Comentários:
De Isabel A. Ferreira a 1 de Junho de 2013 às 16:29
Para já, a vaca das cordas não é uma tradição. Tradição é algo CULTURAL, VÁLIDO, ÚTIL, com PÉS e CABEÇA.

A Vaca das cordas é apenas um costume antiquado, fora do tempo, um divertimento de muito mau gosto, parolo, boçal, bronco, que já devia ter acabado há muitos anos, porque, hoje, o que não faltam são entretenimentos CIVILIZADOS.

Se vão multidões a Ponte de Lima, são multidões broncas, dos arredores, que COITADOS, não lhes dão nada CULTURAL para se divertirem, divertem-se com a idiotice da terra dos outros.

Fala em INVEJA? Deus me livre! Se a minha CIDADE tivesse uma estupidez dessa para divertir o povo, mudava de terra. As tradições seculares da MINHA TERRA não têm nada a ver com estupidez e andar a correr atrás de vacas avinhadas. São CULTURA PURA.

Invejar uma coisa dessas seria DEMÊNCIA. LIVRA!

Ainda bem que o meu povo é CIVILIZADO.

Em relação ao conhecer a estupidez limiana da vaca das cordas, conheço-a como a palma das minhas mãos, e por a conhecer assim tão bem, REPITO: É A MAIOR ESTUPIDEZ QUE CONHEÇO no que diz respeito a “divertimento”.

EVOLUAM!
Estamos no Século XXI, DEPOIS de Cristo.
De vivian a 1 de Junho de 2013 às 22:41
Mundo VELHO, VELHO MUNDO. Medieval, Cruel, não sabem o que é RESPEITAR seres VIVOS.CHEGA de maldade, evoluem, depois querem ser ECO aqui, ECO ali, a VILA MAIS MAIS de Portugal e acabarão sendo simplesmente a Vilinha mesmo, no sentido literal da palavra, pela mentalidade pequena que ainda tem.

E o mundo civilizado só pode lamentar tanta parolice!
Evento tão grosseiro, que arrasta o nome de Ponte de Lima para a lama, como se vê neste vídeo que promove esta diversão idiota.
Não fica tudo dito?
E nem sequer o município tem a noção da figura ridícula que faz ao promover publicamente tamanha parvoíce.
É isto a “Vaca das Cordas”: um bando de bêbados covardes a puxar pelas ruas um animal manietado com cordas, ofegante, de língua de fora, cornos embolados (até nisso são covardes, pois nem sequer deixam ao animal a oportunidade de defender-se com as suas próprias armas).
E ainda esta gente inútil, pelas ruas, a fazer figura de parva e a celebrar o CORPO DE DEUS…
De Isabel A. Ferreira a 2 de Junho de 2013 às 17:16
Faço minhas as suas palavras, Vivian:

Mundo VELHO, VELHO MUNDO. Medieval, cruel, não sabem o que é RESPEITAR seres VIVOS.

CHEGA de maldade, evoluam, depois querem ser ECO aqui, ECO ali, a VILA MAIS MAIS de Portugal e acabarão sendo simplesmente a Vilinha mesmo, no sentido literal da palavra, pela mentalidade pequena que ainda tem.

Comentar post