram, como eu e os meus ascendentes. Tenha também cuidado porque informáticamente poderá ser localizada.
De Isabel A. Ferreira a 6 de Julho de 2014 às 10:46
O quê? Isto é uma ameaça? Mais uma, entre centenas.

Não tenho medo de COBARDES nem de COBARDICES.

E ofensas fazem vocês à Humanidade civilizada e a todos os seres humnanos e não humanos, com o vosso primitivo modo de se divertirem, rorturando seres sencientes.

CIVILIZEM-SE. EVOLUAM.
De Anónimo a 4 de Julho de 2014 às 01:01
esta tipa e completamente maluca da cabeca, nao gosta de touros pronto mais ninguem pode gostar, ah pessoas que nao gostam de atum vamos fazer uma manifestacao para acabar com o atum outras nao gostam de nadar vamos acabar com as praias outras nao gostam de andar a pe bora arrancar os passeios das ruas, opa nao me lixem, esta tipa e mais uma pessoa que n tem mais nada para fazer e para se sentir ocupada anda a lixar a cabeca aos outros, mulher vai durmir um sono. e se quizeres aparece la no colete que os anominos que cumentao tratao te do pelo, mula! ehehe
De Isabel A. Ferreira a 6 de Julho de 2014 às 10:38
EU GOSTO DOS TOUROS, POR ISSO OS DEFENDO DE PREDADORES COMO ESTE COBARDE ANÓNIMO QUE NEM TEM CORAGEM DE DIZER O QUE DIZ COM UM NOME DECENTE.

QUEM NÂO GOSTA DE TOUROS SÃO OS TAURICIDADAS E OS QUE APLAUDEM A TORTURA DE TOUROS.

NEM SEQUER CONSCIÊNCIA DISTO TÊM.

O RESTO, SÃO PONTOS A FAVOR DA ABOLIÇÃO: A LINGUAGEM ORDINÁRIA DOS AFICIONADOS É A LINGUAGEM DE BRONCOS.

Comentar post

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Maio 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

«Entre o “respeito” e o “...

Dr. Basílio Horta, usar e...

«Bicadas do meu Aparo: “A...

Carta da cidadã Olímpia T...

Os Portugueses celebram a...

«Carta ao (ainda) Preside...

«A História feita crime»

«Marcelo excedeu-se ou a ...

As declarações de Marcelo...

No dia 25 de Abril de 197...

Arquivos

Maio 2024

Abril 2024

Março 2024

Fevereiro 2024

Janeiro 2024

Dezembro 2023

Novembro 2023

Outubro 2023

Setembro 2023

Agosto 2023

Julho 2023

Junho 2023

Maio 2023

Abril 2023

Março 2023

Fevereiro 2023

Janeiro 2023

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Junho 2022

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Direitos

© Todos os direitos reservados Os textos publicados neste blogue têm © A autora agradece a todos os que os divulgarem que indiquem, por favor, a fonte e os links dos mesmos. Obrigada.
RSS

AO90

Em defesa da Língua Portuguesa, a autora deste Blogue não adopta o Acordo Ortográfico de 1990, nem publica textos acordizados, devido a este ser ilegal e inconstitucional, linguisticamente inconsistente, estruturalmente incongruente, para além de, comprovadamente, ser causa de uma crescente e perniciosa iliteracia em publicações oficiais e privadas, nas escolas, nos órgãos de comunicação social, na população em geral, e por estar a criar uma geração de analfabetos escolarizados e funcionais. Caso os textos a publicar estejam escritos em Português híbrido, «O Lugar da Língua Portuguesa» acciona a correcção automática.

Comentários

Este Blogue aceita comentários de todas as pessoas, e os comentários serão publicados desde que seja claro que a pessoa que comentou interpretou correctamente o conteúdo da publicação. 1) Identifique-se com o seu verdadeiro nome. 2) Seja respeitoso e cordial, ainda que crítico. Argumente e pense com profundidade e seriedade e não como quem "manda bocas". 3) São bem-vindas objecções, correcções factuais, contra-exemplos e discordâncias. Serão eliminados os comentários que contenham linguagem ordinária e insultos, ou de conteúdo racista e xenófobo. Em resumo: comente com educação, atendendo ao conteúdo da publicação, para que o seu comentário seja mantido.

Contacto

isabelferreira@net.sapo.pt